Você está na página 1de 19

Diferenças Individuais,

Educação e Aprendizagem
CONHECIMENTOS
VALORES, NORMAS, ATITUDES

Educação /
Aprendizagem
COMPORTAMENTO
Diferenças entre indivíduos
Bio-neuro-fisiológicas
• Físico-sensoriais

Psicológicas
•Destrezas intelectuais
(Inteligência)
•Emocionais
•Personalidade

Sócio-económicas e
culturais
Inteligência

Habilidade pensar abstractamente;


de aprender a partir de experiências
vivenciais, e de lidar de forma
efectiva com o meio (e.g. resolver
problemas)
Emoção
Condição do organismo em
situações de uma experiência
/situação com “carga afectiva”,
seja esta ligeira ou intensa
Personalidade

Padrões característicos de pensamento


e emoção subjacentes ao
comportamento de um indivíduo, que
determinam a forma típica como ele se
adapta ao meio
“Fontes” de diferenças
individuais a nível intelectual
 Conhecimento prévio
 Processos cognitivos básicos
• Percepção
• Atenção
• Memória
 Estilos cognitivos
• Holista, Analítico
• Verbal, Imagético
 Esratégias
de processamento de
informação (e.g. selecção, organização, processam.)
Estilos de Aprendizagem

 Superficial
 Dependente, intuitivo, impulsivo
 Profundo
 Independente, analítico e reflexivo
 Estratégico
 De acordo com as circunstâncias,
combina os dois estilos ... Preocupa-se
com o desempenho
Dificuldades de aprendizagem
(Factores)
* Intrínsecos ao indivíduo
Bio-fisiológicos
Mentais (deficiências mentais)
Psicológico-emocionais (atitudes ex:
PROCRASTINAÇÃO)

Extrínsecos
Sistema Educativo (Objectivos, Curriculum)
Materiais e ambientais
Metodológicos (professor)
“O trabalho me fascina tanto, mas
tanto que chego a ficar parado,
olhando para ele, sem conseguir
fazer nada!”
Procrastinação
PROCRASTINAR = Deixar para o
dia seguinte; adiar; espaçar; usar
de delongas (In Dicionário da Língua
Portuguesa, Porto Editora, 6ª.
Edição)
A procrastinação sob o ponto de
vista psicológico
 Mecanismo de lidar com a ansiedade
ligada à necessidade de iniciar e
concluir devidamente uma determinada
tarefa ou de tomar e implementar uma
decisão.
 A procrastinação tende a resultar em
sentimento de culpa que gera uma
crise interna que, por sua vez, resulta
na perda de produtividade, em stress e
em mais procrastinação
Procrastinação académica
Tendência para adiar uma ou várias
tarefas académicas (escolares)
relativamente às quais o indivíduo tem
consciência da sua obrigação de as
realizar, resultando daí um sentimento
de culpa e embaraço.
Geralmente, a procrastinação
académica se confunde com a falta de
capacidade de gestão de tempo e/ou
falta de habilidades de estudo
Como se manifesta a
procrastinação?

 Pelatroca deliberada de tarefas de


responsabilidade por ócio ou por
actividades aprazíveis momentâneas

 Quando tarefas de baixa prioridade


antecipam as de alta prioridade
Factores da procrastinação

 Internos
 Fisiológicos
 Psicológicos

 Externos
Factores psicológicos
 Subestimar tarefas e/ou super estimar
o tempo para as realizar
 Hostilidade em relação à tarefa
 Hostilidade / manifestação contra a
pessoa que fixou a tarefa
 Ansiedade (falta de capacidade, baixa
auto-estima, pessimismo,
perfeccionismo)
Factores externos

 Sobrecarga (que leva tb à ansiedade)

 Antecipada falta de cobrança por parte


de quem fixou a tarefa
Algumas formas de combater a
procrastinação académica
 Superar a ansiedade, através do
aumento da auto-estima (convencer-se
da sua capacidade e valorizar os
benefícios da dedicação)
 Estabelecer “auto-recompensas”
 Planear o tempo e respeitar
compromissos
 Em caso de procrastinação crónica,
submeter-se a tratamento
psicoterapéutico
Teste de procrastinação
http://baixaki.ig.com.br/download/t
este-de-procrastinacao.html

Referência
http://www.unc.edu/depts/wcweb/ha
ndouts/procrastination.html