Você está na página 1de 110

MAIS FORTE QUE NUNCA

MENU INICIAR

Introdução Eixo Traseiro

Características Tomada de Força(TDF)

Motor Barra de tração

Transmissão Cabine

Sist. Hidráulico Manutenção

Eixo Dianteiro Comparativo


Menu Iniciar

Introdução

Hoje a Case IH aumenta sua linha de


tratores com a evolução da linha Maxxum

Com os novos modelos MXM


Menu Iniciar

Introdução

1990 -
Lançamento da Série
5100 Maxxum
(90 - 110 hp)
Menu Iniciar

Introdução

1990 - 1997
Evolução da Série 5100
Maxxum, com os modelos
“Pro” e “Plus”

Um dos tratores mais vendidos


na faixa de potência de 120 -
130 hp em toda Europa
Menu Iniciar

Introdução

1997 - 2002
6 modelos

MX 100 / 110 / 120 / 135


 Lançamento em 1997
 Pot. máxima: 100, 110, 120
e 135 hp
MX 150 & MX 170
 Lançamento em 1998
 Pot. máxima: 151 e 166 hp
Menu Iniciar

Características Inigualáveis

CARACTERÍSTICAS
INIGUALÁVEIS
Menu Iniciar

Características Inigualáveis
2003 - MXM Maxxum
Maior Vazão
Hidráulica Mais Potência

Maior Reserva
de Torque
Maior
Capacidade de
Levante
Hidráulico

Maior
Capacidade de
Transmissão Tração
Mais Conforto mais Moderna
do Segmento
Menu Iniciar

Características Inigualáveis

A nova série de tratores MXM Maxxum é a solução para uma


competitividade e produtividade superiores no agronegócio atual.

Operações de preparo de solo:

 Força e estabilidade suficientes para


implementos pesados.
 Grande produtividade garantida pela
potência e torque do motor.
 A transmissão tipo Powershift
proporciona flexibilidade a campo em
condições severas.
 Alta vazão hidráulica para o trabalho com
implementos ou motores hidráulicos mais
modernos.
 Ótima capacidade de levante do sistema
de 3 pontos.
Menu Iniciar

Características Inigualáveis

A nova série de tratores MXM Maxxum é a solução para uma


competitividade e produtividade superiores no agronegócio atual.

O cultivo em grandes
propriedades:

 Alto torque para máxima tração


 Excelente variação de velocidades para
adequação ao serviço necessário
 Alta capacidade de levante do sistema
de 3 pontos
 Radar para monitoramento da
velocidade real de deslocamento
(opcional)
Menu Iniciar

Características Inigualáveis

Principais características do MXM

 Série com 3 modelos: MXM 135 / 150 / 165 / 180


 137 - 177 cv de potência (divulgada)
 Motores emissionados
 Transmissão tipo Powershift (18x6)
( 6 marchas Powershift e 3 Gamas Mecânicas
acionadas eletro - hidraulicamente )
 Super redutor opcional (31x12)
 Cabine do operador com suspensão regulável
 A melhor relação peso-potência
Menu Iniciar

Motor

MOTOR
Menu Iniciar

Motor

Motores com Alto Torque


Potência Torque Reserva
MXM 135 - 137 591 Nm - 34 %
MXM 150 - 149 649 Nm - 37 %
MXM 165 - 170 728 Nm - 40 %
MXM 180 - 177 740 Nm - 37 %

Características(ISO TR14396)
 Potência Bruta sem ventoinha e alternador.

 Maior Rendimento Operacional.

 Motores Desenvolvidos para trabalhos agrícolas.


Menu Iniciar

Motor

Motor Estrutural

 Motor desenvolvido como parte do


corpo do trator.

 Redução da vibração do motor e


máxima resistência às torções do bloco.

Concepção moderna e de baixo custo


de manutenção.
Menu Iniciar

Motor

Motores Case IH produzidos em Basildon/ UK


Vantagens do motor Case IH:

 Maior cilindrada (7,5 L).

 Maior torque máximo da categoria.

 Maior reserva de torque da categoria(até 40%).

 Todos os modelos possuem turbo compressor.

 Motores emissionados.

 Bomba rotativa BOSCH.

Motor de combustão limpa e eficiente.

Confiabilidade e certeza de baixos custos de manutenção e reparos.


Menu Iniciar

Motor

Cabeçote “cross flow”


Inlet Exhaust
 O ar de admissão entra frio no bloco do
motor.
 Paredes do cilindro mais resistentes.
 Dupla filtragem de ar do motor.
 Válvulas de exaustão e admissão de maior
diâmetro otimizando o funcionamento do
motor.

Alta tecnologia e potência, com


concepção avançada e menor consumo
para atender quaisquer exigências de
mercados mundiais.
Menu Iniciar

Motor

Turbo Compressor
 Motor projetado para ter turbo.

 Maior mistura ar / combustível.


 Biela deslocada em relação ao centro.
 Turbilhonamento do ar de admissão.
 Jato de óleo lubrificante na parte
inferior do pistão.

Maior potência e torque disponíveis.

Combustão de alta eficiência, com


máximo aproveitamento de combustível
e menor consumo.
Menu Iniciar

Motor

Filtragem do Ar do Motor

 Filtro heavy duty.

Remoção de até 99% de poeira do ar


pelo filtro “Spin Tube”.

 Limpeza constante do filtro de ar


(ejetor de pó).

Maximização da potência do motor, com


redução de custos de manutenção e de
tempos com a checagem diária.
Menu Iniciar

Motor

Tanque de Combustível

 Tanque principal de 220 litros, e


auxiliar de 105 litros.

 Localizados na parte central do


trator, na altura das mãos do
operador.

 Feitos em polietileno.

 Chapa de proteção Standard.

Total de 325 Litros - Grande


Não interfere na distribuição de peso entre
autonomia, para jornadas longas
os eixos do trator.
de trabalho.
Menu Iniciar

Motor

Sistema de Arrefecimento

 Trocador de calor óleo / água


do óleo do motor.

Menores temperaturas de
funcionamento do motor.

Maior durabilidade do óleo


lubrificante.

Maior intervalo de troca de óleo

INTERVALO DE TROCA DE ÓLEO DO MOTOR: 300 HORAS.


Menu Iniciar

Motor

Especificações Técnicas do Motor

MXM135 MXM150 MXM165 MXM180

Potência divulgada (cv) 137 149 170 177


Rotação máxima (rpm) 2200 2200 2300 2300
Torque máximo (Nm) 591 649 728 740
Reserva de torque (%) 34 37 40 37
Número de cilindros / Turbo 6T 6T 6T 6T
Cilindrada 3
(cm ) 7500 7500 7500 7500
Diâmetro x Curso (mm) --------------111,8 x 127------------------
Consumo ótimo de combustível (g/kW/h) 210 210 210 210
Cap. do tanque de combustível (L) 325 325 325 325
Cap. do óleo do motor (L) 19 19 19 19
Intervalo de troca de óleo (horas) 300 300 300 300
Cap. do sist. de arrefecimento (L) 25.5 25,5 25,5 25,5
Alternador (Amp) 120 120 120 120
Menu Iniciar

Transmissão POWERSHIFT

TRANSMISSÃO
POWERSHIFT
Menu Iniciar

Transmissão POWERSHIFT
Powershift

 18 velocidades para frente e 6 para trás.

 3 gamas mecânicas com 6 velocidades


Powershift e mudança sem uso da embreagem.

 Sobreposição entre as gamas (A e B).

 Uma única alavanca de controle.


 Troca seqüencial de velocidades em uma única
tecla. Transferência de potência
eficiente, suave e sem erros de
 Controle eletro-hidráulico da transmissão.
operação, aumentando a
 Marcha selecionada facilmente visualizada no
durabilidade da transmissão.
display de informações.
 Calibração da transmissão pelo operador.

Desempenho sem igual no campo.


Menu Iniciar

Transmissão POWERSHIFT

Inversor Eletro-Hidráulico
Inversão eletro - hidráulica ( Frente ou Ré )sem o
uso do pedal de embreagem )

Alavanca do inversor do sentido de direção


localizada do lado esquerdo da coluna do volante

Reversão possível em qualquer marcha

Programação da Transmissão
 Permite que o operador realize uma
programação lógica e automatizada da
transmissão, entre velocidades distintas à frente e
a ré

Versatilidade, agilidade e praticidade


na ponta dos dedos.
Menu Iniciar

Transmissão POWERSHIFT
Powershift

 5 pacotes multi-discos.
 2 sincronizadores de acionamento eletro-hidráulico.
 Acoplamento da transmissão controlado pelo
módulo, criando um engate suave e sem trancos.

 Lubrificação e arrefecimento a óleo


 Engrenagens Helicoidais
 Disco de amortecimento da transmissão

Transmissão com tecnologia,


durabilidade e eficiente.
Menu Iniciar

Transmissão POWERSHIFT
Pré-seleção de velocidades de transporte
 Programação da transmissão a partir da
13a(automática).

 Quando a alavanca do sentido de direção for


acionada, o trator automaticamente trocará de
marcha à medida que a velocidade for aumentando.

Ajuste velocidade x marcha

 Redução de marcha, acionando o pedal de


embreagem(módulo da transmissão ajustam a
marcha para à rotação desenvolvida nas rodas).

Praticamente, uma transmissão automática.


Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

SISTEMA HIDRAÚLICO
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
Bomba hidráulica tipo PFC

 Bomba com vazão de 106 L/min no MXM 135 e 116


L/min p/ no MXM 150, 165 e 180.
 Alta capacidade, com baixa demanda de potência.
 Montada externamente.
 2 filtros hidráulicos.
 Aviso sonoro e luminoso de obstrução do filtro do
sistema hidráulico.

Sistema moderno de alta vazão,


Intervalo para a troca de óleo: 600 h
adequado para trabalhar com qualquer
Intervalo para a troca de filtros: 1200 h implemento na sua faixa de potência.

Filtros de alta durabilidade, que reduz


os custos de manutenção
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
Válvulas remotas

 2 alavancas, com numeração no 1o e 2o


comando remoto.

 3a e 4a válvulas remotas acionadas por


JOYSTICK.

 4 posições de funcionamento:Levantar,
Neutro, Abaixar, Flutuação.

 Único da categoria a oferecer este recurso.

Melhor ergonomia dos comandos,


oferecendo maior conforto e rapidez de
acionamento em implementos de arrasto.
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
Válvulas remotas

 Válvulas remotas BOSCH.


 Controle de fluxo variável para todas as
válvulas.
 Trava de segurança no comando 1(Motor Kit).
 Dreno para motores hidráulicos de plantadeiras
3/8”.
 Coletor de óleo.
 ‘Power Beyond” localizado no topo do corpo
das válvulas remotas(ideal para colhedoras de
batata).

Aumento significativo de durabilidade


Sistemas extras que fornecem potência
de peças, reduzindo custos e perdas
adequada para máquinas complexas.
de tempo com manutenção.
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
Levante Hidráulico EHC - Controle de posição
 Controle preciso de profundidade de
trabalho(implementos trabalham em uma posição pré- Carga
determinada). recebida (D)
 Possibilidade de estabelecer uma profundidade máxima
de trabalho(preparo ou cultivo de solo).
Controle de
carga (W)

Limite
Máximo (L)

Correção dos
movimentos (C)
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
Limitador da profundidade Ajuste da profundidade
máxima (posição) máxima

Tecla de subida / baixar / pausa Ajuste do controle


de carga

Controles de uso freqüente ao alcance das mãos.


Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
EHC - Controle de carga
 Sensibilidade eletrônica nos braços inferiores do
sistema de levante.

 Carga de trabalho é medida em 2 pinos sensores


BOSCH.

 Ajusta de carga de trabalho (não é profundidade!).

 Com a carga acertada, o implemento corrige e


oscila em função da resistência do solo.

 Possibilidade de 250 graduações de ajustes.


Sistema mais avançado do
segmento comandado por um
microprocessador, coordenando a
máxima tração com alta qualidade
de trabalho.
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
Velocidade de descida
Limitador de altura

Controle de
patinagem

Luz de aviso de
sistema de levante
hidráulico
INOPERANTE!!!

Luzes de status de posição Controle de oscilação da correção


Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

EHC - Controle de oscilação

 Ajuste da freqüência e amplitude das


correções dos movimentos dos braços
hidráulicos do sistema de levante

Alta versatilidade e potência para


trabalhar com implementos pesados,
proporcionando uma qualidade final do
serviço realizado sem igual.
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
EHC - Controle de Oscilação, baixa EHC - Controle de Oscilação, alta
Sensibilidade sensibilidade
 Tolerância às cargas de resistência no
 Tolerância às cargas de resistência no
solo alta.
solo baixa
 Sistema foi ajustado para baixa  Sistema foi ajustado para alta
sensibilidade de correção, menos sensibilidade de correção, mais
correções de movimento realizadas.
correções de movimento realizadas.
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

A alternância das luzes de status de


posição do levante devem indicar a
ocorrência de movimentos dos
braços na flutuação

Reduza o valor da carga no controle


de carga, ou aumente a
profundidade absoluta até que as
luzes indicadoras se alternem

Se uma luz indicadora permanece


acesa, então a carga selecionada
não pode ser atingida. Reduza o
valor da carga ou aumente o limite
da profundidade máxima

Facilidade de ajuste de carga.


Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

 Indicador de posição dos


braços do sistema de levante
hidráulico localizado no painel
dr
34 frontal

 Valores: zero - 99

 Informa ao operador se o
sistema de levante está em
flutuação

 Muda a indicação para “dr”,


quando ajustada a carga
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

Se um número aparecer quando o


sistema de levante estiver
flutuando, a profundidade máxima
34 foi atingida

Se o número permanecer
indicado, reduza o valor da carga
dr dr ajustado para que o implemento
flutue acima do valor de
profundidade máxima
Números aparecerão
aqui

= Máxima
profundidade
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico
EHC - Controle dinâmico de transporte
 Controle dinâmico de transporte é uma função automática.
 Os pinos sensores BOSCH detectam os movimentos e balanço do
implemento no transporte.
 Módulo controla os cilindros hidráulicos do levante para que trabalhem
como amortecedores.

Redução dos impactos


e os choques bruscos.
Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

Velocidade de descida do sistema de levante

 Além de controlar a velocidade de descida dos braços,


ativa o Controle Dinâmico de Transporte (a partir de 8
km/h)

Transporte seguro de implementos.

Controle de patinagem

 Redução da patinagem das rodas, pelo levantamento


dos braços do sistema de levante assim que o limite
estabelecido é atingido

Maior capacidade de tração em terrenos adversos.


Menu Iniciar

Sistema Hidráulico

Sistema de levante hidráulico

Capacidade de levante
MXM 135 - 180

Capacidade (a 610mm) = 5530 kg

Cap. (na pos. horizontal) = 6770 kg

* com 1 cilindro auxiliar

Alta capacidade de levante para


respostas mais rápidas, não importando
o peso do implemento.
Menu Iniciar

Eixo Dianteiro

EIXO DIANTEIRO
Menu Iniciar

Eixo Dianteiro

Classe IV do Eixo dianteiro

 Eixo classe III 135 e IV 150 / 165 / 180

 Carcaça em peça única, com acoplamento


central do eixo cardãn.

 Eixo cardãn de acionamento da tração


dianteira sem juntas universais.

 Acionamento da direção das rodas por 2


cilindros hidráulicos.

 Raio de Giro de 3920 mm.

Rapidez nas respostas da


direção sob quaisquer cargas. Maior resistências às torções.

Máxima tração em terrenos planos ou declivosos.


Menu Iniciar

Eixo Dianteiro
Eixo dianteiro

 Excelente vão livre de 450mm.


Maior versatilidade para operações de cultivo.
Acionamento eletro-hidráulico do
bloqueio diferencial dianteiro e da tração
dianteira.

 Bloqueio de 100% do sistema de


bloqueio.

 Engate automático da tração dianteira,


acionando os dois pedais de freio,
auxiliando nas frenagens.

Maior eficiência na transmissão de


potência, com baixos custos de
manutenção.
Menu Iniciar

Sistema Eletrônico dos Eixos

Bloqueio dos diferenciais e


tração dianteira

 Funções manuais ou automáticas do

acionamento da tração dianteira e dos

bloqueios dos diferenciais

 Sistema de teclas “touch pad”

 Memória do sistema quando a chave é

desligada

Automatização e simplificação do trabalho


no campo, aumentando a produtividade.
Menu Iniciar

Sistema Eletrônico dos Eixos


Acionamento AUTOMÁTICO da
tração dianteira

 Operação simples
 Redução das tarefas do operador nas
manobras de cabeceira
 Aumento de produtividade
 Parâmetros de controle:
Pedal de freio
Velocidade de deslocamento
Ângulo de esterçamento

Liberação do operador para atividades


mais importantes.
Menu Iniciar

Sistema Eletrônico dos Eixos


Acionamento AUTOMÁTICO dos
bloqueios dos diferenciais

 Operação simples
 Redução das tarefas do operador nas
manobras de cabeceira
 Aumento de produtividade
 Parâmetros de controle:
Pedal de freio
Velocidade de deslocamento
Ângulo de esterçamento
Posição dos braços do levante

Automação protegendo a máquina,


aumentando sua durabilidade e
produtividade.
Menu Iniciar

Eixo Traseiro

EIXO TRASEIRO
Menu Iniciar

Eixo Traseiro
Características do Eixo Traseiro

 Eixo tipo passante standard, de 98” ou 112” polegadas.

 Opção DUAL, apenas para eixo de 112 polegadas.

 Ajustes de bitola em milimétricos.

 Disponibilidade de pneus do tipo diagonais:

Rodado
Modelo
Dianteiro Traseiro
14,9 - 28R1 23,1 - 30R1 MXM 135
18,4 - 26R1 24,5 - 32R1 MXM 150 / 165 / 180
16,9 - 28R1 20,8 - 38R1 Dual MXM 135 / 150 / 165
16,9 - 28R1 20,8 - 38R1 MXM 135 / 150 / 165
18,4 - 26R1 20,8 - 38R1 Dual MXM 180
Menu Iniciar

Eixo Traseiro
Bloqueio do Diferencial

 Redutor final de alta robustez.

 Excelente resistência à cargas.

 Bloqueio do diferencial traseiro com

sistema multi-discos.

 Acionamento eletro-hidráulico por tecla no

console direito da cabina, com modos:

MANUAL ou AUTOMÁTICO

Otimização da tração no trabalho, Robustez garantida em


aliando rapidez e praticidade nas baixas velocidades ou
manobras de cabeceiras. em até 40 km/h.
Menu Iniciar

Eixo Traseiro

Freio de serviço (eixo traseiro)

 Discos de freio de grande diâmetro

 Banhados a óleo

 Auto-ajustáveis

 Auto-equalizáveis

Segurança em quaisquer condições


de relevo e sob condições de uso
severas.
Menu Iniciar

Tomada de Força (TDF)

TOMADA DE FORÇA
Menu Iniciar

Tomada de Força (TDF)

Tomada de força (TDF)

 Montagem modular para manutenção


simplificada.

 Sistema independente, com engate


direto.

 Acionamento do motor diretamente


p/ a embreagem hidráulica da PTO com
apenas uma engrenagem.
Menu Iniciar

Tomada de Força (TDF)


Tomada de força

 Pacote multi-discos, banhado a óleo.

 Freio no eixo de saída.

Durabilidade e potência disponível sem iguais.

 Acionamento eletro-hidráulico, por botão.

 Aviso luminoso de funcionamento acima da


rotação desejada.

 Eliminador do freio no eixo de saída.

 Seleção de partida progressiva da PTO.

Perfeito para aplicações leves ou pesadas.


Menu Iniciar

Tomada de Força (TDF)


Tomada de força

 Duas velocidades.

 540 / 1000 RPM.

 Seleção interna de velocidades por alavanca,


dentro da cabina.

Rotação da TDF próxima à rotação de


potência máxima.
 Troca de eixo da TDF facilitada, por anel de
pressão.
 Sem perda de óleo.
Excelente força disponível para trabalhos
pesados com alta produtividade.

Operação de troca de eixos rápida e limpa.


Menu Iniciar

Barra de Tração

Barra de Tração
Menu Iniciar

Barra de Tração

Barra de Tração

 Apoiada em roletes.

 Maior movimentação lateral.

 Melhor acabamento da peça.

 Não tem barra de desgaste.

Maior durabilidade com liberdade para


movimentação.
Menu Iniciar

Cabine do Operador

CABINE
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Painel Digital

 Painel digital de fácil visualização

 Funções selecionáveis

 Avisos em caso de problemas gerais

 21 luzes de advertência, monitorando os


sistemas do trator

 Informações complementares:

Rotação da TDF

Velocidade de deslocamento Informações completas sobre o


Horímetro do trator funcionamento e desempenho do trator,
reduzindo riscos com mal-funcionamento.
Carga da bateria
Menu Iniciar

Cabine do Operador
MONITOR DE PERFORMANCE

Informações com a tecnologia e


 Monitor de performance, integrado ao painel confiabilidade Case IH.

frontal digital.

 Informações do monitor de Performance:

Área trabalhada até o momento (ha)

Rendimento operacional (ha/h)

Distância percorrida (m)

Patinagem (%) - opcional


Menu Iniciar

Cabine do Operador
RADAR E CONTROLE DE PATINAGEM

 Visualização da velocidade real.

 Controle real do rendimento operacional do trator.

 Permite a utilização de equipamentos baseados em

tecnologia GPS e monitores eletrônicos de implementos.

 Controle de patinagem do trator.

 Redução de esforços excessivos impostos aos braços e pistões do levante


hidráulico, assim como as engrenagens dos eixos dianteiro e traseiro.

 Controle real das informações do monitor de performance.

Alívio da profundidade de trabalho do


implemento, ao sinal de patinagem
excessiva, não deixando o trator atolar
Menu Iniciar

Cabine do Operador
RADAR E CONTROLE DE PATINAGEM
Adequado ao trabalho em solos úmidos, próximos à várzeas e com grande matéria
orgânica na superfície.

Menor desgaste de pneus, maior eficiência de energia e consumo de combustível e


otimização da capacidade de tração.

Redução de tempos com manobras corretivas e


re-largadas.

Maior qualidade final de trabalho, com tempo total


reduzido, em operações de preparo e cultivo de solo.
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Pontos de Energia para Monitores

 Saídas de:

4 pinos, 40 Amp

2 pinos, 8 Amp

Soquete de 8 Amp

12V (acendedor de cigarros)

 Parafusos de fixação montados nas


colunas “A” e “B” da cabine

 Janela inferior traseira reversível para a


passagem de cabos e comandos dos
implementos
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Plataforma do Operador

 Cabine de alto conforto.

 Ampla área envidraçada da cabina


(5,8 m2) com excelente visibilidade.

 Fácil acompanhamento de
implementos montados graças ao
posicionamento da cabine sobre o
eixo traseiro.

 Baixo nível de ruído no posto do


operador - 75 dB(A).
A melhor e mais bem equipada cabine do
 Assento do pneumático.
mercado brasileiro.
 Suspensão na cabina standard.
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Conforto do Operador

 Principais controles próximos ao operador.

 Menor número de alavancas do mercado.

 Instrumentação clara e fácil visualização.

 Facilidade de entrar e sair da cabina.

 Ambiente de trabalho confortável.

Ótimas condições para altas performances no


campo.
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Assento do Operador

 Banco do operador com


regulagem pneumática.

 Varias opções de regulagem.

 Sensor de presença do operador


no banco, com trava de movimento e
alarme.

Conforto sem igual para o operador.

Garantia de um trabalho seguro.


Menu Iniciar

Cabine do Operador

Conforto do operador

 Fácil ajuste da posição de dirigir.

 Coluna de direção com ajustes de

altura.

Conjugado com os ajustes do assento


do operador, tem-se a mais confortável
cabine em sua categoria.
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Suspensão da cabina

 2 isoladores cônicos montados na

parte frontal da cabina

 2 amortecedores montados na parte

traseira:

Curso da suspensão de 100 mm

Barra Panhard para estabilidade

lateral

Melhor sistema para uso no campo ou estradas.


Redução em 25% das
vibrações dentro da cabina.
Menu Iniciar

Cabine do Operador
Luzes de trabalho

 Luzes de alta potência

 Ao todo, são 12 faróis:

Ideal para trabalhar a noite e para


circular em rodovias.
Menu Iniciar

Cabine do Operador

Sistema de ar-condicionado

 Teto em peça única

 Filtros internos e externos


eletrostáticos da cabine

 Recirculação automática do ar
interno, com taxa 1:2

 Controles do A/C montados no teto

 Predisposição para rádio

Ambiente de trabalho mais seguro.


Menu Iniciar

Manutenção Periódica

FACILIDADE DE
MANUTENÇÃO
Menu Iniciar

Manutenção Periódica
Manutenção

 Capô de peça única, sem painéis


laterais.
 Amortecedores a gás.
 Fácil acesso a todos os componentes.
 Intervalo de troca de óleo:
300 horas

 Radiador do óleo da transmissão e do


A/C deslizável sobre trilhos.

 Facilidade de limpeza dos radiador de


água do motor

Engenharia trabalhando para facilitar operações Não são necessárias


de manutenção e reduzir tempos improdutivos. ferramentas!!!!
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505

Comparativos
Menu Iniciar

Comparativos

JD 7505 MXM 150


1. Potência (cv) 140 149
2. Torque Max (Nm) 605 649
3. Cilindradas (Litros) 6,8 7,5
4. Reserva de Torque (%) 32 37
5. Capacidade de Combust. (L) 307 325

Desempenho e performance incomparáveis com JD 7505


Menu Iniciar

Comparativos

JD 7505 MXM 150


6. Velocidades a frente 16 18
7. N º Marchas PowerShift 4 6
8. N º de Gamas 4 3
9. Calibração Eletrônica Não Sim
10.Alavanca p/ troca de marchas Sim Tecla
e Gamas

A transmissão do MXM com 6 marchas powershift


em cada gama e uma única alavanca que
controla: aceleração de mão, troca de marchas e
troca de gamas garante uma maior produtividade
em cima da concorrência
Menu Iniciar

Comparativos
MXM150 JD 7505
Menu Iniciar

Comparativos

JD 7505 MXM 150


11. Tipo de Bomba Engr (Std) Pistão(Std)
Pistão (Op.)
12. Vazão / Fluxo (L/min) 66 (Std) 116(STD)
100 (Op.)
13. Bomba Separada p/ direção Não Sim
14. Vazão total disponível (l/min) 100 165,2
15. Cap. Max. Levante Hidr.(Kg) 2950 5530

MXM possui o sistema hidráulico ideal para as


operações que exigem uma alta demanda de
fluxo, resistência e durabilidade para qualquer
tipo de operação agrícola
Menu Iniciar

Comparativos

JD 7505 MXM 150


16(.Des)Acionamento e da Tração Botão Exterçamento
Dianteira e Bloqueio do Diferencial

17. Tipo de Painel de Instrumentos Analógico Digital


18. Restrição dos Filtros de Ar Não Sim

19. Alerta de Água no Diesel Não Sim


20. Monitor de Rendimento Não Sim

O sistema de (des)acionamento do bloqueio do


diferencial dianteiro e traseiro e da tração dianteira
é feito de acordo com o ângulo de exterçamento
das rodas dianteiras, isso aumenta a eficiencia no
campo e a durabilidade do conjunto
Menu Iniciar

Comparativos

JD 7505 MXM 150


21.Cabine Std Suspensão
22.Banco do Operador Mecânico Pneumático
23.N º de Faróis de trabalho 6 12
24.Limpador do Vidro Traseiro Não Sim
25.Espaço p/ Porta Objetos Não Sim

Único Trator com Cabine equipada com kit de


suspensão, melhor conforto para o operador que
resulta em maior produtividade no campo.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Design frontal

O desenho do MXM 150


é bem mais moderno, com linhas
baixas e curvas com um capô frontal
mais curto. Ainda, o cano de escape
do motor fora da visibilidade frontal
JD 7505 do operador (à direita da plataforma
ou cabine), melhorando a visibilidade do
operador do MXM 150. Já no JD 7505, o
cano de escape do motor está à frente
do operador.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Potência e Torque

O MXM 150 possui a


mesma potência declarada, entretanto
o destaque deve ser dado para ao
torque de 649 Nm contra 605 Nm do
JD 7505. Além disso, o JD 7500 tem
JD 7505
motor de 6,8L de cilindrada; e o MXM
150, de 7,5L. Quanto à reserva de
torque, tem-se outra vantagem do
MXM 150: 37% contra 31%. Tudo isso,
pode ser constatado na elasticidade,
baixo consumo e força gerada pelo
MXM 150 no campo.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Facilidade de Manutenção
Acesso ao Motor
Utiliza-se apenas
uma alavanca para liberar a trava
do capô do trator MXM 150, tendo-
se acesso a todos os componentes
de manutenção periódica do motor.
JD 7505 Para otimizar a manutenção todos
os componentes foram projetados e
alojados visando a mínima perda de
tempo com troca de peças.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Facilidade de Manutenção
Bocal do Radiador
Além de ter o bocal de
enchimento do sistema de arrefecimento
ao alcance das mãos, o MXM 150
possui reservatório de expansão do
líquido de arrefecimento com sensor
JD 7505 de nível, o que torna o resfriamento do
motor mais eficiente e seguro para o
operador. No JD 7505, para se ter
acesso ao bocal do radiador, é
necessário subir no eixo dianteiro do
trator.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Facilidade de Manutenção
Filtro de Ar
A disposição lateral do
filtro aliado ao espaço livre para a
movimentação das mãos do operador
torna a operação de troca muito mais
rápida no MXM 150, além disso o MXM
JD 7505 conta com um sistema “ Heavy Duty “ de
pré - limpeza e a sua manutenção será
somente necessária quando o sensor
de obstrução do filtro indicar no painel.
No JD 7505, para que a troca ou
manutenção do filtro seja realizada, é
preciso que a grade frontal lateral seja
desmontada, devido ao espaço restrito.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Facilidade de Manutenção
Posicionamento das
Baterias
A posição da bateria
no JD 7505 não é prática, já que fica
afastada das mãos do operador e para
trocá-la é necessário deslocar o corpo
JD 7505 para baixo da estrutura do trator,
causando desconforto. Isso não
acontece com o MXM 150, a bateria
está próxima do corpo do operador e
em local isolado de sujeira. Não é raro
encontrar a bateria suja de lama e areia
ao abrir a portinhola do compartimento
do JD 7505.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150

Facilidade de Manutenção
Bomba de Transferência

No JD 7505, a
bomba de transferência mecânica está
localizada no lado esquerdo o motor,
afastada da bomba injetora, perdendo
JD 7505 eficiência na operação. A bomba do
MXM 150 é elétrica, localizada próxima
da bomba injetora, com dispositivo de
sangria automático, reduzindo tempo
de bombeamento e tornando essa
operação limpa.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150 Tanque de Combustível com
Chapa de Proteção
Apesar do tanque
de combustível (307 L) do JD 7505
ser de plástico e estar na altura dos
braços do operador, não possui a
proteção de chapa de metal na
lateral e parte inferior, para a
JD 7505 proteção contra galhos e pedras. O
MXM 150 possui maior capacidade
(325 L), com proteção de chapa
metálica lateral e inferior.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Chassis

O fato do JD 7505
possuir chassi estrutural torna a
manutenção mais trabalhosa e difícil,
já que certas partes do motor e caixa
de transmissão estão envoltas por
JD 7505
essa estrutura. O MXM 150 possui
motor semi-estrutural, porque possuí
duas barras de reforço lateral que alia
facilidade manutenção e robustez
para a rotina na fazenda.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150

Eixo Dianteiro Robusto

O eixo dianteiro do
MXM 150 é constituído por uma
carcaça única e concepção axial,
dando maior robustez ao conjunto e
excelente durabilidade. Além disso, a
fabricação do eixo é própria, ou seja,
JD 7505 tem a qualidade CASE IH. O eixo
dianteiro do JD 7505 tem duas partes,
sendo menos robusto e ocupando
maior vão livre.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Eixo Dianteiro
MXM 150

Acionamento da Direção

O acionamento da
direção no MXM 150 é realizado por
dois cilindros hidráulicos alimentados
por uma bomba de direção
independente de alta vazão (59
L/min), o que proporciona maior
JD 7505
rapidez nas respostas e maior
confiabilidade no sistema. No JD
7505, o acionamento é realizado
pela mesma bomba do sistema
hidráulico (66 L/min), que alimenta
todos os sistemas do trator.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150 Painel de Instrumentos
Funcionalidade
O painel no MXM
150 possui um desenho muito mais
modernos, eficiente e é totalmente
digital com o monitor de performance
integrado, fácil na visualização das
JD 7505 informações e acionamento dos
comandos. Já o JD 7505, possui um
painel com mostradores simples,
poucos comandos agrupados e
alavanca de direção bem rústica.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Painel de Instrumentos
Informações Visualizadas
O JD 7505 possui apenas 8 lâmpadas no painel que passam a
informação do funcionamento da bateria e pressão do óleo do motor do trator,
entre outros. Aí está um grande diferencial do MXM 150; em seu painel temos 21
lâmpadas-espia que passam informações das mais variadas sobre todo o trator,
tais como sensor de obstrução do filtro de ar e óleo do hidráulico, TDF acionada,
nível de fluído dos freios, tração dianteira engatada, bloqueio do diferencial
traseiro acionado e freio de estacionamento aplicado, presença de água na linha
de óleo diesel, entre outros. Desse modo, é evidente que o MXM 150 melhor
passa informações sobre seu funcionamento para o operador, facilitando o
trabalho e rendimento do trator no campo, e alertando mais rapidamente sobre
quaisquer anormalidades. Além dessas informações o trator informa Rotação da
TDF, Velocidade de deslocamento, Horímetro do trator, Carga da bateria, Área
trabalhada até o momento (ha), Rendimento operacional (ha/h), Distância
percorrida (m), Patinagem (%) - opcional
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Alavancas de controle da Transmissão
MXM 150
Os comandos para a troca
de marchas do MXM 150 são melhor
dispostos e arranjados. Existe apenas uma
alavanca (com acionamento eletro-
hidráulico) que agrupa todas as funções de
troca, com um inversor eletro-hidráulico
localizado na coluna de direção, ao alcance
da mão do operador. As alavancas do JD 7505
JD 7505
estão localizadas nas laterais do operador,
porém o acionamento é mecânico (duro) com
alavancas muito parecidas entre si. Outra
enorme vantagem de mercado é a introdução
da eletrônica no acionamento do câmbio, que
facilita a programação de marchas e até a
calibração da embreagem.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Controle Remoto
MXM 150

Comandos
O acabamento interno
do MXM 150 é muito mais refinado, de
visualização clara (em cores diferentes)
das 2 alavancas, com desarme
automático e flutuação em todas,
além do exclusivo sistema de “Joystick”
JD 7505
para os comandos 3 e 4. Já o JD 7505 é
vendido com dois pares de válvulas,
sendo que os ajustes de suas funções
têm de ser feitos fora da cabine, sobre o
corpo de válvulas do controle remoto.
Existe ainda o problema do operador se
confundir com as alavancas do levante
hidráulico, já que são iguais (JD 7505).
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Freio de Estacionamento
MXM 150

Acionamento

No JD 7505, o freio
de estacionamento está localizado ao
lado direito do banco do operador
junto da alavanca de velocidades,
mas o acionamento torna-se duro à
JD 7505 medida do uso do trator. No MXM
150, além de contar com alavanca
separada de freio, existe um alarme
para acionamento do freio ao desligar
o trator e quando o inversor é
acionado com o freio puxado.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Tração Dianteira
MXM 150

O acionamento da tração
dianteira no MXM 150 além de ser eletro-
hidráulico, somente nele pode ser automático,
em função da velocidade do trator e ângulo de
esterçamento das rodas dianteiras. No JD 7505
esses recursos não existem e não há indicação
visual que a tração esteja ligada, podendo
acarretar riscos para o conjunto em caso de
JD 7505 mal uso.
Outro diferencial importante
do MXM 150 é o recurso de frenagem nas 4
rodas, ou seja, quando os freios de serviço são
acionados, automaticamente a tração dianteira
é engatada. A grande vantagem é o maior
controle do trator em terrenos de baixa
aderência e a segurança proporcionada ao
operador.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Tomada de Força
MXM 150

Acionamento

O acionamento da
TDF no MXM 150 é eletro-hidráulico
com trava de segurança. Ainda, o
sistema conta com um dispositivo de
segurança de partida no motor, freio no
JD 7505 eixo de saída e acionamento com
engrenamento gradual. No JD 7505,
apesar de ser eletro-hidráulico, não
existem esses recursos.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Bloqueio de Diferencial
MXM 150

Acionamento
No MXM 150, o
acionamento inclusive no eixo dianteiro
pode ser automático, independente da
ação do operador, aumentando a
eficiência do trabalho agrícola. Outro
recurso exclusivo do MXM 150 é o
JD 7505 acionamento automático em função
da velocidade das rodas, ângulo de
esterçamento, posição dos braços do
levante hidráulico e acionamento dos
freios. Já no JD 7505, o botão de
acionamento fica no assoalho, é
rústico e somente desbloqueia (o
diferencial traseiro) com o acionamento
do freio.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Sistema Hidráulico - Alimentação e Bombas

No MXM 150, todos os sistemas hidráulicos


são alimentados por duas bombas hidráulicas, uma com vazão
de 59 L/min que abastece basicamente a direção hidráulica,
bloqueios e tração dianteira; e outra que alimenta as válvulas de
controle remoto, freios e braços do levante hidráulico, com vazão
de 106 L/min, chamada de bomba tipo PFC (pressão e fluxo
compensados). Com isso, os sistemas do MXM 150 têm fluxo
hidráulico mais que suficiente nas condições mais adversas de
trabalho. O JD 7505 possui apenas uma bomba hidráulica de 66
L/min (a de 100 L/min é opcional) alimentando todo o sistema,
gerando menor vazão para as válvulas remotas e levante
hidráulico.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150 Levante Hidráulico
Regulagens dos Braços
Apesar de possuírem
as mesmas regulagens externas, os
estabilizadores do MXM 150 são mais
precisos, com teclas de levante dos
braços hidráulicos nos dois pára-
lamas traseiros contra 1 do JD 7505.
JD 7505
Ainda, os braços do MXM 150 são mais
reforçados (pois têm maior capacidade
de levante que o concorrente, 5530 kgf
contra 3000 kgf) e o pino da trava que
libera a extensão dos braços tem melhor
pega.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Levante Hidráulico
Comandos de Acionamento

Dois diferenciais do
MXM 150 são o controle de oscilação
da flutuação do levante hidráulico,
que permite repostas de correções
rápidas e precisas; e a visualização do
status do sistema com auto-
diagnóstico e bloqueio de segurança.
O JD 7505 não oferece esses recursos
JD 7505 adicionais, apesar dos controles
eletrônicos.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Levante Hidráulico
MXM 150

Sensibilidade do Sistema

Enquanto a sensibilidade
do sistema de levante do JD 7505 é dada
por uma barra mecânica de flexão, no
MXM 150 tem-se outro grande diferencial.
Toda sua sensibilidade está baseada nos
pinos sensores eletrônicos BOSCH
JD 7505
localizados nas extremidades dos braços
do levante. Esse dispositivo permite dar ao
sistema maior sensibilidade e proporciona
respostas extremamente precisas,
comportamento mais homogêneo e
correções mais rápidas, também graças à
bomba de pistões de pressão e fluxo
compensados de alta vazão.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Eixo Traseiro
Ajuste de Bitola
No MXM 150, são
oferecidos dois tipos de eixo passante:
98 ou 112 polegadas para a opção de
se duplar as rodas. No JD 7505, é
oferecido apenas o de 120 polegadas,
seja para rodado simples ou duplo,
dificultando a dirigibilidade. Outro fator
JD 7505 importante é a necessidade de
lubrificação periódica do sistema de
cremalheira das rodas do JD 7505, o
que não existe, nem atrapalha no MXM
150.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
MXM 150
Barra de Tração

Nesse caso, a barra


do MXM 150 tem maior movimento
lateral e funcionamento mais suave já
que o apoio é feito por roletes,
reduzindo o arrasto dos implementos
nas curvas, além de melhor
JD 7505 acabamento final na peça. No JD
7505, a barra de tração apoia-se
diretamente sobre a barra de apoio.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Cabine com Suspensão

A cabine do MXM
150 é a única do mercado com
suspensão de série, proporcionando
um maior conforto para o operador
resultando em uma maior
produtividade. No JD 7505, a cabine se
apoia somente em coxins, absorvendo
muito pouco as vibrações do trator.
Menu Iniciar

Comparativos
Comparativo - MXM 150 Vs. JD 7505
Ferramenta Eletrônica de Diagnose

O MXM 150 possuí


rede serial entre os controladores,
possibilitando o uso de notebooks para
identificar problemas elétricos com a
Electronic Service Tool. No JD 7505,
não existe rede o que impossibilita este
recurso.
Menu Iniciar

Comparativos

MXM MAXXUM vão


superar os JD7505
na preferência dos
produtores
Brasileiros

Os MXM são mais


avançados e
resultam em mais
benefícios no
campo
MAIS FORTE QUE NUNCA