Você está na página 1de 25

O título de crédito, documento

necessário ao exercício do direito


literal e autônomo nele contido,
somente produz efeito quando
preencha os requisitos da lei.
Art. 887 – C.C.
PRINCÍPIOS DO DIREITO CAMBIÁRIO
• cartularidade
• literalidade
• autonomia
• inoponibilidade
No Mato Grosso do Sul, Valdemir ajuizou uma
ação de execução contra Mário, baseada numa
Nota Promissória de R$ 14.000,00. Se defendendo,
Mário alegou que havia cobrança abusiva de juros,
bem como disse que já havia pago a quantia de R$
5.000,00 e pediu que fossem ouvidas testemunhas.
O juiz não aceitou os argumentos de Mário, que
acabou levando o processo até Brasília. Lá, o
Superior Tribunal de Justiça (STJ) manteve a
decisão do Juiz, entendendo que a questão, pela
própria característica dos títulos de crédito, deve
ser resolvida de acordo com o que estiver escrito
no documento.
A Companhia de Saneamento de São Paulo
(Sabesp) entrou com uma ação para executar um
cheque da Trucofer Comércio de Metais Ltda.,
pois o cheque entrou sem fundos na conta. A
Trucofer alegou que a Sabesp não entregou a
sucata que tinha sido arrematada num leilão,
paga com o bendito cheque. Quando chegou em
Brasília, o STJ decidiu que, pela característica do
título de crédito, não cabe discutir o negócio que
o originou, a não ser que a obrigação tenha sido
constituída em flagrante desrespeito à ordem
jurídica.
SAQUE OU EMISSÃO

Emissão ou saque são termos que buscam identificar a criação do


título de crédito. Nesse caso é declaração cambial necessária,
essencial e completa-se forçosamente pela assinatura do
declarante.

AVAL

Ato cambiário pelo qual um terceiro (avalista) se responsabiliza pelo


pagamento da obrigação constante do título.

Feito no anverso no título, bastando a simples assinatura do


avalista.
Se for no verso, além da assinatura deve constar expressão que se
trata de aval: “bom para aval”, “por aval”, etc.

O verso é o local apropriado para o endosso.


ENDOSSO

Antônio vende automóvel usado a Benedito para receber metade do preço


em 60 dias (relação fundamental ou negócio originário). A obrigação é
materializada por uma nota promissória. Imaginando que Antônio é
devedor de Carlos em quantia próxima a que Benedito lhe deve, e que
Carlos concorda em receber (através de endosso) o pagamento por meio
do título de crédito, teremos a existência de três relações jurídicas:

i)- obrigação de Benedito pagar a Antônio;


ii)- Antônio satisfazendo sua dívida junto a Carlos; e,
iii)- Benedito devedor de Carlos por causa do endosso.
ESPÉCIES DE TÍTULOS DE CRÉDITO
•letra de câmbio
•nota promissória
•cheque
•duplicata
•outros ( debêntures, warrant, título de
crédito rural, título de crédito industrial...)
LETRA DE CÂMBIO
•Decreto n. 2.044/1908
•Lei Uniforme (Decreto n. 57.663/66)

Ordem de pagamento por meio da qual o


sacador dirige ao sacado uma ordem para
que o mesmo pague a importância
consignada na letra a um terceiro
denominado tomador.
PESSOAS INTERVENIENTES
Avalista
Endossatário
Sacador
(Endossante)
Tomador
ordem

Sacado
$
LETRA DE CÂMBIO
NOTA PROMISSÓRIA
arts. 75 e 76 da Lei Uniforme (Decreto n.
57.663/66)
Decreto-Lei n. 167/67 (nota promissória rural)

 É uma promessa de pagamento feita, por


escrito, por uma pessoa em benefício de
outra ou à sua ordem
PESSOAS INTERVENIENTES

Avalista

Sacador

promete

$ Endossatário

Tomador (Endossante)
requisitos
• expressão “nota promissória”
• promessa de pagar determinada quantia
• nome do tomador
• data do saque
• assinatura do subscritor
• lugar do saque
NOTA PROMISSÓRIA
CHEQUE
•Lei n. 7.357/85

Ordem de pagamento à vista, sacada


contra um banco e com base em suficiente
provisão de fundos depositados pelo
sacador em mãos do sacado ou decorrente
de contrato de abertura de crédito entre
ambos.
requisitos
•a denominação ‘’cheque’’ ;
•a ordem incondicional de pagar quantia
determinada;
•o nome do banco ou da instituição financeira que
deve pagar (sacado);
•a indicação do lugar de pagamento;
•a indicação da data e do lugar de emissão;
•a assinatura do emitente (sacador), ou de seu
mandatário com poderes especiais.
observação - a assinatura do emitente ou a de seu
mandatário com poderes especiais pode ser
constituída, na forma de legislação específica, por
chancela mecânica ou processo equivalente.
pagamento

• decadência: em 30 ou 60 dias
• sustação: pode ser por revogação (após o
prazo para pagamento) ou por oposição
(anterior ao prazo para pagamento)
• protesto: facultativo para o emitente e
avalista, obrigatório para coobrigados
• prazo para executar: 6 meses, contados do
prazo para pagamento.
CHEQUE
DUPLICATA
•Lei n. 5.474/68

 Título de crédito causal, facultativamente


emitido pelo vendedor com base em fatura
representativa de compra e venda
Requisitos (Resolução BACEN nº 102/68)

• denominação “duplicata”;
• data de emissão;
• número de ordem;
• número da fatura;
• data do vencimento ou declaração de ser à vista;
• nome e domicílio do sacador e sacado;
• identificação do sacado (RG, CPF, título de eleitor, CTPS);
• importância a pagar, em algarismo e extenso;
• praça de pagamento;
• cláusula à ordem;
• declaração de reconhecimento de sua exatidão e da
obrigação de pagá-la, como aceite cambial;
• assinatura ou rubrica mecânica do sacador.
DUPLICATA