Você está na página 1de 17

SARAH IANÊ CARVALHO BAHIANA

 FORMAL: Segundo o MEC, a educação formal é aquela


que ocorre nos sistemas de ensino tradicionais;

 NÃO-FORMAL: iniciativas organizadas de aprendizagem


que acontecem fora dos sistemas de ensino;

 INFORMAL: e incidental, ocorrem ao decorrer da vida.


 CONCEITO: conjunto de saberes e práticas orientados para a
prevenção de doenças e promoção da saúde (Costa & López, 1996).

 Trata-se de um recurso por meio do qual o conhecimento


cientificamente produzido no campo da saúde, intermediado
pelos profissionais de saúde, atinge a vida cotidiana das pessoas,
uma vez que a compreensão dos condicionantes do processo
saúde-doença oferece subsídios para a adoção de novos hábitos
e condutas de saúde. (Alves, 2005)
 MODELO TRADICIONAL
Forma de educar conceituada por Freire como educação bancária  EDUCANDOS
como depósitos de conteúdo do EDUCADOR.
Nesta visão, os homens são seres passivos, de forma que cabe a educação adaptá-
los à realidade.
 MODELO DIALÓGICO
No modelo dialógico de educação, a solução de problemas implica na participação
ativa e no diálogo constante entre educandos e educadores. A aprendizagem deve
ser idealizada como resposta natural do educando ao desafio de uma situação-
problema. (Figueiredo, Rodrigues-Neto e Leite, 2009)
“Pacientes impacientes” in Caderno de Educação Popular em Saúde, 2007
MESAS INTERATIVAS
TEATROS EDUCATIVOS E
INTERATIVOS
OFICINAS
CIRANDAS DE CONVERSA
 Paim (2002, p. 363) pondera que “apesar da relevância da
implantação do PSF faltam, contudo, evidências que
apontem esse programa como estratégia suficientemente
eficaz para a reorientação dos modelos assistenciais
dominantes”.
 Há necessidade da transformação da relação profissional-
usuário para a construção de um modelo assistencial
alternativo, capaz de acumular experiências contra-
hegemônicas.
 ALVES, V. S. A health education model for the Family Health Program: towards
comprehensive health care and model reorientation, Interface - Comunic., Saúde,
Educ., v.9, n.16, p.39-52, set.2004/fev.2005.
 Figueiredo MFS, Rodrigues-Neto JF, Leite MTS. , Leite MTS. Models applied to the
activities of health education. Rev Bras Enferm, Brasília 2010 jan-fev; jan-fev; 63(1):
117-21.
 Brasil. Caderno de educacao popular e saúde. Brasilia: Ministerio da Saude, 2007.
160 p. : il. color. - (Serie B. Textos Basicos de Saude).
 Brasil. II Caderno de educação popular em saúde. Brasília : Ministério da Saúde,
2014. 224 p. : il.