Você está na página 1de 92

Juros Simples

•O regime de juro simples (ou capitalização simples) é caracterizado


pelo fato de que o valor do juro de cada período só é capitalizado
(agregado ao valor do capital) ao final do prazo total do negócio, e
não em cada período.
•Desta forma, o valor do juro de cada período é sempre calculado
sobre o valor inicial (investido ou emprestado) sem considerar os
valores de juro ocorridos nos períodos anteriores.
•Atualmente o regime simples é utilizado em poucos casos como, por
exemplo, cheque especial, conta garantida, desconto de títulos
(notas promissórias e duplicatas).
Juros Simples
Juros Simples
Exercício 1
•Um cliente toma emprestados, junto a um banco, $ 100,00, a serem
pagos de uma só vez após 3 meses, à taxa de 10% ao mês (juros
simples). Quanto pagará de juros, ao final deste prazo? E qual será o
montante? (monte a tabela abaixo)

•J = PV . i . N

•FV = PV . ( 1 + i . n )
Exercício 2
•Um investidor aplicou $ 5.000,00 pelo período de
4 meses, a juros simples, recebendo ao final do
prazo $ 400,00 de juros. De quanto foi a taxa
mensal?
Exercício 3
•Tomei $ 1.200,00 emprestados e paguei, ao final
do empréstimo, um total de $ 1.920,00. Se a taxa
de juros simples cobrada foi de 12% ao mês, qual
foi o prazo?
Exercício 4
•Qual foi o montante de uma aplicação de $
9.000,00 à taxa de juros simples de 60% a. a. (ao
ano), durante 7 meses?
Exercício 5
•Fábio tomou emprestados $ 1.000,00 do seu amigo Marcelo.
Decorridos 4 meses depois do primeiro empréstimo, tomou mais $
500,00 emprestados. Passados 6 meses do primeiro empréstimo (ou
seja, 2 meses depois do segundo empréstimo), Fábio pagou ao amigo
tudo o que devia.
•Se o amigo Marcelo não quiser cobrar juros, quanto Fábio terá que
pagar para quitar a dívida?
•Se for cobrada taxa de juros simples de 5% ao mês, quanto Fábio
deverá pagar ao Marcelo, considerando que a data focal será 6 meses
após o primeiro empréstimo?
Exercício 6
•Quanto o banco emprestou ao Maurício, se após 6
meses recebeu $ 1.200,00 de juros, cobrando taxa
simples de 48% a.a.?
Exercício 7
•Quanto tempo (em dias) ficou emprestado um
capital de $ 25.000,00, se rendeu $ 2.800,00 de
juros, a uma taxa simples de 18% ao semestre?
Exercício 8
•Um banco emprestou $ 75.000,00 a um cliente
que pagou um total de $ 120.000,00 após 5 meses,
tendo o gerente afirmado que a taxa de juros
simples cobrada teria sido de 9,86% a. m. É
verdade?
Exercício 9
•Uma pessoa tem um compromisso a pagar, daqui a
11 meses, de $ 38.000,00. Quanto teria que
investir hoje, em uma financeira que paga juros
simples de 0,87% a. m., para obter como montante,
na época do pagamento, os $ 38.000,00
necessários?
Desconto Simples Comercial ou
Desconto Simples “Por Fora”
•Um título de crédito representa um direito que uma pessoa ou
empresa possui, de receber um valor em determinada data futura,
podendo o devedor desse título (sacado) ser uma pessoa física ou
jurídica.
•Na prática os títulos de crédito podem ser, basicamente, Notas
Promissórias, Duplicatas ou Cheques Pré-Datados.
•Quando o possuidor do título necessita de recursos antes da data de
vencimento, ele pode negociá-lo (“descontá-lo”) antecipadamente
em uma instituição financeira. Nesse caso, o possuidor do título
receberá, da instituição financeira, um valor menor do que receberia
do devedor (sacado) se aguardasse até a data de vencimento do
título, e a instituição financeira será remunerada auferindo a
diferença entre o valor do título no vencimento e o valor que pagou
ao cliente pela antecipação.
Desconto Simples Comercial ou Desconto Simples “Por Fora”
Exercício 10
•Uma empresa emitiu uma duplicata no valor de $
110.000,00, com vencimento para daqui a quatro
meses. Por problemas no seu fluxo de caixa, no
mesmo dia ela decidiu fazer o desconto antecipado
dessa nota promissória em uma instituição
financeira. Considerando uma taxa de desconto
simples “por fora” de 30% ao ano, pode-se garantir
que:
(A) o valor descontado é de $ 118.250,00
(B) o desconto comercial simples ou por fora é de $
2.500,00
Exercício 11
•Uma empresa recebeu do cliente um cheque pré-
datado de $ 8.000,00 com vencimento para 79 dias.
No dia da emissão, já descontou o título num banco
que cobra 2% a.m. de desconto comercial.
Determine o valor do desconto.
(A) $ 450,55 (B) $ 160,00 (C) $ 320,00
(D) $ 421,33 (E) $ 320,12
Exercício 12
•Uma duplicata foi descontada 60 dias antes do
vencimento, resultando em um valor líquido de $
3.744,00. Sabe-se que o banco pratica uma taxa de
desconto simples por fora de 36% a.a. Qual é o
valor nominal da duplicata?
(A) $ 3.839,35 (B) $ 3.982,98 (C) $ 3.968,64
(D) $ 4.144,11 (E) $ 4.223,38
Exercício 13
•Ao realizar uma operação de desconto comercial
simples de uma duplicata no valor de $ 1.800,00, à
taxa de 6% a.m., obteve-se $ 1.465,20 líquidos. De
quantos dias foi essa operação?
(A) 91 (B) 92 (C) 93 (D) 94 (E) 95
Exercício 14
•Um borderô com três duplicatas no valor de $
40.000,00 cada uma, com vencimentos para 90,
120, e 150 dias, é apresentado para desconto. Se o
banco está cobrando uma taxa de 1,3% ao mês,
qual é o valor total do desconto comercial?
(A) $ 4.980,00 (B) $ 6.240,00 (C) $ 6.255,00
(D) $ 5.520,00 (E) $ 5.730,00
Juro Composto
•O regime de juro composto (ou capitalização composta) é
caracterizado pelo fato de que o valor do juro de cada período é
capitalizado (agregado ao valor do capital) ao final daquele período, e
não apenas ao final do prazo total do negócio.

•Desta forma, o valor do juro de cada período é sempre calculado


sobre o valor inicial (investido ou emprestado) acrescido do valor do
juro dos períodos anteriores.
Juro Composto
Comparativo entre os sistemas
Simples e Composto
Juro Composto
Exercício 15
•Um empréstimo de R$ 100,00 é realizado à taxa de 10% ao mês, no
regime de juros compostos, para ser liquidado em uma parcela após
3 meses. Monte a tabela:

•E se os juros não fossem capitalizados mensalmente, mas apenas


uma vez ao final do trimestre?
•Qual seria a taxa que, aplicada uma só vez ao final do trimestre,
produziria o mesmo resultado?
•Ou seja: no regime de juro composto, qual a taxa trimestral
equivalente à taxa de 10% ao mês?
Conversão de taxas no Sistema Composto
•COMO É NO SISTEMA SIMPLES?
•No sistema simples (de juro e de desconto), se conhecemos a taxa
em um período de tempo e desejamos calcular a taxa equivalente a
ela em OUTRO período, bastava desenvolver uma regra de três
simples: multiplicar ou dividir a taxa conhecida por uma constante
(número) que expressasse a equivalência entre os períodos.
•Por exemplo: se temos a taxa simples de 10% AO MÊS e desejamos a
taxa simples equivalente a ela AO TRIMESTRE, basta multiplicar a
taxa mensal por 3, pois um trimestre é um período de tempo 3 vezes
maior do que o mês (ou, em outras palavras, um trimestre tem 3
meses). Se temos a taxa simples de 36% AO ANO e desejamos a taxa
simples equivalente a ela AO MÊS, basta dividir a taxa anual por 12,
pois um mês é um período de tempo 12 vezes menor do que o ano.
•Essa conversão de maneira tão simplificada é possível devido à
característica do sistema simples, em que a capitalização somente se
dá ao final do prazo do negócio, e não a cada período de tempo.
Conversão de taxas no Sistema Composto
•E NO SISTEMA COMPOSTO?
•No sistema composto a capitalização não se dá somente ao final do
prazo do negócio, mas, conforme visto na tabela do exercício
anterior: os juros de são agregados ao capital (capitalizados) a cada
período de tempo, passando a também render juros nos períodos
seguintes. Desta forma, os juros do período seguinte são calculados
sobre este novo valor (conhecido como “juro sobre juro”) e por este
motivo há um crescimento EXPONENCIAL dos valores. A tabela do
exercício anterior comprova que, no sistema composto, 10% ao mês
é equivalente a 33,1% ao trimestre.
•Assim, no sistema composto, se conhecemos a taxa em um período
de tempo e desejamos calcular a taxa equivalente a ela em OUTRO
período, NÃO PODEMOS MAIS MULTIPLICAR NEM DIVIDIR a taxa
conhecida por uma constante (número) para encontrar a outra taxa
desejada. É necessário utilizar uma fórmula de equivalência.
Exercício 16
•Calcule as taxas equivalentes abaixo, para o sistema
de juro COMPOSTO
QUERO CALCULAR A TAXA ___________
EQUIVALENTE À TAXA ____________
A)ao ano 5% ao mês
B) ao semestre 2% ao mês
C) ao mês 12% ao trimes
D) ao dia 15% ao mês
Exercício 17
•Calcule o montante produzido por um capital de $
86.000,00, após 1 ano, aplicado a juros compostos
de 2% a.m.
Exercício 18
•Qual foi o capital que, investido à taxa efetiva de
3% ao trimestre, gerou, após 12 meses, um
montante de $ 12.720,00?
Exercício 19
•Um montante de $ 3.424,99 foi obtido após 2 anos
devido à aplicação do capital de $ 1.500,00. Qual foi
a taxa mensal?
Exercício 20
•Por quantos dias ficou aplicado, a juro composto
de 6% a.m., um capital de $ 5.000,00, se o
montante produzido foi de $ 5.372,55?
•ATENÇÃO PARA O ARREDONDAMENTO DA HP!!!
Exercício 21
•Um capital de $ 10.000,00 é aplicado pelo Eduardo
durante 8 meses, numa instituição que remunera à
taxa composta de 20% a.a. Qual o montante? E a
taxa total da aplicação (porcentagem de variação
desde o momento da aplicação até o momento do
resgate)?
Exercício 22
•Guilherme aplicou $ 6.000,00 e, depois de 4
meses, aplicou mais $ 4.000,00. Dois meses depois
da segunda aplicação, necessitou de dinheiro e
sacou $ 3.000,00. Quanto obteve ao efetuar um
resgate total do saldo, 5 meses após o saque (ou
seja, 11 meses após a primeira aplicação), sendo a
taxa composta de 5% a.t.?
Exercício 23
•Por quanto tempo Juan deverá manter seu capital
aplicado, se deseja aumentá-lo em 70%, e a taxa de
juros compostos for de 25% a.a.?
•ATENÇÃO PARA O ARREDONDAMENTO DA HP 12C ! ! !
Exercício 24
•Lucas solicitou $ 1.800,00 emprestados e pagou, 6
meses após, $ 1.990,00. Se no ato do empréstimo o
Banco desconta (do valor solicitado) o equivalente a
4% a título de “Tarifa Bancária”, qual foi a taxa
mensal de juros compostos que ele realmente
pagou? E a taxa total?
Exercício 25
•Jennifer comprou seu vestido de noiva por $
3.500,00, tendo dado, no ato da compra, $ 1.000,00
de entrada e o saldo deverá pagar 8 meses após. Se
o pagamento complementar efetuado após 8 meses
foi de $ 3.166,93, então
•Qual foi a taxa mensal de juros compostos paga
por ela?
•Qual a taxa anual equivalente?
•Você acha que esta taxa está dentro dos
parâmetros atuais de mercado?
Exercício 29
•Um investidor adquiriu um título para ser
resgatado em 18 meses, a uma taxa composta de
12,68 % ao ano, pagando por ele, hoje, $ 7.500,00.
•Quanto receberá na data de resgate (vencimento)
do título ?
•Caso deseje descontar o mesmo, quatro meses
antes do vencimento, a uma taxa de desconto
composto de 2% ao mês, qual o valor líquido que
deverá receber?
Taxas
Taxa Nominal
•Neste tipo de taxa a unidade de tempo da taxa é uma, e a
periodicidade de capitalização é outra, ou seja, não são coincidentes.
Sabemos que uma taxa é nominal quando esta divergência estiver
claramente explicitada no texto.

•O QUE A TAXA NOMINAL NÃO É:

•Ex: 9% ao ano, capitalizados mensalmente


0,75 ao mês

• 72% ao semestre, capitalizados diariamente


0,4 ao dia
Efetiva
•Uma taxa somente pode ser considerada efetiva se a unidade de
tempo da taxa e a periodicidade de capitalização são coincidentes.
•E se as informações não são dadas, e também não é mencionado se
é taxa simples ou composta? Por definição, entende-se que é uma
taxa efetiva.
•Ex:
9% ao ano, capitalizados anualmente
2% ao mês, capitalizados mensalmente
5% ao mês.
•As taxas compostas (de juro e de desconto) se enquadram neste tipo
de taxa.
Como Transformar Taxa Nominal
em Taxa Efetiva
•Para transformar uma taxa Nominal em Efetiva, basta multiplicar ou
dividir a taxa nominal pela quantidade de capitalizações que
ocorrerão no período da taxa, de forma que a unidade de tempo da
taxa fique coincidente com a periodicidade de capitalização.
•A partir de então, não se usa mais a taxa nominal inicialmente
informada, e passamos a trabalhar apenas com a taxa efetiva.
Exercício 30
•Uma aplicação oferece rendimento de 6% ao mês,
mas os juros são capitalizados diariamente.
Transforme esta taxa nominal numa taxa efetiva.
(A) 0,50% ao ano (B) 36% ao semestre
(C) 2,00% ao trimestre (D) 72,00% ao ano
(E) 0,20% ao dia
Exercício 31
•Uma aplicação oferece rendimento de 9% ao
trimestre, com capitalização mensal de juros.
Transforme esta taxa nominal numa taxa efetiva.
(A) 3% ao bimestre (B) 18% ao semestre
(C) 18% ao ano (D) 0,75% ao mês
(E) 0,1% ao dia (F) 3% ao mês
Taxas Equivalentes
•São taxas que, para o mesmo capital, durante o mesmo tempo,
produzem o mesmo efeito (resultado). Ou seja: o mesmo valor de
juros e o mesmo valor de montante.
•No sistema simples (de juro e de desconto)
Neste sistema a capitalização somente ocorre no final do prazo total
do negócio (não importando a unidade de tempo da taxa). Por este
motivo, se for conhecida uma taxa num período de tempo, qualquer
outra equivalente a ela é calculada simplesmente multiplicando ou
dividindo a primeira por um número que é a razão entre os períodos.
Ex: 2% ao mês, no sistema simples, é equivalente a 24% ao ano (2%
x 12)
18% ao ano, no sistema simples, é equivalente a 4,5% ao
trimestre (18% / 4)
•No sistema composto (de juro e de desconto)
Neste sistema, capitalizar 10% ao mês, durante 3 meses, dá resultado
Exercício 32
•Considere uma taxa de 5,7% ao semestre,
capitalizados mensalmente. Pode-se afirmar que as
taxas efetivas trimestral e anual equivalentes a esta
são, respectivamente:
(A) 1,0288 e 1,1201 (B) 2,88 e 12,01
(C) 30,52 e 190,06 (D) 30,52 e 290,06
(E) 1,0274 e 1,1140

•1º PASSO: TRANSFORMAR TAXA NOMINAL EM


TAXA EFETIVA (Simples multiplicação ou divisão)
Exercício 33
•O extrato de operações de uma financeira
informou ao cliente que a taxa do cheque especial é
de 108% a.a., mas deixou de informar que esta taxa
é capitalizada mensalmente.
•(a) Qual a taxa efetiva mensal?
•(b) Qual a taxa efetiva anual equivalente?
Taxas Aparente, Real e de Inflação
•APARENTE
É a taxa de juros calculada partindo-se do valor inicial
desembolsado/recebido, do valor final desembolsado/recebido, e
do prazo entre eles, sem levar em conta a inflação ocorrida no
período.
Ou seja, é a taxa de juros que é utilizada para calcular a
remuneração dos investimentos pré-fixados.
•REAL
É a taxa que realmente o investimento rendeu, acima da
inflação.
Exercício 34
•Num período em que a taxa de ganho real foi de
12,95055523% ao ano e a taxa de inflação foi
constante em 5,65% ao mês, um capital foi aplicado
a juros compostos durante quatro meses, gerando
um montante de R$ 5.660,00. O valor do capital
aplicado foi de:
(A) $5.407,00 (B) $4.419,00 (C) $4.362,23
(D) $4.251,00 (E) $4.222,00
Exercício 35
•Um investidor efetuou uma aplicação de $
12.000,00 pelo prazo de dois anos sucessivos às
taxas de 20% a.a. (1º. ano) e 25% a.a. (2º. ano). No
1º ano, a taxa de inflação foi de 15%, e no 2º ano,
de 18%. Qual foi sua taxa real de ganho no período
total de 2 anos?
(A) 14,45% (B) 19,08% (C) 25,70%
(D) 13,84% (E) 10,54%
Séries Uniformes de Pagamentos –
Financiamento (Amortização Sistema PRICE)
•O Sistema Price (ou Francês) de financiamento é aquele em que
uma dívida é quitada através de uma série de pagamentos iguais,
periódicos e sucessivos. O valor atual total da série de pagamentos,
se descontada para o instante da dívida à taxa de juros do negócio,
deve ser igual ao valor da dívida.

•A série de pagamentos é denominada ANTECIPADA quando o


primeiro valor (pagamento) da série é efetuado NO INÍCIO do
primeiro período, ou seja, no mesmo instante do financiamento.

•A série de pagamentos é denominada POSTECIPADA quando o


primeiro valor (pagamento) da série é efetuado NO FINAL do
primeiro período, ou seja, um período após o instante do
financiamento.
Séries Uniformes de Pagamentos –
Financiamento (Amortização Sistema PRICE)
Exercício 38
•Uma empresa possui quatro compromissos a
pagar, no valor de $ 3.000,00 cada um, que
vencerão a 30, 60, 90 e 120 dias a partir de hoje.
Quanto desembolsará se quiser quitar tudo agora,
considerando uma taxa composta de 2% a.m.?
Exercício 39
•Um televisor foi vendido em 3 pagamentos
mensais de $ 408,18, sendo o primeiro pago no ato
da compra. Qual o valor à vista do televisor, se a
taxa de juros embutida no financiamento é de
2,06% a.m. ?
Exercício 40
•Um empréstimo foi pago da seguinte forma: 6
parcelas mensais de $ 2.238,10, vencendo a
primeira, 5 meses após a data do empréstimo. Se a
taxa efetiva de juros aplicada foi de 5,54% ao mês,
qual foi o valor do empréstimo?
Exercício 41
•Letícia toma $ 2.000,00 emprestados e combina de
pagar em 3 parcelas iguais que vencerão daqui a 1,
2 e 3 meses. Se a taxa deste negócio é de 1,55%
a.m., qual o valor de cada pagamento?
Exercício 42
•Um produto cujo valor à vista é $ 1.000,00 foi
vendido em 4 prestações mensais iguais e
consecutivas, sendo a primeira paga como entrada.
Se a taxa de juros compostos cobrada pela
financeira é de 1,2% a.m., qual foi o valor das
prestações?
Exercício 43
•Quantas prestações mensais de $ 355,01 (sem
entrada) deverá pagar uma pessoa que financiou a
compra de um refrigerador que custava à vista $
3.200,00, se a taxa de juros compostos foi de 6,5%
a.m. e a primeira prestação foi paga 30 dias após a
compra?
Exercício 44
•Comprei em 8 prestações mensais de $ 18,74, sem
entrada, um carregador de energia que custa $
99,97 à vista. De quanto foi a taxa deste
financiamento?
Exercício 45
•Ao comprar um forno micro-ondas que custa $
360,00, um vendedor que é um grande amigo seu
fez-lhe um plano para pagar em 3 prestações
mensais de $ 120,00 (1 + 2) sem acréscimo. Por
simples curiosidade, você perguntou-lhe se haveria
algum desconto para pagamento à vista, e ele disse
que descontaria $ 60,00, mas que é melhor para
você comprar a prazo. Considerando que o
financiamento é anunciado “em 3 vezes sem
acréscimo”, então:
•a) Não há juros neste plano?
•b) A taxa de juros seria de zero %?
Exercício 46 – COM ENTRADA
•Um equipamento cujo valor à vista é de $
10.000,00 será pago assim: uma entrada de $
2.500,00, por ocasião da compra, e mais 12
prestações mensais, iguais e sucessivas. Determine
o valor das prestações mensais sabendo-se que o
financiamento será realizado a juros compostos de
1,25% ao mês e que a primeira prestação vencerá
30 dias após a data da compra.
(A) $ 665,81 (B) $ 676,94 (C) $ 891,44
(D) $ 789,90
Exercício 47
•Na compra de um apartamento que vale $
480.000,00 um investidor dá, como entrada, um
apartamento menor que vale $ 300.000,00 e um
automóvel no valor de $ 50.000,00. Se o saldo é
financiado em 6 prestações trimestrais a uma taxa
de juros de 5% a.m., qual o valor das prestações?
Exercício 48
•Determinada pessoa, ao comprar um carro novo
cujo preço é $ 40.000,00 teve seu carro usado
aceito como entrada. O saldo do preço de venda
será pago em 5 prestações mensais de $ 2.545,90.
Sabendo-se que a taxa de juros do financiamento é
de 2% a.m., calcule o valor da avaliação do carro
usado.
(A) $ 32.729,50 (B) $ 32.000,00 (C) $ 27.270,50
(D) $ 28.000,00 (E) $ 30.183,60
Exercício 49 – COM CARÊNCIA
•Uma empresa captou $ 20.000,00 através de uma
linha especial de crédito. O período de carência do
empréstimo é de 6 meses (ou seja, o primeiro
pagamento será no mês 7). O valor das 8 prestações
mensais e iguais a serem pagas, considerando uma
taxa de juros de 7% a.m., é de

(A) $ 4.697,54 (B) $ 5.026,48 (C) $ 3.349,35


(D) $ 3.130,23 (E) $ 2.675,00
Exercício 50
•Uma empresa adquiriu um equipamento industrial
pagando-o em 24 prestações mensais fixas de $
3.755,27, sem entrada. O fabricante do
equipamento também concedeu uma carência de 7
meses (ou seja, a primeira prestação foi paga
somente 8 meses após a data da compra).
Considerando que o financiamento foi realizado à
taxa efetiva de 4,5% ao mês, qual foi o valor à vista
do equipamento?
(A) $ 38.277,48 (B) $ 39.999,97 (C) $ 41.799,97
(D) $ 54.434,44 (E) $ 90.126,48
Exercício 51 – EQUIVALÊNCIA DE PLANOS

•Uma loja financia todos os seus produtos à taxa


efetiva de 4% ao mês. Se um eletrodoméstico pode
ser pago em 12 prestações mensais postecipadas
de $ 120,42,
I) Qual o valor à vista do produto?
(A) $ 751,42 (B) $ 1.130,15 (C) $ 1.175,36
(D) $ 1.445,04 (E) $ N.D.A. O correto é
..............
II) Se o cliente não gostar desse plano de
financiamento e quiser pagar em 24 parcelas
mensais postecipadas, qual seria o valor dessas
parcelas?
Exercício 52 – SÉRIES PARALELAS (SIMULTÂNEAS)

•Um sítio é vendido a prazo em doze prestações


mensais iguais de $ 5.056,76 cada, vencendo a
primeira um mês após a compra, mais duas
prestações de reforço vencíveis em 6 e 12 meses
após a compra, cada uma de R$ 20.000,00. Se a
taxa de juros do financiamento for de 3,2% a.m.,
qual é o preço à vista?
(A) $ 66.646,09 (B) $ 98.871,81 (C) $ 80.000,00
(D) $ 87.164,11 (E) $ 50.206,67
Escolha Entre Opções (Comparação de Planos)

•Quando nos deparamos com algumas alternativas/planos de


financiamento e temos que escolher qual deles seria aquele
financeiramente mais favorável, existem duas formas de análise para
fazer a escolha:
•Calcula-se o VALOR PRESENTE de cada plano, utilizando em todos os
cálculos a mesma taxa. O plano financeiramente mais favorável será
aquele que apresentar MENOR valor presente; ou
•Calcula-se a TAXA de juros de cada plano. O plano financeiramente
mais favorável será aquele que apresentar A MENOR taxa.
•A opção B) será válida para planos com mesma duração. Além disso,
pode ocorrer de existir mais de um valor de taxa (duas ou mais
respostas) que, matematicamente, satisfaçam ao sistema de
equações do problema. Deste modo, nem sempre é possível usar a
metodologia da TAXA. Mas a metodologia do VALOR PRESENTE
sempre será aplicável.
Exercício 53
•Ao adquirir um veículo, uma empresa tem quatro
opções. Considerando uma taxa de juros de 1,9% ao
mês, assinale a alternativa que representa a melhor
opção para a quitação da dívida.
(A) Pagar $ 78.200,00 à vista
(B) Pagar $ 25.000,00 à vista mais 5 prestações
mensais postecipadas de $ 11.000,00.
(C) Pagar $ 36.000,00 à vista mais 4 prestações
mensais postecipadas de $ 11.000,00.
(D) Pagar 9 prestações mensais postecipadas de $
10.000,00 depois de um período de carência de 3
Fluxos de Caixa Não Uniformes

•Denomina-se “FLUXO DE CAIXA” ao conjunto de entradas e saídas


de valores de uma operação financeira em um “caixa”.

•Na representação gráfica de um fluxo de caixa as saídas de caixa


(pagamentos) têm sinal negativo e são indicadas por setas voltadas
para baixo, e as entradas de caixa (recebimentos) têm sinal positivo e
são indicadas por setas voltadas para cima.

•Existem fluxos de caixa que se encaixam num “modelo” (como, por


exemplo, os do Sistema Price), mas há muitos fluxos de caixa não
uniformes, que não seguem qualquer lei de formação. Para estes, os
métodos de avaliação mais importantes são dois:
Taxa Interna de Retorno (TIR) ou Internal Rate of Return (IRR)
Valor Presente Líquido (VPL) ou Net Presente Value (NPV)
Taxa Mínima de Atratividade – TMA (ou Custo
de Oportunidade do Capital)
•Antes de decidir realizar um projeto de investimento devemos levar
em conta:
a)O custo (taxa de juros) do dinheiro que teremos que tomar
emprestado para viabilizar o projeto, ou
b)Se já possuímos o dinheiro e não teremos que tomar emprestado,
devemos considerar a taxa de juros compostos que deixaremos de
ganhar, ou seja, a taxa que conseguiríamos obter se aplicássemos o
nosso dinheiro no mercado financeiro, ou, ainda
c)A taxa que conseguiríamos obter em outras possibilidades de
negócio que sejam consideradas interessantes para a empresa.
•As taxas a), b) e c) acima são denominadas Taxa Mínima de
Atratividade, ou Custo de Oportunidade do Capital.
Método da Taxa Interna de Retorno

•Tecnicamente, a Taxa Interna de Retorno de um fluxo de caixa é


aquela que faz com que o valor total equivalente aos recebimentos,
descontados (descapitalizados) para o instante “zero”, se iguale ao
valor total equivalente aos pagamentos, descontados
(descapitalizados) para o mesmo instante zero.
•O método da TIR consiste em calculá-la e compará-la com a Taxa
Mínima de Atratividade:
Se a TIR do negócio a ser realizado for MAIOR que a Taxa Mínima de
Atratividade o empreendimento é interessante (economicamente viável);
Se a TIR do negócio a ser realizado for IGUAL à Taxa Mínima de Atratividade
o empreendimento é indiferente;
Caso a TIR seja MENOR que a Taxa Mínima de Atratividade o
empreendimento não interessa (economicamente inviável), pois será
preferível investir os recursos no mercado financeiro e obter a Taxa Mínima de
Atratividade.
•Se houver diversas possibilidades de investimento a serem
Método do Valor Presente Líquido

•O Valor Presente Líquido de um fluxo de caixa é a soma algébrica de


todos os fluxos (pagamentos e recebimentos), cada um deles
descontado (descapitalizado) para a data de origem (instante “zero”),
a uma determinada taxa de juros.
•O método do VPL calcula o Valor Presente Líquido, em certa data
escolhida como data de origem, descontando cada um dos fluxos
pela Taxa de Mínima de Atratividade. Encontra-se, assim, o valor
monetário do negócio na data de origem.
Se o VPL do negócio a ser realizado for MAIOR que zero, significa que o
empreendimento é interessante (economicamente viável);, e o
empreendimento renderá a taxa de atratividade utilizada MAIS o valor
presente líquido;
Se o VPL do negócio a ser realizado for IGUAL a zero, significa que o
empreendimento é indiferente, pois renderá exatamente a taxa de
atratividade;
Caso o VPL seja MENOR que zero, o empreendimento não interessa
Exercício 54 - CÁLCULO DA TIR
•Um empréstimo de $ 6.500,00 foi liquidado
conforme demonstrado abaixo. Qual foi a taxa
mensal de juro?
Mês Pagamento
1 1.000,00
2 500,00
3 0,00
4 1.600,00
5 1.600,00
6 1.600,00
7 700,00
8 700,00
Administração dos Dados na Memória
•COMO CONFERIR OS DADOS INSERIDOS

•COMO ALTERAR O CJ0, CFj e Nj


Esta parte é útil quando se lida com fluxos de caixa complicados.
Cada vez que CFj é pressionado, seu valor vai para a memória de uso geral de ordem j. Sem ter limpado a memória,
execute RCL 0, RCL 1 etc., e veja os valores do fluxo acima. Esses valores também podem ser alterados via STO, sem
que todo o fluxo tenha que ser novamente introduzido.
O tamanho máximo do fluxo que pode ser armazenado depende da memória disponível (execute g MEM).
O valor de r indica quantas vezes CFj pode ser pressionado. O fluxo máximo terá 20 valores diferentes (CFj), sendo
que cada valor poderá ser repetido até 99 vezes (Nj). Se o valor de r for menor que 20, significa que há programas
armazenados na memória de programação. Limpando, r volta a 20.
Cada vez que CFj é pressionado, o valor de n aumenta de 1. Quando o fluxo é calculado (IRR ou NPV), o valor de n
indica até onde, na memória, a calculadora irá buscar os valores do fluxo. No caso acima, n = 7 (execute RCL n), pois
CFj foi pressionado 7 vezes. Por exemplo, executando 6 STO n e depois f IRR, a taxa resultante não incluirá a parcela
de R$152 no fluxo acima.
O valor de NPV é armazenado em PV e IRR em i (execute RCL PV, RCL i).
Para alterar o valor de Nj, coloque em n o valor de j, com STO n; digite o novo valor de Nj; execute STO g Nj;
restaure o valor de n com STO n. Para verificar o valor de Nj, coloque em n o valor de j, com STO n; execute RCL g Nj;
restaure o valor de n com STO n.
Há casos em que IRR não existe, ou então possui vários valores simultâneos. Isto geralmente ocorre quando o fluxo
possui mais de uma inversão de sinal (os lançamentos do fluxo ora são positivos, ora são negativos). Em tais casos, o
cálculo de IRR poderá ocasionar mensagens de erro (ERROR). Não use a IRR em tais situações. Prefira o NPV ou outro
método de análise financeira.
Exercício 55
•Observe os valores a seguir, referentes a um
projeto de investimento, e calcule a TIR (Taxa
Interna de Retorno) do projeto:
Ano Pagamentos Recebimentos
0 800
1 800 ............ 300
2 .............. ............ 400
3 .............. ............ 200
4 .............. ............ 300
5 .............. ............ 500
Exercício 56
•Joaquim emprestou $ 1.500,00 para Manuel, que
pagou assim: 1 parcela de $ 400,00 após 3 meses,
mais 4 parcelas mensais de $ 105,00 iniciando-se 5
meses após o empréstimo (ou seja, 2 meses após a
parcela de $ 400), mais 1 parcela de $ 230,00 no
10º mês após o empréstimo e finalmente $ 485,00
no 11º mês. Considerando as taxas de remuneração
de investimentos atuais, este negócio foi melhor
para Joaquim ou para Manuel? Justifique.
Exercício 57 - CÁLCULO DO VPL
•Comprei um produto pagando mensalmente da
maneira demonstrada abaixo. Se a taxa de juros
aplicada foi de 3,5% ao mês, qual era o valor à vista
do produto?
ATENÇÃO: QUASE SEMPRE ESQUECEMOS DE
INSERIR A TAXA!
MêsPagamentos
0 300,00
1 200,00
2 0,00
Exercício 58
•Como pagamento de uma venda realizada HOJE, a
companhia Alpha receberá os seguintes valores ao
final de cada mês:
MÊS RECEBIMENTOS
1 300,00
2 500,00
3 700,00
4 900,00
5 1.100,00
6 1.300,00
Exercício 59
•Uma pessoa tem 3 dívidas: $ 50.000,00 a vencer
daqui a 5 meses, $ 100.000,00 no mês seguinte
(daqui a 6 meses) e $ 20.000,00 no mês seguinte
(daqui a 7 meses). Considerando uma taxa de juros
composta de 10% ao ano, então
I) Quanto ela desembolsará se quiser quitar toda a
dívida antecipadamente, no dia de HOJE?
(A) $ 97.756,62 (B) $ 162.088,64 (C) $ 162.317,93
(D) $ 166.232,02 (E) $ 170.000,00 (F) N.D.A.
.................
I) E se desejar quitar a dívida somente DAQUI A 3
MESES, quanto pagará?
Exercício 60 - USANDO TIR E VPL
•Um empresário tem $ 300.000,00 disponíveis para
investimento em novos projetos, sendo que este
valor está atualmente aplicado em um banco onde
recebe remuneração de 0,83% ao mês. O seu
cunhado lhe fez uma proposta de abrir um negócio
juntos, sendo que o empresário investirá os $
300.000,00 e terá os seguintes retornos:
Nos seis primeiros meses nada receberá;
Nos 24 meses seguintes receberá, mensalmente,
$ 1.000,00;
Nos 36 meses seguintes receberá mensalmente
$ 2.000,00
Sistemas de Amortização

•A quitação de um empréstimo se faz através do pagamento de


prestações, até que ocorra a completa liquidação do saldo devedor.

•Ao ser paga uma prestação, o valor desta é destinado, inicialmente,


ao pagamento total dos juros devidos até aquele momento. Se o
valor da prestação for maior do que o total de juros devidos, haverá
um valor remanescente, que será destinado a quitar o principal
(valor que foi tomado emprestado) ou parte dele.

•Os juros de cada período são calculados sobre o saldo devedor do


período anterior.
Exercício 61 - AMERICANO
•Uma empresa toma emprestados hoje $ 50.000,00 devendo pagar
ao final de cada mês os juros incidentes no período sobre o saldo
devedor, e ao final do 4º. mês pagará também o principal (sistema
americano). Preencha a planilha deste financiamento, a uma taxa
efetiva de 10% a.m..
Exercício 62 - AMORTIZAÇÃO CONSTANTE (SAC)
ou HAMBURGUÊS
•Uma empresa toma emprestados hoje $ 50.000,00 a serem pagos
em 4 prestações mensais pelo sistema de amortização constante
(SAC ou Hamburguês). Preencha a planilha deste financiamento, a
uma taxa de 10% a.m.
Exercício 63 - PRICE ou FRANCÊS
• Uma empresa toma emprestados hoje $ 50.000,00 a serem pagos
em 4 prestações mensais pelo sistema Price (ou sistema francês).
Preencha a planilha deste financiamento, a uma taxa de 10% a.m..
Exercício 64
•Determinada instituição tomou empréstimo de $
400.000,00 pelo Sistema de Amortização
Americano (SAA). Sabendo que este empréstimo
vence em 36 meses e que a taxa de juro incidente é
de 3,25% ao mês, calcule o valor da parcela na 30ª
prestação.
(A) $ 11.111,11 (B) $ 13.000,00 (C) $ 13.638,89
(D) $ 18.412,91 (E) $ 19.011,33
Exercício 65
•Um empréstimo foi realizado à taxa nominal de
36% a.a. capitalizados mensalmente. Se o valor
emprestado foi de $ $ 100.000,00, para ser quitado
em 12 prestações mensais pelo Sistema Price,
pede-se o valor do juro a ser pago na nona
prestação.
(A) $ 1.008,79 (B) $ 1.120,28 (C) $ 1.678,98
(D) $ 10.046,21 (E) $ 2.345,12
Exercício 66
•Um banco emprestou $ 500.000,00 para um
cliente, a serem pagos em 12 prestações mensais
constantes, de $ 47.279,79. O valor da amortização
embutido na quinta prestação é aproximadamente
igual a:
(A) $37.280,00 (B) $40.352,85 (C) $41.954,00
(D) $23.212,00 (E) $39.452,80
Exercício 67
•Um empréstimo foi financiado em 5 parcelas
mensais de R$ 1.746,84, sendo a taxa efetiva de
juros 3% a.m.. Qual será o saldo devedor tendo sido
paga a terceira parcela?
(A) $ 6.493,16 (B) $ 5.941,12 (C) $ 4.941,12
(D) $ 3.342,52 (E) $ 1.695,96
Exercício 68
•Considere um financiamento contraído pelo Sistema de Amortização
Constante, no valor de $ 5.000,00, para ser pago em cinco prestações
mensais, vencendo a primeira em 30 dias e as demais nos meses
subsequentes a uma taxa de juros de 1% a.m. Nesse caso, o total de
juros pagos será de $:
(A) 150,00 (B) 250,00 C) 50,00 (D) 350,00 (E) 150,99
Exercício 69
•Uma dívida de $ 600.000,00 vai ser amortizada
pelo Sistema de Amortização Constante (SAC) em
120 prestações anuais e com uma taxa de 20% ao
ano. Calcule o saldo devedor, em milhares de reais,
após ter sido paga a octagésima (80ª) prestação.
(A) $100 (B) $200 (C) $300 (D) $400 (E) $500
Exercício 70
•Para financiar a compra de um equipamento, uma microempresa recebe um
empréstimo no valor de $ 18.000,00, contratado à taxa efetiva de 8% ao ano. As
amortizações serão efetuadas pelo Sistema de Amortização Constante (SAC), com
pagamento de parcelas semestrais durante 3 anos. O valor da segunda prestação
desse empréstimo será de:
(A) $ 3.100,00 (B) $ 3.240,00 (C) $ 3.588,45 (D) $ 3.160,00 (E) $ 3.120,00
Exercício 71
•Na tentativa de fazer um grande empreendimento,
uma pessoa, para viabilizar seu plano, tomou
emprestada de um banco a quantia de $
100.000,00, pelo prazo de 5 meses com juros de
10% a.m. Sabendo que o empréstimo foi feito no
Sistema de Amortização Constante (SAC), calcule o
valor da última prestação.
(A) $ 22.000,00 (B) $ 26.000,00 (C) $ 24.000,00
(D) $ 28.000,00 (E) $ 20.000,00