Você está na página 1de 21

PROCESSAMENTO DE MADEIRA

LAMINADA COLADA
Sguario Indústria de Madeiras Ltda.
Objetivos
• Desenvolver o produto MLC para uso como protótipo no salão de
jogos.
Processamento

• O processamento foi desenvolvido adequando os parâmetros de


processo já utilizados para a produção de painel.
• A ideia inicial era produzir vigas nas medidas: 150x150 e 150x300
• Matéria prima: são utilizadas tábuas de maiores dimensões que são
beneficiadas frequentemente, 25x150x3000.
• Obs: poderíamos utilizar medidas específicas para produção de vigas,
porém optamos deste modo para não interferir no processo.
• O processamento foi baseado na NBR-7190.
Processamento – Classificação

• A classificação foi feita de modo visual no classificador.


• Classificaram-se as tábuas com maior número de anéis de
crescimento (mínimo 3 anéis de crescimento em 2,5 cm).
• Não selecionaram-se tábuas com alto grau de esmoado, nós, alta
tortuosidade, empenamento, resina e medula.
• Selecionaram-se 300 tábuas para a realização dos primeiros
protótipos.
Processamento – Otimização
• Hidromat

Teste 1 - Aplainou-se 42 tábuas de 23x150x3000mm para


22x143x3000mm (falha de plaina).
Teste 2 – Aplainou-se 169 tábuas de 23x150x3000mm para
21x140x3000mm
Processamento – Otimização
• Otimizadora
Teste 1 – Otimizaram-se 42 tábuas aplainadas, 126 metros de madeira.
Atribuiu-se no setup da máquina um tamanho de defeitos limite
próximo a norma NBR:7190. Observou-se que houve muito descarte de
madeira por falha de plaina, e pela programação de corte da máquina.
Definiu-se o tamanho de block principal com medida de 1000mm,
sendo 4 tamanhos: 800, 900, 1000, 1200, não atribuindo um intervalo
de medidas.
Descarte: 70,7 metros – 56%.
Processamento – Otimização
Teste 2 – Definiu-se o setup da máquina com blocks no intervalo de
800mm até 1200mm, para uma melhor otimização e menor perca de
material. A medida máxima dos defeitos permitidas foram:
Nós: 40mm, esmoado: 2mm, rosado: 23mm, medula: 20mm, variação
do comprimento: 3mm
Otimizaram-se 189 tábuas aplainadas, 572.6 metros de madeira, em 55
minutos. A quantidade de blocks gerada foram 442 peças
A quantidade de descarte foi de 23.6% (0.4m³/135.3m).

O teste 3 será realizado utilizando block máximo de 1 metro.


Processamento – HS200
Teste 1- O primeiro teste na HS200 foi realizado sem a troca da cola, ou
seja, utilizando a cola utilizada normalmente para a confecção de lamelas.
O objetivo desse teste foi observar o comportamento blocks com
comprimentos no intervalo de 800 a 1200mm.
Processamento – HS200
Teste 2- O segundo teste teve como objetivo observar o
comportamento da inserção do adesivo Advantage EP-950A (estrutural)
no sistema de cola da máquina. O resultado foi negativo.

Teste 3- Realização de um plano de ação para o teste com cola


catalisada. O resultado foi positivo na questão da limpeza do pente de
cola. Já na questão de tamanho de block não conseguiu-se processar
blocks maiores que 1 metro.
Processamento – Powermat
• O aplainamento deve ser realizado no dia da colagem e prensagem,
para garantir boa aderência da cola e a abertura dos poros da
madeira.
• Teste 1 – Aplainamento para 20x140xC (mm). (falhas de plaina)
• Teste 2 – Aplainamento para 19x136xC (mm).
• A partir dos testes de aplainamento verificou-se que a medida final
ideal de saída na powermat seria de 19x136mm de seção, produzindo
vigas de 133x136mm e 266x136mm, onde na plaina desengrossadeira
espera-se um tamanho final de 130x130mm e 130x260mm.
Processamento – Confecção da mesa de
prensagem.
• A mesa de prensagem foi confeccionada utilizando painéis e madeira
serrada, as dimensões finais da mesa foram de 1x4m permitindo
assim um bom espaço de trabalho e a prensagem de vigas de até 4m
de comprimento, a mesma possui inclinação para facilitar na
disposição das lamelas no berço. A mesma foi revestida com chapa
galvanizada metálica para facilitar a limpeza e evitar o desgaste.
Processamento – sargentos de prensagem
metálicos:
• Os sargentos são constituídos de duas partes, uma parte fixa
acoplada à mesa de prensagem, e uma parte móvel que exercerá
pressão nas lamelas, apoiadas pela parte fixa. A parte móvel é
constituída de rosca quadrada e uma sapata, sendo que pode ser
ajustada para diferentes tamanhos de vigas, a pressão será exercida
com o auxílio de uma chave de impacto pneumática. Foram
fabricados 14 sargentos seguindo o modelo abaixo:
Cálculo do torque aplicado na rosca
• Os sargentos foram dispostos numa distância de 30cm em relação ao
outro como recomenda o fabricante da cola. A quantidade de torque
necessária para nosso produto foi calculado pela fórmula:

𝑇𝑅 = 77.14𝑁. 𝑚
Processamento - Usinagem final
• O último aplainamento é realizado através da plaina
desengrossadeira.
• Após o aplainamento final, deve-se passar massa na madeira para
cobrir eventuais defeitos aparentes na madeira, então é feito um
rápido lixamento e destopado as duas pontas utilizando a serra
circular.
• Realizar testes na powermat ou hidromat para realizar o
aplainamento final.
Acabamento

• Para a questão de acabamento da viga, verificou-se três


possibilidades:
- Tratamento em autoclave + aplicação de verniz
- Aplicação de stain Osmocolor da Montana
- Aplicação do processo Top Quality² da Sayerlack
Processo top quality²
• Lixamento do substrato com lixas 150/180
• Aplicação do YI 1259 00 por flow coating, imersão ou pincel (isolante)
• Secagem
• Lixamento com lixas 220/240
• Aplicação do YI 1258 Cores por flow coating, imersão ou pincel (impregnante)
• Secagem
• Lixamento com lixas 220/240
• Aplicação do YL 1163 Cores por flow coating, imersão (fundo)
• Secagem
• Lixamento com lixas 220/240
• Aplicação do YO30 1249 Cores à pistola (acabamento/verniz)
• Secagem
Montagem do salão de jogos
• Ligações metálicas – Rothoblass
• Montagem geral: terceirizado ou montagem própria.
• CLT: engavetado.
• Esquadrias de alumínio e uso telhas sanduíche.
• Adesivos impermeabilizantes.