Você está na página 1de 33

SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV

DISJUNTORES DE ALTA TENSÃO

O disjuntor é um dispositivo
mecânico de manobra, capaz de
estabelecer, conduzir e interromper
correntes nas condições normais do
circuito, assim como estabelecer,
conduzir durante um tempo
especificado e interromper
correntes sob condições anormais
especificadas do circuito, tais como
as de curto circuito.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


DISJUNTORES DE ALTA TENSÃO

Os disjuntores de alta tensão, são


os principais elementos de
segurança, bem como os mais
eficientes e complexos aparelhos
de manobra em uso nas redes
elétricas. Possuem um capacidade
de fechamento e ruptura que deve
atender a todos os requisitos
preestabelecidos de manobra sob
todas as condições normais e
anormais de operação.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV
DESCRIÇÃO TEXTUAL:

CÂMARA DE EXTINÇÃO – RESPONSÁVEL PELA


EXTINÇÃO DO ARCO ELÉTRICO FORMANDO
DURANTE A OPERAÇÃO DO DISJUNTOR. ELA É
DO TIPO AUTO-SOPRANTE E ESTÁ
HERMETICAMENTE SELADA DO CÁRTER. POSSUI
COMUNICAÇÃO COM O SF6 CONTIDO NA
COLUNA ISOLANTE ATRAVÉS DE TUBULAÇÃO E
ACOPLADOR FLEXÍVEL.
INTERLIGA-SE À SEGUNDA CÂMARA DE
EXTINÇÃO E Á HASTE DE MANOBRA DA COLUNA
ISOLANTE ATRAVÉS DA CAIXA DE MANIVELAS
DO CÁRTER.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV

Câmara de extinção (disjuntor SF6)


– Conter o SF6 em faixa de pressão
de 5,5 a 7 bar.

Anel de vedação “ O-RING”


(disjuntor SF6) - Manter o SF6
dentro do níveis de pureza
especificados pela IEC 60376.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV
Isolador de Porcelana da Câmara de Extinção – Disjuntor SF6
Anel de vedação “ O-RING” (disjuntor SF6) - Manter o SF6
dentro do níveis de pureza especificados pela IEC 60376.

Função: conter o SF6 em uma faixa de pressão de 5,5


a 7 bar.
Falha Funcional: Não se consegue conter o SF6.
 Trincas na porcelana;
 Porosidade da porcelana;
 Baixa aderência da cimentação entre os flanges e a
porcelana;
 Trincas na cimentação entre os flanges e a porcelana;
 Porosidade na cimentação entre flanges e a
porcelana.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV
Isolador de Porcelana da Câmara de Extinção – Disjuntor SF6
Função:
Conter o SF6 em uma faixa de pressão de 5,5 a 7 bar

Falha Funcional: Não Consegue conter o SF6


Modo de Falha:
 Trinca na porcelana
Causas do modo de falha:
 Manuseio inadequado na montagem;
 Defeito de fabricação;
 Torque inadequado nos parafusos do flange.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


SISTEMAS DE UMA SE DE 525 KV
Hexafluoreto de Enxofre - SF6 – Disjuntor SF6
Função: Isolar contatos do disjuntor durante a abertura
Falha funcional: Baixa rigidez dielétrica entre os contatos do
disjuntor.
Modo de falha: Baixa Pressão do SF6
Efeitos do modo de Falha :
Local :
 Abertura do arco elétrico entre partes condutoras
Sistema:
 Explosão do Disjuntor

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


Pátios de Subestações Energizadas
Tensão de Toque

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


Pátios de Subestações Energizadas
Pátios de Subestações Energizadas

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas
Pátios de Subestações Energizadas

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas

ATERRAMENTO NA CARCAÇA DE UM GRANDE TRANSFORMADOR.

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas

ATERRAMENTO NA CARCAÇA DE UM GRANDE TRANSFORMADOR.

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas
EQUIPAMENTOS DE SUBESTAÇÕES ENERGIZADAS

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas
ATERRAMENTO DE PAINÉIS ELÉTRICOS

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas

ATERRAMENTO DE BLINDAGENS DE CABOS E CIRCUITOS DE COMANDO.

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Pátios de Subestações Energizadas
• Nas Oficinas e nas fábricas, as partes energizadas, principalmente
as Acionadas por motores elétricos, devem ser muito bem aterradas.

Motor Elétrico de Grande Porte Motor Elétrico de Pequeno Porte

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico


SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES
Nos motores elétricos, a corrente elétrica entra e passa pelas bobinas,
a fim de fazer o motor girar. No entanto, se houver um problema com
o isolamento interno, esta corrente sai para a carcaça, podendo causar
acidentes. Por isso devemos aterrar todos estes motores.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


• Nas oficinas, as máquinas que possuem partes energizadas,
devem ter suas caraças aterradas.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


• Nas oficinas, as máquinas que possuem partes energizadas,
devem ter suas caraças aterradas.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


• Nas oficinas, as máquinas que possuem partes energizadas,
devem ter suas caraças aterradas.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


Nas Residências Principalmente:

Utilize somente tomadas com três pinos, pois estas possuem um pino
destinado à conexão do fio terra.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


O aterramento Elétrico nas Residências
• Nas residências o Aterramento Elétrico tem tanta Importância quanto
na indústria. Basta considerar que nas residências a maioria das pessoas
não possuem habilidade diante dos fenômenos elétricos.

Assim, algumas recomendações devem ser seguidas:


1- Ao projetar sua residência, durante a construção, colocar fios terra em
todos os pontos estratégicos, como tomadas, quadros de energia, e.tc..

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


Utilizar todas as tomadas com três pinos, de preferência que seja
adaptável para pinos chatos e pinos cilíndricos;

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


Nas Residências Principalmente, evite os adaptadores:

SEP – NR-10 FERNANDO


Prevenção de acidentes JOSÉ DE por
causados DEUS FERNANDES
choque elétrico
• Tipos de tomadas que não devem ser utilizadas, por não terem o
pino como opção para o aterramento.

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


- Nunca deixar eletrodomésticos como geladeiras, fogões, máquinas
de lavar, aparelhos de ar condicionado, chuveiros e.t.c., sem a ligação
à terra, ver figuras abaixo.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


- NUNCA DEIXAR ELETRODOMÉSTICOS COMO GELADEIRAS, FOGÕES,
MÁQUINAS DE LAVAR, APARELHOS DE AR CONDICIONADO, CHUVEIROS E.T.C.,
SEM A LIGAÇÃO À TERRA, VER FIGURAS ABAIXO.

Prevenção de acidentes causados por choque elétrico

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


- Em termos de segurança, devem ser aterradas todas as partes metálicas
que possam eventualmente ter contatos com partes energizadas.

- A partir do aterramento deve-se providenciar uma sólida ligação às partes


metálicas dos equipamentos.
Tomando como exemplo uma residência, os seguintes equipamentos
devem ser aterrados: Condicionador de ar, chuveiro elétrico, fogão, quadro
de medição e distribuição, lavadora e secadora de roupas, torneira elétrica,
lava-louça, refrigerador e freezer, forno elétrico, tubulação metálica,
tubulação de cobre dos aquecedores, cercas metálicas longas, postes
metálicos e projetores luminosos.

- Na indústria e no setor elétrico, uma análise apurada e crítica deve ser


feita nos equipamentos a serem aterrados para se obter a melhor
segurança possível.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES


CONSIDERAÇÕES FINAIS
Cuidados ao contratar os serviços de Aterramento Elétrico:

• A grande maioria não tem domínio da complexidade destes


serviços, construindo Sistemas de Aterramento sem a mínima noção.

*** Para sabermos se o profissional tem segurança no que está


fazendo, devemos questionar o seguinte:

• Conhecimento e estratificação do solo no local do aterramento;


• O porque do comprimento das hastes;
• O porque da quantidade de hastes;
• O porque da configuração: Hastes mais cabo ou somente cabo;
• O porque da geometria utilizada: Hastes em triângulo, hastes em
linha, malha quadrada;
Obs.: Não se copia projetos de aterramentos de um local para o outro,
pois em curtas distâncias, as propriedades do solo podem ser totalmente
diferentes.

SEP – NR-10 FERNANDO JOSÉ DE DEUS FERNANDES