Você está na página 1de 31

PLANEJAMENTO

PROF. MA. ALESSANDRA LAICE


PAUTAS:

Planejamento
1 Conceituação
2 Características
3 Planejamento estratégico
4
4 Planejamento operacional
Conceituação
Esta palavra pode abranger muitas áreas diferentes.
O planejamento consiste em uma importante tarefa de
gestão e administração, que está relacionada com a
preparação, organização e estruturação de um
determinado objetivo.
É essencial na tomada de decisões e execução dessas
mesmas tarefas.
Conceituação
Como toda ciência o planejamento também possui uma
infinidade de conceitos. Veremos alguns deles:
conforme Moreira, Perrotti e Duner (2003, p.328),
planejamento corresponde ao “ato ou efeito de
planejar, elaborar por etapas, como bases
técnicas; planificações”.
Para Correa (2002, p.98), o planejamento é um “processo
administrativo e sistemático para atingir um
objetivo proposto”.
Conceituação

Outro pensamento, conforme Pasquale (2012, p.98), tem o


planejamento como “processo de elaborar o plano,
que é o documento escrito: portanto,
planejamento é a ação, enquanto o plano é o
resultado”, ou seja, o plano pode ser considerado como a
expressão de uma ideia ou pensamento em algo físico.
Conceituação

Segundo Oliveira (2004), o planejamento consiste em


identificação, análises estruturação, coordenação de missão,
propósitos, objetivos, desafios, metas, estratégias, políticas
internas e externas, programas, projetos e atividades, a fim
de alcançar de modo mais eficiente, eficaz, efetivo o máximo
do desenvolvimento possível, com a melhor concentração de
esforços e recursos.
Planejamento

O planejamento gera resultados porque tem uma visão


ampla do negócio.
Empresas sem planejamento são aquelas que abrem suas
portas pela manhã e simplesmente esperam acontecer.
Já empresas com plano e criatividade são aquelas que estão
prontas para buscar.
Planejamento

Porém, não basta simplesmente ter um planejamento ou


plano, é necessário saber executá-lo. Outro ponto é
discernir que uma empresa possui vários tipos de
planejamentos, todos importantes em suas respectivas
áreas. O fato é que todos devem ser integrados para
corresponderem às necessidades do negócio.
Planejamento
O Planejamento faz parte das funções administrativas
(Planejar, Organizar, Direcionar e Controlar).
Pode-se dizer que o Planejamento é executado no presente
e seu resultado é focado no futuro. E isso requer um prazo
para que seja colocado em prática pois, com isso, busca-se
realizar o que foi planejado obtendo resultados
esperados no futuro.
Planejamento Organizacional

É integrado, pois o mesmo envolve os níveis hierárquicos


do negócio interdependente de seu modelo
organizacional, facilitando e unificando as tomadas de
decisão.
Planejamento Estratégico

O Planejamento Estratégico é o conjunto de mecanismos


sistêmicos que utiliza processos metodológicos para,
dentro de um contexto, definir o estabelecimento de
metas
Planejamento Estratégico

Planejamento estratégico é uma competência da


administração/controladoria que auxilia gestores a pensar
no longo prazo de uma organização.
Alguns itens e passos cruciais para o plano estratégico são:
missão, visão, objetivos, metas, criação de planos de
ação e seu posterior acompanhamento.
Planejamento Estratégico

Envolve o mais alto nível da empresa (diretores e assessores)


que é responsável por ter grande conhecimento da empresa
e sempre deve estar atento ao que ocorre no ambiente
externo.
Planejamento Estratégico
• Nem todo planejamento de longo prazo é estratégico, assim, para
que seja, é preciso não colocar limites no que está sendo feito, então é
imprescindível definir o que se deseja alcançar num prazo
estabelecido e usar estratégias para realizar.

• Portanto, é necessário fazer um bom diagnóstico, verificando como


está o negócio, qual é o negócio, pontos fortes e pontos fracos, e
como deverá ser daqui a algum tempo. Este cenário deve abranger
tudo o que está contido na organização, como o produto, a localização
da empresa, relacionamentos com os clientes, fornecedores entre
outros.
Quais são as etapas de um planejamento
estratégico?
Suas etapas do processo são:
Análise SWOT – pontos fortes, fraquezas, oportunidades e
ameaças.
As partes interessadas identificam as maiores questões e os
objetivos.
Revisar a missão, visão e valores da empresa.
Desenvolver planos de ação (se possível anuais)
Estabelecer o orçamento.
Executar e monitorar.
Planejamento Tático
No planejamento tático, as pessoas envolvidas têm o
objetivo do desdobramento da estratégia, como, por
exemplo, criando metas e buscando condições adequadas
para que elas sejam realizadas (esse nível está entre o
nível estratégico e operacional).
Geralmente os ocupantes são coordenadores,
supervisores, gerentes e eles buscam cuidar dos
processos dos recursos, das pessoas envolvidas alinhando
as decisões estratégicas.
Planejamento Operacional

Segundo Fayol*, é uma função gerencial que busca


especificar os recursos que devem estar disponíveis para
cada produto e fornece cronogramas.
Esse planejamento pode ser anual, bienal, mensal, semanal
ou trimestral, especificando quais recursos estão disponíveis
para os serviços ou produtos, e utilizando esses cronogramas.
O planejamento operacional está ligado à eficiência.

• *Henry Fayol (europeu) desenvolveu a chamada Teoria Clássica, focada em aumentar a eficiência da empresa por meio
de sua estrutura
Eficiência X Eficácia

São palavras semelhantes e, muitas vezes, consideradas


sinônimos. No entanto, existem diferenças sutis na
definição e utilização de ambos os termos.
A eficiência seria o ato de “fazer certo as coisas”,
enquanto que a eficácia consiste em “fazer as coisas
certas”
Eficiência

Ser eficiente, ou seja, deve fazer as coisas de forma certa


com o menor uso de recursos e tempo possível, tem que
dominar o processo, ser habilidoso e rápido.
Isso é eficiência, fazer as coisas de forma certa.
Eficácia

A eficácia refere-se a fazer a tarefa certa, completar


atividades e alcançar metas.
Missão, Visão e Valores

São três fatores fundamentais para a elaboração de um


Planejamento Estratégico e, mais do que isso: estas
definições são importantes pois servem como direcionadores
para todas as decisões a serem tomadas pelos gestores no
dia a dia. Elas servirão como base para definição de
comportamentos, e devem deixar muito claro qual o caminho
a ser seguido, e onde a empresa pretende chegar.
Missão de uma empresa

Afinal, o que é missão? A missão de uma empresa é


a declaração concisa do propósito fundamental da
organização, a finalidade de sua existência, o motivo pela
qual foi criada.
A missão é como o DNA da empresa, definindo a sua
identidade e não costuma mudar ao longo do tempo.
Missão

A missão deve responder à pergunta mais básica que uma


empresa pode se propor: para que existimos?
Alguns exemplos de missão de grandes empresas do Brasil e do
mundo:
Google: É organizar as informações do mundo todo e torná-las acessíveis e úteis
em caráter universal.
McDonald’s: Servir alimentos de qualidade, com rapidez e simpatia, num
ambiente limpo e agradável.
Avon: Ser a companhia que melhor entende e satisfaz as necessidades de
produtos, serviços e auto-realização das mulheres no mundo todo.
Nestlé: Oferecer ao consumidor brasileiro produtos reconhecidamente líderes
em qualidade e valor nutricional, que contribuam para uma alimentação
equilibrada, gerando sempre oportunidades de negócios para a empresa e valor
compartilhado com a sociedade brasileira.
Fiat: Desenvolver, produzir e comercializar carros e serviços que as pessoas
prefiram comprar e tenham orgulho de possuir, garantindo a criação de valor e a
sustentabilidade do negócio.
Visão

Ter uma visão de futuro é simplesmente querer chegar a


algum lugar.
Todo gestor de alguma forma tem uma visão de futuro para
sua organização, mas nem sempre a formalizam, ou
definem uma estratégia para alcançar seus objetivos
A visão de uma empresa procura responder onde a
empresa quer chegar e o que deseja ser no futuro.
Sua visão deverá ser e conter o sonho de todos.
Preferencialmente deve ser construída com a participação
dos colaboradores, buscando expressar um sonho também
desejável por eles. Esse sonho deverá ser inspirador,
realizável, objetivo, ter uma dimensão perceptível e com
um prazo para acontecer.
Alguns exemplos de visão de grandes empresas:
Duratex: Ser empresa de referência, reconhecida como a melhor opção
por clientes, colaboradores, comunidade, fornecedores e investidores,
pela qualidade de nossos produtos, serviços e relacionamento.
Arcor: Ser a empresa nº 1 de guloseimas e biscoitos da América Latina e
consolidar a participação no mercado internacional.
Seara: Ser reconhecida como uma empresa de excelência no mercado
brasileiro e internacional, por processar e comercializar produtos de alta
qualidade, em todos os seus segmentos e marcas comerciais, e
continuando a se expandir no mercado em que atua no Brasil e no Exterior,
com o compromisso de aperfeiçoamento contínuo de seus produtos e com
o desenvolvimento sustentável e rentabilidade nos seus negócios.
Mercedes Benz: Nosso objetivo é ser referência como empresa produtora
e fornecedora brasileira dos melhores veículos comerciais, agregados,
automóveis, componentes e serviços. Buscamos atender às necessidades e
expectativas dos nossos clientes e criar valor para nossos acionistas e
demais públicos com os quais nos relacionamos.
Valores

Os valores são os princípios que regem as ações e


comportamentos de todos os indivíduos que fazem
parte de uma empresa, como sócios, acionistas e
colaboradores.
Para entendermos melhor o que são os valores,
precisamos distinguir valores e crenças. Uma crença é
algo em que eu acredito como sendo certo, justo ou
bom. Um valor, por sua vez, é uma crença segundo a
qual eu ajo, ou seja, ela está muito mais ligada ao
comportamento do que somente à crença.
Para serem seguidos, os valores precisam atender os
seguintes critérios:

Serem claros e objetivos, permitindo a compreensão de


todos;
Serem públicos para toda a organização, clientes e
sociedade;
Serem obrigatórios, todos os sócios e colaboradores devem
seguir à risca;

Você também pode gostar