Você está na página 1de 21

I Formação Específica

Capítulos 1 e 2

Fortaleza, Março de 2011


 Foi pela Santíssima Virgem Maria que Jesus Cristo veio ao mundo, e
é também por ela que deve reinar no mundo.

 Toda a sua vida Maria permaneceu oculta; por isso o Espírito Santo e
a Igreja a chamam Alma Mater – Mãe escondida e secreta.

 Seus próprios parentes não a conheciam; e os anjos perguntavam


muitas vezes uns aos outros: Quae est ista? – Quem é esta?, pois que
o Altíssimo a escondia; ou, se algo lhes desvendava a respeito,
muito mais, infinitamente, lhes ocultava.

 Maria é o santuário, o repouso da Santíssima Trindade:


◦ Maria é a obra-prima por excelência do Altíssimo, cujo conhecimento e domínio ele
reservou para si.
◦ Maria é a Mãe admirável do Filho;
◦ Maria é a fonte selada e a esposa fiel do Espírito Santo.

2
 Digo com os santos: Maria Santíssima é o paraíso terrestre do novo
Adão,no qual este se encarnou por obra do Espírito Santo, para aí
operar maravilhas incompreensíveis.

 Vibra nos céus, como diz São Boaventura, o clamor incessante dos
anjos: Sancta, sancta, sancta Maria, Dei Genitrix et Virgo; e milhões e
milhões de vezes, todos os dias, eles lhe dirigem a saudação
angélica: Ave, Maria, prosternado-se diante dela e pedindo-lhe a
graça de honrá-la com suas ordens.

 Quando o conhecimento e o reino de Jesus Cristo tomarem o


mundo,será uma consequência necessáriado conhecimento e do
reino da Santíssima Virgem Maria. Ela O deu ao mundo a primeira
vez,e também, da segunda, O fará resplandecer.

3
4
Primeiro Princípio – Deus quis servir-se de Maria na Encarnação.

 Deus Pai só deu ao mundo seu Unigênito por Maria.

 Deus Filho desceu ao seu seio virginal, qual novo Adão no paraíso
terrestre, para aí ter suas complacências e operar em segredo
maravilhas de graça.

 O Espírito Santo, que era estéril em Deus, isto é, não produzia outra
pessoa divina, tornou-se fecundo em Maria.

5
Segundo Princípio – Deus quer servir-se de Maria na santificação das
almas

 Deus Pai ajuntou todas as águas e denominou-as mar; reuniu todas


as graças e chamou-as Maria.

 Deus Filho comunicou a sua Mãe tudo que adquiriu por sua vida e
morte: seus méritos infinitos e suas virtudes admiráveis.

 Deus Espírito Santo comunicou a Maria, sua fiel esposa, seus dons
inefáveis, escolhendo-a para dispensadora de tudo que ele possui.

6
 Por meio de Maria, Deus Pai quer que aumente sempre o número de
seus filhos, até a consumação dos séculos, e diz-lhes estas palavras:
In Iacob inhabita – Habita em Jacob.

 O desejo de Deus Filho é formar-se e, por assim dizer, encarnar-se


todos os dias, por meio de sua Mãe, em seus membros. Ele lhe diz:
In Israel hereditare – Possui tua herança em Israel.

 É vontade de Deus Espírito Santo que nela e por ela se formem


eleitos. In electis meis mitte radices – Nos meus eleitos crie raízes.

7
Primeira conseqüência – Maria é a Rainha dos corações.

 Maria recebeu de Deus um grande domínio sobre as almas dos


eleitos.

 Maria é a Rainha do céu e da terra, pela graça, como Jesus é o rei por
natureza e conquista.

 O reino da Santíssima Virgem está principalmente no interior do


homem, isto é, em sua alma. Podemos chamá-la com os santos a
Rainha dos corações.

8
Segunda conseqüência – Maria é necessária aos homens para chegarem ao
seu último fim

 A Santíssima Virgem, sendo necessária a Deus, de uma necessidade


chamada hipotética, devido à sua vontade, é muito mais
necessária aos homens para chegarem a seu último fim.

 A devoção à santa Virgem é necessária a todos os homens para


conseguirem a salvação.

 A devoção à Santíssima Virgem é mais necessária ainda àqueles


chamados a uma perfeição particular.

 A devoção à Santíssima Virgem será especialmente necessária nesses


últimos tempos.
◦ Papel especial de Maria nos últimos tempos;
◦ Os apóstolos dos últimos tempos;

9
10
Primeira Verdade– Jesus Cristo é o fim último da devoção à Santíssima
Virgem.

 Jesus Cristo, nosso salvador, verdadeiro Deus e verdadeiro homem,


deve ser o fim último de todas as nossas devoções; de outro modo,
elas serão falsas e enganosas.

 Jesus Cristo é o Alfa e Omega, o princípio e o fim de todas as coisas.

 Se estabelecermos, portanto, a sólida devoção à Santíssima Virgem,


teremos contribuído para estabelecer com mais perfeição a devoção
a Jesus Cristo, teremos proporcionado um meio fácil e seguro de
achar Jesus Cristo.

11
Segunda Verdade – Pertencemos a Jesus Cristo e a Maria na qualidade
de escravos

 Do que Jesus é para nós, concluímos que não nos pertencemos,


como diz o apóstolo (1Cor 6, 19), e sim a ele, inteiramente, como
seus membros e seus escravos, comprados que fomos por um preço
infinitamente caro, o preço de seu sangue.

 Há duas maneiras, aqui na terra, de alguém pertencer a outro e de


depender de sua autoridade:
◦ A simples servidão;
◦ A escravidão.

12
 Pela servidão, comum entre os cristãos, um homem se põe a serviço
de outro por um certo tempo, recebendo determinada quantia ou
recompensa.

 Pela escravidão, um homem depende inteiramente de outro durante


toda a vida, e deve servir a seu senhor, sem esperar salário nem
recompensa alguma, como um dos animais sobre que o dono tem
direito de vida e morte.

 Há três espécies de escravidão:


◦ Por natureza: todas as criaturas são escravas de Deus;
◦ Por constrangimento: os demônios e os réprobos;
◦ Por livre vontade: os justos e os santos.

13
 O servo, enfim, só por algum tempo fica a serviço de um patrão,
enquanto o escravo o é para sempre.

 Devemos pertencer a Jesus Cristo e servi-lo, não só como servos


mercenários, mas como escravos amorosos, que, por efeito de um
grande amor, se dedicam a servi-lo como escravos, pela honra
exclusiva de lhe pertencer.

 Se alguém recusa confessar-se escravo de Maria, que importa? Que


se faça e diga escravo de Jesus Cristo. É o mesmo que ser escravo da
Santíssima Virgem, pois Jesus é o fruto e a glória de Maria. e isto se
faz perfeitamente pela devoção de que falaremos a seguir.

14
Terceira Verdade – Devemos despojar-nos do que há de mau em nós

 Primeiramente para despojar-nos de nós mesmos, é preciso


conhecer e bem, pela luz do Espírito Santo:
◦ Nosso fundo de maldade e nossa incapacidade para todo bem;
◦ Nossa fraqueza em todas as coisas e nossa inconstância em todo tempo;
◦ Nossa indignidade de toda graça e nossa iniqüidade em todo lugar.

 Em segundo lugar, para despojar-nos de nós mesmos, é preciso que


todos os dias morramos para nós. Precisamos:
◦ Ver como se não víssemos;
◦ Ouvir como se não ouvíssemos e;
◦ Servir-nos das coisas deste mundo como se não o fizéssemos (1Cor 7, 29-31).

 Conforme São Paulo: Quotidie morior - Morrer todos os dias (1Cor


15, 31).

15
 Em terceiro lugar, é preciso escolher entre todas as devoções à
Santíssima Virgem, a que nos leva com mais certeza a este
aniquilamento do próprio eu.

Nossa Senhora, Rainha dos Anjos.


16
Quarta Verdade – Temos necessidade de um medianeiro junto do
próprio medianeiro que é Jesus Cristo

 Deus nos deu medianeiros junto de sua majestade. Viu


nossa iniqüidade e incapacidade, apiedou-se de nós, e, para dar-nos
acesso às suas misericórdias, proporcionou-nos intercessores
poderosos junto de sua grandeza.

 Temos necessidade de um medianeiro junto do Medianeiro por


excelência, e que Maria Santíssima é a única capaz de
exercer esta função admirável. Por ela Jesus Cristo veio a nós, e por
ela devemos ir a ele.

17
Quinta Verdade – É muito difícil para nós conservar as graças e
tesouros recebidos de Deus

 É extremamente difícil, devido à nossa fraqueza e fragilidade,


conservarmos em nós as graças e os tesouros que recebemos de
Deus, pois:
◦ Os guardamos em vasos frágeis, em um corpo corruptível, em uma alma fraca e
inconstante que um nada perturba e abate;
◦ Os demônios andam incessantemente ao redor de nós, prontos a devorar-nos (1Ped
5, 8) e, pelo pecado, tirar-nos, num momento, tudo que em longos anos
conseguimos alcançar de graças e méritos junto a Deus;
◦ É difícil perseverar na justiça, por causa da corrupção do mundo.

 É a Virgem, a única fiel, na qual a serpente não teve parte


jamais, que faz este milagre em favor daqueles e daquelas que a
servem da mais bela maneira.

18
19
 A II Formação Específica/ Capítulos 3 e 4, dar-se-á dia 22/03, terça-
feira, às 19h, na Sala das Luzes. O motivo do adiamento é devido às
festividades dos 60 anos do Colégio Christus.

 Datas importantes:
 27/03 – IDM março, às 9h, na Sala dos Espelhos
 28/03 – III Formação Específica, às 19h, Sala dos Espelhos;
 04/04 – IV Formação Específica, às 19h, Sala dos Espelhos;
 07/04 – Início da Preparação para a Consagração;
 16/04 - IDM abril, às 15h, na Sala das Luzes
 09/05 – Término da Preparação para a Consagração
Reunião do SIM, às 19h, na Sala dos Espelhos;
 13/05 – Missa da Consagração à Nossa Senhora, às 19h.

20
todosteus@gmail.com

@todosteus

Todos Teus

21