Você está na página 1de 13

LIMITES E DESAFIOS DAS LEIS

AMBIENTAIS NO CONTEXTO DOS CRIMES


AMBIENTAIS EM CAXIAS – MARANHÃO

Aluno: Eliene de Araújo Cruz


Orientador: Prof. Andyara Letícia Correia
JUSTIFICATIVA

Aspecto social: justifica-se na importância de dar


visibilidade ao Direito Ambiental, uma vez que conscientiza
e orienta a sociedade caxiense não apenas sobre a ideia de
preservação, como também da responsabilidade civil.

Aspecto cientifico: contribuir para a produção de estudos


voltados ao contexto local, permitindo à justiça o
conhecimento da dinâmica dos crimes ambientais e ações
do poder público na cidade de Caxias, além da
possibilidade de servir como embasamento teórico futuro
para outras pesquisas.
PROBLEMA

• Quais os limites e desafios das leis de crimes


ambientais no contexto de crimes dessa
natureza em Caxias - Maranhão?
OBJETIVOS

Objetivo Geral :

• Realizar um levantamento da caracterização


de crimes ambientais na cidade de Caxias – Ma,
elencando os principais desafios encontrados
pela legislação no tocante às sanções
relacionadas à temática.
OBJETIVOS

• Objetivos Específicos :

• Aplicar um questionário na Secretaria Municipal de Meio


ambiente para a verificação da dinâmica de crimes
ambientais na cidade ;

• Classificar e descrever os crimes ambientais e suas


respectivas sanções de acordo com a Lei 9605/1998;

• Analisar a aplicabilidade das leis ambientais em Caxias –


Maranhão, elencando seus limites e desafios.
METODOLOGIA

Utilizou-se método de revisão integrativa de literatura (pela


qual se embasou em literatura já produzida para o estudo
da evolução histórica e caracterização criminal do Direito
ambiental), realizando-se, ainda, uma abordagem
quantitativa pelo método de pesquisa de campo (através da
aplicação de um questionário de análise da Secretaria
Municipal de Meio Ambiente).
PRINCIPAL BASE TEÓRICA

⮚ Lemos (2013);
⮚ Copola (2008);
⮚ Machado (2008).
ANÁLISE DOS DADOS
• A presente pesquisa realizou, inicialmente, um levantamento
histórico da evolução do Direito Ambiental no Brasil,
enfatizando a instituição de diplomas como o Código Florestal
(Decreto nº 23.793/34), a Política Nacional do Meio Ambiente –
PNMA (Lei nº 6.938/81) e a Lei de Crimes Ambientais
9605/1998.
• Evidenciando-se o posicionamento de (MENDONÇA, 2004, p.41)
sobre esses documentos:
“Esses diplomas legais caracterizam a intervenção do Poder
Público em matéria ambiental com um triplo sentido: Orientar
o desenvolvimento de modo a preservar o equilíbrio ecológico
do meio ambiente, tido como bem se uso comum, para esta e
futuras gerações; prevenir o dano; e punir a degradação
ambiental”
ANÁLISE DOS DADOS

• Caracterizando-os em crimes a fauna, crimes contra a flora, de


natureza poluidora e outros, as sanções punitivas para os crimes
ambientais variam desde a aplicação de multa, à detenção com
período de tempo que varia de acordo com o crime, pelo que se
aplica a Lei 9605/1998.
• Dito isto, voltando-se ao contexto de crimes ambientais em
Caxias, pontua-se a instituição do Código de Meio Ambiente
Municipal, Lei 1.624/2006 como diploma que rege a atuação da
justiça e do poder público no tocante ao meio ambiente da
cidade.
• A realização da pesquisa de campo junto à Secretaria Municipal
de Meio Ambiente apontou o crime de desmatamento como o
crime que afeta em maior escala a cidade de Caxias, além das
queimadas e lançamento de efluentes em rios e córregos.
CONSIDERAÇÕES FINAIS

A Secretária Municipal de Meio Ambiente de Caxias tem realizado


parceria com as escolas do município com projetos de
conscientização e arborização, obedecendo aos princípios do
Código Municipal de Meio Ambiente, entretanto, medidas de
conscientização para além do espaço escolar nem sempre são
realizadas.
Conclui-se esta pesquisa reconhecendo a necessidade de projetos
de educação ambiental, entretanto, destacando a inexistência de
medidas diretas para a aplicação de sanções aos crimes ambientais
em Caxias – Ma.
CONSIDERAÇÕES FINAIS

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente reconheceu não ser


possível o deslocamento a áreas com crimes em potencial sem
que hajam denúncias, e ainda a inexistência de projetos de
vistoria ao perímetro da localidade para a verificação e
sanção das irregularidades quanto a questão ambiental em
Caxias.
A falta de projetos conscientização à população tanto para a
preservação do meio ambiente, quanto para a criminalização
dos danos é aqui identificado como um grande desafio, além
de a cidade não dispor de um Fundo Municipal de Meio
Ambiente e realizar vistorias que permitirão à justiça uma
atuação mais efetiva no município.
REFERÊNCIAS

• BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. 13°.


ed. São Paulo: Saraiva, 2017.
• _______. Lei nº 6.938/81. Política Nacional do Meio Ambiente. Diário Oficial da
República. Brasília, 1981. Disponível em: http://www4.planalto.gov.br/legislacao/
.Acesso em: 16 de Nov, 2019.
• _______. Lei nº 9.605/98. Lei de Crimes ambientais. Diário Oficial da República.
Brasília, 1981. Disponível em: http://www4.planalto.gov.br/legislacao/. Acesso
em: 20 de Nov, 2019.
• CAXIAS. Lei nº 1.624/2006. Dispõe do Código Municipal de Meio Ambiente de
Caxias Maranhão. Disponível em:
http://caxias.ma.gov.br/wp-content/uploads/2017/07/Lei-1624-codigo-Municipal-
de-Meio-Ambiente.pdf
. Acesso em: 03 de Dez, 2019
• COPOLA, G.A. A Lei dos Crimes ambientais. 7 ed. São Paulo: Manole, 2012.
• DIAS, Genebaldo. Educação Ambiental: princípios e práticas. 9. ed. São Paulo:
Gaia, 2004.
REFERÊNCIAS

• FIORILLO. C.A.P. Curso de Direito Ambiental Brasileiro. 8. ed.


São Paulo: Saraiva, 2007.
• MACHADO, P.A. Direito Ambiental Brasileiro. 13º ed. São
Paulo: Malheiros, 2008.
• ___________. Direito Ambiental Brasileiro. 8º ed. São Paulo:
Malheiros, 2003.
• MAGALHÃES, Juraci. A evolução do direito ambiental no
Brasil. São Paulo: Oliveira Mendes, 1998.
• LEMOS, P.F.I. Direito Ambiental: responsabilidade civil dos
tribunais. São Paulo: Malheiros, 2013.