Você está na página 1de 20

COMPLEXO ESCOLAR MÁRTIRES DO UGANDA

CURSO DE CIÊNCIAS FÍSICAS E BIOLÓGICAS

TRABALHO DE FIM DE CURSO


12ª CLASSE

HIV, SUAS CAUSAS E TRATAMENTO

Autor: JUELMA MANUEL FAUSTINO


Número: 05
Turno: Tarde
Orientador: Francisco Diógo
Vírus são organismos vivos que consistem essencialmente em material heradado,
isto é em chamado material genético (ARN/RNA ou ADN/DNA) encapsulado
como uma concha ou “envelope”.
O HIV pertence a um grupo invulgar de vírus, designado retrovírus, que se
integra na matéria genética da célula anfitriã. É assim que o vírus provoca a
infeção permanente no organismo.
A família dos retrovírus está subdividida em duas espécies:
Oncovírus, isto é, vírus que causa cancro.
Lentivírus: O HIV é um lentivirus.
OBJECTIVOS
Objectivo geral :
 Estudar as formas de Transmissão e Tratamento do VIH

 Objectivos Específico :
 Caracterizar o VIH;
 Descrever as formas de transmissão do VIH;
 Conhecer os testes Diagnósticos do VIH;
 Conhecer os tipos de Medicamentos para o VIH
 Analisar a Seroprevalência em Angola/Luanda
ORIGEM DO HIV
O HIV (HIV-1) foi isolado cientificamente pela primeira vez em 1983 por uma
equipa de cientistas no Instituto Pasteur em Paris. Posteriormente veio a saber-
se que existem dois subtipos principais de HIV, o HIV-1 e o HIV-2. Em 1985 a
mesma equipa liderada por Luc Montagnier conseguiu isolar o HIV-2.

A via mais provável de transmissão do VIS para o homem parece ter sido
através de mordidelas ou cortes quando pessoas que caçavam macacos
selvagens chimpanzés como alimentação e tem sido mordidas e assim
infectadas pelo vírus
ORIGEM DO HIV ( cont…)

Macaco de fuligem preta- portador do vírus VIS, percursor do VIH

Outras teorias controvérsias culpam os experimentos científicos ou vacinas à


base de serum de macacos infectados por VISs pela transferência acidental do
vírus para o homem.
CARACTERIZAÇÃO DO VÍRUS VIH
A sigla HIV (em inglês) e VIH (em português) significa:
V = vírus de I = imunodeficiência H = humana

HIV tem um diâmetro de 1/10,000 milímetros e é de forma esférica. A capa


exterior do vírus conhecida como "envelope viral" é composta por duas
camadas de moléculas gordurosas denominadas lípidos, tirados da membrana
da célula humana, quando recentemente formados os botões de partículas do
vírus na célula.

ESTRUTURA DO VÍRUS HIV


CARACTERIZAÇÃO DO VÍRUS(cont..)
O sistema imunológico é o sistema de defesa do corpo, que o protege de
doenças. O vírus ataca o sistema imunológico e enfraquece-o. A infecção pelo
HIV torna o sistema imunológico deficiente e a pessoa infectada fica doente.
O HIV ataca um grupo particular de células do sistema imune humano
denominadas: células CD4. Existem dois tipos principais de células CD4:

Células T CD4 positivas


Macrófagos
RISCOS DE INFECÇÃO E TRANSMISSÃO DO HIV
Fluidos corporais que podem ser infeccioso:

Fluidos sexuais (esperma e fluidos vaginais).

O leite materno: pode ser infeccioso para o bebé, mas é pouco provável que o
seja para um adulto.

Sangue. TABELA-RISCO E PROBABILIDADE DE INFECÇÃO POR HIV


Exposicão Risco
Partilha de agulha < 1%
Percutânea - exposição ocupacional ~ 0.3%
Sexo anal < 1%
Sexo vaginal ~ 0.3%
Transmissão vertical 20-40%
PREVENÇÃO DO HIV
Usar um preservativo de látex para cada relação sexual com um parceiro
infectado ou com um parceiro cujo estado de HIV seja desconhecido
(espermicidas vaginais e esponjas não protegem contra a infecção pelo HIV).
Para homens participando de sexo oral, parar antes da ejaculação.
Para homens, realizar a circuncisão (a circuncisão reduz o risco de um homem
ser infectado com HIV durante o sexo vaginal com uma mulher infectada).
Os casais monogâmicos recentes devem submeter-se a testes de HIV e outras
doenças sexualmente transmissíveis (DST), antes de iniciarem relações sexuais
sem proteção.
Uso de luvas de borracha (de preferência, de látex) quando se tiver contato com
líquidos corporais de alguém que pode estar infectado.
Se acidentalmente exposto a líquidos contendo HIV (por exemplo, após uma
picada de agulha), busque tratamento com remédios antirretrovirais para evitar a
infecção ( PEP).
HISTÓRIA NATURAL DA DOENÇA NO CORPO
1a Fase: infecção primária – nas primeiras 12 semanas depois da infecção
ocorre uma propagação rápida do HIV, mas o sistema de defesa consegue
controlar e diminuir a carga viral (quantidade de vírus).

2a Fase: fase latente sem sintomas clínicos, cuja duração varia entre 2 e 10
anos, a carga viral continua baixa e depois aumenta lentamente, as células CD4
diminuem lentamente, o teste de HIV é positivo.

3a Fase: Na fase sintomática aparecem as doenças oportunistas, as células CD4


diminuem e a carga viral aumenta.
HISTÓRIA NATURAL DA DOENÇA NO CORPO( cont…)
4ª Fase: SIDA, as células CD4 diminuem ainda mais e a carga viral aumenta.
Na fase terminal o teste de HIV pode por vezes ser negativo devido à falta de
resposta imunológica (anticorpos).
Na fase de progressão de HIV para SIDA, os seguintes sintomas são comuns:
Erupções cutâneas e condições da pele;
Infecções respiratórias;
Candidíase genital e oral
Diarreia contínua;
Emagrecimento e perda dos tecidos; SARCOMA DE KAPOSI

Dores de cabeça, convulsões e outras condições neurológicas;


Tuberculose;
Toxoplasmose;
Sarcoma de Kaposi (SK).

CANDIDÍASE ORAL DOENTE DE SIDA


DIAGNÓSTICO DO HIV
Existem duas maneiras de detectar a infecção de HIV, deteção directa do
vírus e deteção dos anticorpos.

TIPOS DE TESTES E PARTÍCULAS QUE RASTREIA


Nos hospitais públicos em Angola, usa-se o teste rápido de anticorpo Determine
e o Unigold e podem ser executado fora do laboratório. Os resultados estão
disponíveis dentro de 15-20 minutos.
JANELA IMUNOLÓGICA DO HIV
Janela Imunológica: é o tempo entre a potencial exposição à infeção pelo
VIH e o momento em que é possível obter um resultado exato. Os testes de
VIH após um período janela de três meses têm uma exatidão superior a
99,97% e são eficazes com todos os tipos e subtipos do VIH. Haverá sempre
casos muito raros em que não se deteta a infeção pelo VIH ao fim de 3 meses.
TRATAMENTO DO HIV
Os medicamentos disponíveis para iniciar a TARV em Angola está dividido em
3 classes, conforme descritos na tabela.
CONTAGEM DE CD4- DURANTE O TRATAMENTO
A contagem de CD4 é a medição do número células CD4 em 1mm3 de
sangue. A contagem de CD4 de uma pessoa que não está infectada com HIV
pode estar entre 500 e 1.200.
Uma contagem de CD4 entre 500 e 200 indica que ocorreu algum dano no
sistema imune.
Se a contagem de células CD4 cai entre 250-200, pacientes são fortemente
recomendados para começar o tratamento com drogas anti-HIV porque este é
o nível em que o risco de infecções relacionadas ao SIDA aumenta
grandemente.
Carga viral: é o termo usado para descrever a quantia de HIV no sangue do
paciente. Quanto mais HIV estiver no sangue mais será o desaparecimento de
células CD4, e maior será o risco de desenvolver sintomas avançados da
doença
SITUAÇÃO DO HIV EM ANGOLA
Os dados avançados pela Rede Angolana das Organizações de Serviços de
Sida (ANASO) referem que a taxa de prevalência é de 2 porcento, o que
significa que entre 380 mil a meio milhão de pessoas vivem com VIH-SIDA.

A cobertura de tratamento ainda é baixa, com apenas 22 porcento, sendo que


68 mil pessoas beneficiam de tratamento Anti-retroviral. A taxa de abandono é
de 33 porcento, ou seja, em cada 100 pessoas vivendo com a doença 33
abandonam o tratamento.

Os dados avançados pela ANASO contrariam a informações oficiais. Segundo


o Inquérito de indicadores Múltiplos e de Saúde (IINS), realizado em
2015/2016, existem no país cerca 280 mil pessoas vivendo com VIH/SIDA.
CONCLUSÃO
 O HIV é um vÍrus que pertence a família dos retrovírus que passou dos
hospedeiros primatas para seres humanos através de uma mutação
provavelmente há uns 60 a 80 anos.
Há dois tipos principais, HIV-1 e HIV-2, com propriedades biológicas distintas
que causam uma disseminação epidémica.
HIV pode ser transmitido sexualmente, verticalmente e através do contacto
directo com tecidos que contêm o vírus.
A história natural da infecção pelo HIV é de 6 a 8 anos em condições
desfavoráveis, porém 10 a 12 anos podem ser atingidos quando a higiene e a
nutrição são boas e o risco de outras infecções é baixo.
O TARV reduz efectivamente a taxa de replicação do HIV no corpo da pessoa
infectada e prolonga a vida, mas não elimina o vírus.
Muito Obrigado!!!!

Você também pode gostar