Você está na página 1de 58

A Visão dos

Vencedores
Compreendendo os Princípios
da Vida Eterna, do Reino e
da Volta de Jesus
A Visão dos Vencedores
 Para compreendermos apropriadamente a
visão dos vencedores, precisamos
verificar alguns conceitos fundamentais.
Um deles é que há diferença entre
salvação e reino, vida eterna e galardão,
eternidade e recompensa, ser salvo e ser
vencedor, pela fé e pelas obras.
 Há uma grande controvérsia no meio
cristão sobre esses assuntos, o que acaba
prejudicando a nossa caminhada para o
cumprimento do propósito de Deus.
A Visão dos Vencedores
 Há duas correntes teológicas que
discutem esse assunto: o calvinismo e o
arminianismo.
 Calvino ensinava sobre a segurança da
salvação, ou seja, uma pessoa salva não
há perderia por nada.
 Arminius já cria que uma pessoa poderia
ser salva hoje e amanhã, por ocasião de
algum pecado ou atitude de vida, poderia
perder a sua salvação.
A Visão dos Vencedores
 Se olharmos para a Palavra de Deus com
a ótica divina, veremos que ambos não
estão errados. Porém, lhes falta a
intensidade da luz da revelação para
entender com mais clareza as verdades
bíblicas.
 Vemos no meio do povo de Deus muita
confusão quando se diz a respeito da
salvação e das obras. Uma vez salvo,
será que perdemos a salvação? Mas, se
eu já ganhei a vida eterna, por que devo
me esforçar em ser santo, fiel e puro?
A Visão dos Vencedores
O que produzem estas linhas teológicas?
 Os arminianos sempre vivem apreensivos,
angustiados para não serem apanhados em
falta. Contudo, são crentes mais zelosos e
comprometidos, devido ao temor de virem a
se perder se não forem suficientemente fiéis.
 Já, os calvinistas vivem mais tranqüilos, pois
consideram que Deus tem o controle de tudo.
Logo, para que se esforçar, orar, jejuar,
servir a Deus, se já garantiu a salvação? Isso
produz crentes relaxados e negligentes.
A Visão dos Vencedores
 Nossa ênfase é o equilíbrio entre a visão da
graça e a das obras. Chamamos essa visão
da Visão dos Vencedores, pois se de um
lado da moeda, somos salvos pela graça de
Deus, mediante a nossa fé, de outro,
seremos recompensados no Reino dos
Céus, porque nos tornamos vencedores de
fato e de verdade em Cristo Jesus.
 Sermos salvos não quer dizer
necessariamente que somos vencedores. Há
salvos que são derrotados! Mas, todo
vencedor, necessariamente é salvo.
A Visão dos Vencedores
Qual a base da Palavra com relação a
Salvação?
 “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto
não vem de vós; é dom de Deus; não de obras,
para que ninguém se glorie” (Ef 2:8-9).
 A Bíblia diz que somos salvos pela graça, e
também pela fé. A graça é a parte de Deus e
a fé é a nossa parte nesta salvação. O texto
deixa bem claro que a graça de Deus não
admite ter a interferência humana para a
conquista da salvação, exceto a fé, ou seja,
que se creia.
A Visão dos Vencedores
Qual a base da Palavra com relação ao
Reino?
“Desde os dias de João Batista até agora, o reino
dos céus é tomado por esforço, e os que se
esforçam se apoderam dele” (Mt 11:12).
 Em Mateus, já vemos uma outra dimensão
da Palavra que também é verdadeira.
Porém, aparentemente parece contradizer o
texto de Efésios. Mateus nos afirma que é
necessário esforço para adquirir o reino dos
céus e não a salvação. A salvação é
adquirida somente através da fé pela graça.
A Visão dos Vencedores

Como se obtém a salvação?


 A Bíblia é clara em dizer que a salvação é
um dom (presente) gratuito de Deus. Não
se compra por nenhum preço, porque
como já foi visto em Efésios, nada que o
homem faça pode comprar a salvação.
Um presente é algo que não nos custa
nada, nada, nada.
 “...mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna
em Cristo Jesus, nosso Senhor” (Rm 6:23).
A Visão dos Vencedores
Como se obtém a salvação?
 O caminho para a salvação está em Rm 10.
 “Se, com a tua boca, confessares Jesus como
Senhor e, em teu coração, creres que Deus o
ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. Porque
com o coração se crê para justiça e com a boca se
confessa a respeito da salvação” (Rm 10:9-10).
 Precisamos apenas da fé em duas
dimensões:
1. Crer com o coração.
2. Confessar com a nossa boca.
A Visão dos Vencedores
Como se pratica a salvação?
 “Assim, pois, amados meus, como sempre
obedecestes, não só na minha presença, porém,
muito mais agora, na minha ausência, desenvolvei
a vossa salvação com temor e tremor” (Fp 2:12).
 “Pois somos feitura dele, criados em Cristo Jesus
para boas obras, as quais Deus de antemão
preparou para que andássemos nelas” (Ef 2:10).
 Apesar de não sermos salvos pelas obras,
somos salvos para boas obras.
A Visão dos Vencedores
 A condição para a salvação é a fé no
Senhor. Além da fé, não há outra condição.
Nenhum homem jamais poderia pagar pela
salvação. Só o sangue e a morte de Seu
Filho puderam satisfer todas as exigências
de Deus.
 Mas, entrar no reino dos céus é outra
questão: requer obras. Hoje, um homem é
salvo pela justiça de Deus. Não podemos
entrar no reino dos céus a menos que nossa
justiça exceda a dos escribas e fariseus (Mt
5:20).
A Visão dos Vencedores
 Então, salvação é uma questão de
conhecermos a Deus, mas o reino é uma
questão de sermos conhecidos por Ele.
 A questão da vida eterna é
completamente baseada na obra do
Senhor Jesus. Contudo, a questão do
reino está baseada em nossas obras
feitas pelo poder de Deus.
A Visão dos Vencedores
Qual a garantia de nossa salvação?
 Vemos que qualquer pessoa que crer com o
coração e confessar com seus lábios (Rm
10:9-10) se tornará filho de Deus. E uma
vez filho, jamais deixará de ser filho, por
mais que peque ou erre.
 Isto é um conforto para todos nós, pois
Jesus disse que uma vez que estamos em
suas mãos, ninguém nos tirará de lá.
 “Eu lhes dou a vida eterna; jamais perecerão, e
ninguém as arrebatará da minha mão” (Jo 10:28).
A Visão dos Vencedores
Agora, como se obtém o Reino?
 Se por um lado a salvação é de graça, por
outro, o reino dos céus é tomado pelo
esforço (Mt 11:12), ou seja pela boas
obras.
 “ ...e vos darei a cada um segundo as vossas
obras” (Ap 2:23b).
 “Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará
no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade
de meu Pai, que está nos céus” (Mt 7:21).
A Visão dos Vencedores
Ainda, como se obtém o Reino?
 “E eis que venho sem demora, e comigo está o
galardão que tenho para retribuir a cada um
segundo as suas obras” (Ap 22:12).
 “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração,
como para o Senhor e não para homens, cientes de
que recebereis do Senhor a recompensa da
herança. A Cristo, o Senhor, é que estais servindo”
(Cl 3:23-24).
 O reino é adquirido cumprindo condições de
Deus ligadas à fidelidade, santidade e
perseverança.
A Visão dos Vencedores
Então o Reino é diferente de Salvação.
O que é o Reino?
 O Reino é o tempo que o Senhor Jesus
governará a terra com Sua autoridade. Este
tempo terá início e terá fim (Ap 20:4-6).
 Também não podemos confundir o reino dos
céus com o reino de Deus. O reino de Deus
não tem início e não tem fim. O seu governo
sempre existiu e nunca deixará de existir. Mas,
o reino dos céus é um período de tempo
dentro do reino de Deus (I Co 15:24-25).
A Visão dos Vencedores
 Quem falou do Reino?
 João Batista começou falando do reino
dos céus, mas foi Jesus quem o
formalizou, sobretudo em Mateus,
chamado do Evangelho do Reino, onde é
citado mais de 30 vezes.
 O sermão do monte, em Mateus 5 a 7,
fala do reino dos céus e, repetidamente,
fala sobre a questão da recompensa.
Estes ensinamentos do Senhor dizem-nos
como o homem pode conquistar o reino
dos céus.
A Visão dos Vencedores
 Só nas bem-aventuranças, o reino dos
céus é mencionado três vezes.
 “Bem-aventurados os humildes de espírito, porque
deles é o reino dos céus... Bem-aventurados os
que são perseguidos por causa da justiça, porque
deles é o reino dos céus... Bem-aventurados sois
quando, por minha causa, vos injuriarem e vos
perseguirem e, mentindo, disserem todo mal
contra vós. Regozijai-vos e exultai, porque é
grande o vosso galardão nos céus...” (Mt 5: 3,10-
12).
A Visão dos Vencedores
 “Porque se amardes os que vos amam, que
recompensa tendes?” (Mt 5:46).
 “Guardai-vos de exercer a vossa justiça diante
dos homens, com o fim de serdes vistos por
eles; doutra sorte, não tereis galardão junto de
vosso Pai celeste” (Mt 6:1).
 “Quando, pois, deres esmola, não toques
trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas,
nas sinagogas e nas ruas, para serem
glorificados pelos homens. Em verdade vos digo
que eles já receberam a recompensa” (Mt 6:2).
A Visão dos Vencedores
 “Para que a tua esmola fique em secreto; e teu
Pai, que vê em secreto, te recompensará” (Mt
6:4).
 “Tu, porém, quando orares, entra no teu quarto
e, fechada a porta, orarás a teu Pai, que está em
secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te
recompensará” (Mt 6:6).
 “Tu, porém, quando jejuares, unge a cabeça e
lava o rosto com o fim de não parecer aos
homens que jejuas, e sim ao teu Pai, em secreto;
e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará”
(Mt 6:17-18).
A Visão dos Vencedores
 Então, a salvação é de graça, mas para
conquistarmos o reino dependerá do nosso
esforço, das nossas obras.
 Observamos um outro versículo chave em
Mateus, onde nos mostra mais sobre a
questão da recompensa, apontando onde e
como ocorrerá:
 “Porque o Filho do homem há de vir na glória de
seu Pai, com os seus anjos, e então retribuirá a
cada um conforme as suas obras” (Mt 16:27-28).
A Visão dos Vencedores
Há dois fatos aqui muito
importantes:
 Primeiro: o homem será recompensado
de acordo com suas obras.
 Segundo: a recompensa será distribuída
quando Cristo vier na glória de Seu Pai
com Seus anjos. Aquele será o tempo em
que Ele estabelecerá Seu reino sobre a
terra. Portanto, somente quando o reino
iniciar é que a recompensa iniciará.
A Visão dos Vencedores
E quem não receber a recompensa?
 Vai receber a disciplina. Deus recompensará ou
disciplinará uma pessoa salva, de acordo com
as suas obras boas ou más, respectivamente.
 “Contudo, se o que alguém edifica sobre o fundamento é
ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha,
manifesta se tornará a obra de cada um; pois o dia a
demonstrará, porque está sendo revelada pelo fogo; e qual
seja a obra de cada um o próprio fogo o provará. Se
permanecer a obra de alguém que sobre o fundamento
edificou, esse receberá galardão; se a obra de alguém se
queimar, sofrerá ele dano; mas esse mesmo será salvo,
todavia, como que através do fogo” (I Co 3:12-15).
A Visão dos Vencedores
E quando se dará a recompensa?
 Quando o Senhor tornar-se o Rei e o reino
da terra tornar-se o reino de nosso Senhor,
aquele será o tempo para se dar a
recompensa aos santos, aos pequenos e aos
grandes.
 “Na verdade, as nações se enfureceram; chegou,
porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem
julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus
servos, os profetas, aos santos e aos que temem o
teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e
para destruíres os que destroem a terra” (Ap 11:18).
A Visão dos Vencedores
Ainda sobre o tempo da recompensa:
 Em outras palavras, o tempo do reino que é
o milênio, é o tempo da recompensa.
 “O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu
grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se
tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele
reinará pelos séculos dos séculos” (Ap 11:15).
 No milênio, os crentes vencedores reinarão
com Cristo, mas os crentes derrotados serão
disciplinados.
A Visão dos Vencedores
Em que consiste a recompensa?
 A recompensa consiste na obtenção da
coroa, do trono, do prêmio.
 Que é uma coroa? Uma coroa representa
algo. Uma coroa representa uma posição
no reino. Ela também representa glória no
reino. A coroa é o símbolo do reino. Não é
simplesmente um chapéu esculpido em
ouro e enfeitado com diamantes. Quando
alguém perde a coroa, perde aquilo que a
coroa representa.
A Visão dos Vencedores
 “Combati o bom combate, completei a carreira,
guardei a fé. Já agora a coroa da justiça me está
guardada, a qual o Senhor, reto juiz, me dará
naquele Dia; e não somente a mim, mas também a
todos quantos amam a sua vinda. Já agora a coroa
da justiça me está guardada, a qual o Senhor, reto
juiz, me dará naquele Dia; e não somente a mim,
mas também a todos quantos amam a sua vinda”
(II Tm 4:8).
 “Venho sem demora. Conserva o que tens, para
que ninguém tome a tua coroa” (Ap 3:11).
 “Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar,
recebereis a imarcescível coroa da glória” (I Pe 5:4).
A Visão dos Vencedores
 Existem pregadores que dizem que se
você vier a Jesus vai ganhar uma coroa
no céu. Isto definitivamente está em
desacordo com a Palavra de Deus.
Ninguém vai receber uma coroa
simplesmente porque é salvo. É preciso
ter obras.
 “Bem-aventurado o homem que suporta, com
perseverança, a provação; porque, depois de ter
sido aprovado, receberá a coroa da vida, a qual
o Senhor prometeu aos que o amam” (Tg 1:12).
A Visão dos Vencedores
 A coroa é uma recompensa para os
vencedores. Mas, também temos o trono que
significa a mesma coisa para os vencedores.
 Que é o trono? O trono também é um símbolo
do reino. Ele representa uma posição no reino,
autoridade no reino, glória no reino.
 O trono e a coroa em si mesmos não são
significativos; eles existem apenas para
representar o reino. Em outras palavras, a
recompensa é o reino e é isso que a Bíblia nos
mostra claramente.
A Visão dos Vencedores
 Outra questão relevante sobre o assunto é
quanto à posição que temos em Cristo.
 “Em todas estas coisas, porém, somos mais que
vencedores, por meio daquele que nos amou”
(Rm 8:31-37).
 Na vida cristã há uma diferença entre
posição legal e posição experimental.
 Legalmente já somos mais que
vencedores. Cristo já nos garantiu essa
vitória.
A Visão dos Vencedores
 Posição legal é aquilo que é nosso por
direito. Em Cristo Jesus somos vencedores,
porque Ele já pagou o preço, Ele já morreu
e ressuscitou. Ele subjugou principados e
potestades. Ele venceu e porque estamos
Nele, nós também somos vencedores. A
posição dele é a nossa posição também.
 Posição experimental, porém, é tomar na
experiência aquilo que já é verdade
legalmente.
A Visão dos Vencedores
 É possível ser legalmente herdeiro de
uma grande fortuna, mas
experimentalmente viver na miséria
absoluta. Alguns são filhos do Rei, mas
vivem como se fossem escravos.
 A parte de Deus é dar, a nossa parte é
apropriar.
 Vencedores são aqueles que já entraram
na experiência daquilo que é de todo o
crente legalmente.
A Visão dos Vencedores
 Uma coisa é ser salvo, outra coisa é ser
vencedor.
 Apesar de todo crente nascido de novo ser
um vencedor legalmente, sabemos que esta
não é a experiência de todos. Na verdade,
existem muitos crentes que são derrotados.
 Um crente derrotado é salvo? É possível
alguém ser salvo e, depois de salvo viver
uma vida de derrota para o pecado.
 Uma coisa é ser salvo; outra coisa é ser
vencedor.
A Visão dos Vencedores
 A salvação é o dom de Deus a todo que
crê; mas, a recompensa é apenas para o
vencedor.
 A salvação é pela fé; mas, a recompensa
é pelas obras que praticarmos diante de
Deus.
 “Digo, pois, que, durante o tempo em que o
herdeiro é menor, em nada difere de escravo,
posto que é ele senhor de tudo” (Gl 4:1).
 Logo, podemos ser filhos e vivermos como
escravos.
A Visão dos Vencedores
 Todos nós já temos a vitória legalmente,
mas nem todos a possuem de forma
experimental.
 Somente o vencedor de forma experimental
é que receberá a recompensa.
 Vencedores são todos os crentes que já
entraram na experiência da herança.
 Vejamos mais algumas diferenças entre
salvação e reino para fundamentarmos
mais esses princípios.
A Visão dos Vencedores
Diferenças entre a Salvação e o Reino
 Primeira diferença - quanto à duração, ao
tempo.
 A salvação é para toda eternidade, enquanto
o Reino durará 1000 anos.
 “E, então, virá o fim, quando ele entregar o reino ao
Deus e Pai, quando houver destruído todo
principado, bem como toda potestade e poder.
Porque convém que ele reine até que haja posto
todos os inimigos debaixo dos pés” (I Co 15:24-25).
A Visão dos Vencedores
 A salvação não será mais longa para uns
que para outros. Ela é igualmente eterna
para todos. Todavia, o reino dos céus
durará o tempo do milênio e nele os
vencedores reinarão e os derrotados
serão disciplinados.
 O Reino tem começo e fim, enquanto a
salvação não. A salvação é eterna, mas
o milênio é temporário.
A Visão dos Vencedores
Diferenças entre a Salvação e o Reino
 Segunda diferença - quanto à forma como
é adquirido.
 A salvação é pela graça, mediante a fé,
enquanto o reino é adquirido por obras de
justiça praticadas por nós.
 A maneira de ter a vida eterna é por meio de
crer (Jo 3:16).
 A maneira de entrar no reino dos céus é uma
questão de obra, de trabalho (Mt 11:12).
A Visão dos Vencedores
 A palavra do Senhor nunca ensina que a
salvação pode ser adquirida pelas obras. A
salvação é de graça. Deus no-la dá.
Ninguém poderia comprar a salvação. Por
isso, Jesus a comprou para nós. Agora,
passa ser uma questão de aceitação.
 “…Aquele que tem sede venha, e quem quiser
receba de graça a água da vida” (Ap 22:17).
 “Não por obras de justiça praticadas por nós, mas
segundo sua misericórdia, ele nos salvou mediante
o lavar regenerador e renovador do Espírito Santo”
(Tt 3:5).
A Visão dos Vencedores
 A salvação acontece num instante. O
nosso espírito é regenerado na hora em
que nós recebemos a vida eterna dentro
de nós.
 A salvação é a porta estreita de entrada,
mas o reino depende de como trilhamos o
caminho estreito.
 “Eu sou a porta. Se alguém entrar por mim, será
salvo; entrará e sairá e achará pastagem” (Jo
10:9).
A Visão dos Vencedores
 A salvação é uma questão que diz
respeito ao inferno, mas o ser vencedor
diz respeito à recompensa.
 A questão do inferno já foi resolvida na
vida do crente, pois foi feito filho de Deus.
Um filho pode deixar de receber a
herança, mas nunca deixar de ser filho.
 “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o
poder de serem feitos filhos de Deus, a saber,
aos que crêem no seu nome” (Jo 1:12).
A Visão dos Vencedores
 Alguém pode dizer que basta ser salvo e
não faz questão de reinar com o Senhor.
Quem diz isso é como Esaú que
desprezou o direito de primogenitura que
possuia como herdeiro. Quem despreza a
recompensa de Deus talvez nunca tenha
nascido de novo.
 “E eis que venho sem demora, e comigo está o
galardão que tenho para retribuir a cada um
segundo as suas obras” (Ap 22:12).
A Visão dos Vencedores

Diferenças entre a Salvação e o Reino


 Terceira diferença - quanto à busca.
 Uma vez que recebemos a vida eterna, não
temos mais de buscá-la; a recompensa
precisa ser buscada.
 Com relação ao reino, a Palavra de Deus diz
que devemos procurar obtê-lo e buscá-lo
diligentemente. Quanto ao reino, estamos no
estágio de busca; ainda não o obtivemos.
A Visão dos Vencedores

Diferenças entre a Salvação e o Reino


 Quarta diferença - quanto à forma de
Deus tratar.
 Enquanto o reino não pode ser dado, visto
que ele deve ser conquistado, quanto à vida
eterna o Senhor Jesus a dá a todos quantos
vierem a crer Nele. Não precisamos fazer
esforço para alcançar a salvação.
 A mãe de Tiago e João pediu para Jesus
dar algo que só era alcançado por mérito.
A Visão dos Vencedores
 “Perguntou-lhe ele: Que queres? Ela respondeu:
Manda que, no teu reino, estes meus dois filhos
se assentem, um à tua direita, e o outro à tua
esquerda. Mas Jesus respondeu: Não sabeis o
que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu
estou para beber? Responderam-lhe: Podemos.
Então, lhes disse: Bebereis o meu cálice; mas o
assentar-se à minha direita e à minha esquerda
não me compete concedê-lo; é, porém, para
aqueles a quem está preparado por meu Pai” (Mt
20:21-23).
A Visão dos Vencedores
 Por que o Senhor não pôde atender o pedido
daquela mãe? Porque o reino não é algo que
se dá, é algo que se merece.
 Também, o pedido do ladrão envolvia o
reino, mas a resposta de Jesus foi em
relação a salvação. Com relação ao reino,
Ele não podia fazer nada, já que o ladrão não
tinha obras, pois estava se convertendo na
hora da morte.
 “E acrescentou: Jesus, lembra-te de mim quando
vieres no teu reino. Jesus lhe respondeu: Em
verdade te digo que hoje estarás comigo no
paraíso” (Lc 23:42-43).
A Visão dos Vencedores
 Alguns pensam que a morte tem poder de
nos aperfeiçoar. Pensam que quando
morrerem a sua vida será aperfeiçoada.
 Não se engane: se morremos ignorantes,
chegaremos lá ignorante, se morremos
sem obras, chegaremos lá sem obras.
 A morte não tem o poder de acrescentar
nada a ninguém. Quem morre criança na
fé, chega no céu criança na fé. Ele não vai
adquirir num piscar de olhos o
conhecimento que negligenciou aqui.
A Visão dos Vencedores
 Bem-aventurado é aquele que tem a
oportunidade de servir ao Senhor, porque
as suas obras vão acompanhá-lo. Quem
não tem obras, vai chegar de mãos
abanando diante de Deus.
 “Bem-aventurados os mortos que, desde agora,
morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que
descansem das suas fadigas, pois as suas obras
os acompanham” (Ap 14:13).
A Visão dos Vencedores
 Se alguém peca aqui e não se arrepende,
se vier a morrer no pecado, ele será
disciplinados lá no reino. Passará pelo
fogo da disciplina de Deus no milênio.
 “Entra em acordo sem demora com o teu
adversário, enquanto estás com ele a caminho,
para que o adversário não te entregue ao juiz, o
juiz, ao oficial de justiça, e sejas recolhido à
prisão” (Mt 5:25).
A Visão dos Vencedores

Diferenças entre a Salvação e o Reino


 Quinta diferença - quanto a graduação.
 A vida eterna é igual para todos, mas no
reino haverá diferença de graduação entre
crente e crente.
 Cada um vai ganhar a recompensa de
acordo com suas obras. Quem não tem
obras não terá recompensa. Quem tem
poucas obras, terá pouca recompensa. E
aquele que teve obras más, terá disciplina.
A Visão dos Vencedores
 No reino, há diversos níveis de graduação.
 Alguns receberão dez cidades, outros
receberão cinco. Alguns receberão
meramente uma recompensa, mas outros
receberão um galardão grande.
 “Respondeu-lhe o senhor: Muito bem, servo bom;
porque foste fiel no pouco, terás autoridade sobre
dez cidades. Veio o segundo, dizendo: Senhor, a
tua mina rendeu cinco. A este disse: Terás
autoridade sobre cinco cidades” (Lc 19:17-19).
A Visão dos Vencedores

Diferenças entre a Salvação e o Reino


 Sexta diferença - quanto a definição.
 A vida eterna já está definida, desde que
cremos. Por isso, podemos ter certeza da
salvação. Uma vez salvo, salvo para sempre,
pois a salvação é eterna.
 Todavia, ser um vencedor é uma questão
que está em aberto. Podemos ser hoje e não
ser amanhã, ou vice-versa.
A Visão dos Vencedores
 Salomão é um exemplo de alguém que
começou bem a corrida, mas terminou mal.
 Jacó, por outro lado, começou mal a corrida,
mas terminou bem. A recompensa, portanto
é algo que permanece em aberto e alguém
que possui uma coroa hoje pode não tê-la
amanhã.
 “Venho sem demora. Conserva o que tens, para
que ninguém tome a tua coroa” (Ap 3:11).
A Visão dos Vencedores
Diferenças entre a Salvação e o Reino
 Sétima diferença - quanto ao sofrimento.
 A salvação não depende de sofrimento
algum, mas, o reino, às vezes, implica em
sofrimento e privação.
 “E ainda vos digo que é mais fácil passar um
camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar um
rico no reino de Deus” (Mt 19:24).
A Visão dos Vencedores
 Para ser salvo não há necessidade de ser
pobre. Ninguém crê que para ser salvo
precisa vender tudo. A salvação é um
presente. Eu não preciso ofertar nada
para para ser salvo.
 Porém, o reino é diferente. Uma vez que
eu sou salvo, mas continuo avarento,
então eu não sou um vencedor. É muito
difícil um rico ser um vencedor, porque
fica muito apegado ao dinheiro.
A Visão dos Vencedores

 Para ser salvo não é preciso ser solteiro,


nem fazer voto de castidade. Mas, para
herdar a recompensa do reino, às vezes, é
necessário.
 “Porque há eunucos de nascença; há outros a
quem os homens fizeram tais; e há outros que a
si mesmos se fizeram eunucos, por causa do
reino dos céus. Quem é apto para o admitir
admita” (Mt 19:12).
A Visão dos Vencedores
 Apocalipse 20 mostra-nos que os mártires
receberão o reino. A Bíblia, entretanto, nunca
nos mostra que o homem deve ser
martirizado, a fim de receber a vida eterna. O
reino pode requerer até mesmo o martírio
para obtê-lo.
 “Vi ainda as almas dos decapitados por causa do
testemunho de Jesus, bem como por causa da
palavra de Deus, tantos quantos não adoraram a
besta, nem tampouco a sua imagem, e não
receberam a marca na fronte e na mão; e viveram e
reinaram com Cristo durante mil anos” (Ap 20:4).