Você está na página 1de 23

Aparelho Respiratório

Pág 9 – Elton Morais


Aparelho respiratório

• Expansão e contração da caixa torácica na


expiração e inspiração, mostrando especialmente a
contração diafragmática, elevação da caixa
torácica e função dos intercostais.
Movimentos do Tórax na respiração :
Inspiração e Expiração
Mecanismos básicas da
mecânica da respiração
Os pulmões podem se expandir e contrair
através:
• Do movimento para cima e para baixo do
diafragma para aumentar ou diminuir a
cavidade torácica.
• Da elevação e depressão das costelas para
aumentar e diminuir o diâmetro ântero
posterior da cavidade torácica.
Pressão respiratória
Na inspiração, a pressão intra-alveolar
torna-se ligeiramente negativa em relação
atmosférica, normalmente menor que (-)
1mmHg e faz o ar entrar através das vias
respiratórias, na expiração eleva a quase
(+) 1mmHg fazendo o ar sair.

mmHg = milímetro de mercúrio


Unidade padrão de Tensão e pressão
Pressão respiratória
Podendo chegar num esforço expiratório
acima de 100mmHg.

Esforço inspiratório até (-) 80mmHg.


Pressão intrapleural
Os pulmões estão ligados fisicamente ao corpo
apenas nos seus hilos.

• Hilo pulmonar são orifícios


localizados nas porções internas
dos pulmões. A região do hilo
localiza-se na face mediastinal de
cada pulmão sendo formado pelas
estruturas que chegam e saem
dele, onde temos: os brônquiios.
principais, artérias pulmonares,
veias pumonares, artérias e veias
bronquiais e vasos linfáticos.
Pressão intrapleural
• Os pulmões possuem uma tendência contínua a
colabar e, portanto, a se afastarem de parede
torácica. Esta tendência elástica se deve a dois
fatores diferentes:

1-pela ação das fibras elásticas;

2- a tensão superficial do líquido que circunda os


alvéolos, também produz uma tendência
elástica de colabarem.
• A tendência total de retração dos pulmões
pode ser medida pela quantidade de pressão
negativa nos espaços intrapleurais necessária
para evitar o colabamento dos pulmões e esta
pressão denomina-se: pressão intrapleural, ou
às vezes de pressão de retração.
• Normalmente é cerca de (-) 4mmHg, para
manter os pulmões expandidos.
• Numa inspiração profunda atinge a (-) 9mmHg
à (-) 12mmHg.
• O epitélio alveolar secreta uma substância
chamada surfactante, que age como um
detergente diminuindo o efeito da tensão
superficial evitando o colapso pulmonar.
Função das vias respiratórias
• Funções do nariz: ele aquece, umidifica e
filtra o ar, estas 3 funções são chamadas de
função de condicionamento do ar.
Função das vias respiratórias
• Reflexo da tosse: é quase essencial para
vida, pois é um meio pelo qual as vias
aéreas pulmonares se mantêm livres de
corpos estranhos.
Função das vias respiratórias
• Reflexo do espírito: sua função é
semelhante ao da tosse, exceto que se
aplica às vias nasais em vez de vias
respiratórias inferiores.
Função das vias respiratórias
• Reflexo do espirro: sua função é
semelhante ao da tosse, exceto que se
aplica às vias nasais em vez de vias
respiratórias inferiores.
Ação dos cílios para limpar
as vias respiratórias
• As vias respiratórias são revestidas com
epitélio ciliado, coberto com muco, limpam
as passagens aéreas, pois os batimentos
ciliares têm a direção da faringe e movem o
muco como uma camada de fluxo contínuo
onde as partículas de corpos estranhos
estão retidas.
Unidade respiratória
• Composto de bronquíolo respiratório, ductos
alveolares, infundíbulos e sacos alveolares e
alvéolos.

• A finalidade principal da respiração é


fornecer oxigênio aos tecidos e eliminar o
gás carbônico que mesmo sendo um
produto queimado, satisfaz uma importante
função na respiração, é ele o primeiro
estimulante para o centro respiratório.
Difusão dos gases através da
membrana respiratória
-Difusão dos gases através dos líquidos.
-Gradiente de pressão para difusão.

• Hematose pulmonar a troca gasosa que


ocorre entre o sangue e o ar existente
nos pulmões. Este processo tem por finalidade
a manutenção do equilíbrio no organismo.
Difusão dos gases através da
membrana respiratória
• O oxigênio que é inspirado chega
até os alvéolos pulmonares, onde ocorre a
troca gasosa (através de suas finas paredes),
com o sangue dos capilares, sendo que o
oxigênio presente nestas estruturas passa para
a corrente sanguínea (antes o sangue era
venoso, passa a ser arterial) e o gás carbônico
presente nos capilares passa para o interior
dos alvéolos por difusão.
• Difusão Acontece em favor de um
gradiente de concentração, ou seja de uma
região muito concentrada de alguma molécula
para uma pouco concentrada. Gradiente de
pressão para difusão
Difusão dos gases através da
membrana respiratória
• Este gás CO2, por sua vez, será eliminado para o
ambiente durante o movimento de expiração,
passando por todo o trato respiratório (bronquílos,
brônquios, traquéia, laringe, faringe, fossas nasais
ou pela cavidade oral)
• TERMOS TÉCNICOS:

• OXIHEMOGLOBINA : Oxigênio combinado a


Hemoglobina
• CARBAMINOHEMOGLOBINA: Gás carbônico com
hemoglobina
• CARBOXIHEMOGLOBINA: Monóxido de carbono
com hemoglobina. Absorvido nos pulmões e na
circulação liga-se de maneira estável com a
hemoglobina, impedindo o transporte do oxigênio e
causando hipóxia tecidual.

• Hemoglobina = proteína presenta nas hemácias


Sistema Respiratório

Ver vídeo