Você está na página 1de 50

Sala de Automação Predial

Escola SENAI “Nadir Dias de Figueiredo”


Faculdade SENAI de Tecnologia em Processos Metalúrgicos
OSASCO -SP
• Fundada em 1959;
• Certificada ISO 9001(2000);
• Escola de referência na área de Metalurgia; e
• Estrutura para desenvolvimento de Ensino Técnico e Tecnológico, prestação
de serviços industriais, ensaios laboratoriais e assessoria tecnológica às
empresas.
Instalações da Escola

• Centro Tecnológico de Soldagem;

• Centro Tecnológico de Fundição;


-Fundição por Cera Perdida
-Fundição em Areia
-Fundição em Moldes Metálicos
• Mecânica;
• Ferramentaria;
• Modelação; e
• Eletricidade.
Instalações da Escola
LABORATÓRIOS

 Metrologia;  CLP - Controle Lógico Programado;


 Computação;  Ensaios Tecnológicos dos Materiais;
 Pneumática e Hidráulica;  Tratamento Térmico e de Superfície;
 Acabamento Metalográfico;  Química / Física / Ciências Aplicadas;
 Microscopia e Coordenadas;  Automação Predial;
 Preparação para Metalografia;  Areias de Fundição.
Domótica e Automação Residencial

Domótica é o termo utilizado para se referir a tecnologia utilizada para


controle e automatização de ambientes residenciais.
Domótica e Automação Residencial

Domótica provém da junção do termo em latim domus que significa


casa e da palavra robótica, seu objetivo é o melhor controle e
praticidade das rotinas e tarefas residenciais, como iluminação,
climatização do ambiente, economia de recursos e controle de
segurança.
História da Domótica

As origens da domótica inícia em meados da década de 80, porém o


conceito veio sofrendo mudanças até os dias de hoje, os
meios tecnológicos vem se tornando mais acessíveis tanto no sentido de
tamanho e aplicação quanto em seu custo.

A domótica utiliza muitos dos elementos utilizados na automação


industrial como sensores, microcontroladores, temporizadores, e até
mesmo pequenos CLP’s (controladores lógicos programáveis) para
automatizar processos e tarefas na automação residencial.

Artigo revista lumiere curso automação predial


SENAI
Conceitos e tendências

A domótica consiste na automatização dos mais variados sistemas


domésticos, isto é, permite que diversos dispositivos de uma habitação
operem automaticamente, de forma a proporcionar uma melhor
qualidade de vida aos utentes.

Este conceito recente proporciona soluções ao nível do conforto,


segurança e economia, podendo substituir a parte humana na maior
parte das actividades de rotina. Trata-se por isso de uma resposta às
necessidades da vida moderna, numa fusão de conceitos culturais e
sociais com os avanços tecnológicos do mundo contemporâneo.
Automação

Programar tarefas diárias (individuais ou em complexos conjunto -


macros) de uma forma automática: o que lhe permite reduzir o tempo
gasto em rotinas e redução no consumo de energia.
A climatização
(aquecimento e ar condicionado) é apenas activada
nos compartimentos e horários desejados.

A iluminação
dos compartimentos, é automaticamente desligada
quando não for detectada qualquer presença.

O sistema de rega
Ligado a uma pequena estação meteorológica, é
informado da quantidade de precipitação sucedida
desde a última activação, regando apenas o
necessário.
Automação Predial

Administrar o funcionamento de um prédio exige a execução diária de um


conjunto de tarefas complexas e de difícil coordenação. Delas dependem
a segurança, o conforto e o bem estar dos visitantes e funcionários. Para
garantir um alto padrão de qualidade nessas atividades, a Automação
Predial especialmente desenvolvidos para atender às demandas de cada
edifício.
Automação Predial e Residencial

Vantagens
• Segurança,
• diminuição de custos,
• preservação do meio ambiente através da economia de energia
elétrica,
• monitoramento ininterrupto,
• integração total de equipamentos,
• mudança de comportamento de todos os usuários, que se sentem
mais seguros e confortáveis.

Desvantagem
• Mudanças na infraestrutura do imóveis construídos;
• Preço elevado.
Aplicações de Automação Residencial

Controle de cenários de iluminação


■ Programação de efeitos luminosos com variação de intensidade
(dimmerização), variação das cores (composição de cores);
■ Por programação horária;
■ Por comando manual ou controle remoto;
■ Por programação horária ou telecomando telefônico.

Controle de acionamento e intensidade de iluminação


■ Por sensor crepuscular (fotocélula);
■ Por medição de luminosidade (sensor de luminosidade);
■ Por controle remoto;
■ Por programação horária;
■ Por sensor de presença.
Aplicações de Automação Residencial

Controle de acesso
■ Por biochave;
■ Por teclado numérico;
■ Por telecomando telefônico e/ou assistência de câmeras.

Enchimento automático de banheira


■ Por telecomando telefônico;
■ Com auto-desligamento com sensor de nível.
Aplicações de Automação Residencial

Controle de irrigação
■ Por controle de umidade (sensor de umidade);
■ Por programação horária e controle de presença;
por sensor IR e sensor crepuscular.

Controle de toldos
■ Recolhimento na ocorrência de ventos (por anemômetro);
■ Extensão conforme a insolação ou a ocorrência de chuva;
■ Extensão/recolhimento por comando manual ou controle remoto.

Controle de fechamento de cortinas


■ Por comando manual ou controle remoto;
■ Por incidência de luz solar e programação horária;
■ Por telecomando telefônico.
Aplicações de Automação Residencial

Controle de aquecimento de pisos


■ Por circulação d’água (com eletroválvulas e termostato);
■ Por resistência elétrica (com termostato);
■ Controle por programação horária ou telecomando telefônico.

Controle de nível de enchimento da caixa d’água


■ Por medição de níveis de coluna d’água (transmissor de pressão);
■ Por medição de níveis com sensor ultra-sônico.
Vídeos ilustrativos

Vídeo 1 Vídeo 2
Laboratórios de Automação Predial - SENAI

Projeto: Automação Predial


E
Aplicações
Projeto: Automação Predial Aplicações Stand Alone
Alarme Patrimonial

software de
sensores comunicação/monitoramento
pc/central de alarme

detecção
de intrusão configuração central
upload/download

simulação de controle de
comunicação saída “pgm”

comando de
carga “externa”
Projeto: Automação Predial Aplicações Stand Alone
CFTV

software de gerenciamento
câmeras de imagens via web, e
visualização via celular

detecção
de comunicação por rede
movimento

gravação configurável
em disco rígido
gravação de
imagem e áudio

controle de
speed dome

comando de máscara de
carga “externa” privacidade
por saídas a relés
Projeto: Automação Predial Aplicações Stand Alone
Automação por Rede

software de programação para


composição upload e monitoramento online
modular de status

entrada digital local e comunicação por rede,


centralizado, saída digital, serial, estrela ou anel
dimerização, analógico, controle
remoto e de bombas
integração com sistemas
de segurança e
climatização
criação de cenários com ou
sem temporização
software
supervisório
comando por pulsadores,
controle remoto, bluetooth,
ir, keypad, touch screen
Projeto: Automação Predial Aplicações Stand Alone
Alarme de incêndio

software de comunicação
sensores
para visualização de evento
endereçaveis
via pc

detecção
de evento configuração por teclado

saída a relé
(possibilita comunicação
indicação de
externa)
fogo e falha

proteção do teclado contra


operações indevidas
Projeto: Automação Predial Aplicações Stand Alone
Pré-Automação

dispositivos
“independentes” controle por relé programável

relés eletromecânicos
e eletrônicos e possibilidade de instalação
dispositivos de controle local ou centralizada
configuráveis

pode-se integrar a
comando por
sistemas de automação e
pulsadores, e/ou rf
controle de acesso

cabo de pré-automação pode


integração entre ser reaproveitado para
produtos integração com sistemas de
automação
Projeto: Automação Predial Aplicações Integradas

sensor cpu sensor


DVR
relés
(saída
eletromecânicos
interface alarme)
módulo módulo
(opcional) entrada saída
digital local digital
saída relé
central

pulsadores
receptor
ir/bt
módulo
módulo touch entrada digital
screen
Projeto: Automação Predial Acessórios
Projeto: Automação Predial Conceito

Distribuição de circuitos

Pré-automação
Integração
de quadros Automação

VDI (vídeo/dados/imagem)

ISO IEC 15018:2004


Principais normas
para cabeamento ANSI/TIA/EIA 570B
residencial
BRASIL: Mobilização para grupo de estudos
Projeto: Automação Predial Painel de Comutação de Cargas
PC1 PC2 PC3 PC4 PC5 PC6

Teclado

Bornes

Switch
Módulo de
comunicação
entrada digital RS 485
Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

PRÉ-AUTOMAÇÃO : Master Off – com relé programável


Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

PRÉ-AUTOMAÇÃO : Master Off – com relé programável

L1 220V 60Hz

Q1 Q2

A1
RF
K20 S1 S15
(C3)
A2
H1 H2 H3

S3 RF
(C1)
I.1 I.2
K50 K50

L2
Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

PRÉ-AUTOMAÇÃO : Master Off – com relé programável


ITEM DESCRIÇÃO FUNCIONAMENTO

Pulsador temporizado (4 seg) K50 K20/H1 K20/H2 H3


S1
Master Off (desliga tudo)
Pulsador e contato de RF para “luz de Início 0 0 0 0
S3/RF (C1)
serviço” (K20)
0 1 0 0
Pulsador temporizado (4 seg)
S15/RF (C3) Master Off (desliga tudo) com contato de S3 ou RF (C1)
0 0 1 0
RF (pulso curto)
“Luz de serviço” – temporizada com 0 1 1 0
H1/H2 aviso de fim de período e desligamento
automático S15 ou RF (C3) 1 T1►0►1 T1►0►1 1
Luz vigia e/ou sinalizador de fim de ou S1 pulso
H3 longo por 4 seg.
período 1 T0 T0 1
Relé de impulso eletromecânico
K20 S15 ou RF (C3)
27.05.8.220 (H1/H2)
ou S1 (pulso 0 0 0 0
K50 Relé programável curto)

Início
I.1/I.2 Entrada sinal relé programável (K50)

Q1/Q2 Saída relé programável (K50)


Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

AUTOMAÇÃO MÓDULO SAÍDAS


MÓDULO SAÍDAS MÓDULO ENTRADAS
DIMERIZÁVEIS
CPU DIGITAIS A RELÉ DIGITAIS (4) LOCAL TOUCH SCREEN
MÓDULO IR/BT

CELULAR
PULSADORES COM CONTROLE BT
INDICADORES REMOTO IR
LUMINOSOS

RELÉ DE IMPULSO LÂMPADA


ELETROMECÂNICO FLUORESCENTE
(PAINEL PRÉ-AUTOMAÇÃO) COM REATOR
DIMERIZÁVEL
Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

AUTOMAÇÃO

ITEM DESCRIÇÃO ITEM DESCRIÇÃO


MÓDULO
PULSADORES CARGAS TOUCH SCREEN PROGRAMAÇÃO CARGAS
SAÍDA A RELÉ
Cena 1
pc 1
S1 Módulo Cena 2
pl 2 Dimmer Cena 3
pc 3 Cena 4 T8 16W

CENÁRIOS
S2 1
Lâmpadas
pl 4
independentes 2
pc 5 Relés
3 Lâmpadas led
S3
pl 6 4
Cenas 1 a 4
pc 7
S4 Analógico N1 a N4
pl 8 Relé de impulso
Termostato Aquecedor Relé 8
Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

AUTOMAÇÃO
;====================================
; Titulo :
; Versão :
IDENTIFICAÇÃO DO PROGRAMA
; Revisão :
; Data :
;====================================
Bloco Nomenclatura
tecla = m5
touch = m48
dimmerf = m4
dimmeri = m24 NOMENCLATURA PARA OS MÓDULOS
rele = m3
anal = m2
tecla2 = m8
blue = m1

Bloco Módulos
M1 = CPIR ;
M2 = CPA2 ;
M3 = CP8SR2 ;
M4 = CP4SDF ; NOMENCLATURA PARA OS COMPONENTES
M5 = CPP44 ;
M8 = CPP40 ;
M24 = CP4SD2 ;
M48 = CPTS ;
Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

AUTOMAÇÃO

Bloco Inicialização ; DIMMERS


Bloco Programação
; RELES il touch, 21 il touch, 24
liga dimmerf,1, n1 liga dimmerf,1, n0
il tecla,pc1 il tecla, pc4 liga dimmerf,2, n1 liga dimmerf,2, n0
or touch,11 or touch, 14 liga dimmerf,3, n1 liga dimmerf,3, n0
inv rele,1 inv rele, 4 liga dimmeri,1, n1 liga dimmeri,1, n0
il rele,1 il rele,4 liga dimmeri,2, n1 liga dimmeri,2, n0
= tecla,ld1 = tecla, ld4 liga dimmeri,3, n1 liga dimmeri,3, n0
;= touch,1 ;= touch,4
il tecla, pc2 il tecla, pl1
or touch, 12 inv rele, 5 il touch, 22 il touch, 25
inv rele, 2 liga dimmerf,1, n2 liga dimmerf,1, r
il rele,2 il tecla, pl2 liga dimmerf,2, n2 liga dimmerf,2, r
= tecla, ld2 inv rele, 6 liga dimmerf,3, n2 liga dimmerf,3, r
liga dimmeri,1, n2 liga dimmeri,1, r
il tecla, pc3 il tecla, pl3 liga dimmeri,2, n2 liga dimmeri,2, r
or touch, 13 inv rele, 7 liga dimmeri,3, n1 liga dimmeri,3, r
inv rele, 3 ;= touch,2 ;= touch,5
il rele,3 il tecla, pl4
= tecla, ld3 inv rele, 8 il touch, 23
liga dimmerf,1, n3
liga dimmerf,2, n3
liga dimmerf,3, n3
liga dimmeri,1, n3
liga dimmeri,2, n3
liga dimmeri,3, n3
;= touch,3
Projeto: Automação Predial Exemplos de Aplicações

AUTOMAÇÃO
; CENAS Bloco Analogico
; BLUE ; Analogico
il touch, 15 il touch, 17
liga rele,1 liga rele,1,t1 il anal,1,n1
il blue,1 = touch,1
desl rele,2 liga rele,2,t1
inv rele,5
liga rele,3 liga rele,3,t1
desl rele,4 liga rele,4,t1 il anal,1,n2
il blue,2 = touch,2
liga rele,5 liga rele,5,t1
inv rele,6
desl rele,6 liga rele,6,t1
liga rele,7 liga rele,7,t1 il anal,1,n3
il blue,3 = touch,3
desl rele,8 liga rele,8,t1
inv rele,7
desl rele,1,t2
il touch, 16 desl rele,2,t2 il anal,1,n4
liga rele,1 desl rele,3,t2 ; TERMOSTATO = touch,4
desl rele,2 desl rele,4,t2
liga rele,3 desl rele,5,t2 il touch,40
desl rele,4 desl rele,6,t2 or tecla2,pl2
liga rele,6 desl rele,7,t2 liga rele,8
desl rele,5 desl rele,8,t2
liga rele,8 il tecla2,pl2
desl rele,7 il touch,18 not
desl rele,1,t2 desl rele,8
desl rele,2,t2
desl rele,3,t2
desl rele,4,t2 il rele,1
desl rele,5,t2 ;= touch,1
desl rele,6,t2 ;= touch,2
desl rele,7,t2
desl rele,8,t2
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial

Ligação CPA2
Conjunto Didático de Automação Predial

Ligação CP8SR
Conjunto Didático de Automação Predial

Ligação CP4SD Ligação CP4SDF


Conjunto Didático de Automação Predial

Ligação CPP44
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial
Conjunto Didático de Automação Predial

Rede de comunicação dos periféricos


A funcionalidade da linha Install é baseada nas redes de comunicação de dados Intall-
Net e H-Net.
Rede Install-Net:
É destinada a interligação de até 48 módulos periféricos e um módulo central. O módulo
Central pode se comunicar com outro modulo central e dar comandos em uma segunda
rede, máximo de 3 redes interligadas.
Deve ser executada com cabo de 2 pares de fios e conectores RJ-11 (4p-4c) de boa
qualidade.
Quanto ao tipo de cabo de rede, aconselhamos a utilização de pares trançados.
O comprimento máximo da rede deve ser limitado a 600m e ligado preferencialmente em
uma linha continua, porém, pode funcionar em ligação estrela e não precisa de
terminação nas pontas.
O suporte físico da transmissão é RS-485, com protocolo próprio para
comunicação entre módulos.
Conjunto Didático de Automação Predial

Rede de comunicação dos periféricos


Rede H-Net:
Tem por função a interligação dos módulos controladores com um módulo concentrador
numa topologia “estrela”. E é usada para ampliar o sistema, permitindo a concepção de
instalações maiores e hierarquizadas, como também, conectar um computador de
gerenciamento.
Conjunto Didático de Automação Predial

Rede de comunicação dos periféricos

Exemplo de
ligação da Rede
Install
Conjunto Didático de Automação Predial

Software de Programação do CPCR

Você também pode gostar