Você está na página 1de 57

Gabinete do Prof.

Jean Alves Cabral


www.naturologiaclinica.org

Como Evitar e Enfrentar a Dor


de Cabeça Por Métodos
Naturais?

www.professorjean.com / www.naturologiaclinica.org
Palestrante (1)
1) Prof. Jean Alves Cabral

2) Brasileiro, natural do Rio de Janeiro (capital), nascido em


21/09/1968, casado.

3) Médico Tradicional em Naturologia Aplicada pelo Instituto


Vida Natural, Asunción, Paraguay (2004).

4) Especialista em Iridossomatologia pelo Instituto Holos,


Curitiba, Paraná (2004).

5) Licenciatura Plena em Pedagogia pelo CESM – Maranhão


(2015)

6) Gestor em Terapias Naturais pela Faculdade Fadire (2012)

7) Mestre em Educação e Doutor em Naturopatia Científica


(2009-2010)

www.professorjean.com / www.naturologiaclinica.org
Palestrante (2)
1) Prof. Jean Alves Cabral.
2) Atua na atualidade (2018-2021) na Faculdade Cecap,
sediada em Paranoá, Distrito Federal – no setor de Terapias
Naturais e Integrativas, liderando na atualidade o Curso de
Especialização em Saúde Pública com Ênfase em Terapia
Naturopática.
3) Possui o Site www.naturologiaclinica.org onde oportuniza
para interessados em uma formação de 2 anos em Naturologia
Clínica, um Curso 100% Online.
4) Atualmente (2018-2020) é 1º Suplente da Diretoria do
Sindicato Nacional de Terapeutas Naturistas – SINATEN.
5) Preside a AGONAB – Associação Geral da Ordem dos
Naturologistas do Brasil (2018-2020).

www.professorjean.com / www.naturologiaclinica.org
Fundamentos Sistema de
Abordagem
da Vida Dor de Cabeça Naturologia
Terapêutica
Orgânica Clínica

(7) Água,
(10) A Plataforma
(1) Homeostasia (4) O Que é Dor? Alimentação e
Holística
Corpo Humano

(11)
(2) Células e (5) O Que é Dor Estabelecendo o
(8) Emunctórios
Energia Celular de Cabeça? Reequilíbrio com
Métodos Naturais

(6) Identificando
(9) Dinâmica de
(3) A Célula e a Mecanismos (12) Concluindo a
Restauração
Hipóxia Indutores da Dor Visão.
Orgânica
de Cabeça
Fundamentos da
Vida Orgânica

(1)
Homeostasia

(2) Células e
Energia
Celular

(3) A Célula
e a Hipóxia
homeostasia
substantivo feminino

Biologia: processo de regulação pelo qual um organismo mantém


constante o seu equilíbrio [Termo criado pelo fisiologista
americano Walter Cannon 1871-1945].

Fisiologia: estado de equilíbrio das diversas funções e composições


químicas do corpo (p.ex., temperatura, pulso, pressão arterial, taxa
de açúcar no sangue, etc.).
“A beleza da fisiologia é que ela tenta integrar as funções distintas de todas as células e dos órgãos em um todo
funcional completo: o corpo humano, ou animal. Na verdade, a vida do ser humano depende desse
funcionamento global, e não das funções de partes individuais, completamente isoladas do conjunto. Isso nos
leva a outra questão, totalmente diferente. Como é que os diversos órgãos e sistemas são controlados de modo
que nenhum deles prevaleça enquanto outros deixam de entrar com suas contribuições? Felizmente, o corpo é
dotado de vasta rede de mecanismos de feedback, os responsáveis pelos delicados equilíbrios sem os quais não
conseguiríamos viver. Os fisiologistas chamam de HOMEOSTASIA esse alto nível de controle interno do corpo.

Nas doenças, mas do que nunca, esses equilíbrios funcionais ficam alterados – isto é, a homeostasia fica
enfraquecida. Quando essa perturbação é excessiva, o corpo como um todo não mais pode sobreviver.
Portanto, um dos objetivos principais de qualquer texto de fisiologia médica é explicar e enfatizar a eficácia e a
beleza dos mecanismos homeostáticos do corpo, bem como discutir seu funcionamento anormal na doença.”

(GUYTON, Arthur C. Tratado de Fisiologia Médica. Editora Guanabara Koogan. Rio de Janeiro. 1991. p, Prefácio.)
Controla
Termorregulação
Termogenia Total
Depende de 2
Forças Naturais
Osmolaridade Controla Fluxos de Água, Sais (Íons)

Em abordagens
isoladas do
conjunto
Não pode haver
entendimento
Sem a integração
Funcionamento
Homeostasia de células, tecidos
Global Completo
Há uma vasta rede e órgãos
de mecanismos de
feedback (fluxo)

Quando ela fica Chamamos


enfraquecida ‘doença’

Quando ela sofre


excessos Chamamos ‘morte’
destrutivos
Mitocôndrias
Muita atenção para esta organela que cria energia ATP na célula!
Diz o Fisiologista Arthur Guyton:

“As células não utilizam os próprios alimentos para


“Cada célula contém uma centena ou mais de mitocôndrias. seu suprimento imediato de energia. Pelo contrário,
A mitocôndria é uma estrutura membranosa em forma de usam quase que exclusivamente um composto
saco, que extrai energia dos alimentos, conforme são químico chamado de Trifosfato de Adenosina,
metabolizados com oxigênio e, em seguida, torna essa simbolizado por ATP, para essa energia. Os
energia disponível para as outras partes da célula, sob a alimentos, por sua vez, são usados na síntese de
forma de um composto de alta energia, o trifosfato de mais ATP (...)”. Em resumo, existe uma reserva de
ATP em cada célula que fornece a energia
adenosina (ATP). Por sua vez, é essa substância que
necessária para a contração muscular, para o
energiza as diferentes reações químicas da célula.”
desenvolvimento dos potenciais de membrana, para
a absorção ativa, etc., mas esse Trifosfato de
(Guyton, Arthur C. Tratado de Fisiologia Humana. Ed. Guanabara Adenosina deve ser reposto continuamente.”
Koogan, 1998, p. 18).
(Guyton, Arthur C. Tratado de Fisiologia Humana. Ed.
Guanabara Koogan, 1998, p. 430).
(...) o ATP é um composto intermediário que tem a capacidade peculiar de
participar de numerosas reações acopladas – reações com o alimento para
extrair energia e reações observadas em muitos mecanismos fisiológicos para
fornecer a energia necessária para sua operação. Por esta razão, o ATP tem
sido considerado como a energia circulante do organismo, passível de ser
adquirida e consumida repetidamente.

(GUYTON, Arthur C. Tratado de Fisiologia Médica. Ed. Guanabara Koogan. Rio de Janeiro,
RJ. 2001, p.655).

Importante descoberta aqui:


A energia vital é o ATP produzido pelas
mitocôndrias dentro das células e toda a vida
está nas células.
A energia
circulante é o
ATP
Célula e Energia
Celular
Deve ser reposto
continuamente
Existem 100
A vida depende Cada Célula tem
trilhões por
das células 100 mitocôndrias
pessoa Não pode ser
produzido sem
Oxigênio
Um fato extremamente importante deve ser sempre
lembrado: “o ATP é a substância que energia as diferentes Os alimentos são
usados na síntese
reações químicas da célula”. de mais ATP
Portanto, se a célula tiver ATP, as funções se ajustam na
Homeostasia. Se não tiver ATP será doença e morte.
• Pouco
1 Oxigênio no
Ambiente

Diz o Fisiologista Arthur Guyton:


• Anormalidade
“Hipóxia, que quer dizer baixo teor de oxigênio e que pode
ser causada por:
2 Pulmonar

(a) pressão parcial reduzida de oxigênio no ar,


(b) anormalidades pulmonares que diminuem a difusão de • Baixa de

(c)
oxigênio para o sangue pulmonar,
quantidade diminuída de hemoglobina no sangue, para
3 Hemoglobina
no sangue
o transporte de oxigênio para os tecidos,
(d) incapacidade cardíaca de bombear quantidades de
• Insuficiência
(e)
sangue para os tecidos, e,
incapacidade dos tecidos em utilizar o oxigênio,
4 Cardíaca
mesmo que ele esteja disponível. ”
• Incapacidade
(Guyton, Arthur C. Tratado de Fisiologia Humana. Ed. Guanabara
Koogan, 1998, p. 370-371).
5 da Célula
para usar o
Oxigênio
“O Dr. Otto Henrich Warburg (1883-1970), famoso por haver
ganho o Prêmio Nobel (1931), acreditava que uma das peças
centrais do quebra-cabeça da causa das doenças da
Civilização, é a redução do oxigênio celular. Trata-se de
conclusão simples, mas abrangente. Assim sendo, muitas
doenças que consideramos inevitáveis e de certo modo
incuráveis, como o câncer, o diabete melito, a aterosclerose
(...) têm entre suas causas, como elemento de destaque, a
deficiência crônica de oxigênio em momentos sutis do
metabolismo celular.”
“Os indícios com ‘hipóxia crônica’ (baixos níveis de oxigênio
no organismo) possuem praticamente todos os sintomas
inespecíficos que não podemos atribuir à causas objetivas,
ou bem definidas, como sensação constante de cansaço,
extremidades frias, tremores nas mãos, falta de ar sem que
haja distúrbio respiratório, palpitações, tonturas, as
tradicionais ‘dores nas costas’, os distúrbios psíquicos da
ordem das neuroses, a tristeza e a ansiedade por qualquer
motivo (ou sem motivo), as dores sem causa aparente, etc.”

(BOARIM, Daniel de Sá Freire. A Dieta Que Evita o Câncer. Edições


Vida Plena. São Paulo. SP. 1996, p. 145-146.)
• Pouco Uma sala com pouca ventilação, ou ambiente em alta altitude
1 Oxigênio no
Ambiente
(montanhas), ou ambiente com muitos gases tóxicos (cigarro,
poluição).

Lesão no trato respiratório de qualquer tipo, ou doença


• Anormalidade
2 Pulmonar
pulmonar congênita, ou algum tipo de obstrução respiratória.

Obstrução na coluna vertebral ou no baço para a produção de


• Baixa de hemoglobina (condutora de oxigênio no sangue), ou

3 Hemoglobina intoxicação do sangue por qualquer produto indevido (drogas,


no sangue medicamentos, álcool, etc.), ou doença hematológica
congênita.

Insuficiência cardíaca (diversos tipos) que impedem que o


• Insuficiência
4 Cardíaca
fluxo de sangue seja satisfatório ou mesmo que possa ocorrer
dentro da normalidade por obstrução (aterosclerose, etc.)

• Incapacidade
A acidez por insuficiência dos emunctórios corporais
5 da Célula
para usar o
Oxigênio
(muito comum isto aqui), presença de elevada carga de
radicais livres e intoxicação nos tecidos corporais.
Alterações Doença é
Célula e Energia
causadas por Mãe da doença homeostasia
Celular
Hipóxia enfraquecida

Ambiental

Anormalidade
Pulmonar

Baixa
Redução do Há 5 motivos para
Destruição do ATP Hemoglobina no
oxigênio celular existir Hipóxia
sangue

Insuficiência
Aqui inicia-se a defesa que os Naturologistas fazem da raiz Cardíaca
de todas as doenças e da lógica (e logística) correta para
prevenir, aliviar e curar as enfermidades. Intoxicação
Orgânica
sufocando Células
O Dr. Otto Heinrich Warburg (1883-1970)
defendeu a Tese: “A Causa Primária e a
Prevenção do Câncer”. Afirma:

“O câncer é resultado de uma vida baseada


em hábitos antifisiológicos, notadamente no
uso de alimentos acidificantes, água
acidificante e vida sedentária”.

A falta de oxigênio é causada por conta de um


sufocamento celular. As substâncias ácidas
expulsam o oxigênio e as alcalinas atraem –
oxigênio é vida! Se uma célula ficar 48h com
menos que 35% de oxigênio essencial poderá
se tornar cancerosa. A célula cancerosa vive
William Kaelin e Gregg
Semenza, dos EUA, e Peter sem oxigênio, mas isto é uma aberração, uma
Ratcliffe, do Reino Unido, mutação. A acidez é o grande mal, a
ganham o Prêmio Nobel de alcalinidade o grande bem.
Medicina.
Otto Henrich Warburg
(1883-1970)

Nobel de Medicina 1931


Dor de
Cabeça

(4) O que é Dor?

(5) O que é Dor


de Cabeça?

(6) Identificando
Mecanismos
Indutores da Dor
de Cabeça
• Segundo a Associação Internacional Para o Estudo
da Dor, a definição de dor é: “uma experiência
sensória e emocional desagradável associada a uma
potencial ou real ameaça ao organismo”.
• No entendimento de um dos maiores especialistas
em Cefaleia do Mundo, Dr. Mario Peres: “A dor
então é um sistema de defesa do organismo, num
sinal de alerta do corpo para que o indivíduo se retire
de um ambiente inadequado, tóxico, potencialmente
lesivo. Em última análise, a dor aparece para que
“A dor é uma resposta do próprio
haja uma adaptação do meio interno com o meio
organismo, ou seja, suas próprias
externo, do organismo com o meio ambiente. A
estruturas físicas e químicas geram essa
dor de cabeça, assim como todas as demais dores,
sensação.” (idem, p. 63)
está inserida nesse contexto.”
(PERES, Mario. Dor de Cabeça – O que ela quer com você? –
Integrare Editora, São Paulo, 2008, p. 24).
1. As nossas células, já entendemos, constituem quem somos. É nelas que a vida flui no organismo
humano.
2. As células assumem características singulares quando convergem para constituir os órgãos e tecidos.
Isto é fundamental em Naturologia Clínica, porque é óbvio que as diferenças entre as células se impõem
em termos de funções especiais que elas desempenham.
3. Mas, cada agrupamento de células possui uma VIBRAÇÃO que obedece ao poder da RESPIRAÇÃO que
impõe ao CORAÇÃO toda a ritmicidade devida.
4. Esta VIBRAÇÃO é a chave para se entender a vida, seus ritmos, os processos de alimentação e
depuração e, em última instância: o fenômeno da dor também.
5. As células possuem um circuito fechado de nascimento, crescimento, multiplicação e morte com
dissolução dentro da economia interna do organismo e isto ocorre o tempo todo.
6. Para funcionar corretamente, esta VIBRAÇÃO depende da PERFEITA HARMONIA de todos os órgãos e
sistemas no fenômeno que denominamos HOMEOSTASIA.
7. Se as vibrações estiverem PERTURBADAS EM QUALQUER PARTE DO CORPO, uma reação em cadeia
TOTALMENTE CONTRÁRIA ao fluxo natural se imporá e TODO O CORPO SERÁ AFETADO.
8. Porém, se O DISTÚRBIO EM DETERMINADA ÁREA DO CORPO FOR MUITO SEVERO, a manifestação da
perda do EQUILÍBRIO indicará que ATRAVÉS DO FENÔMENO DA DOR a alteração indesejada. A DOR
SEMPRE ESTÁ DIZENDO: “NESTA ÁREA EM QUE DÓI O OXIGÊNIO NÃO ESTÁ FLUINDO
CORRETAMENTE!”
9. Uma das funções do coração é bombear uma quantidade adequada de sangue sob uma pressão que
seja suficiente para atender todas as demandas das células. Isto é primário em Fisiologia Humana!
10. Esta tarefa também provoca uma VIBRAÇÃO REFLEXA em todas as células e o ritmo de assimilação de
oxigênio nas paredes das células (membrana celular) reage à este estímulo, CRIANDO CIRCUITOS DE
VIDA VIBRACIONAL em órgãos e sistemas e em última análise em TODA A HOMEOSTASIA.
11. O coração bombeia sangue através de músculos e ductos arteriais e venosos, a energia
eletromagnética nos nervos entra com sua energização, a luz do espírito pessoal estabelece uma
conexão e a sincronia destes fatores permite ao organismo um padrão de vida interna mais ou menos
satisfatório – variando de pessoa para pessoa tudo que vai acontecer.
12. Isto não pode e não tem como ser negado de forma alguma, quer pela Ciência, quer pela Religião, ou
mesmo pelo mais rebelde dos Céticos. É fisiológico! Os batimentos cardíacos criam de fato sons
produzidos pelos fechamento de válvulas internas e por estes sons se fazem os exames que permitem
uma abordagem para dificuldades cardiorrespiratórias e até intervenções cirúrgicas.
13. Quando os músculos do coração relaxam é descarregada uma contração de ondas biológicas que
atingem VIBRACIONALMENTE todas as células do corpo. Tudo vibra junto com o coração e é graças à
este batimento vibracional que as 100 trilhões de células podem receber o oxigênio sem o qual não será
criado o ATP (Energia Circulante da Vida).
14. Este princípio VIBRACIONAL É ESSENCIAL PARA SE ENTENDER O FENÔMENO DA DOR em seu
sentido amplo e geral no organismo. Incluindo-se nisto a dor de cabeça com certeza!
Alterações Doença é
Célula e Energia
causadas por Mãe da doença homeostasia
Celular
Hipóxia enfraquecida

As células vibram
Interrupção do Resolva-se isto e
sozinhas
Fenômeno da Dor fluxo de sangue a dor sumirá e a
buscando
com oxigênio normalidade volta
oxigênio

Ambiental
As células vão vibrar buscando satisfazer a ausência
de oxigênio dentro delas para a produção permanente
de ATP ---- este fenômeno é “a dor”.
Onde ocorrer, neste exato local, falta oxigênio, tem Anormalidade
hipóxia! Pulmonar

Redução do Há 5 motivos para Baixa Hemoglobina


Destruição do ATP
oxigênio celular existir Hipóxia no sangue

“O sistema de dor não existe sem um sistema de analgesia. Se existe um sistema que Insuficiência
Cardíaca
acende, existe um que apaga. Um acende a luz de alerta, o outro a apaga. Um esquenta,
o outro esfria. (...) Quando não funciona bem é que passa a existir uma dor crônica,
uma doença com manifestação dolorosa.” (PERES, p. 63 – Citado). Intoxicação
Orgânica
sufocando Células
As células da cabeça, em
qualquer uma de suas partes
onde estiver doendo.

Não estão recebendo sangue


com oxigênio suficiente para
criar ATP (vida)

Então, as células vibram e


buscam através desta medida
movimentar (vibração) o seu
entorno para captar este
oxigênio

O nome que se dá à este


fenômeno é dor de cabeça.
Só existe uma Causa!

As únicas causas
práticas para a dor de Hipóxia Cerebral
cabeça são:

A base da cabeça, na Há acidose metabólica Lesão na cabeça Crise emocional


altura de T1 e C7 (e as causada pela (acidente ou (preocupação,
vértebras acima) intoxicação congênita) estresse, etc.)
estão em emunctorial (rins, pele,
desalinhamento. pulmões, intestinos)
Subluxação vertebral. sem expurgarem
toxinas.
Intervenção clínica Reordenação do
especializada para Pensamento
Realinhamento da verificação da melhor
coluna e preservação Desintoxicação profilaxia
de um padrão de Orgânica, com mudança
cinesioterapia no projeto alimentar e no
fisiológica adequada uso de água de modo
(atividades físicas) correto.
O nome que se dá para dor de cabeça é encefalopatia hipóxica, porque a dor de
cabeça é como qualquer outro tipo de dor: hipóxia; ou seja, insuficiência
oxigenativa celular em momentos sutis do metabolismo.

• Hipóxia cerebral difusa


– Nesse tipo de hipóxia, há leve redução dos níveis de fornecimento de oxigênio para o cérebro. Com isso, o órgão
funciona de modo reduzido.
• Hipóxia cerebral focal
– Essa variável de hipóxia cerebral ocorre quando um vaso do cérebro é obstruído de alguma maneira, como por
conta de um coágulo, trombo ou até uma isquemia. Normalmente, esse tipo do problema é causada por oclusão de
alguma artéria cerebral.
• Hipóxia cerebral global
– Esse tipo de hipóxia ocorre quando há uma severa redução da circulação sanguínea para o cérebro. Paradas ou
arritmias cardíacas podem facilitar a ocorrência dessa condição de saúde.
• Hipóxia cerebral maciça
– Esse é o tipo mais grave do problema de saúde. É causado pela redução de circulação sanguínea em diversas
áreas do cérebro. A hipóxia cerebral maciça é comum após um AVC.
Todos os tipos e causas sugeridas pelos especialistas se sujeitam à nossa tabela; observemos:

Redução do fluxo circulatório da cabeça por

Foco nas
Coluna Vertebral conta de desalinhamento cervical. Afetação das
Vértebras e da inervação decorrente delas.

Questões que
Impedem a
Doenças das artérias, veias (aneurisma,
Oxigenação Acidose Metabólica isquemias, etc) Tumores. Infecções. Uso de
drogas ou medicamentos. Todas as alterações
Celular Devida no funcionamento normal de rins, pulmões, pele
afetando desta e intestinos cria isto.

forma as Acidentes de carro, batidas na cabeça. Alteração

mitocôndrias Lesão por acidente da pressão craniana (hidrocefalia, etc).

em seu ou congênita
funcionamento
Alteração hormonal por indução emocional.
normal.
Crise Emocional Nestes casos o corpo produz em excesso certos
hormônios (cortisona, adrenalina, ácido lático,
etc.) e isto cria uma elevação da acidez no
sangue reduzindo oxigênio.
A solução para a dor de cabeça passa por este processo aqui:

Realinhamento da coluna e preservação


Foco nas
Coluna Vertebral de um padrão de cinesioterapia
fisiológica adequada (atividades físicas)
Questões que
Impedem a
Desintoxicação Orgânica, com mudança
Oxigenação Acidose Metabólica no projeto alimentar e no uso de água
Celular Devida de modo correto.
afetando desta
forma as Intervenção clínica especializada para
mitocôndrias Lesão por acidente verificação da melhor profilaxia.

em seu ou congênita
funcionamento
normal. Reordenação do pensamento
Crise Emocional
Sistema de
Naturologia
Clínica

(7) Água,
Alimentação e
Corpo Humano

(8)
Emunctórios

(9) Dinâmica
de Restauração
Humana
Estrutura do Corpo Humano Normal

17% Água no
8% Água no
Líquido
Sangue
Extracelular
70% de Água
45% Água no
Interior das
Células

Carboidratos
Corpo Humano
100%
Proteínas

Gorduras

30% Outras
Sais Minerais
Substâncias
Vitaminas
Oligoelementos
e Enzimas
Hormônios
Estrutura do Corpo Humano Doente

17% Água Ácida no


8% Água Ácida no
Líquido
Sangue
Extracelular
70% de Água Ácida
45% Água Ácida no
Interior das
Células

Carboidratos (Em
Corpo Humano excesso)
100% Proteínas (Animal
ou Sintética)
Gorduras (Animal
ou
Industrializada)

Sais Minerais
30% Outras
(Excesso de alguns
Substâncias
Vitaminas ou carência)
(Sintéticas, ou
Insuficientes) Oligoelementos e
Enzimas
(Ausência)
Hormônios
(Alterados)
Estrutura do Corpo Humano Intoxicado

Corpo Humano 100%


Proteínas,
Carboidratos, Acidificados por
Gorduras, Sais, alteração industrial
Vitaminas (Variáveis)
70% de Água Ácida

Oligoelementos e
Vacinas
Enzimas (Ausência)
30% Outras
Substâncias
Hormônios
(Alterados por Medicamentos
condição emotiva)

Drogas Agrotóxicos

Ambiente poluído
(ar)

Cirurgias
Seria o Hidrogênio Importante Para a Vida do Corpo?
Por que Deus criou a Água com 2 átomos de Hidrogênio e só 1 de Oxigênio?

2/3 da Água é 46,60% do


Hidrogênio Corpo = H
70% de Água:
H2O
1/3 da Água é 23,40% do
Corpo Oxigênio Corpo = O
Humano 100%

30% Outras Alimentação +


30% do Corpo
Substâncias Metabolismo

Sob o ponto de vista de diversas terapias, muita atenção tem sido dada a “outras substâncias” e pouca
atenção é dada à Água – isto é um gravíssimo erro científico, terapêutico e de simples lógica!
Na Naturologia Clínica tal assunto ocupa relevante espaço nos estudos e na prática.
Significado de Emunctório
(s.m.) Órgão, abertura natural ou artificial do corpo, que dá
saída aos produtos das secreções e aos humores.
“O organismo vivo depende de um grande número de processos regulatórios
para manter constantes as condições de seu meio interno, o ‘milieu intérieur’
de Claude Bernard. (...) Um processo regulatório pode ser representado por
um mecanismo básico denominado sistema, que consiste em um grupo de
componentes interconectados que interagem, sistema este que apresenta
para uma dada entrada uma saída previsível. (...) É difícil, ou mesmo
impossível, atingir-se o ideal de conhecer com detalhes todos os
componentes e mecanismos de interação dos processos em um sistema, para
deduzir daí suas propriedades. Por isso, é muito utilizada, especialmente
entre processos biológicos, a técnica empírica de analisar um dado sistema
observando as relações entre sua entrada e saída.”

(AIRES, Margarida de Mello. Fisiologia. Editora Guanabara Koogan. Rio de Janeiro, RJ. 1991, p. 7.)
“Nas doenças, mas do que nunca, esses equilíbrios
funcionais ficam alterados – isto é, a homeostasia fica
enfraquecida. Quando essa perturbação é excessiva, o
corpo como um todo não mais pode sobreviver.
Portanto, um dos objetivos principais de qualquer texto
de fisiologia médica é explicar e enfatizar a eficácia e a
beleza dos mecanismos homeostáticos do corpo, bem
como discutir seu funcionamento anormal na doença.”

(GUYTON, Arthur C. Tratado de Fisiologia Médica. Editora Guanabara Koogan. Rio de Janeiro.
1991. p, Prefácio.)
“Acreditamos, como inúmeros outros estudiosos, que os
métodos naturais, ecologicamente eleitos, devem ser os
melhores para realizar a química do corpo. O primeiro passo
é jogar fora do corpo todo o lixo que atrapalha o seu bom
funcionamento. Isso se consegue com uma desintoxicação
(...), que deve desimpedir o metabolismo de ‘contrafluxos’,
‘pontos de congestionamento’, ‘venenos cumulativos’ e coisas
do gênero, como qualquer naturista sabe muito bem”.
(Boarim, Daniel. A Dieta Que Evita o Câncer. Edições Vida Plena, São Paulo. 1996, p. 146)
Naturologia Clínica
Quando a fisiologia é
otimizada o corpo
desencadeia um
processo de auto-cura

Mas, não é possível recuperar o


corpo humano sem recuperar os
emunctórios corporais!
Isto é fundamento clínico e base da
vida orgânica.
Naturologia Clínica

Um conjunto de 12 potências se
fundem na Terapêutica Naturista
(Naturologia Clínica) para
restaurar a saúde!
Septenariedade (Ciclos
de 7 anos)
Cronobiologia
Naturologia Clínica
Ciclo Circadiano com Desintoxicação e
Tempos de Tratamento
Efetividade de 21 dias Revitalização

Ar - Oxigenoterapia Água - Hidroterapia

Alimento -
Imediato Luz - Cromoterapia
Trofoterapia

Atitude Positiva -
Repouso - Clinoterapia
Consciência Espiritual
Recursos Naturais
Aplicáveis
Exercício -
Plantas - Fitoterapia
Cinesioterapia

Toque - Artes
Apoio Terra - Geoterapia
Terapêuticas Manuais

Diálogo -
Artes - Arteterapia
Aconselhamento
Protocolo de Tratamento Segundo a Naturologia Clínica.
• Cronobiograma
1ª • Aplicação
ETAPA Circadiana
• 21 dias

• Uso de Água
2ª (Hexagonal)
ETAPA • Alimentação
Integral Vitalista

• Produtos de Apoio
3ª • Fitoterápicos
ETAPA • Suplementos
• Apiterápicos

• Terapias de Apoio

• Diversas
ETAPA Técnicas
A Cura! O Tratamento.
Aspectos Essenciais na Recuperação do Ser Humano.
O Que é o Ser Humano?

FORÇAS CORAÇÃO
CORPO FÍSICO EMOÇÕES

Amar primeiro a si mesmo e


nesta justa medida amar ao
próximo.

Somente por este expediente


é possível amar a Deus.

ALMA ENTENDIMENTO
ESPÍRITO INTELECTO

“Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é
perfeito o seu amor. (...) Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a
Dois Grandes Princípios Que Apontam na Direção do
Equilíbrio!
“Não só de pão viverá o homem, mas
de toda Palavra que sai da boca de
Deus!”
Mateus 4:3

O alimento representa o
“ter” em nossa vida.
A Palavra de Deus
representa o “ser” em
nossa vida.
“É o indivíduo que não está interessado no seu semelhante quem tem as maiores
dificuldades na vida e causa os maiores males aos outros. É entre tais indivíduos
que se verificam todos os fracassos humanos”.

(Alfred Adler – Psicólogo)


“Para evitar e vencer qualquer doença física, será preciso
adotar a postura de quem se ama, deseja o bem das pessoas,
persegue o que for justo e bom para todos e acima de tudo,
percebe que a vida é uma manifestação da glória de Deus!”
Prof. Jean Alves Cabral