Você está na página 1de 25

ABSORÇÃO

Livia Maria de Oliveira Ribeiro


SUMÁRIO
 Métodos gráficos para análise de múltiplos
estágios;
 Exercícios.
ABSORÇÃO
 Finalidade:

Remover o soluto presente no gás. Este soluto


está na fase gasosa e passará para a fase
líquida devido a diferença de concentrações.
 Objetivo da absorção:

Recuperar o soluto para posteriores utilizações;

Evitar a poluição ambiental.


ABSORÇÃO
 Funcionamento de uma coluna de absorção:

Alimentação: Mistura gasosa

Exemplo: Amônia (NH3) + Ar

Soluto Inerte

O solvente é alimentado no topo da coluna

Exemplo: Água (inerte)


FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO
Água pura Inerte

Água + Gás = Soluto +


Soluto Inerte
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO
Água pura Ar

Água + Gás = Amonia + Ar


Amonia
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO
Ltopo Gtopo
Xtopo Ytopo

G = Fluxo molar da fase gasosa;


L = Fluxo molar da fase líquida;
X = Razão molar do soluto na
fase líquida;
Y = Razão molar do soluto na
fase gasosa.

Lbase Gbase
Xbase Ybase
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO
Ltopo Gtopo
Xtopo Ytopo
L’ G’

G’ = Fluxo molar do inerte na


fase gasosa;
L’ = Fluxo molar do inerte na
fase líquida;

Lbase Gbase
Xbase Ybase
L’ G’
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO
Ltopo Gtopo
Xtopo Ytopo
L’ G’ Balanço de Massa:
Global:
LT + GB = LB + GT
Por componente:
L’ N LTXT + GBYB = LBXB + GTYT
X
G’
Cominerte:
Y
L’XT + G’Y = L’X + G’YT

Lbase Gbase
Xbase Ybase
L’ G’
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO
Ltopo Gtopo
Xtopo Ytopo
L’ G’ Balanço de Massa:

Cominerte:

L’ N L’XT + G’Y = L’X + G’YT


X Rearranjando:
G’
L’ (XT - X) = G’ (YT – Y)
Y
L'
Y = ( X − X T ) + YT
Lbase Gbase G'
Xbase Ybase
L’ G’
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO

L'
Y = ( X − X T ) + YT
G'

YB

A linha operacional está acima


da linha de equilíbrio porque
para cada estágio há mais
soluto no vapor que no
YT equilíbrio

XT XB
PARA CONHECIMENTO:
 Para converter de fração molar para razão molar:

YA XA
yA = e xA =
1 + YA 1+ X A

 Calcular o número de estágios:

 L'  y B − yT
 = * x *
B = Calculado pela
 G '  xB − xT condição de equilíbrio
EXERCÍCIOS
EXEMPLO
Razões econômicas e ambientais indicam a necessidade de recuperar
uma corrente de gás contendo 35% de amônia e 65% de ar, em
volume. Para tal, um engenheiro químico pretende utilizar uma torre
de absorção que opera em contracorrente com água limpa, a uma
pressão de 1 bar. Considerando os dados da figura abaixo, calcule o
número mínimo de moles de água necessário, para cada 100 moles de
gás de entrada, para recuperar 99% da amônia.

14
FUNCIONAMENTO DA COLUNA DE
ABSORÇÃO

1) Balanço de Massa:

99% LTXT + GBYB = LBXB + GTYT


EXEMPLO
 2) Calcular XB

Tendo o valor de YB (sempre fornecido pelo problema), o valor de XB


é facilmente obtido pelo “diagrama de equilíbrio”.

Pelo gráfico, temos que:

YB = 0,35 XB = 0,075
EXEMPLO
 2) Calcular a quantidade de amônia que foi removida

O enunciado disse que 99% da amônia foi


recuperada. Sabendo que para cada 100 moles de
água, 35 moles são de amônia, então:

99% de 35 moles = 35 x 99/100 = 34,65 moles de


amônia recuperado
EXEMPLO
 3) Calcular GTXT

Se entraram 35 moles de amônia, onde 34,65


moles de amônia foram recuperados, então:

GTYT = 35 – 34,56 = 0,35 moles de amônia

O valor dessa subtração sempre será o valor de


GTXT, pois consideraos que apenas 1% do soluto
está saindo no topo, onde este valor pode ser
desconsiderado.
EXEMPLO
 Assim, podemos dizer que:

LB = LT + recuperado

4) Substituindo no balanço de massa:

GBYB = LBXB + GTYT

GBYB = (LT + recuperado) XB + GTYT

100 x 0,35 = (LT + 34,65) x 0,075 + 0,35

LT = 427 moles de água


Lição 12: Absorção e
ESTUDO DE CASOS

Stripping
Um efluente contendo 0.15% em volume de um
gás A, bastante solúvel, é lavado em
contracorrente com água pura, em uma coluna
de recheio que opera a pressão atmosférica. Por
questões ambientais sua concentração deve ser
reduzida a 0,01 %. Encontre o número teórico de
pratos da coluna e o fluxo de água para uma
condição operacional de 1,7 vezes o valor de
operação mínimo. Assuma os dados de equilíbrio
como sendo y* = 0.03x

20
L’
Xt = Yt = 0,01% =
0 0,0001
G’
 L'   L' 
  = 1,7 
 G '  real  G '  min

y = 0,03x

L’ Yb = 0,15% = 0,0015
Xb =
G’
EXERCÍCIO
Sabendo que:

L y B − yT
  =
 G  min xB − xT

O valor de xb pode ser encontrado pela condição


de equilíbrio.
y = 0,03x
Quando yb = 0,0015, entao: xb = 0,0015/0,03
xb = 0,05
EXERCÍCIO
 Substituindo na fórmula:

L y B − yT 0,0015 − 0,0001


  = = = 0,028
 G  min xB − xT 0,05 − 0

 Pelo enunciado:

L L L L


  = 1,7  ∴   = 1,7 × 0,028∴   = 0,0476
 G  real  G  min  G   G  real
EXERCÍCIO
 Tendo o L/G real, basta substituir na fórmula
e achar o verdadeiro xb.

L y B − yT 0,0015 − 0,0001


  = ∴ 0,0476 = ∴ xB = 0,0294moles
 G  real xB − xT xB − 0

 Calculando o número de estágios


YB 0,1
5

0,1 1
2 Serão necessários
0,0 2
9 4 estágios de
0,0 3 equilíbrio
6
0,0 4
3
0,0
1
1 2 XB 3 4 5