Você está na página 1de 8

m  




V  

  


Ú Ú   
 Ú       
Ú     Ú   
 Ú
     Ú Ú ÚÚ

É, por isso, fundamental ter a percepção das


especificidades dos variados textos que constituem
o jornal, nomeadamente  !" # $%#!"
# &#!" %&#!" ' !(%"  % )"!"
r 
 

w ditorial representa o pensamento oficial do jornal como


instituição. Aí se comenta, se analisa uma situação actual e se
emite uma opinião.
mbora apresente traços estilísticos particulares, o editorial
acompanha as tendências e o estilo próprio do jornal, que pode
ser sério ou ´leveµ, conforme as características do jornal.
r 
 m

Ú &#! * o relato curto e objectivo de um facto comprovado,


relevante e novo.

å é relevante o facto que pode gerar maiores consequências para o


mundo, para a sociedade e para os leitores;
å é importante o facto que desperta curiosidade, ou aquele que é
objecto de maior identificação entre o público leitor e a
personagem ou a situação;
å é mais noticioso o facto mais inesperado e aquele que os
poderosos têm interesse em ocultar.
r 
m m

Ao contrário da notícia, que trata necessariamente de factos


absolutamente novos, a reportagem tem por base uma notícia da
actualidade que é aprofundada e desenvolvida.

mbora possa exigir, às vezes, semanas ou até meses de dedicação a


uma só matéria, a reportagem apresenta a vantagem de reavivar
assuntos, actualizando-os, e de prender a atenção do leitor,
levando-o a interessar-se pela questão.
r 
 
 m

§ob a forma de perguntas e respostas pode-se tentar extrair do


entrevistado informações, levantar a sua opinião sobre o assunto
pesquisado (entrevista de opinião), ou levantar aspectos da sua
biografia d (entrevista de ilustração).

w carácter do caderno em que a entrevista se insere é que


determinará a modalidade mais oportuna.
r   m

A crónica aborda, muitas vezes, temas do quotidiano, sem ter que


respeitar uma estrutura rígida. w seu objectivo não é veicular
uma informação, mas +,# sobre acontecimentos ou
situações.

Muitas vezes escrita na primeira pessoa, expressa os pontos de


vista de quem a assina e é da sua inteira responsabilidade.
r 
 m

A crítica exprime a opinião de quem escreve acerca de um


determinado facto, ideia ou objecto.

Aliás, tudo pode ser objecto de crítica: um filme, um livro, uma


exposição, um espectáculo, um jogo de futebol, uma qualquer
criação artística, etc.

ws argumentos e as apreciações apresentadas são totalmente


pessoais e só o autor tem responsabilidade sobre elas.