Você está na página 1de 26

Joziana Muniz de Paiva Barçante

AUTO-IMUNIDADE
Doenças auto-imunes
Auto-imunidade
 É a agressão do sistema imune contra antígenos
do próprio corpo, causando dano tecidual.

 Se aplica àqueles casos onde pode ser mostrado que o processo auto-imune
contribui para a patogênese da doença.

 Principais problemas clínicos da sociedade moderna.


 6,5 milhões de portadores de artrite reumatóide – EUA
 Diabetes do tipo I
Auto-imunidade
 É a agressão do sistema imune contra
antígenos do próprio corpo, causando
dano tecidual.
Prevenção da doença auto-imune

Mecanismos de auto-tolerância previnem


a doença auto-imune:

 anergia
 apoptose

 deleção de células T auto-reativas

O SISTEMA IMUNE É IMPERFEITO.


FALHA: CÉLULAS T AUTO-REATIVAS = DOENÇA AUTO-
IMUNE.
Respostas auto-imunes

 Assemelham-se às respostas imunes


normais, contra patógenos verdadeiros,
no que se refere à ESPECIFICIDADE.

 Antígenos são próprios ou auto-


antígenos.
 Antígenos próprios semelhantes aos
patogênicos.
 Doença de Chagas
Doença auto-imune

Órgão-específica Sistêmica
 Cirrose biliar primária  Lupus eritematose
 Infiltrado inflamatório nos sistêmico
pequenos ductos biliares  Lesões de tecido conjuntivo
 Vitiligo com necrose fibrinóide

 Diabetes melitus tipo I


 Doença de Hashimoto ou
 Artrite reumatóide
tireoidite auto-imune  Escleroderma
 Acs específicos para
determinados constituintes da
tireóide
Natureza e desenvolvimento
 Etiologia Multifatorial
Natureza e desenvolvimento
 Origem multifatorial
 Fatores genéticos + ambiente
 MHC ou HLA
Suscetibilidade
 Componente genético
 Fatores familiares
 Suscetibilidade associada a outros loci

 Gêmeos idênticos apresentam maior probabilidade de


desenvolverem doenças auto-imunes (ambos) do que
àqueles que apresentam somente homologia de MHC.
Suscetibilidade
 Fatores ambientais
 Dieta
 Infecções

 Risco de gêmeos dizigóticos sofrerem de diabetes é de 30%.


 Gêmeos idênticos é de 50%

 Estado hormonal
 Sexo

 Idade
Doença auto-imune e danos
teciduais
 São mediadas por respostas imunes adaptativas
específicas sustentadas para auto-antígenos,
podendo envolver um ou mais dos quatro
mecanismos de danos teciduais.
Doença auto-imune e danos
teciduais
 Relação com os tipos de
hipersensibilidade
Mecanismos efetores dos danos
causados pela auto-imunidade

 Componentes
Componentes da
da Imunidade
Imunidade Específica:
Específica:
 Anticorpos
Anticorpos
 LT
LT
 Componentes
Componentes da
da Imunidade
Imunidade Inata
Inata ::
 Fagócitos (PMN e macrófages)
Fagócitos (PMN e macrófages)
 NK e outras células
NK e outras células
Mecanismos de dano
tecidual
 autoimunidade tipo II: Acs contra
proteínas celulares ou matriz
extracelular
 autoimunidade tipo III: acúmulo de
imunocomplexos
 autoimunidade tipo IV: mediada por
células T
DOENÇAS AUTO-IMUNES
Contra antígenos de superfície ou de
matriz
 TIPO II
 anticorpos (IgG ou IgM) contra
proteínas celulares ou matriz
extracelular.

• Na anemia hemolítica
autoimune observa-se
anticorpos contra hemácias.

• A terapia envolve a
remoção do baço (aonde
ocorre destruição das
hemácias).
Contra antígenos de superfície ou de
matriz

Púrpura

Pênfigo
Acúmulo de imunocomplexos

 Auto-anticorpos TIPO III – Imunocomplexos


 Em doenças como o LES a produção crônica de Acs
IgG contra os auto-antígenos provoca deposição de
imunocomplexos nos tecidos e pequenos vasos
sanguíneos.
Mediada por células T
 TIPO IV
 Células T imune específicas para os complexos
peptídeo:MHC próprios podem causar inflamação
local, pela ativação dos macrófagos ou danificar
diretamente as células e tecidos.
Mediada por células T
Miastenia gravis
 Estimulação ou bloqueio da função receptora
 Qual o tipo de reação? Classifique
Doença de Graves

Hipertireoidismo, oftalmopatia e
dermopatia inflitrativa. Ativação
contínua da tireóide, aumento de
T3, T4 e redução do TSH
Psoríase

 Inflamação dos queratinócitos


 Os linfócitos T são ativados como se a
região cutânea tivesse sido agredida.
Ocorre aumento na produção de
citocinas que aceleram o ritmo de
proliferação das células da pele.

 Qual tipo de auto-imunidade?


 Por que?
Diabetes melito tipo I
 Tipo I
 Insulino-dependente
 Destruição de células
beta, no pâncreas.
 Células beta produzem
e liberam insulina, um
hormônio que controla
o nível de glicose no
sangue.
Tratamento das doenças auto-
imunes
 Correção
Correção sintomática
sintomática das
das conseqüências
conseqüências metabólicas
metabólicas

 Agentes
Agentes imunosupressores
imunosupressores convencionais
convencionais

 Tratamentos
Tratamentos experimentais:
experimentais:
 Indução da tolerância por administração oral do antígeno
Indução da tolerância por administração oral do antígeno
 Imunização com o receptor específico do antígeno
Imunização com o receptor específico do antígeno