Você está na página 1de 9

ESTUDOS LONGITUDINAIS E

TRANSVERSAIS

Quando o pesquisador está interessado em


estudar uma, ou mais variáveis e seus efeitos ao longo
do tempo.
Estudo longitudinal
O pesquisador escolhe um (ou mais) grupo para acompanhar
durante um período de tempo necessário para coletar os dados que
necessita.
Exemplo : estudo da compreensão de leitura em estudantes do curso
de Psicologia

1 AULA – 07/02/2012
Modelo de Pesquisa Longitudinal

1ª 2ª 3ª 4ª 5ª 6ª
Grupo observaç observa observa observa observa observa
ão ção ção ção ção ção

1ª 1ª 1ª 1ª 1ª Última
Único semana semana semana semana semana semana
(Nº = de aula de aula de aula de aula de aula de aula
50) do 1º do 2º do 3º do 4º do 5º do 5º
ano ano ano ano ano ano
Estudo transversal
É o estudo de uma (ou mais) variável, em vários grupos semelhantes, que
estão em momentos diferentes.
Exemplo : estudo da compreensão de leitura em estudantes do curso de Psicologia

Modelo de Pesquisa Transversal


Grupo Observação
Grupo de 1º ano (N = 10)
1ª Semana de aula do ano letivo
Grupo de 2º ano (N = 10) 1ª Semana de aula do ano letivo
Grupo de 3º ano (N = 10) 1ª Semana de aula do ano letivo
Grupo de 4º ano (N = 10) 1ª Semana de aula do ano letivo
Grupo de 5º ano (N = 10) 1ª Semana de aula do ano letivo

Grupo de Recém-formados (N = 10 ) Última Semana de aula do ano letivo


Estratégias de Pesquisas
Uma pesquisa pode ser classificada em função da origem de seus
dados ou de seu local de realização ( Rudio, 1998), ou seja, em razão
das origens da fonte de informação.
Pesquisa Documental
A Pesquisa Documental – é aquela que se utiliza de
documentos escritos ou não. Abrange todas as informações já tomadas
públicas em relação ao tema ( Blaxter et al , 1996)
Finalidade - colocar o pesquisador em contato direto com tudo o que
foi dito, escrito ou filmado sobre um tema.
A pesquisa documental permite não só avaliar o desenvolvimento
de um tópico, mas também a descoberta de pontos inovadores
(Luna , 1998).
Fases da Pesquisa Documental

 Identificação do material documental existente;


 Localização desse material;

 Recuperação do material;
 Leitura e Compilação (Fichamento).

Segundo Witter ( 1997). A pesquisa documental é um excelente


campo de pesquisa para algumas tipologias de estudo como por exemplo
Produção cientifica.
Estabelece também o estado da arte, ou seja, o nível de
desenvolvimento de uma determinada área do conhecimento.
Principais fontes de dados na Pesquisa
documental:

 Imprensa escrita ( jornais e revistas);


 Os meios audiovisuais;
 Material cartográfico;
 Diários;
 Documentos públicos e / ou particulares;
 Publicações especializadas ( livros, teses,
dissertações, monografias etc);
 Publicações avulsas e artigos de revistas
científicas especializadas.
Bases eletrônicas de dados ( Internet)
Pesquisa de Campo
É utilizada com objetivo de conseguir informações e/ou
conhecimentos sobre um problema investigado ou uma hipótese que se
deseja comprovar.
F a s e s:
1- Realização de uma pesquisa bibliográfica sobre o tema, para se avaliar
o estado de desenvolvimento na área estudada, além de determinar um
modelo teórico que ajudará indicar as variáveis relevantes para a
elaboração do plano metodológico da pesquisa.
2- Determinar o tipo de técnicas a serem utilizadas na coleta de dados.
3- Determinar o tipo de tamanho da amostra a ser mensurada.
4- Indicar as formas de registro dos dados levantados.
Pesquisa de Campo
Tipos
Quantitativos - descritivos: pesquisa cujo principal objetivo é
delinear ou analisar as características de um determinado
fenômeno.

Exploratórios: o objetivo é a formulação de questões ou hipótese


relativas ao tema, ou aumentar a familiaridade do pesquisador com
os temas.

Experimentais: pesquisa que visa estabelecer relações de causa e


efeito em um ambiente o mais natural possível.
Pesquisa Laboratorial

 Também é iniciada por uma ampla pesquisa bibliográfica sobre o tema


investigado.
 Descreve um procedimento de investigação mais difícil, porém mais
exato no tocante ao conhecimento produzido, em razão das condições de
controle e manipulação.

São pesquisas basicamente do tipo experimental, de


delineamento experimentais ou quase-experimentais e que
reproduzem, na maioria dos casos, artificialmente uma
situação ( perdem a validade externa).