Você está na página 1de 9

Filosofia

Os benefícios das grandes guerras


Introdução

O objetivo do trabalho é entender quais as consequências


positivas de uma guerra sendo que o estado de conflito e
guerra é o resultado da discórdia e gera sempre
destruição. Como pode então a guerra promover
benefícios?
A filosofia da guerra
Graças à história conseguimos perceber que a guerra faz parte
da vida humana e é inerente à natureza humana.

Pelos efeitos negativos que a guerra tem na vida das pessoas


podemos concluir que a guerra é uma fonte obvia de questões
a nivel moral.
- A guerra pode em alguma circunstância ter justificação?
- A guerra é sempre uma hipótese incorreta?

Contudo a questão que vamos aqui abordar é se a guerra


realmente pode conduzir a benefícios no futuro.
- qual o lado bom da guerra?

O historiador Ian Morris afirma que:


“a guerra tem aspetos positivos e é uma das causas para o
avanço da humanidade,… Para isso, faz equivaler o
desenvolvimento das técnicas e dos meios de batalha ao
crescimento económico e social de diferentes partes do mundo”
A nível científico
A sucessão de guerras tornam os países mais desenvolvidos e
com tecnologia nunca antes vistas.

Os registos históricos mostram-nos o progresso cientifico durante


as guerras e podemos assim concluir que quantas mais guerras
houverem mais avanço científico teremos.

O lado bom da guerra é o conhecimento adquirido que pode


ser usado em beneficio da sociedade:
- energia nuclear como fonte de energia
- computador
- aviação
- GPS
- internet Cronologia de eventos

1913 - modelo atômico de Ernest Rutherford;


1914 - Primeira Guerra Mundial;
1917 - Paul Hangevin inventa o sonar;
1919 - Rutherford descobre o próton,
1920 - surge a teoria quântica moderna;
1929 - acelerador de partícular;
1930 - alemães descobrem a fissão nuclear
1932 - James Chadwick identifica o nêutron;
1941 - bomba atômica;
1942 - Erico Fermi desenvolve o reator nuclear;
Benefícios a nível industrial
Com a vontade de querer vencer ou alcançar um determinado
objetivo o mais rápido possível, a industria teve um crescimento
acentuado durante os periodos das grandes guerras.

Graças ao desenvolvimento tecnológico, que respondeu em


primeiro lugar às necessidades militares, temos hoje acesso a
objetos essenciais:
- aço inox
- forno micro-ondas (tecnologia dos radares)
- câmaras digitais
- enlatados
- ziper
Benefícios a nível da
medicina
Um dos casos de morte mais comuns nas guerras são as
infeções decorridas dos ferimentos no campo de batalha.
Em 1928 Fleming e seu colega, Dr. Pryce, descobriram um fungo
do gênero Penicillium e demonstraram que o fungo produzia
uma substância responsável pelo efeito anti bacteriano: a
penicilina.
No entanto sua utilização só ocorreu em 1943, quando os
governos ficaram preocupados com o aumento das baixas
decorrentes de infeções e resolveram aplicá-la.
A penicilina salvou milhares de vidas de soldados dos aliados
na Segunda Guerra Mundial.
Antibióticos e cirurgia plástica foram se desenvolvendo e
evoluindo durante os períodos de guerra.
Benefícios a nível económico
O fator económico é muitas vezes o motivo de desentendimentos
entre os países e a razão para os mesmos se confrotarem.

Devido aos desenvolvimentos associados à guerra e à


estabilidade do pós guerra a economia cresce:

- incentivos governamentais para a recuperação


- mercados mais livres
- estabilidade geográfica

O crescimento económico promove melhores condições de vida


Benefícios a nível social
Durante as grandes guerras e no após guerras a mentalidade
das pessoas foi alterando. É exemplo a xenofobía e o racismo
que imperavam na Europa. A tendência de pensamento que
dava grande importância à existência de raças superiores é
atualmente desvalorizada.

Com as guerras temos, a meu ver, algo tão vantajoso como:


- mudança de mentalidades na sociedade
- mudança dos juízos morais
- mudança de valores - justiça, igualdade, respeito, liberdade
fazendo assim uma importante distinção entre o bem e o
mal para um melhor funcionamento da sociedade.

“Ainda que a guerra seja um método terrível para a criação de


sociedades maiores e mais pacíficas, provavelmente foi a única
maneira que os seres humanos encontraram para o fazer”.
Edwin Starr
Conclusão

Conclui-se com este trabalho que as guerras levaram à


criação de sociedades maiores e mais complexas, com
governos que erradicaram a violência interna.
Por mais estranho que possa parecer, as guerras
tornaram o mundo mais seguro, e a segurança que
produziram permitiu o desenvolvimento e o crescimento.
De acordo com Basil Liddell Hart, um dos pais fundadores
das táticas com tanques do século XX, a conclusão é
que «a guerra é sempre uma questão de fazer o mal na
esperança de que dele resulte o bem».
Da guerra vem a paz; da perda, o ganho.