Você está na página 1de 22

Rapidez com que os reagentes são

consumidos ou a rapidez com que os


produtos são formados.

Reações Lentas: Formação de Ferrugem,


fermentação da massa de pão,
decomposição de um alimento, formação do
petróleo e decomposição dos vários tipos de
lixo.
Reações Rápidas: Combustão de uma folha
de jornal, Comprimido efervescente e
secagem de uma cola.
Reações Instantâneas: Desenvolve-se em
frações de minuto ou segundo, notando-se que
o consumo dos reagentes é instantâneo.

Exemplo: Sais de prata em um filme fotográfico.

Às vezes nos interessa acelerar uma reação


Outras vezes, nos interessa desacelerar uma
reação
Velocidade Média de uma reação Química:
É a variação da massa ou do número de moles dos
reagentes(desaparecimento) ou dos produtos
(aparecimento) em determinado intervalo de tempo.
A v e l o c i d a d e está diretamente relacionada a
mudança da concentração, de reagente ou
produto, dividido pelo intervalo de tempo no qual
a mudança ocorre.

V = d[X]/dt
De maneira geral a velocidade é uma função da
concentração, V=f([X]). O que, matematicamente,
pode se expressa pela relação conhecida como Lei
de velocidade da reação:

V= -k[X] n
Obtemos a lei de velocidade da reação através da
equação que mostra a influência da concentração
molar de todos os reagentes, com relação à
velocidade do processo químico. Dessa maneira, a
equação geral pode ser Expressa da seguinte
forma:

V = k[A]m[B]p
a ordem em relação ao NO2 é dois (expoente
da concentração de NO2); ou, então,
dizemos que a reação é de 2ª ordem;
a ordem em relação ao CO é zero (pois não
aparece na fórmula da velocidade);
a ordem global da reação é: 2 + 0 = 2.
Portanto:
Algumas reações que ocorrem na superfície de
metais possuem Ordem Zero, isto é, a velocidade
da reação não depende da concentração do
reagente.
As partículas dos reagentes estão em
movimento contínuo e desordenado , e as
reações decorrem de suas colisões.
Colisões efetivas são aquelas que formam
um complexo ativado, e nesta fase são
rompidas as ligações dos reagentes,
surgindo ligações que darão origem ao
produto.
Quando os participantes de uma reação
são gasosos e se aumenta a pressão desse
sistema gasoso, aumenta-se a velocidade
da reação. Isso porque o aumento da
pressão diminui o volume, intensificando
as colisões das moléculas
Um bom exemplo da influência da pressão no
cotidiano é a panela de pressão. Aumentando
a pressão, haverá um aumento na
temperatura de ebulição da água dentro da
panela, possibilitando assim um cozimento
mais rápido do alimento imerso
Superfície de contato está relacionada à
superfície exposta para reagir. Se a superfície
aumenta, a reação ocorrerá mais rapidamente.
Um sólido e um líquido reagindo por
exemplo, quanto mais partido for o
sólido, maior será a superfície de contato.

Sonrisal Inteiro –Reação Lenta


Sonrisal triturado –Reação
rápida
no complexo ativado, as ligações originais
se esticaram e enfraqueceram e as novas
ligações estão apenas parcialmente
formadas.

O-------N
O2 N2
2 NO
O N
Reagentes Produtos
Complexo
Ativado
Energia de ativação: Energia necessária para formar o
complexo ativado, pelos reagentes, que é instável e
vai se decompor em forma de produtos. Quanto maior
o número de moléculas com energia igual ou maior à
de ativação, maior a velocidade da reação. O gráfico a
seguir mostra a energia de ativação para um processo
exotérmico:

Quanto maior a energia de


ativação, menos provável será
a transformação de reagentes
em produtos.
É uma substância que diminui a energia de
ativação de uma reação aumentando assim a
sua velocidade. Os catalisadores não são
consumidos durante a reação.

Você também pode gostar