Você está na página 1de 149

Planejamento Avançado da

Qualidade do Produto (APQP)


e Plano de Controle

ESCOLA SENAI GERALDO ALCKMIN

Prof. Roberto Haddad Junior


APQP Avisos
de
Água Bordo

Horário

Banheiro

Material

Intervalos

Celular
“ Se você conhece o inimigo e
conhece a si mesmo, não precisa
temer o resultado de
cem batalhas. Se você se conhece,
mas não conhece o inimigo, para
cada vitória ganha
sofrerá também uma derrota. Se
você não conhece nem o inimigo
nem a si mesmo,
perderá todas as batalhas...”

Prof. Roberto Haddad Junior


Clientes - Normas

QS9000 EAQF VDA-6 AVSQ QAV-1/2

6
SENAI GERALDO ALCKMIN
NORMAS DA QUALIDADE

Requisitos

SENAI GERALDO ALCKMIN


ISO ISO
14000 9000
Normas do
Sistema
Operacional
da Qualidade

AVSQ VDA-6
EAQF QS9000 Mercedes
FIAT Benz
Peugeot Ford VW
Renault ISO/TS Chrysler
GM
16949
APQP 8D

FMEA PPAP
CP
R&R CEP
CPK

16/12/19 Draft 8
SENAI GERALDO ALCKMIN
MANUAIS AIAG

Automotive Industry Action Group

APQP

Advanced Planning of Quality Product

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

SENAI GERALDO ALCKMIN


Planejamento Avançado da
Qualidade do Produto

Introdução
O propósito deste manual é comunicar aos fornecedores
(interno e externo) e sub fornecedores, uma guia comum de
Planejamento da Qualidade do Produto e Plano de Controle
desenvolvido conjuntamente pela Chrysler, Ford e General
Motors. O manual fornece um guia cujo objetivo é produzir um
plano da qualidade do produto o qual suportara o
desenvolvimento de um produto ou serviço que satisfará o
cliente.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Alguns dos benefícios esperados no uso
deste guia são:
– Uma redução na complexidade do
planejamento da qualidade do produto para
os clientes e fornecedores;
– Um meio para os fornecedores comunicarem
facilmente os requisitos de planejamento da
qualidade do produto para os subcontratados

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Fundamentos do planejamento da qualidade
do produto
O Planejamento Avançado da Qualidade do Produto
(APQP) é um método estruturado utilizado para
definir e estabelecer os procedimentos necessários
para assegurar que o produto satisfaça o cliente.
OBJETIVO: O objetivo do planejamento da qualidade
do produto é facilitar a comunicação entre todos
os envolvidos e, assegurar que todos os
procedimentos foram completados dentro do
prazo.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Organização da equipe

Para iniciar o Planejamento da Qualidade do


Produto, o fornecedor deve primeiramente de
delegar responsabilidade para uma equipe
multidisciplinar. O planejamento efetivo da
qualidade exige o envolvimento não só apenas do
departamento da qualidade, e sim de
representantes de todas as áreas da empresa,
inclusive clientes e subcontratados.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Definição da abrangência

A equipe deve-se reunir para:


• Escolher um líder da equipe de projeto com a
responsabilidade de supervisionar o processo de
planejamento.
• Definir as funções e a responsabilidades de cada área
representada.
• Identificar os clientes (externo e interno) e suas
exigências e compreender as suas expectativas.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Definição da abrangência
• Escolher a equipe (funcionários, subcontratados e
clientes).
• Avaliar a viabilidade do projeto proposto.

• Determinar a assistência exigida pelo cliente.

• Identificar custos, cronograma e restrições que ser


considerados.

• Identificar o processo ou método de documentação.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Envolvimento do cliente e do fornecedor

O cliente primário pode iniciar o processo de


planejamento da qualidade com o fornecedor.
Entretanto, o fornecedor tem a obrigação de
estabelecer uma equipe multifuncional para
gerenciar o processo de Planejamento da
Qualidade do Produto. Os fornecedores devem
esperar o mesmo desempenho de seus
subcontratados.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Equipe para equipe

A equipe de planejamento da qualidade do produto


deve estabelecer linhas de comunicação com
outras equipes do cliente e do fornecedor. Isto pode
incluir reuniões regulares com outras equipes. A
extensão do contato entre as equipes dependerá
do número de assuntos exigidos para resolução.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Treinamento

O sucesso de um Plano da Qualidade do Produto


depende de um programa de treinamento eficaz
que comunique todos os requisitos e desenvolva as
habilidades para preencher as necessidades e
expectativas do cliente.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Engenharia simultânea
A engenharia simultânea é um processo onde as
equipes multifuncionais se esforçam por uma meta
comum. Isto substitui as séries seqüenciais de
fases onde os resultados são transmitidos para a
próxima área para a execução. O propósito é
expedir a introdução de produtos com qualidade
mais breve. A equipe de planejamento da
Qualidade do Produto garante que outras
áreas/equipes planejem e executem atividades que
suportem meta ou metas comuns.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Planos de Controle
Os planos de controle são descrições escritas dos
sistemas para controlar peças e processos. Planos
de Controle separados cobrem três fases distintas:

1 - Protótipo
Uma descrição das medições dimensionais, testes
de material e ensaios de desempenho que
ocorrerão durante a construção do protótipo.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Planos de Controle
2 - Pré-lançamento
Uma descrição das medições dimensionais, testes
de materiais e ensaios de desempenho que
ocorrerão depois do protótipo e antes da
completa produção.

3 - Produção
Documentação abrangente das características do
produto/processo, controles de processo,
ensaios, e sistemas de medição que ocorrerão
durante a produção em série.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Solução dos problemas

Durante o processo de planejamento, a equipe


encontrará problemas no projeto e/ou no processo.
Estes problemas deveriam ser documentados em
uma matriz com responsabilidade designada e
prazo. Métodos disciplinados de resolução de
problemas são recomendados em situações
difíceis.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Cronograma da qualidade do produto
A primeira tarefa da equipe multifuncional deve ser o
desenvolvimento de um cronograma. O tipo do
produto, a complexidade e expectativas do cliente
deveriam ser considerados ao selecionar os
elementos que devem ser planejados e colocados
no cronograma. Todos os membros da equipe
deveriam acordar cada evento, ação e prazo. Um
relatório de acompanhamento monitora com um
enfoque na identificação dos itens que exigem
atenção especial.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Planos relativos ao cronograma
Qualquer programa para se ter sucesso, necessita atender as
necessidades e expectativas dos clientes dentro de um
certo tempo a um custo que represente valor. O cronograma
do APQP e o Ciclo de Planejamento da Qualidade do
Produto descrito requerem previamente uma equipe de
planejamento para concentrar seus esforços na prevenção
de defeitos. A prevenção de defeitos é dirigida pela
Engenharia Simultânea e executada pela engenharia de
produto e manufatura com atividades de trabalho
simultâneas. As equipes de planejamento devem ser
preparadas para modificar os planos da qualidade do
produto para atender às expectativas do cliente.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Planos relativos ao cronograma

A equipe de planejamento da qualidade do produto é


responsável por garantir que os prazos atendam ou
excedam ao plano de prazo do cliente:

• determine a assistência requerida do cliente;

• identifique o processo de documentação ou


método.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
A representação do planejamento da
qualidade do produto como um ciclo,
mostra que a atividade de melhoria
contínua nunca tem fim e que pode
somente ser alcançada pelo ganhar do
conhecimento em um programa e
aplicando aquele conhecimento
adquirido para o próximo programa.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Defina o Escopo

Escopo: Finalidade, Alvo, Intento, Propósito.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano e Definição

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Fase 1 - Planejamento e definição do programa
Nesta fase iremos determinar as necessidades e
expectativas do cliente de forma a planejar e definir
um programa de qualidade. O estágio inicial do
processo de planejamento de qualidade do produto
foi idealizado para assegurar que as necessidades
e expectativas do cliente sejam claramente
compreendidas.
Lembrando: Foco sempre no cliente, para fornecer
produtos e serviços melhores que os da
concorrência.
SENAI GERALDO ALCKMIN
INÍCIO/
APROVAÇÃO

APROVAÇÃO
DO PROGRAMA PROTÓTIPO PILOTO LANÇAMENTO

Planejamento Planejamento

Projeto e
Desenvolvimento do produto

Projeto e desenvolvimento do processo

Validação do produto
e do processo

Produção

ANÁLISE DE RETROALIMENTAÇÃO E AÇÃO CORRETIVA

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Fase 1 - Planejamento e definição do programa
Entradas:
• 1.1 – Voz do Cliente;
• 1.2 – Plano de Negócios/ Estratégias de Marketing;

• 1.3 – Dados de Benchmark do Produto e Processo;


• 1.4 – Premissas do Produto/Processo;
• 1.5 – Estudos sobre a Confiabilidade do Produto;
• 1.6 – Inputs do Cliente;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 1 - Planejamento e definição do programa
Saídas:
• 1.7 – Objetivos de Projeto;
• 1.8 – Metas de Confiabilidade e de Qualidade;
• 1.9 – Lista Preliminar de Materiais;
• 1.10 – Fluxograma Preliminar do Processo;
• 1.11 – Lista Preliminar de Características Especiais
de Produto e Processo;
• 1.12 – Plano de Garantia do Produto;
• 1.13 – Suporte da Gerência;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP

Entradas da
1ª Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
1.1 – VOZ DO CLIENTE
A “Voz do Cliente” compreende as reclamações,
recomendações, dados e informações obtidos de
clientes internos e externos. Seguem alguns métodos
para reunir estas informações:
• 1.1.1 – Pesquisa de Mercado;

• 1.1.2 – Informações Históricas de Garantia e


Qualidade;
• 1.1.3 – Experiência da Equipe;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
1.2 – Plano de Negócios/ Estratégias de
Marketing
O plano de negócio do cliente e estratégia de marketing
ajustará a estrutura para o plano da qualidade do
produto. O plano de negócios pode colocar restrições
(exemplo: prazo, custo, investimento, posição do
produto, recursos de pesquisa e desenvolvimento na
equipe que afetam os rumos tomados. A estratégia de
marketing definirá as metas do cliente, os pontos
chaves de vendas, e os concorrentes chaves).

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
1.3 – Dados de Benchmark do Produto e
Processo;
O uso de benchmark fornecerá entradas para o
estabelecimento de metas de desempenho do
produto/processo. A pesquisa e o desenvolvimento
podem também fornecer idéias de benchmark e
conceitos.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
1.4 – Premissas do Produto/Processo;

Haverá suposições de que o produto tenha certas


características, projeto, ou conceitos de processo.
Estes incluem inovações técnicas, materiais
superiores, avaliação de confiabilidade, e nova
tecnologia. Todos deveriam ser utilizados como
entradas.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
1.5 – Estudos sobre a Confiabilidade do
Produto

Este tipo de dado considera a freqüência do reparo ou


troca dos componentes dentro de períodos de tempo
designados e os resultados de ensaios de
confiabilidade/durabilidade de longo prazo.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
1.6 – Inputs do Cliente

O próximo usuário do produto pode fornecer


informações valiosas relatando suas necessidades e
expectativas. E mais, os próximos usuários do
produto podem já ter conduzido alguma ou todas as
análises críticas e estudos anteriormente citados.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Saídas da 1ª
Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
1.7 – Objetivos de Projeto
Metas de projeto são traduções da voz do cliente
dentro de objetivos de projeto experimentais e
mensuráveis. A seleção adequada das metas de
projeto garante que a voz do cliente não seja
perdida em atividades subseqüentes de projeto.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
1.8 – Metas de Confiabilidade e de
Qualidade
Metas de confiabilidade são estabelecidas baseadas
nas necessidades e expectativas do cliente,
programas objetivos, e benchmarks de
confiabilidade. Exemplos das necessidades e
expectativas do cliente podem ser de
características de não segurança ou utilidade
(durabilidade). Metas de qualidade são metas
baseadas em melhoria contínua. Alguns exemplos
são peças por milhão, níveis de defeitos, ou
redução de peças rejeitadas.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
• 1.9 – Lista Preliminar de Materiais
A Equipe deveria estabelecer uma lista preliminar de
materiais baseado nas suposições do
produto/processo e inclua uma lista preliminar de
subcontratados. A fim de identificar as
características preliminares especiais de
produto/processo é necessário ter selecionado um
projeto apropriado e processo de fabricação.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• 1.10 – Fluxograma Preliminar do
Processo
O processo antecipado de fabricação deveria ser
descrito usando um fluxograma de processo
desenvolvido da lista preliminar de material e
suposições de produto/processo.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• 1.11 – Lista Preliminar de
Características Especiais de Produto e
Processo;
Características especiais de produto e processo são
identificadas pelo cliente além daquelas
selecionadas pelo fornecedor através do
conhecimento do produto ou processo. Neste
estágio, a equipe deveria garantir que uma lista
preliminar das características especiais do produto
e processo resultantes das análises das entradas
pertinentes das necessidades e expectativas do
cliente seja desenvolvida.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
• 1.12 – Plano de Garantia do Produto
Esboço do programa de requisitos;
• Identificação da confiabilidade, durabilidade, distribuição/
metas alocadas e/ou requisitos;
• Avaliação da nova tecnologia, complexidade, materiais,
aplicação, meio ambiente,
• Embalagem, assistência técnica, e requisitos de fabricação, ou
qualquer outro fator que possa colocar em risco o programa;
• Desenvolvimento de Análises do Modo de Falha (FMEA).
• Desenvolvimento de requisitos normativos de engenharia
preliminares.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• 1.13 – Suporte da Gerência;
Uma das chaves do sucesso da equipe de
Planejamento da Qualidade do Produto é o interesse,
comprometimento e suporte da alta administração. A
equipe deveria manter atualizada a administração
sempre que cada fase do planejamento da qualidade
do produto fosse concluída para manter seu interesse,
e para reforçar seu comprometimento e suporte. As
atualizações deveriam ser formais com a
oportunidade para perguntas e respostas.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Lembrando que as
Entradas da Fase 2
são derivadas das
saídas da 1ª Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 2 - Projeto e Desenvolvimento do Produto
Esta seção discute os elementos do processo de
planejamento durante o qual as características e traços do
projeto são desenvolvidos próximos da forma final. Um
projeto de viabilidade deve permitir atender os volumes e
programações de produção, e ser consistente com a
habilidade em atender aos requisitos de engenharia, junto
com a qualidade, confiabilidade, custo do investimento,
peso, custo unitário e objetivo de prazo. Embora estudos de
viabilidade e planos de controle foram primariamente
baseados nos desenhos de engenharia e requisitos
especificados, ferramentas analíticas podem promover a
definição e priorizar as características que podem necessitar
de controles especiais de produto e processo.
SENAI GERALDO ALCKMIN
INÍCIO/
APROVAÇÃO

APROVAÇÃO
DO PROGRAMA PROTÓTIPO PILOTO LANÇAMENTO

Planejamento Planejamento

Projeto e
Desenvolvimento do produto

Projeto e desenvolvimento do processo

Validação do produto
e do processo

Produção

ANÁLISE DE RETROALIMENTAÇÃO E AÇÃO CORRETIVA

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Fase 2 - Projeto e Desenvolvimento do Produto
Entradas: São derivadas das Saídas da 1 Fase
• Objetivos de Projeto;
• 1.7 – Objetivos de Projeto
• 1.8 – Metas de Confiabilidade e de Qualidade;
• 1.9 – Lista Preliminar de Materiais;
• 1.10 – Fluxograma Preliminar do Processo;
• 1.11 – Lista Preliminar de Características Especiais de
Produto e Processo;
• 1.12 – Plano de Garantia do Produto;
• 1.13 – Suporte da Gerência;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 2 - Projeto e Desenvolvimento do Produto
Saídas: Projeto 1/2
• 2.1 – Analise de Modo e Efeitos de Falha de Projeto
DFMEA;
• 2.2 – Projeto para Manufaturabilidade e Montagem;
• 2.3 – Verificação do projeto;
• 2.4 – Análises Críticas de Projeto;
• 2.5 – Construção de Protótipo – Plano de Controle;
• 2.6 – Desenhos de Engenharia (Incluindo dados
Matemáticos);
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 2 - Projeto e Desenvolvimento do Produto
Saídas: Projeto 2/2

• 2.7 – Especificações de engenharia;

• 2.8 – Especificações de Material;

• 2.9 – Alterações de Desenhos e Especificações;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Fase 2 - Projeto e Desenvolvimento do Produto
Saídas: Planejamento da Qualidade do Produto
• 2.10 – Requisitos para Novos Equipamentos,
Ferramental e Instalações;
• 2.11 – Características Especiais de Produto e de
Processo;
• 2.12 – Requisitos para Meios de
Medição/Equipamentos de Teste;
• 2.13 – Comprometimento de Viabilidade da
Equipe e Suporte da Gerência;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP

Saídas da 2ª
Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
• PROJETO
2.1 – Analise de Modo e Efeitos de Falha de Projeto
DFMEA
O DFMEA é uma técnica analítica disciplinada para avaliar a
probabilidade de falha tanto quanto o efeito de tal falha. Um
formulário de DFMEA é um sistema de análises de modo de
falha e efeitos (SFMEA). Um DFMEA é um documento vivo
continuamente atualizado pelos requisitos de necessidades e
expectativas do cliente. A preparação de um DFMEA fornece à
equipe uma oportunidade de analisar criticamente a seleção
prévia das características do produto e processo e fazer as
necessárias adições, alterações e exclusões.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.2 – Projeto para Manufaturabilidade e Montagem
O projeto para a fabricação e montagem é um processo
simultâneo designado para otimizar o relacionamento entre a
função do projeto, fabricação e facilidade de montagem. O
escopo das necessidades e expectativas do cliente definidas
na seção 1.0. determinarão a extensão do envolvimento da
equipe de planejamento da qualidade do produto do
fornecedor nesta atividade. Este manual não inclui ou faz
referência a um método formal ou preparação de um projeto
para a fabricação e plano de montagem. No mínimo, os itens
listados aqui deveriam ser considerados pela equipe de
planeja-mento da qualidade do produto:
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
• PROJETO
2.2 – Projeto para Manufaturabilidade e Montagem

– Projeto, conceito, função, e sensibilidade para a variação na


fabricação;
– Fabricação e/ou processo de montagem;
– Tolerâncias dimensionais;
– Requisitos de desempenho;
– Número de componentes;
– Ajustes de processo;
– Manuseio de material.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.3 – Verificação do projeto
Verifica que o projeto do produto atenda aos requisitos do cliente
derivados das atividades descritas na seção 1.0.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.4 – Análises Críticas de Projeto
A análise crítica de projeto é um método efetivo para prevenir
problemas e desentendimentos, este também fornece um
mecanismo para monitorar o progresso e reportar para a
administração.
As análises críticas de projeto são séries de atividades de
verificação que são mais que uma inspeção de engenharia.
No mínimo, a análise crítica de projeto deveria incluir uma
avaliação da:
– Consideração dos requisitos(s) do projeto/funcional;
– Metas formais de confiabilidade e confiança;
– Taxa de ciclos do componente/sistema/subsistema;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
• PROJETO
2.4 – Análises Críticas de Projeto

– Simulação por computador e resultados de ensaios de


bancada;
– DFMEA(s);
– Análise crítica do projeto para a fabricação e esforços de
montagem;
– Projetos de experimentos (DOE) e resultados da variação da
montagem construída (veja o Apêndice B);
– Ensaios de falhas;
– Progresso da verificação do projeto.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.5 – Construção de Protótipo – Plano de Controle
Os planos de Controle do protótipo são descrições das medições
dimensionais, materiais e ensaios funcionais que ocorrerão
durante a construção do protótipo. A equipe de planejamento
da qualidade do produto deveria garantir que um plano de
controle do protótipo seja preparado.
- Especificações de material;
- Alterações de desenho e especificação.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.6 – Desenhos de Engenharia (Incluindo dados
Matemáticos)

– As características especiais devem estar incluídas nos


desenhos de engenharia;
– Os desenhos do cliente devem ser revisados pelo grupo de
planejamento da qualidade;
– Análise critica para determinar se as informações constantes
no desenho são suficientes;
– Todas as dimensões devem ser avaliadas para assegurar a
viabilidade e compatibilidade com as normas de medidas;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.7 – Especificações de engenharia

Uma análise critica detalhada e entendida das especificações


controladas ajudará a equipe de Planejamento da Qualidade
do Produto para identificar a funcionalidade, durabilidade e
requisitos de aparência do componente ou montagem
proposta.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.8 – Especificações de Material

Além dos desenhos e especificações de desempenho, as


especificações de materiais deveriam ser analisadas
criticamente para as Características Especiais relacionadas às
propriedades físicas, desempenho, meio ambiente, manuseio,
e requisitos de armazenagem. Estas características deveriam
também ser incluídas no plano de controle.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• PROJETO
2.9 – Alterações de Desenhos e Especificações

Onde alterações de desenho e especificação forem requeridas, a


equipe deve garantir que as alterações são prontamente
recuperáveis e adequadamente documentadas para todas as
áreas afetadas.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• Planejamento da Qualidade do Produto
2.10 – Requisitos para Novos Equipamentos,
Ferramental e Instalações

O DFMEA, Plano da Garantia do Produto e/ou Análises Criticas


podem identificar equipamento novo e requisitos da
instalação. A equipe de planejamento da qualidade do produto
deveria endereçar estes requisitos pela adição dos itens no
cronograma. A equipe deveria garantir que o equipamento
novo e ferramental são capazes e seja entregue no prazo. Os
progressos nas instalações deveriam ser monitorados para
garantir a realização com superação do tryout da produção
planejada.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• Planejamento da Qualidade do Produto
2.11 – Características Especiais de Produto e de
Processo

No estágio do planejamento descrito na Seção 1.0, a equipe


identificou preliminarmente as características especiais de
processo e produto, resultante do entendimento da “Voz do
Cliente”. A equipe de planejamento da qualidade do produto
deveria elaborar esta lista e obter o consenso durante a
análise crítica e desenvolvimento dos itens de projeto através
da avaliação das informações técnicas. O consenso é para ser
documentado no Plano de Controle apropriado.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• Planejamento da Qualidade do Produto
2.12 – Requisitos para Meios de
Medição/Equipamentos de Teste

Requisitos de equipamentos de ensaio/dispositivos podem ser


também identificados neste momento. A equipe de
planejamento da qualidade do produto deveria adicionar
também estes requisitos no cronograma. O progresso então,
será monitorado para garantir que os prazos requeridos estão
sendo atendidos.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
• Planejamento da Qualidade do Produto
2.13 – Comprometimento de Viabilidade da Equipe e
Suporte da Gerência

– Abordagem da viabilidade do projeto proposto.

– Documentação do consenso do grupo de planejamento quanto


a viabilidade do projeto.

– Obtenção do suporte da alta administração para resolução de


problemas ainda sem solução.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Lembrando que as
Entradas da Fase 3
são derivadas das
saídas da 2ª Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 3 - Projeto e Desenvolvimento do
Processo
Esta seção discute os maiores elementos no desenvolvimento
de um sistema de manufatura e seus planos de controle
relacionados para alcançar a qualidade dos produtos. A
tarefa a serem acompanhadas nesta fase do processo de
planejamento da qualidade do produto depende do sucesso
da realização dos estágios anteriores contidos nas duas
primeiras seções. Este próximo passo é designado para
garantir o desenvolvimento abrangente de um sistema de
manufatura efetivo. O sistema de fabricação deve assegurar
os requisitos, necessidades de expectativas do cliente
sejam atendidas.
SENAI GERALDO ALCKMIN
INÍCIO/
APROVAÇÃO

APROVAÇÃO
DO PROGRAMA PROTÓTIPO PILOTO LANÇAMENTO

Planejamento Planejamento

Projeto e
Desenvolvimento do produto

Projeto e desenvolvimento do processo

Validação do produto
e do processo

Produção

ANÁLISE DE RETROALIMENTAÇÃO E AÇÃO CORRETIVA

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Fase 3 - Projeto e Desenvolvimento do Processo

Entradas: São derivadas das Saídas da 2 Fase


Projeto:
• 2.1 – Analise de Modo e Efeitos de Falha de Projeto DFMEA;
• 2.2 – Projeto para Manufaturabilidade e Montagem;
• 2.3 – Verificação do projeto;
• 2.4 – Análises Críticas de Projeto;
• 2.5 – Construção de Protótipo – Plano de Controle;
• 2.6 – Desenhos de Engenharia (Incluindo dados Matemáticos);
• 2.7 – Especificações de engenharia;
• 2.8 – Especificações de Material;
• 2.9 – Alterações de Desenhos e Especificações;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 3 - Projeto e Desenvolvimento do Processo

Entradas: São derivadas das Saídas da 2 Fase


Planejamento da Qualidade do Produto :
• 2.10 – Requisitos para Novos Equipamentos, Ferramental e
Instalações;
• 2.11 – Características Especiais de Produto e de Processo;
• 2.12 – Requisitos para Meios de Medição/Equipamentos de
Teste;
• 2.13 – Comprometimento de Viabilidade da Equipe e
Suporte da Gerência;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Saídas da 3ª
Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 3 - Projeto e Desenvolvimento do
Processo
Saídas:
• 3.1 – Padrões de Embalagem;
• 3.2 – Análise Crítica do Sistema da Qualidade do
Produto/Processo;
• 3.3 – Fluxograma do Processo;
• 3.4 – Layout das Instalações;
• 3.5 – Matriz de Características;
• 3.6 – Análise do Modo e Efeito de Falha de
Processo (PFMEA);
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Fase 3 - Projeto e Desenvolvimento do
Processo
Saídas:
• 3.7 – Plano de Controle de Pré-Lançamento;
• 3.8 – Instruções do Processo;
• 3.9 – Plano de Análise dos Sistemas de Medição;
• 3.10 – Plano de Estudo Preliminar da
Capabilidade do Processo;
• 3.11 – Especificações de Embalagem;
• 3.12 – Suporte da Gerência;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.1 – Padrões de Embalagem
O cliente terá geralmente normas de embalagem que
deveria ser incorporado a qualquer das
especificações de embalagem do produto. Se nenhum
for fornecido, o projeto da embalagem deveria garantir
a integridade do produto até o ponto de uso.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
3.2 – Análise Crítica do Sistema da Qualidade
do Produto/Processo
A equipe de planejamento da qualidade do produto deveria
analisar criticamente o Manual do Sistema da Qualidade
do local de fabricação. Quaisquer controles adicionais
e/ou alterações em procedimentos exigidos para produzir
o produto deveriam ser atualizados no Manual do Sistema
da Qualidade e deveriam ser também incluídos no plano
de controle de fabricação. Esta é uma oportunidade para
a equipe de planejamento da qualidade do produto de
melhorar o sistema da qualidade existente baseado na
entrada do cliente, equipe de especialistas e experiência
prévia.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.3 – Fluxograma do Processo
O fluxograma de processo é uma representação
esquemática do fluxo do processo atual ou proposto.
Este pode ser usado para analisar as fontes das
variações das máquinas, materiais, métodos e mão
de obra do início ao final de uma fabricação ou
processo de montagem. O fluxograma ajuda a
analisar todo o processo ao invés de passos
individuais no processo. O fluxograma auxilia a equipe
de planejamento da qualidade do produto a focar no
processo quando estiver conduzindo o PFMEA e na
elaboração do Plano de Controle.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.4 – Layout das Instalações
O plano da planta deveria ser desenvolvido e analisado
criticamente para determinar a aceitabilidade dos
pontos de inspeção, localização dos gráficos de
controle, aplicabilidade dos auxílios visuais, estações
de reparo em processo (neste ínterim) e áreas de
armazenamento para conter os materiais com defeito.
Todos os fluxos de materiais deveriam ser chaves
para o fluxograma e plano de controle.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
3.5 – Matriz de Características
Uma matriz de características é uma técnica analítica
recomendada para mostrar o relacionamento entre os
parâmetros de processo e a estação de fabricação.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
3.6 – Análise do Modo e Efeito de Falha de
Processo (PFMEA)
Um PFMEA deveria ser conduzido durante o
planejamento da qualidade do produto e antes do
início da produção. O PFMEA é uma análise crítica e
disciplinada de um processo novo/revisado e é
conduzido para antecipar, resolver ou monitorar os
problemas potenciais no processo para um programa
de produto novo/revisado. Um PFMEA é um
documento vivo e necessita ser analisado
criticamente e atualizado quando novos modos de
falhas forem encontrados.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.7 – Plano de Controle de Pré-Lançamento
Planos de controle de Pré-lançamento são descrições das
medições dimensionais e materiais e ensaios funcionais que
ocorrerão depois do protótipo e antes da produção em massa.
O plano de controle do Pré-lançamento deveria incluir controles
adicionais no produto/processo para ser implementado até que
o processo de produção esteja validado. O propósito do plano
de controle no Pré-lançamento é conter as não conformidades
potenciais durante ou, antes, da corrida inicial de produção.
Exemplos são:
- Inspeção mais freqüente;
- Mais pontos de verificação em processo ou no final do processo;
- Avaliações estatísticas;
- Aumento nas auditorias.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.8 – Instruções do Processo
A equipe de planejamento da qualidade do produto deveria
garantir que instruções de trabalho compreensíveis
forneçam detalhes suficientes para todas as pessoas de
operação que tenham uma responsabilidade direta na
operação dos processos. Estas instruções deveriam ser
desenvolvidas das seguintes fontes:
• FMEA’s;
• Plano(s) de controle;
• Desenhos de engenharia, especificações de
desempenho, especificações de materiais, padrões
visuais e padrões industriais;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.8 – Instruções do Processo
• Fluxograma de processo;
• Plano de layout da planta;
• Matriz de características;
• Plano de análises dos sistemas de medição;
• Plano preliminar do estudo de capacidade do
processo;
• Especificações de embalagem;
• Suporte gerencial.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.9 – Plano de Análise dos Sistemas de Medição

A equipe de planejamento da qualidade do produto


deveria garantir que um plano para alcançar os
requisitos das análises do sistema de medição seja
desenvolvido. Este plano deveria incluir, no mínimo, a
responsabilidade para garantir a linearidade dos
dispositivos, exatidão, repetibilidade, reprodutibilidade
e correlação para dispositivos duplicados.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
3.10 – Plano de Estudo Preliminar da Capabilidade
do Processo

A equipe de planejamento da qualidade do produto


deveria garantir o desenvolvimento de um plano
preliminar de capacidade do processo. As
características identificadas no plano de controle
servirão como a base para o plano de estudo de
capacidade do processo preliminar.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
3.11 – Especificações de Embalagem
A equipe de planejamento da qualidade do produto deveria
garantir que a embalagem individual do produto (incluindo
as partições internas) sejam projetadas e desenvolvidas.
As normas de embalagem do cliente ou requisitos
genéricos de embalagem deve-riam ser usadas quando
apropriadas. Em todos os casos o projeto de embalagem
deve garantir que o desempenho e características do
produto manterão inalteradas durante o embalamento,
transporte e desembalamento. A embalagem deveria ter
compatibilidade com todos os equipamentos de manuseio
de material incluindo robôs.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
3.12 – Suporte da Gerência
É exigido da equipe de planejamento da qualidade do
produto programar uma análise crítica formal para
designar o reforço do comprometimento da
administração na conclusão da fase de projeto do
processo e desenvolvimento. O propósito desta
análise crítica é informar a alta administração à
situação do programa e ganhar seu comprometimento
para auxiliar na resolução de quaisquer assuntos em
aberto.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Lembrando que as
Entradas da Fase 4
são derivadas das
saídas da 3ª Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
4.0 Validação do Produto e do Processo

Esta seção discute os maiores elementos da validação do


processo de fabricação através da avaliação de uma corrida de
teste de produção. Durante uma corrida de teste de produção,
a equipe de planejamento da qualidade do produto deveria
avaliar que o plano de controle e o fluxograma de processo
estão sendo seguidos e os produtos atendam aos requisitos
dos clientes. Considerações adicionais deveriam ser
identificadas para investigação e resolução antes da corrida de
produção regular.

SENAI GERALDO ALCKMIN


INÍCIO/
APROVAÇÃO

APROVAÇÃO
DO PROGRAMA PROTÓTIPO PILOTO LANÇAMENTO

Planejamento Planejamento

Projeto e
Desenvolvimento do produto

Projeto e desenvolvimento do processo

Validação do produto
e do processo

Produção

ANÁLISE DE RETROALIMENTAÇÃO E AÇÃO CORRETIVA

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.0 Validação do Produto e do Processo
Entradas: São derivadas das Saídas da 3 Fase

• 3.1 – Padrões de Embalagem;


• 3.2 – Análise Crítica do Sistema da Qualidade do
Produto/Processo;
• 3.3 – Fluxograma do Processo;
• 3.4 – Layout das Instalações;
• 3.5 – Matriz de Características;
• 3.6 – Análise do Modo e Efeito de Falha de Processo
(PFMEA);
• 3.7 – Plano de Controle de Pré-Lançamento;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.0 Validação do Produto e do Processo
Entradas: São derivadas das Saídas da 3 Fase

• 3.8 – Instruções do Processo;


• 3.9 – Plano de Análise dos Sistemas de Medição;
• 3.10 – Plano de Estudo Preliminar da Capabilidade do
Processo;
• 3.11 – Especificações de Embalagem;
• 3.12 – Suporte da Gerência;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Saídas da 4ª
Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
4.0 Validação do Produto e do Processo
Saídas:
• 4.1 – Corrida Piloto de Produção;
• 4.2 – Avaliação de Sistemas de Medição;
• 4.3 – Estudo Preliminar da Capabilidade do
Processo;
• 4.4 – Aprovação de Peça de Produção;
• 4.5 – Testes de Validação da Produção;
• 4.6 – Avaliação de Embalagem;
• 4.7 – Plano de Controle da Produção;
• 4.8 – Aprovação do Planejamento da Qualidade
e Suporte da Gerência.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
4.1 – Corrida Piloto de Produção
A corrida de teste de produção deve ser conduzida
usando o ferramental de produção, equipamento,
meio ambiente (incluindo operadores de produção),
instalações e tempo de ciclo. A validação da eficácia
do processo de fabricação começa com a corrida de
teste de produção.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.2 – Avaliação de Sistemas de Medição
Os dispositivos e métodos específicos de medição
deveriam ser usados para verificar a identificação das
características no plano de controle para as
especificações de engenharia e ser assunto da
avaliação do sistema de medição durante ou, antes,
da corrida de teste de produção.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.3 – Estudo Preliminar da Capabilidade
do Processo
O estudo preliminar da capacidade do processo deveria
ser executado nas características identificadas no
plano de controle. O estudo fornece uma avaliação da
preparação do processo para a produção.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.4 – Aprovação de Peça de Produção
A intenção da aprovação da peça de produção é validar
que os produtos produzidos pelas ferramentas de
produção e processos atendam aos requisitos de
engenharia.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.5 – Testes de Validação da Produção
Os ensaios de validação do produto referem-se aos
ensaios de engenharia que validam os produtos feitos
pelas ferramentas de produção e processos contra as
normas de engenharia.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.6 – Avaliação de Embalagem
Todos os ensaios de embarque (onde viável) e métodos
de ensaios devem avaliar a proteção do produto
desde o dano em transporte normal até os fatores
adversos de meio ambiente. A embalagem específica
do cliente não exclui o envolvimento da equipe de
planejamento da qualidade do produto na avaliação
do método de embalagem.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.7 – Plano de Controle da Produção
O plano de controle de produção é uma descrição escrita do
sistema para o controle das peças e processos. O plano
de controle da produção é um documento vivo e deve-ria
ser atualizado para refletir a adição /diminuição dos
controles baseados na experiência ganha pela produção
da peça. (A aprovação do depto. de “compras -
procurement” da organização pode ser exigida). O plano
de controle da produção é uma extensão lógica do plano
de controle de Pré-lançamento. A produção em massa
fornece ao produtor a oportunidade para avaliar a saída,
analisar criticamente o plano de controle e fazer
alterações apropriadas.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
4.8 – Aprovação do Planejamento da
Qualidade e Suporte da Gerência
A equipe de planejamento da qualidade do produto
deveria garantir que todos os planos de controle e
fluxogramas estão sendo seguidos. É sugerido que a
equipe de planejamento da qualidade do produto
execute sua análise crítica no local de fabricação e
coordene um formal SIGN-OFF. Uma análise crítica
dos seguintes itens antes do primeiro embarque de
produção é exigida:

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Planos de Controle
Os planos de controle deveriam existir e estarem disponíveis a
todo tempo para todas as operações afetadas.
Instruções de Processo
Verificar que estes documentos contenham todas as
características especiais especificadas no plano de controle e
que todas as recomendações do PFMEA tenham sido
endereçadas. Compare as instruções de processo e o
fluxograma com o plano de controle.

Dispositivos e Equipamentos de Ensaio


Onde dispositivos especiais fixadores ou equipamento de ensaio
forem requeridos por um plano de controle, verificar a
repetibilidade e reprodutibilidade (R&R) de modo apropriado.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
4.8 – Aprovação do Planejamento da
Qualidade e Suporte da Gerência
A equipe deveria ser capaz de mostrar que todos os
requisitos do planejamento estão sendo atendidos ou
considerações documentadas e programada uma
análise crítica pela administração. O propósito desta
análise crítica é informar a alta administração da
situação do programa e ganhar seu comprometimento
em auxiliar nos assuntos abertos. O sumário do
planejamento da qualidade do produto e do relatório
de Sign-off é um exemplo da documentação requerida
para suportar um efetivo sign-off do planejamento da
qualidade.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
4.8 – Aprovação do Planejamento da
Qualidade e Suporte da Gerência
Uma quantidade mínima para uma corrida de teste de
produção é geralmente escolhida pelo cliente, mas
pode ser excedida pela equipe de planejamento da
qualidade do produto. As saídas da corrida de teste
de produção (produto) são usadas para:

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
4.8 – Aprovação do Planejamento da
Qualidade e Suporte da Gerência
• Estudo preliminar da capacidade do processo;
• Avaliação dos sistemas de medição;
• Viabilidade final;
• Análise crítica do processo;
• Ensaio da validação de produção;
• Aprovação de peça de produção;
• Avaliação da embalagem;
• A primeira capacidade (FTC - First Time Capability);
• SIGN-OFF do planejamento da qualidade.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP

Lembrando que as
Entradas da Fase 5
são derivadas das
saídas da 4ª Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
5.0 Feedback, Avaliação e Ação Corretiva

O planejamento da qualidade não termina com a validação do


processo e instalação. Este é o componente do estágio de
fabricação onde a saída pode ser avaliada quando todas as
características e causas comuns de variação estão presentes.
Esta também é a hora de avaliar a eficácia dos esforços do
planejamento da qualidade do produto. O plano de controle da
produção é a base para a avaliação deste estágio do produto e
assistência técnica. Dados de variáveis e atributos devem ser
avaliados.

SENAI GERALDO ALCKMIN


INÍCIO/
APROVAÇÃO

APROVAÇÃO
DO PROGRAMA PROTÓTIPO PILOTO LANÇAMENTO

Planejamento Planejamento

Projeto e
Desenvolvimento do produto

Projeto e desenvolvimento do processo

Validação do produto
e do processo

Produção

ANÁLISE DE RETROALIMENTAÇÃO E AÇÃO CORRETIVA

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
5.0 Feedback, Avaliação e Ação Corretiva
Entradas: São derivadas das Saídas da 4 Fase

• 4.1 – Corrida Piloto de Produção;


• 4.2 – Avaliação de Sistemas de Medição;
• 4.3 – Estudo Preliminar da Capabilidade do Processo;
• 4.4 – Aprovação de Peça de Produção;
• 4.5 – Testes de Validação da Produção;
• 4.6 – Avaliação de Embalagem;
• 4.7 – Plano de Controle da Produção;
• 4.8 – Aprovação do Planejamento da Qualidade e Suporte
da Gerência.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP

Saídas da 5ª
Fase
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
5.0 Feedback, Avaliação e Ação Corretiva
Saídas:

• 5.1 – Variação Reduzida;

• 5.2 – Satisfação do Cliente;

• 5.3 – Entrega e Assistência Técnica;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
5.0 Feedback, Avaliação e Ação Corretiva
Saídas:
• 5.1 – Variação Reduzida;
• 5.2 – Satisfação do Cliente;
• 5.3 – Entrega e Assistência Técnica;

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
5.1 – Variação Reduzida
Gráficos de controle e outras técnicas estatísticas deveriam ser
usados como ferramentas para identificar a variação do
processo. Análises e ações corretivas deveriam ser usadas
para redução na variação. Melhoria contínua requer atenção
não somente para as causas especiais de variação, mas
entendimento das causas comuns e busca de maneiras de
reduzir estas fontes de variação. Sugestões deveriam ser
desenvolvidas incluindo custo, prazo e melhorias antecipadas
para análise crítica do cliente. Freqüentemente a redução ou
eliminação de uma causa comum resulta em menores custos.
Os fornecedores não deveriam ser relutantes em preparar
sugestões baseadas em análises de valor, redução de
variação, etc.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
5.2 – Satisfação do Cliente
Atividades de planejamento detalhado e capacidade de processo
demonstrada de um produto ou assistência técnica nem
sempre garantem a satisfação do cliente. O produto ou
assistência técnica deve funcionar nas condições ambientais
do cliente. O estágio de uso do produto requer a participação
do cliente. É neste estágio onde mais pode ser aprendido tanto
pelo fornecedor quanto pelo cliente. A eficácia dos esforços do
planejamento da qualidade do produto pode ser avaliada neste
estágio. O fornecedor e cliente devem ser parceiros nas
alterações necessárias para corrigir as deficiências, para se
alcançar à satisfação do cliente.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
5.3 Entrega e Assistência Técnica
O estágio de entrega e assistência técnica do planejamento da
qualidade continua com a parceria fornecedor/cliente na
resolução de problemas e na melhoria contínua. As reposições
de peças do cliente e operações de assistência técnica sempre
merecem a mesma consideração na qualidade, custo e
entrega. Falhas para corrigir um problema na primeira vez
sempre danifica a reputação do fornecedor e a parceria com o
cliente. É importante que tanto o fornecedor como os clientes
ouçam a Voz do cliente final.
A experiência ganha neste estágio fornece ao cliente e fornecedor
o conhecimento necessário para recomendar reduções de
preço através da redução de processo, inventário e custos da
qualidade e fornecem um componente certo ou sistema para o
próximo produto.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Alguma
Duvida?

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Relação Importante no APQP

Identificação, Análise e Prevenção


dos Modos de Falha Potenciais
Energia

► Pró atividade

ÑC
Reagir, Conter, Detectar e Agir nos
Modos de Falhas
► Reatividade

TEMPO
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Principais documentos de processo gerados no
APQP, com foco nas Características Especiais

Dados de Projeto

DFMEA, PFMEA
Falhas

Planos de Controle

Instruções de Trabalho

Prevenção de Falhas PPAP

Tempo
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP

Plano de Controle

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
O propósito do Plano de Controle é deixar claro na manufatura de
produtos e serviços os requisitos do cliente. Um plano de controle é
uma abordagem estruturada e sistêmica para o projeto, seleção e
implementação de métodos de controle que agregam valor para o
sistema produtivo. Ele fornece uma breve descrição dos sistemas
usados para minimizar as variações dos processos e com isto,
também dos produtos.
Seguem a baixo alguns tópicos importantes:
• Os Planos de Controle fazem parte do SGQ;
• Eles não substituem as Instruções de Trabalho;
• Ele pode aplicar-se a um produto ou a uma “Família” de produtos;
• Ele descreve as ações em cada fase do processo produtivo;
• Proporciona o monitoramento do processo e métodos que serão
usados para controlar as características durante o processo;
• O Plano de Controle é um documento VIVO;
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
Seguem alguns benefícios do Plano de Controle:
Qualidade:
• A utilização do Plano de Controle reduz o desperdício e melhora a qualidade do
produto durante o projeto, manufatura e montagem. Esta metodologia estruturada
fornece avaliação total do processo e do produto. Os Planos de Controle identificam
as características do processo e ajudam a identificar suas fontes de variação
(variáveis de entrada) que causam variação nas características do produto (variáveis
de saídas).
Satisfação do Cliente:
• Os planos de controle enfocam os recursos sobre os processos e produtos
relacionados a características que são importantes para o cliente. A destinação
apropriada dos recursos nestes itens principais ajuda a reduzir custos sem prejudicar
a qualidade.
Comunicação:
• Como um documento vivo o Plano de Controle identifica e comunica alteração nas
características do produto/processo, no método de controle e nas medições das
características.
SENAI GERALDO ALCKMIN
Plano de Controle

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
1) Protótipo, pré-lançamento ou produção.
• Indique a categoria apropriada
• Protótipo - Um descritivo das medições dimensionais, testes
de material e desempenho que ocorrem durante a construção
do Protótipo.
• Pré-lançamento - Um descritivo das medições dimensionais,
testes de material e desempenho que ocorrem após o
Protótipo e antes da produção normal.
• Produção - Uma documentação ampla das características
do produto/processo, controles de processo, testes, e
sistemas de medição que ocorrem durante a produção
normal.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
2) Número do plano de
Escreva o número do documento do plano de controle usado
para rastreamento, se aplicável. Para várias páginas de
controle, entre com o número de página (página __ de __).

3) Número da peça / Último nível de revisão


Escreva o número do sistema, subsistema ou componente que
está sendo controlado. Quando aplicável, entre com o último
nível de alteração da engenharia e/ou data de emissão da
especificação do desenho.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
4) Nome da peça / Descrição
Escreva o nome e descrição do produto/processo sendo
controlado.

5) Fornecedor / Planta
Entre com o nome da empresa e divisão/planta/departamento
apropriado que está preparando o plano de controle.

6) Código do fornecedor
Escreva o número de identificação (DUNS, Código Z, GSDB...)
requerido pela organização compradora.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
7) Contato principal / Telefone
Escreva o nome e telefone de contato do principal responsável
pelo plano de controle.
8) Equipe principal
Escreva o (s) nome(s) e telefone(s) da(s) pessoa(s)
responsável(eis) em preparar o Plano de Controle na última
revisão. É recomendado que todos os nomes, telefones e
locais de trabalho dos membros da equipe sejam incluídos
em uma lista de distribuições anexa.
9) Fornecedor / Aprovação da planta / Data
Obtenha a aprovação do responsável pela fabricação
(manufatura) (se necessário).
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
10) Data (original)
Escreva a data em que o plano de controle original foi compilado.
11) Data (revisão)
Escreva a data da última atualização do Plano de Controle.
12) Aprovação da engenharia - cliente / Data
Obtenha a aprovação do responsável na engenharia (se
necessário).
13) Aprovação da qualidade - cliente / Data
Obtenha a aprovação do responsável no fornecedor, da área da
qualidade (se necessário).
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
14) Outra aprovação / Data
Obtenha qualquer outra aprovação acordada (se necessário).

15) Nº da peça / Processo


Este número de item é normalmente referenciado do Fluxograma
do Processo. Se existirem números múltiplos de peça
(conjunto), discrimine os números da peça individualmente e
seus respectivos processos.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
16) Nome do processo / Descrição de operação
Todas as etapas de manufatura de um sistema, sub-sistema ou
componente são descritas em um fluxograma de processo.
Identifique o nome do processo/operação do fluxograma, que
melhor descreve as atividades que estão sendo tratadas.

17) Máquina, dispositivo, padrão de montagem,


ferramentas para manufatura
Para cada operação descrita, identifique o equipamento de
processo, por exemplo máquina, dispositivo, padrão ou outra
ferramenta de manufatura, conforme apropriado.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
18) Número
Escreva o número de referência cruzada de todos os documentos
aplicáveis, tais como, mas não limitado a, fluxograma de
processo, cópia heliográfica numerada, FMEA’s e os
desenhos preliminares (gerado por computador ou por outro
meio), se necessário.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
19) Produto
Características do Produto são as características ou propriedades
de uma peça, componente que são descritas em desenho ou
outros meios primários de informação de engenharia. A
Equipe Principal deveria identificar as Características
Especiais do Produto que são a compilação das
Características do Produto mais importante de todas as
fontes. Todas as Características Especiais devem ser
distinguidas no Plano de Controle. Complementando, o
fabricante pode distinguir outras Características de Produto
para as quais os controles de processo são rotineiramente
monitoradas durante operações normais.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
20) Processo
As Características do Processo são as variáveis do processo
(variáveis de entradas) que têm relação de causa e efeito
com as Características do Produto identificadas. Uma
Característica de Processo pode ser medida apenas quando
de sua ocorrência. A Equipe principal deveria identificar as
Características de Processo das quais as variações devem
ser controladas para minimizar a variação do produto.
Poderá haver uma ou mais Característica de Processo
diferenciada para cada Característica do Produto. Em alguns
processos uma Característica de Processo pode afetar
várias Características de Produto.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
21) Classificação de característica especial
Utilize a classificação apropriada conforme requerido pelo OEM,
para designar o tipo de característica ou então este campo
poderá ser deixado em branco para outras características
não especificadas. Os clientes podem usar símbolos
específicos para identificar características importantes tais
como aquelas que afetam a segurança do cliente,
conformidade com as regulamentações, função, montagem
ou aparência. Estas características são chamadas "Críticas",
"Chave", "Segurança" ou "Significativa". O apêndice C
fornece uma referência cruzada para estes símbolos e
termos descritivos.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle

22) Tolerância / Especificação de avaliação /


Medição
As especificações/tolerâncias podem ser obtidas de vários
documentos da engenharia, tais como, mas não limitados à,
desenhos, análises críticas de projeto, normas de material,
dados de projetos por computador, requisitos de manufatura
e/ou montagem.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
23) Técnica de avaliação / Medição
Esta coluna identifica o sistema de medição que está sendo
utilizado. Isto pode incluir dispositivos de medição, fixação,
ferramentas e/ou equipamentos de ensaios requerido para
medir a peça/processo/equipamento de manufatura. Uma
analise da linearidade, reprodutibilidade, repetibilidade,
estabilidade e precisão do sistema deveria ser feita antes de
se confiar em um sistema de medição e as melhorias feitas
de acordo.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP
Plano de Controle
24) Tamanho da amostra / Freqüência
Quando for requisitada amostragem, discrimine o tamanho
correspondente da amostra e a freqüência.

SENAI GERALDO ALCKMIN


APQP Plano de Controle
25) Método de controle
• Esta coluna contém uma breve descrição de como a operação será
controlada, incluindo números de procedimento, onde aplicável. O
método de controle utilizado deveria ser baseado em uma análise efetiva
do processo. O método de controle é determinado pelo tipo de processo
existente. As operações podem ser controladas por, mas não limitadas
ao Controle Estatístico do Processo, Inspeção dados do tipo atributo,
prova de erro (automatizado/não automatizado) e planos de
amostragem. Consulte os exemplos no que se refere a como os
processos típicos são controlados. As descrições do Plano de Controle
deveriam refletir o planejamento e estratégia sendo implementados no
processo de manufatura. Se forem usados procedimentos de controle
complexos, o plano irá tipicamente referenciar o documento de
procedimento por um número e/ou nome de identificação específico.
• O método de controle deveria ser avaliado continuamente no tocante a
eficiência do controle de processo. Por exemplo, alterações significativas
no processo ou na capabilidade do processo deveriam conduzir a uma
avaliação do método de controle.
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP
Plano de Controle
26) Plano de reação
O Plano de Reação especifica as ações corretivas necessárias para
evitar a produção de produtos não-conforme ou operação fora de
controle. As ações deveriam normalmente ser de responsabilidade
das pessoas mais próximas ao processo, o operador, controlador
ou supervisor e estar claramente expressa no plano. Deveriam ser
feitas provisões referentes a documentação.
Em todos os casos, produtos suspeitos e não-conforme devem ser
claramente identificados e mantidos sob quarentena e disposição
feita pela pessoa responsável determinada no plano de reação.
Esta coluna pode também levar a um número de plano de reação
específico e identificar a pessoa responsável pelo plano de
reação.
SENAI GERALDO ALCKMIN
SISTEMA

APQP
(Projeto do Processo)

MANUAIS
DESENHOS
ESPECIFICÕES
PROCEDIMENTOS

TREINAMENTO

EXECUÇÃO
(Homem)
SENAI GERALDO ALCKMIN
APQP

PROVA

SENAI GERALDO ALCKMIN


Planejamento Avançado da Qualidade do Produto
(APQP) e Plano de Controle

Prof. Roberto Haddad Junior


Email: rhjjunior@hotmail.com
Email: roberto.junior@pecval.com.br
Cel.: (0xx12) 9104-2212

ESCOLA SENAI GERALDO ALCKMIN