Você está na página 1de 59

SENAI

Sistemas Digitais

Turma do Curso Técnico de Automação Industrial


Prof. Mauricio Martins
mauricio@senaidetubarao.com.br
mauriciomartins_mm@yahoo.com.br

1
1.3.3 Código Alfanumérico ASCII

2
2.2 Funções Lógicas

• 2.3.1 Função Inversão (NOT) / Porta Lógica NOT

3
2.3.2 Função AND / Porta Lógica
AND

4
2.3.3 Função OR / Porta Lógica
OR

5
2.3.4 Outras Portas Lógicas

6
3.2 CIRCUITOS INTEGRADOS

Figura 3.8 Circuitos integrados. (a) e (b) Encapsulamento; (c)


Diagrama de pinos; (d) Diagrama de pinos alternativo. 7
3.3 PORTAS LÓGICAS

3.3.1 Porta lógica “AND” (Porta E) com duas entradas

Figura 3.9 Porta “AND” com duas entradas. (a) Tabela de


combinações; (b) Símbolo convencional; (c) Símbolo
retangular; (d) Equação na saída; (e) Diagrama no tempo.
8
Figura 3.10 Circuito 7408. (a)
Tabela alternativa para a porta
“AND”; (b) Diagrama de pinos;
(c) Diagrama segundo padrão
ANSI/IEEE; (d) Distribuição
interna das portas.
9
3.3.2 “Delay”

Figura 3.11 Saída numa porta “AND” para atraso


diferente de 0.

10
3.3.3 Porta lógica “AND” com três entradas

11
3.3.4 Porta lógica “OR” (Porta OU) com duas entradas

Figura 3.13 Porta OR com duas entradas.(a) Tabela de


combinações; (b) Símbolo convencional; (c) Símbolo
equivalente; (d) Símbolo retangular; (e) Diagrama no
tempo.

12
Figura 3.14 Circuito 7432.
(a) Tabela; (b) Diagrama
de pinos; (c) Diagrama
ANSI/IEEE; (d)
Distribuição interna das
portas.
13
3.3.5 Porta lógica “NAND” (Porta NÃO E)
com duas entradas

Figura 3.15 Porta “NAND” com duas entradas. (a)


Tabela de combinações; (b) Símbolo convencional; (c)
Equação na saída; (d) Símbolo retangular; (e)
Diagrama no tempo.

14
Figura 3.16 Circuito 7400 – porta “NAND” com duas entradas.
(a) Tabela; (b) Diagrama de pinos; (c) Diagrama ANSI/IEEE.

15
3.3.6 Porta lógica “NAND” (Porta Não E)
com três entradas

16
7410

17
3.3.7 Porta “NOR” (Porta NÃO OU) com duas entradas

18
19
3.3.8 Porta “NOR” (Porta NÃO OU) com três entradas

20
7427

21
3.3.9 Porta lógica “NOT” ( Porta INVERSORA)

22
23
3.3.10 Porta lógica “XOR” (Porta OU EXCLUSIVO)

24
25
3.3.11 Porta lógica “XNOR” (Complemento da “XOR”)

26
Tristate (Terceiro Estado) para o TTL
O terceiro estado, ou tristate, ocorre quando a saída de um dispositivo
TTL apresenta alta impedância. Nessa condição, os dois transistores de saída
do dispositivo estarão cortados e o terminal de saída não terá nível alto nem
baixo (saída fica praticamente aberta). Para que o dispositivo lógico entre nesta
condição, uma entrada chamada Habilitação (Enable) é acionada.

27
Buffer 74244

28
Buffer 74245

29
4
FAMÍLIAS LÓGICAS - TTL

30
4.6 FAMÍLIA LÓGICA MOS

Uma tecnologia cuja estrutura geral consiste de um eletrodo


de metal conectado a uma camada de óxido isolante
depositada num substrato de silício é denominada MOS
(Metal-Oxide-Semiconductor).
A tecnologia MOS é usada na fabricação de transistores
chamados MOSFET – àqueles que atuam por efeito de campo
(“Field-Effect-Transistor”), tipo P ou N.

31
Comparando com os Bipolares

Vantagens

•Ela é 1/3 mais simples


•Tem custo menor
•Maior densidade (cerca de 50 vezes maior)
•Menor consumo de potência

Desvantagem

•São disposistivos lentos

32
As interrupções, entre o dreno e a fonte, indica, que em operação
normal não há canal de condução entre o dreno e a fonte.

33
Funcionamento

34
Inversor N-MOS

35
Inversor CMOS

36
DECODIFICADORES

Figura 6.1 Decodificador com N entradas e M saídas.


37
6.1 DECODIFICADOR COM 4 SAÍDAS

Figura 6.2 Decodificador 2/4. (a) Diagrama funcional; (b)


Tabela.

38
6.2 CIRCUITOS MSI

6.2.1 Decodificador Decimal – 7442, 74XX42

39
40
41
42
6.4 “LEDS” E “DISPLAYS”

6.4.1 Diodo Emissor de Luz (“Light emitting diode”)

43
44
6.4.2 “Display”

45
Display 7 segmentos

46
47
48
49
6.4.3 Decodificadores para sete segmentos

50
51
7447

52
EXEMPLOS
VCC
5V

XWG1
R1
16 0
330ohm Com
0
0 U2
0 SEVEN_SEG_DISPLAY

0
X1
2.5 V
X A B C DE F G
U1
X
7 13
X A OA
1 12
X B OB
VCC 2 11
31 15 5V
T R C OC
6 10
D OD
9
OE
3 15
LT OF
5 14
RBI OG
4
BI/RBO
7447N
53
6.4.4 “Displays” de cristal líquido de efeito de campo

54
Com

VCC U2
5V SEVEN_SEG

A B C DE F G

XWG1

16 0
U1 R1
0 7 13 1 16
0 DA OA
1 12 2 15
0 DB OB
2 11 3 14
0 DC OC
6 10 4 13
DD OD
VCC 9 5 12
X 5V OE
5 15 6 11
X ~EL OF
4 14 7 10
X ~BI OG
X 3 8 9
~LT
Bus
31 15
T R 4511BD 330 Ohm

55
VCC 5V

SEVEN_SEG_DISPLA
SEVEN_SEG_DISPLAY
C1 Com Com
0.1uF
U3 U6

A B C DE F G A B C DE F G

U1 R1
U2
14 12 7 13 1 16
A QA A OA
V1 1 1 12 2 15
1kHz 5V B 9 B OB
6 QB 2 11 3 14
R9(1) C OC
7 8 6 10 4 13
R9(2) QC D OD
2 9 5 12
R0(1) 11 OE
3 QD 3 15 6 11
R0(2) LT OF
5 14 7 10
7490N RBI OG
4 8 9
BI/RBO
7447N 330 Ohm

U4 U5 R2
14 12 7 13 1 16
A QA A OA
1 1 12 2 15
B 9 B OB
6 QB 2 11 3 14
R9(1) C OC
7 8 6 10 4 13
R9(2) QC D OD
2 9 5 12
R0(1) 11 OE
3 QD 3 15 6 11
R0(2) LT OF
C2 5 14 7 10
7490N 0.1uF RBI OG
4 8 9
BI/RBO
7447N 330 Ohm 56
57
SIMULADORES
• Todos os simuladores operam com circuitos
integrados Digitais. Porem para realizar
algumas experiências vamos usar o Circuit
Maker 6 Demo da Protel por apresentar ótimas
características de velocidade e desempenho.
Por ser uma versão estudante possui limitação
de 50 peças.

58
59

Você também pode gostar