Você está na página 1de 19

ANÁLISE DA PROPAGAÇÃO DE UMA

ONDA DE RUPTURA DE BARRAGEM


NO SOFTWARE HEC-RAS
Caíque Simões Renna Costa
Carlos André de Oliveira
Natanael Filipe Nonato Reis

Orientadora: Paula Sant'Anna Moreira Pais


INTRODUÇÃO
OBJETIVOS
DAM BREAK
ONDAS DE RUPTURA
HEC-RAS
MOVIMENTO OSCILATÓRIO
METODOLOGIA
RESULTADOS E DISCUSSÕES
CONCLUSÃO
INTRODUÇÃO

• Barragem e sua relevância na atualidade;

Complexo de Carajás – PA Mina do Córrego


do Feijão – MG
2985 barragens 698 barragens
Agência Nacional de Águas (ANA) Fundação Estadual de Meio Ambiente (FEAM)

• Problemas associados aos barramentos;


• Estudos associados a ruptura de barragem.
OBJETIVOS

• Desenvolvimento de uma onda de ruptura


no Software HEC-RAS;

• Calibração da equação de subamortecimento;

• Análise da equação de subamortecimento como


alternativa para definição do critério de parada.
DAM BREAK

• Conceito;

• Aplicações:
• Mapeamento;
• Plano de ação emergencial;
• Quantificação de danos e riscos;
• Classificação do dano potencial
associado.

Estudo de Ruptura da Barragem da Pampulha.

Lorêdo Vianini Neto (2016)


Google Earth
DAM BREAK

• Premissas do estudo:
• Dimensionamento hidráulico do vertedouro;
• Chuva decamilenar;
• Caracterização do Maciço;
• Topografia da área a montante e a jusante;
• Capacidade do reservatório.
ONDAS DE RUPTURA

• Definição;

• Equação de Saint Venant e Navier Stokes em


modelagens hidrodinâmicas.

𝜕𝐻 𝜕(ℎ𝑢) 𝜕(ℎ𝑣)
+ + +𝑞 =0
𝜕𝑡 𝜕𝑥 𝜕𝑦
Conservação da Massa (US ARMY COPS OF
ENGINEERS, 2016).
HEC-RAS

• Hec-Ras como alternativa para modelagens


hidrodinâmicas;

• Modelagem Unidimensional e bidimensional;

• Aplicações:
• Modelagem de ruptura virtual de barragem;
• Planícies de inundação;
• Dimensionamento de estruturas hidráulicas.
MOVIMENTO OSCILATÓRIO

• Vibrações localizadas;

• Ondas mecânicas e eletromagnéticas;

• Amortecimento dos movimentos oscilatórios.

𝛾

𝑥(𝑡) = 𝐴𝑒 2 𝑡
Movimento ondulatório subamortecido
(COURTEILLE, 2018)
METODOLOGIA

• Software utilizado - Hec-Ras

• Hidrograma de ruptura
arbitrário.

• Calha Trapezoidal

• Uso do solo (manning) 0,06.

• Resultados com intervalos de 5


minutos
RESULTADOS E DISCUSSÕES

• Caracterização da propagação da onda de ruptura


• Gráfico Vazão x Tempo
• Profundidade x Perfil Variam com
o Tempo
• Inundação da calha.
RESULTADOS E DISCUSSÕES

Calha inundada
RESULTADOS E DISCUSSÕES

Vazão x Tempo
RESULTADOS E DISCUSSÕES

Profundidade x Perfil
RESULTADOS E DISCUSSÕES

• Equação de movimento subamortecido calibrada.

• 𝒙 𝒕 = 𝟔, 𝟎𝟐𝒆−𝟎,𝟎𝟐𝟏𝟏𝟏/(𝟐∗𝒕)
RESULTADOS E DISCUSSÕES

• Em cada Δt possui um hidrograma diferente


Propagação (Profundidade x Perfil do talvegue)
7

5.6
Profundidade (m)

4.2

2.8

1.4

0
0 1400 2800 4200 5600 7000 8400 9800 11200 12600 14000
Distância (m)

Tendencia de amortecimento Curva de amortecimento


RESULTADOS E DISCUSSÕES

• Critério de parada
• Definição do critério de parada
atráves da equação e na
modelagem.
RESULTADOS E DISCUSSÕES

Critério de Parada
7

5,6
Profundidade (m)

4,2 2.404 m

2,8 1,50 m 1,50 m

1,4

0
0 1400 2800 4200 5600 7000 8400 9800 11200 12600 14000
Distância (m)

Propagação da Modelagem Curva de amortecimento calibrada Cheia Natural


CONCLUSÃO

• Tendência ondulatória de uma onda de ruptura de barragem;

• Não há um ajuste significativo, de modo a inviabilizar a tentativa


de simplificação dos modelos hidráulicos de Saint-Venant;

• Recomendação para que em estudos futuros a analise de


incorporação de outras variáveis na equação de movimento
subamortecido, como exemplo da declividade.