Você está na página 1de 12

1

8.º ano 9.º ano


2
Pronome pessoal em
adjacência verbal
Os pronomes pessoais variam em pessoa (1.ª, 2.ª e 3.ª pessoa), em
número (singular ou plural) e em género (masculino ou feminino). Podem
ainda apresentar formas diferentes, conforme a função sintática que
desempenham nas frases em que ocorrem.
Os pronomes pessoais apresentam formas tónicas (com acento próprio) e
formas átonas (sem acento próprio, dependentes do verbo).

formas tónicas – desempenham as funções sintáticas de sujeito, de


complemento oblíquo ou de complemento agente da passiva: eu, tu,
você, ele/ela, nós, vós, vocês, eles/elas; mim, ti, si; comigo, contigo,
consigo, connosco, convosco.

formas átonas – desempenham as funções sintáticas de complemento


direto ou complemento indireto: me, te, se, o/a, nos, vos, os/as, lhe/lhes.
Função sintática das formas átonas
A. Função de complemento direto.
Ex.: O marinheiro trouxe especiarias à sua esposa.
O marinheiro trouxe-as à sua esposa.

B. Função de complemento indireto.


Ex.: O marinheiro trouxe especiarias à sua esposa.
O marinheiro trouxe-lhe especiarias.

C. Contração do complemento direto e do complemento indireto.


Ex.: O marinheiro trouxe especiarias à sua esposa.
O marinheiro trouxe-lhas.
Ocorrência das formas átonas
As formas átonas ocorrem em adjacência verbal, ou seja, junto à
forma verbal e dependente dela.

Podem ocorrer de três formas diferentes:

A. À direita do verbo
Ex.: A Teresa desligou a televisão.

A Teresa desligou-a.
Contudo, quando surgem à direita do verbo podem:

► passar a -lo(s), -la(s), se a forma verbal terminar em -r, -s ou -z


Ex.: A Joana faz as empadas. ➝ A Joana fá-las.

► passar a -no(s), -na(s), se a forma verbal terminar em -m, ditongo


ou vogal nasal (-am, -em, -ão, õe)

Ex.: Os alunos corrigiram os exercícios.

Os alunos corrigiram-nos.
B. À esquerda do verbo nas seguintes situações:

► quando são integrados em frases negativas ou que contêm valor


negativo

Ex.: Eu não quero ver o João. Eu não o quero ver.

► quando surgem em frases iniciadas por pronomes ou advérbios


interrogativos (que?, quem?, o que?, onde?, quando?, como?, porquê?)

Ex.: Quem é que encomendou a tarte?

Quem é que a encomendou?


B. À esquerda do verbo nas seguintes situações:

► quando surgem integrados em frases com determinados advérbios


(bem, mal, ainda, talvez, já, sempre, só…)

Ex.: Ainda não ofereci nada à Eva.

Ainda não lhe ofereci nada.

► quando ocorrem em orações subordinadas

Ex.: Ela disse que trouxe o casaco. Ela disse que o trouxe.
C. No meio do verbo (sendo separados deste por hífenes), se as formas
verbais estiverem no futuro do indicativo ou no condicional.

Ex.: O Rodrigo comprará a sobremesa.

O Rodrigo comprá-la-á.

Ex.: Eu beberia chá, se pudesse.

Eu bebê-lo-ia, se pudesse.
FIM