Você está na página 1de 21

CAPACITAÇÃO PARA

CONSELHEIROS TUTELARES E
DE DIREITOS - BOA VISTA - PB
LEI 8.069/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO
ADOLESCENTE
• História da Infância
 Na Sociedade Tradicional
Ausência de sentimento de infância
Dependência
Preocupação com os bens
Na sociedade Moderna
Escolarização
Família
LEI 8.069/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO
ADOLESCENTE
• Construção da Infância
 Infância Negada

Infância Industrializada

Criança Sujeito de Direitos


LEI 8.069/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO
ADOLESCENTE

• Código de Menores - Lei n. 6.697 de 10 de Outubro de


1979
• Menor em situação irregular
• Constituição Federal de 1988
• Processo de redemocratização do Brasil
• A Carta Magna prevê a mudança de conceito
LEI 8.069/1990 ESTATUTO DA CRIANÇA E DO
ADOLESCENTE

•Proteção Integral

•Artigo 227 da CF
ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO TUTELAR

• 1ª Atribuição:
• Atender crianças e adolescentes e aplicar medidas de proteção
• 2ª Atribuição:
• Atender e aconselhar os pais ou responsável e aplicar medidas de
proteção
• 3ª Atribuição:
• Promover a execução de suas decisões
ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO TUTELAR

• 4ª Atribuição:
• Encaminhar ao Ministério Público notícia e fato que constitua infração administrativa
ou penal contra os direitos da criança ou do adolescente;
• 5ª Atribuição:
• Encaminhar à autoridade judiciária os casos de sua competência;
• 6ª Atribuição:
• Tomar providências para que sejam cumpridas medidas protetivas aplicadas pela
justiça a adolescentes infratores;
ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO TUTELAR

• 7ª Atribuição:
• Expedir notificações;
• 8ª Atribuição:
• Requisitar certidões de nascimento e de óbito de criança ou de adolescente quando
necessário;
• 9ª Atribuição:
• Assessorar o Poder Executivo local na elaboração da proposta orçamentária para
planos e programas de atendimento dos direitos da criança e do adolescente;
ATRIBUIÇÕES DO CONSELHO TUTELAR

• 10ª Atribuição:
• Representar, em nome da pessoa e da família, contra a violação dos direitos
previstos no artigo 220, §3º, Inciso II, da Constituição Federal;
• 11ª Atribuição:
• Representar ao Ministério Público, para efeito de ações de perda ou suspensão do
poder familiar;
• 12ª Atribuição:
• Fiscalizar as Entidades de Atendimento.
OBRIGADA.
CONTEXTUALIZANDO O CMDDCA

• Os primeiros registros de criação de conselhos e comitês, data de 1824;


O QUE É CMDDCA?

• Os Conselhos dos Direitos da Criança e do


Adolescente são órgãos deliberativos responsáveis
por assegurar, na União, nos estados e nos
municípios, prioridade para a infância e a
adolescência.
O PAPEL DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DE
DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - CMDDCA

• Os Conselhos de Direitos têm, basicamente, duas


atribuições: a proposição, elaboração e decisão quanto
às políticas públicas de atendimento aos direitos da
criança e do adolescente em nível nacional, estadual e
municipal; e a regulação/controle da execução destas
políticas, acompanhando e avaliando as ações
praticadas;
ATRIBUIÇÃO DO CMDDCA

• Conforme disposto nos artigos 90, parágrafo único, e 91, do ECA, o Conselho
Municipal deverá efetuar o registro das organizações da sociedade civil
sediadas em sua base territorial que prestem atendimento a crianças e
adolescentes, executando os programas a que se refere o art. 90, caput.
Portanto, é preciso aprovação pelo CMDCA para aplicação do Fundo nos
programas de promoção e proteção dos direitos da infância e da
adolescência. (Gestor do FIA)
ATRIBUIÇÃO DO CMDDCA

• Compete ao Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do


Adolescente regulamentar o processo de escolha, a inscrição dos
candidatos, a forma de votação, a nomeação e posse dos
candidatos mais votados. Após a apuração é necessário verificar
se os cinco candidatos eleitos não estão impedidos de
desempenhar o cargo.
ATRIBUIÇÃO DO CMDDCA

• Os Fundos da Infância, criados nas esferas federal, estadual e municipal, têm


a finalidade específica de financiar programas, projetos e ações voltadas
para a promoção e defesa dos direitos da criança e do adolescente. O
Estatuto da Criança e do Adolescente prevê que esses recursos sejam
fiscalizados e controlados pelos respectivos conselhos de direitos, conselhos
tutelares e pelo Ministério Público.

COMPOSIÇÃO DO CMDDCA

A Resolução nº 105/2005 do Conselho


Nacional dos Direitos da Criança e do
Adolescente (Conanda) trata da paridade
CUSTEIO

• “cabe à administração pública, nos diversos níveis do Poder


Executivo, fornecer recursos humanos e estrutura técnica,
administrativa e institucional necessários ao adequando e
ininterrupto funcionamento do Conselho dos Direitos da Criança e
do Adolescente, devendo para tanto instituir dotação
orçamentária especifica que não onere o Fundo dos Direitos da
Criança e do Adolescente”.
IMPEDIMENTO
• De acordo com o artigo 140 do Estatuto da Criança e do Adolescente, “são impedidos de
servir no mesmo Conselho marido e mulher, ascendentes e descendentes, sogro ou nora,
irmãos, cunhados, durante o cunhadio, tio e sobrinho, padrasto ou madrasta e enteado”.
• Autoridade judiciária, legislativa e o representante do Ministério Público e da Defensoria
Pública,
• representantes de órgão de outras esferas governamentais;
• ocupantes de cargo de confiança e/ou função comissionada do poder público, na qualidade
de representante de organização da sociedade civil;
• e conselheiros tutelares no exercício da função.

Você também pode gostar