Você está na página 1de 33

Métodos Numéricos

100594 - Métodos Numéricos


Ministrante: Leonardo D. Chiwiacowsky – PIPCA/UNISINOS
E-mail: ldchiwiacowsky@unisinos.br
Local: 6H104E
Diferenciação Parcial Numérica
• Todos as fórmulas de diferenças finitas
apresentadas até agora consideram funções
de apenas uma variável independente;
• No entanto, muitos problemas na engenharia
envolvem funções dependentes de muitas
variáveis independentes;
• É comum ter grandezas reais bidimensionais
ou tridimensionais, além de poderem
também depender do tempo, por exemplo, a
temperatura:
T(x, y, z) ou T(x, y, z, t)
Diferenciação Parcial Numérica
• Para uma função de muitas variáveis
independentes, a derivada parcial da função
em relação a uma das variáveis representa a
taxa de variação da função em relação a esta
variável, sendo as demais mantidas
constantes;
• Por exemplo, considere uma função u(x, y)
especificada como um conjunto de n × m
pontos discretos (x1, y1), (x2, y2),, ..., (xn, ym),
assumindo o espaçamento entre os pontos
em cada direção constante, isto é, h = xi+1 - xi
e l = yj+1 - yj.
Diferenciação Parcial Numérica
• Uma aproximação para a derivada parcial no
ponto (xi, yj), usando a fórmula de diferença
central de dois pontos é:
Diferenciação Parcial Numérica
• Uma aproximação para a derivada parcial de
segunda ordem, usando a fórmula de
diferença central de dois pontos é:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• A equação de Laplace é uma EDP que pode
ser representada pelo Método de Diferenças
Finitas como:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Adotando um espaçamento idêntico em
ambas as direções h=l, a equação anterior
pode ser reescrita:

• Escrevendo o valor da função u(x,y) no ponto


central (xi, yj), obtém-se:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo:
- O problema de transferência de calor por
condução em regime permanente é um típico
problema bidimensional (2D) que representa
uma aplicação prática de EDP.
- O exemplo ilustra como o método das diferenças
finitas transforma uma equação diferencial em
um sistema de equações algébricas, permitindo o
cálculo da temperatura em pontos de uma malha
retangular com espaçamento idêntico em ambas
as direções (h=l).
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo:

Condições de Contorno:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• A discretização por diferenças finitas conduz
à equação:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Se o domínio do problema for discretizado
com uma malha de diferenças finitas com
h = l = 5, tem-se m=1 e n=3:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• O sistema de equações resultante é descrito
pelas equações:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Na forma matricial, o sistema pode ser
escrito como:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• A solução do sistema fornece os valores:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• A solução da equação de Laplace pode ser
refinada aumentando o número de linhas e
colunas, conforme a figura abaixo:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Fazendo n=7 colunas e m=3 linhas, resulta
em um sistema de equações cuja matriz dos
coeficientes apresenta valores -4 na diagonal
principal e valores 1 nas bandas adjacentes.
• A figura a seguir apresenta a matriz dos
coeficientes na forma banda tridiagonal,
juntamente com o vetor de incógnitas Tj e o
vetor contendo as condições de contorno;
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Observe que o padrão da matriz esparsa
apresenta a sequência de elementos [1 -4 1]
em torno da diagonal e um ou dois valores
iguais a 1 fora da banda tridiagonal;
• Observa-se uma exceção a este
comportamento nas linhas 7, 8 e 14 e 15,
por conta do esquema de numeração dos
nós, uma vez que estes correspondem a nós
adjacentes à fronteira do domínio
discretizado;
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Observe as linhas
7, 8 e 14, 15
modificadas:
7
8

14
15
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• A solução do sistema, na forma da placa
retangular (domínio discretizado) é
apresentada abaixo:

Observe a especificação das condições de


contorno.
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Perfil de temperatura
100

90
100

90
80
80

70 70

60
60
50

40 50

30
40
20

10
30
0
10
20
8
6
20 10
18
4 16
14
12
2 10
8
6 0
4
0 2
0
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Curvas de Nível
10

90
9

80
8

7 70

6 60

5 50

4 40

3 30

2
20

1
10

0
0 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20
Método das Diferenças Finitas
Outras Condições de Contorno
• As condições de contorno que devem ser
especificadas para o cálculo de equações diferenciais
podem ser de três tipos:
1. Condição de contorno de Dirichlet, na qual os
valores da função potencial u são conhecidos na
fronteira do problema;
2. Condição de contorno de Neumann ou condição
de contorno natural, na qual são conhecidos os
valores da derivada primeira de u na fronteira
do problema;
3. Condição de contorno mista, na qual é
constituído pelos valores da função u e das suas
derivadas.
Método das Diferenças Finitas
Outras Condições de Contorno
• A condição de contorno de Neumann pode ser
calculada aplicando-se o esquema de diferença
finita de 1ª ordem regressiva ou progressiva,
conforme a fronteira do problema:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
Considere o problema de transferência de calor
em regime permanente na placa retangular do
exemplo anterior, considerando as seguintes
condições de contorno:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
Domínio do
problema:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
De acordo com a condição de gradiente positivo
no lado direito da placa, isso indica que o fluxo
de calor se dá no sentido de fora para dentro
da placa, isto é, a temperatura na fronteira é
maior do que a temperatura no interior do
domínio:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
Aplicando uma discretização com m=1 e n=3,
temos:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
Desta forma, o sistema de equações é descrito
pelas seguintes equações:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
Considerando a discretização anterior, o valor
da temperatura na face direita da fronteira é
uma incógnita, sendo seu valor calculado pela
expressão que considera a condição de
contorno de Neumann:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
Assumindo a condição de contorno na face
direita, a forma matricial do sistema resultante
é dada por:
Método das Diferenças Finitas
Aplicação - Eq. de Laplace
• Exemplo
A solução deste sistema fornece os valores:
T1=6,10oC; T2=24,39oC; T3=91,46oC e T4=341,46oC