Você está na página 1de 28

Giancarlo Gusmão

Theonelly Teodozio

Golpe de Aríete

Universidade Federal de Alagoas.


Introdução
● História
● O que é ?
● Equacionamento
● Classificação das manobras
● Golpe de aríete em linhas de
compressão.
● Dispositivos de proteção
● Conclusão
História

Aríete Militar
O que é ?

• Fechamento de válvulas;
• Falhas mecânicas;
• Parada de bombas e turbinas.

Variação de vazão
Representação esquemática de um sistema hidráulico.

Variação de pressão
Equacionamento

A tubagem AB é alimentada pelo


N.A.
reservatório sob a carga Ho.

Ho C x B Vá lvula
t

Uo A tubagem tem diâmetro constante


A t B D, onde circula água em movimento
L
permanente com velocidade média
Uo.
Representação esquemática de um reservatório

•Força devido ao interrompimento brusco


•Celeridade
•Tempo de tubagem ou tempo de reflexão.
Força devido ao interrompimento brusco

A  x
F  A    hmax  U o JOUKOWSKY
g t

A: Área da seção transversal


g: Peso específico
hmax: Sobrepressão
Equacionamento

A tubagem AB é alimentada pelo


N.A.
reservatório sob a carga Ho.

Ho C x B Vá lvula
t

Uo A tubagem tem diâmetro constante


A t B D, onde circula água em movimento
L
permanente com velocidade média
Uo.
Representação esquemática de um reservatório

•Força devido ao interrompimento brusco


•Celeridade
•Tempo de tubagem ou tempo de reflexão.
Celeridade

x
a
x: distância percorrida, no tubo, pela
variação de pressão.

t t: tempo.

A velocidade média com que a variação de pressão percorre a linha dos


tubos denomina-se celeridade
Equacionamento

A tubagem AB é alimentada pelo


N.A.
reservatório sob a carga Ho.

Ho C x B Vá lvula
t

Uo A tubagem tem diâmetro constante


A t B D, onde circula água em movimento
L
permanente com velocidade média
Uo.
Representação esquemática de um reservatório

•Força devido ao interrompimento brusco


•Celeridade
•Tempo de tubagem ou tempo de reflexão.
Período de Tubagem

2 L

L: comprimento do tubo.
a: celeridade
a

È o tempo necessário para a onda de pressão ir da


válvula ao reservatório e retornar.
Como ocorre:
01 02 = +dp
= = a
U= U O U= U O U= 0

A t=0 B A L/a > t > a B

03 = +dp 04 = +dp
a a
=
U= U O U= 0 U= U O U= 0

A B A L/a > t > 0 B

05 = +dp 06 = +dp
a
U= 0 U= U O U= 0

A t=L/a B A B
L/a > t > L/a

07 = +dp 08 = +dp
= a a
U= U O
U= 0 U= U O U= 0

A B A L/a > t > L/a B


L/a > t > L/a

09
=
U= U O

A t=0 B
Continuação
= -Dp 10 = -Dp
11 a =
a
=
U= U U= U U= 0
U= 0

A A L/a > t > a B


B

13 = -+dp 12 a
= -Dp

U= U U= 0
U= 0

A A L/a > t > 0 B


t=L/a B

= -Dp 14 = -Dp
15 a a
=
U= U U= U U= 0
U= 0

A B A L/a > t > L/a B


L/a > t > L/a

16 a = -Dp
17
=
U= U U= 0
U= U
A L/a > t > L/a B
A t=0 B
Equacionamento

A tubagem AB é alimentada pelo


N.A.
reservatório sob a carga Ho.

Ho C x B Vá lvula
t

Uo A tubagem tem diâmetro constante


A t B D, onde circula água em movimento
L
permanente com velocidade média
Uo.
Representação esquemática de um reservatório

• Força devido ao interrompimento brusco


• Celeridade
• Tempo de tubagem ou tempo de reflexão
Classificação das manobras

2 L
t 
• Lenta a

2  L Uo
hmax  MICHAUD
g t
Outras formulações

2 L
• Rápida t 
a

a Uo
hmax  JOUKOWSKY
g
Outras formulações

● Sparre
2  L Uo 1
hMAX  
g t  L Uo 
2  1  
 2  g  t  Ho 

● Johnson
L Uo  2 
   L Uo  4  g  Ho  C  L Uo 
2 2 2 2
hMAX
2  g  Ho  t 
2 2

Classificação das manobras

2 L
t 
• Lenta a

2  L Uo
hmax  MICHAUD
g t
Outras formulações

2 L
• Rápida t 
a

a Uo
hmax  JOUKOWSKY
g
Golpe de Aríete em linhas de compressão

Interrupção brusca da energia


elétrica

Inversão de sentido

Golpe de Aríete
Dispositivos de proteção

•Volantes de Inércia
•Ventosas
•Reservatórios unidirecionais
•By – pass
•Chaminés de Equilíbrio
•Reservatórios Hidropneumáticos
•Válvulas de Alívio
•Válvulas de Retenção
Volantes de Inércia

● Reduz a variação brusca de pressão

● Retardo das perdas na rotação do motor

● Aumento do peso

Limitação: Exige mais potência do motor.


Ventosas
● Proteção contra depressões.
Reservatórios Unidirecionais
● Alimenta a tubulação em caso de interrupção.
By - pass
● Idêntico ao reservatório unidimensional
Chaminés de Equilíbrio
● Atua na proteção contra as
sobrepressões e depressões

Chaminé de equilíbrio
Reservatórios Hidropneumáticos
● Atua na proteção contra
sobrepressões e depressões.

Ar
Válvulas de Alívio
● Atua na proteção contra sobrepressões.
Válvulas de Retenção
● Impedir a inversão do fluxo no conduto
Conclusão

● Manter os efeitos dos transientes dentro de limites satisfatórios


● Dispositivos de proteção
● Redução de custos
Referências
●CAMARGO, L. A. O golpe de aríete em tubulações de recalque.
Análise simplificada. In: Encontro de engenheiros de assistência técnica,
Santa Catarina, 15. , 1989, Joinville. Disponível em:
<http://www.pipesystem.com.br/Artigos_Tecnicos/artigos_tecnicos.html>

●Golpe de aríete: Banco de dados. Disponível em:


<http://pt.wikipedia.org/wiki/Golpe_de_ar%C3%ADete>. Acesso em 26
de novembro de 2006.

●El ariete: la primera de las máquinas de asedio.: Banco de dados.


Disponível em: < www.rubensaez.com/descargas/elariete.pdf >.
Acesso em 26 de novembro de 2006.