Você está na página 1de 13

Qualidade de Vida

O que é qualidade de Vida?


• Percepção do indivíduo de sua posição no contexto da cultura e do
sistema de valores em que vive;
(WHOQOL, 1994)

• Envolve dimensões da saúde física e psicológica;


(WHOQOL, 1994)

• Abordada como sinônimo de saúde ou por um termo mais


abrangente.
(PEREIRA; TEIXEIRA; SANTOS, 2012)
• A falta de consenso conceitual é marcante;
(PEREIRA; TEIXEIRA; SANTOS, 2012)

• É proposto como um indicador de saúde;


(SILVEIRA et al., 2017)

• Uma construção social com a marca da relatividade cultural;


(MINAYO; HARTZ; BUSS, 2000)

• Apresenta-se como uma temática de difícil compreensão,


necessitando de delimitação.
(PEREIRA; TEIXEIRA; SANTOS, 2012)
Figura 01: Hierarquia das necessidades de Maslow.
Fonte: Google Imagens.
Qualidade de Vida do Universitário

• As instituições de ensino devem está preparadas para


promoverem a formação acadêmica, pessoal e cognitiva;
(SILVA; HELENO, 2012)

• O acadêmico ao ingressar no ensino superior enfrenta


mudanças acadêmicas, sociais, pessoais e vocacionais.
(SANTOS et al., 2005)
• Estilo de vida com comportamento de risco e pouco
saudável;

• Conhecer a realidade dos estudantes pode:

- Identificar fatores que podem gerar evasão


escolar;

- Identificar dificuldades durante a formação


acadêmica;

- Aspectos relacionados ao desenvolvimento


psicossocial do estudante.

(SILVA; HELENO, 2012)


Como promover a qualidade de vida aos
estudantes?
• Desenvolvimento de estratégias que auxiliem os estudantes:

- A enfrentarem as novas situações vivenciadas.


- No autoconhecimento.
- Fortalecer o equilíbrio emocional.
- Possibilitar um bem-estar subjetivo.

• Capacidade do estudante de responder mais satisfatoriamente aos


desafios da vida acadêmica.

(SILVA; HELENO, 2012)


Subcomponentes da qualidade de vida.
SER Físico
Assessoria
(Quem é no campo Psicológico
individual) Psicossocial
Espiritual
Ligas Acadêmicas
TORNAR-SE Crescimento
intelectual Grupos de Estudo
(O que a pessoa faz para
alcançar seus sonhos) Projetos de
Progresso pessoal extensão

PERTENCER Social Identificar-se


(Como a pessoa se em um grupo
ajusta no contexto) Comunidade na faculdade

Adaptado de: (RENWICK & BROWN, 1996)


Como promover a qualidade de vida aos
estudantes?
Assessoria Psicossocial UEPA
Assessoria Psicossocial UEPA
• O que é?

- Visa proporcionar acolhimento a possíveis demandas psicológicas que


emergem no meio acadêmico.

- Objetivo de acolher a pessoa, compreendendo seu sofrimento e


ajudando-a a lidar com seus recursos e limites.
Assessoria Psicossocial UEPA
• Quando procurar?

- Situação imediata de desespero


- Necessidade de tomada de decisão imediata
- Risco de agressão contra si mesmo
- Confusão mental.

(UEPA – Marabá, 2019)


Referências
• The WHOQOL Group. The World Health Organization Quality of Life assessment
(WHOQOL):Position paper from the World Health Organization. Soc. Sci. Med 1995;
41(10):1403-1409.
• PEREIRA, Érico Felden. TEIXEIRA, Clarissa Stefani. SANTOS, Anderlei dos. Qualidade de vida:
abordagens, conceitos e avaliação. Rev. bras. Educ. Fís. Esporte, São Paulo, v.26, n.2, p.241-50,
abr./jun. 2012.
• SILVEIRA et al. Qualidade de vida e características associadas: aplicação do WHOQOL-BREF no
contexto da Atenção Primária à Saúde. Ciência & Saúde Coletiva [online]. 2017, v. 22, n. 5.
• Minayo, M. C., Hartz, Z. M., & Buss. P. M. (2000). Qualidade de vida e saúde: um debate
necessário. Ciência & Saúde Coletiva, 5 (10), 7-18. Acessado de http://www.scielo.br
• SILVA, Érika Correia. HELENO, Maria Geralda Viana. Qualidade de Vida e Bem-Estar Subjetivo de
Estudantes Universitários. Revista Psicologia e Saúde, v. 4, n. 1, jan. - jun. 2012, pp. 69-76
• Santos, A. A., Noronha, A. P., Amaro, C. B., & Villar, J. (2005). Questionário de Vivência Acadêmica:
estudo da consistência interna do instrumento no contexto brasileiro. In: Joly, M. C., Santos, A.
A., & Sisto, F. F (Orgs.). Questões do cotidiano universitário. São Paulo: Casa do Psicólogo.
Referências
• RENWICK, R.; BROWN, I. The center for health promotion’s conceptual approach to quality of fi
fe. In: RENWICK, R.; BROWN, I.; NAGLER, M. (Eds.). Quality of life in health promotion and
rehabilitation: conceptual approaches, issues and applications. Thousand Oaks: Sage, 1996.
p.75-86.