Você está na página 1de 35

DEMANDA, OFERTA E EQUILÍBRIO DE

MERCADO

Professor Julio Cesar Araujo da Silva Junior

UFV, 2019
OFERTA E DEMANDA

 A oferta e a demanda são as forças que fazem as economias de


mercado funcionarem.
 São elas que determinam a quantidade produzida de cada bem e o
preço pelo qual o bem será vendido.

Oferta e Demanda referem-se ao comportamento


das pessoas à medida que interagem entre si em
mercados competitivos.

 Mercado: grupo de compradores e vendedores de um determinado bem


ou serviço.
 Os compradores, como grupo, determinam a demanda pelo produto e os
vendedores, também como grupo, determinam a oferta do produto.

2
MERCADO COMPETITIVO

 Mercado competitivo: um mercado com muitos compradores e


vendedores negociando produtos idênticos, de modo que cada
comprador e vendedor é um price-taker (tomador de preços), por ter de
aceitar o preço que o mercado determina.

 Exemplo: Mercado de Sorvetes


Um vendedor de sorvete tem controle limitado sobre o preço, porque
outros vendedores oferecem produtos similares.
Assim, neste mercado, um vendedor não tem muitos motivos para
vender abaixo do preço vigente (corre o risco de prejuízo), e, se
cobrar mais do que isso, os compradores farão suas compras em
outro lugar.

De forma análoga, comprador algum pode influenciar o preço do


sorvete, porque cada um deles compra uma pequena quantidade em
relação ao total de sorvete comercializado no mercado. 3
MERCADO COMPETITIVO

 Supondo concorrência perfeita, um mercado deve apresentar duas


características fundamentais:

1) Os bens oferecidos para venda são todos iguais (muito parecidos).

1) Compradores e vendedores são tão numerosos que nenhum deles é


capaz de, individualmente, influenciar o preço de mercado.
No mercado de trigo, por exemplo, não há um comprador ou
vendedor específico que seja capaz de influenciar o preço do
trigo, cada um deles aceita o preço como dado.

4
OUTRAS ESTRUTURAS DE MERCADO

 Nem todos os bens e serviços são negociados em mercados


perfeitamente competitivos.

 Alguns mercados têm um só vendedor, que determina o preço 


um vendedor nessas condições é chamado monopolista.
 Exemplo: uma empresa de TV a cabo que presta serviços
em uma cidade, cujos moradores só podem comprar
serviços dessa empresa.

 Alguns mercados situam-se entre os extremos de competição


perfeita e monopólio.

Nota: Em uma outra aula serão estudadas as diferentes estruturas de mercado 5


DEMANDA

 Quantidade demandada de um produto qualquer: a


quantidade de um bem ou serviço que os compradores
desejam e podem comprar.
 Determinante central: o preço do bem ou serviço.
 Exemplo: Se o preço do sorvete subir para R$ 15,00 a bola, você
comprará menos sorvete, podendo comprar yogurt em vez de
sorvete, por exemplo. Se o preço do sorvete cair para R$ 0,50 a
bola, você comprará mais sorvete.

LEI DA DEMANDA
Com tudo o mais mantido constante, a
quantidade demandada de um bem diminui
quando o preço dele aumenta.
6
DEMANDA
 Escala de demanda: uma tabela que mostra a relação entre o preço de um bem
e a quantidade demandada.

A Escala de Demanda e a Curva de Demanda do Sorvete de Casquinha

Quantidade
Preço (R$)
Demandada
0,00 12
0,50 10
1,00 8
1,50 6
2,00 4
2,50 2
3,00 0

7
DEMANDA

 Matematicamente, a relação entre a quantidade demandada e o


preço de um bem ou serviço pode ser expressa pela chamada
função da demanda ou equação da demanda.

Exemplo:

Quantidade
Preço (R$)
Demandada Esta é a função de
0,00 12
12 -–44xx0,00
0,00==12
12 demanda (equação
0,50 12
12 -–44xx0,50
0,50==10
10 de demanda) que
1,00 12
12 -–44xx1,00
1,00==88 expressa a demanda
mostrada
1,50 12
12 -–44xx1,50
1,50==66
anteriormente por
2,00 12
12 -–44xx2,00
2,00==44 sorvetes!!
2,50 12
12 -–44xx2,50
2,50==22
3,00 12
12 -–44xx3,00
3,00==00 8
DEMANDA DE MERCADO VERSUS DEMANDA INDIVIDUAL

Curva da demanda: linha inclinada para baixo que


relaciona preço e quantidade demandada.
A quantidade demandada de um mercado é a soma
das quantidades demandadas por todos os
compradores a cada preço.
Assim, a curva de demanda de mercado é
determinada somando-se horizontalmente
as curvas de demandas individuais.

9
DEMANDA DE MERCADO VERSUS DEMANDA INDIVIDUAL
A Escala de Demanda e a Curva de Demanda do Sorvete de Casquinha
Demanda de Demanda de Demanda de
Preço (R$)
Catarina Nicolau Mercado
0,00 12 7 12 + 19
7 = 19
0,50 10 6 10 + 16
6 = 16
1,00 8 5 8 + 513= 13
1,50 6 4 6 + 410= 10
2,00 4 3 4 + 37 = 7
2,50 2 2 2 + 24 = 4
3,00 0 1 0 + 11 = 1

Curva de Demanda de Catarina Curva de Demanda de Nicolau Curva de Demanda de Mercado

10
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE DEMANDA
 A curva de demanda de mercado mostra como a quantidade total demandada
de um bem varia conforme seu preço varia, enquanto todos os demais
fatores que afetam a quantidade que os consumidores desejam comprar são
mantidos constantes.
 Qualquer mudança que aumente a quantidade demandada a cada preço
desloca a curva de demanda para a direita e é chamada aumento da
demanda.
 Qualquer mudança que reduza a quantidade demandada a cada preço desloca
a curva de demanda para a esquerda e é chamada redução da demanda.

11
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE DEMANDA
 São muitas as variáveis que podem deslocar a curva de demanda.
As principais são:

a) Renda

Uma renda maior significa mais dinheiro para cobrir gastos totais,
remetendo a um gasto maior com alguns bens (provavelmente com
todos).
 Bem normal: um bem para o qual, tudo o mais mantido constante,
um aumento na renda leva a um aumento da demanda. Exemplo:
viagem de férias.

 Bem inferior: um bem para o qual, tudo o mais mantido


constante, um aumento na renda leva a uma diminuição da
demanda. Exemplo: passagem de ônibus.

12
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE DEMANDA

b) Preços dos bens relacionados

A mudança no preço de outros bens muda o preço relativo do bem em


questão. Isso altera a demanda deste bem quando os bens que tiveram o
preço alterado são relacionados ao mesmo

Bens substitutos: dois bens para qual o aumento do preço leva a um


aumento da demanda por outro.
Os substitutos são, frequentemente, pares de bens que podem ser usados um no lugar do
outro, como cachorros-quentes e hambúrgueres, malhas de lã e moletons, ingressos para o
cinema e DVD´s de filmes.

Bens complementares: dois bens para os quais o aumento do preço


de um leva a uma redução da demanda pelo outro.

São chamados complementares os bens que são usados, geralmente, em conjunto, de


modo que sem um deles, não há sentido em possuir o outro, como gasolina e automóveis,
softwares e computadores e softwares, D´s e CD players.
13
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE DEMANDA

c) Gostos

Quem gosta de sorvete, comprará mais sorvete

d) Expectativas

As expectativas quanto ao futuro podem afetar a demanda por um bem


ou serviço hoje, pois quem tem a expectativa de obter uma renda maior
no mês que vem, pode decidir economizar menos e gastar mais na
compra de sorvete.

14
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE DEMANDA

e) Número de compradores

Além dos fatores mencionados anteriormente, que influenciam o


comportamento de compradores individuais, a demanda de mercado
depende do número de compradores.
Ao contrário das campanhas que visam reduzir a demanda pelo cigarro
(neste caso, mantendo o preço constante), um preço maior do cigarro
incentivará os fumantes a reduzir o número de cigarros consumidos.
Neste caso, a redução do consumo não representa deslocamento da
curva de demanda, mas sim um movimento ao longo da curva de
demanda para um ponto com preço maior e quantidade menor, pois
altera as duas variáveis (preço e quantidade).

15
OFERTA

 Quantidade de oferta: a quantidade de um bem que os vendedores estão


dispostos e aptos a vender.
 Há muitos determinantes da quantidade ofertada, mas, novamente, o preço
representa um papel central na análise.

LEI DA OFERTA
Com tudo o mais mantido constante, a quantidade ofertada de um bem
aumenta quando seu preço aumenta, e quando o preço de um bem cai, a
quantidade ofertada desse bem também cai.

 Escala de oferta: uma tabela que mostra a relação entre o preço e a quantidade
ofertada de um bem.

 Curva de oferta: um gráfico da relação entre o preço de um bem e a quantidade


ofertada.

16
OFERTA
A Escala de Oferta e a Curva de Oferta do Sorvete de Casquinha

Quantidade
Preço (R$)
Ofertada
0,00 0
0,50 0
1,00 1
1,50 2
2,00 3
2,50 4
3,00 5

17
OFERTA

 Matematicamente, a relação entre a quantidade ofertada e o preço


de um bem ou serviço pode ser expressa pela chamada função da
oferta ou equação da oferta.

Exemplo:

Preço (R$) Quantidade Ofertada


Esta é a função de
0,00 2 x 0,00 – 1 = –1 = 0 oferta (equação de
0,50 2 x 0,50 – 1 =0 oferta) que expressa
1,00 2 x 1,00 – 1 =1 a oferta mostrada
1,50 2 x 1,50 – 1 =2 anteriormente de
2,00 2 x 2,00 – 1 =3 sorvetes!!
2,50 2 x 2,50 – 1 =4
3,00 2 x 3,00 – 1 = 5 18
OFERTA DE MERCADO VERSUS OFERTA INDIVIDUAL

Curva da oferta: linha inclinada para cima que


relaciona preço e quantidade ofertada.

A quantidade ofertada de um mercado é a soma


das quantidades ofertadas por todos os
vendedores a cada preço.

Assim, a curva de oferta de mercado é


determinada somando-se horizontalmente as
curvas de ofertas individuais. 19
OFERTA DE MERCADO VERSUS OFERTA INDIVIDUAL
A Escala de Oferta e a Curva de Oferta do Sorvete de Casquinha

Preço (R$) Oferta de Jorge Oferta de Ricardo Oferta de Mercado


0,00 0 0 00++00==00
0,50 0 0 00++00==00
1,00 1 0 11++00==11
1,50 2 2 22++22==44
2,00 3 4 33++44==77
2,50 4 6 44++66==10
10
3,00 5 8 55++88==13
13

Curva de Oferta de Jorge Curva de Oferta de Ricardo Curva de Oferta de Mercado

20
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE OFERTA
 A curva de oferta de mercado mostra como a quantidade total ofertada de um
bem varia conforme seu preço varia, enquanto todos os demais fatores que
afetam a quantidade que os produtores desejam produzir são mantidos
constantes.
 Qualquer mudança que aumente a quantidade ofertada a cada preço desloca
a curva de oferta para a direita e é chamada aumento da oferta.
 Qualquer mudança que reduza a quantidade ofertada a cada preço desloca a
curva de oferta para a esquerda e é chamada redução da oferta

21
..
DESLOCAMENTOS DA CURVA DE OFERTA
 São muitas as variáveis que podem deslocar a curva de oferta.
As principais são:

a) Preço dos Insumos


Quando aumenta o preço de um ou mais insumos utilizados na fabricação de sorvete, se
torna mais lucrativo para as empresas ofertarem menos sorvete. Assim, a oferta de um bem
está diretamente relacionada com o preço dos insumos usados na sua produção.
b) Tecnologia
Reduzindo os custos das empresas, os avanços na tecnologia aumentam a oferta de
sorvete.

c) Expectativas
Se, por exemplo, uma empresa tiver a expectativa de que o preço do sorvete aumente no
futuro, ele estocará parte de sua produção atual e ofertará menos hoje.

d) Número de Vendedores
Além dos fatores mencionados anteriormente que influenciam o comportamento de
vendedores individuais, a oferta de mercado depende do número de vendedores.

22
OFERTA E DEMANDA REUNIDAS
 Equilíbrio de Mercado: ponto em que ocorre a intersecção das curvas
de oferta e demanda.
 O equilíbrio ocorre na situação em que o preço de mercado atingiu o nível
em que a quantidade ofertada é igual à quantidade demandada.
 Neste ponto, o preço é chamado preço de equilíbrio e a quantidade é
denominada quantidade de equilíbrio.

 Preço de equilíbrio: preço que iguala a quantidade ofertada e a


quantidade demandada.
 Quantidade de equilíbrio: quando a quantidade ofertada e a quantidade
demandada se igualam.

 Ao preço de equilíbrio, a quantidade do bem em que os compradores


desejam e podem comprar é exatamente igual à quantidade que os
vendedores desejam e podem vender.
23
,,
OFERTA E DEMANDA REUNIDAS
 O preço de equilíbrio é, por vezes, chamado de preço de ajustamento de mercado,
porque, a esse preço, o mercado está satisfeito: os compradores compram tudo o que
desejam comprar e os vendedores vendem tudo o que desejam vender.
 As ações de compradores e vendedores conduzem naturalmente o mercado em direção ao
equilíbrio entre a oferta e a demandam  “...as famílias e as empresas, ao interagirem nos
mercados, agem como se fossem guiadas por uma ‘mão invisível’ que as leva a resultados
de mercado desejáveis” (Adam Smith, 1776).

O equilíbrio no mercado de sorvetes

Quantidade Quantidade
Preço (R$)
Demandada Ofertada
0,00 19 0
0,50 16 0
1,00 13 1
1,50 10 4
2,00 7 7
2,50 4 10
3,00 1 13

24
,,
OFERTA E DEMANDA REUNIDAS
 Caso o preço de mercado esteja acima do preço de equilíbrio há um excedente do bem. Um
excedente do bem ocorre quando os fornecedores não conseguem vender tudo o que querem ao
preço vigente, criando um excesso de oferta (também conhecido por superprodução  causa do
crash de 1929);
 Excesso de oferta: uma situação em que a quantidade ofertada é maior do que a quantidade
demandada.
 Exemplo: quando há um excesso de oferta no mercado de sorvete, os vendedores descobrem
que seus freezers estão lotados com esse produto que gostariam de vender, mas não
conseguem. Dessa forma, eles respondem a esse excesso reduzindo os preços. Com a
diminuição nos preços, a quantidade demandada aumenta e a quantidade ofertada diminui. Os
preços continuam a cair até que o mercado atinja seu equilíbrio.

25
..
OFERTA E DEMANDA REUNIDAS
 Uma escassez do bem ocorre quando os compradores não conseguem comprar tudo o que
querem ao preço vigente, criando um excesso de demanda (que pode ser causada por
subprodução).
 Escassez de oferta: uma situação em que a quantidade demandada é maior do que a
quantidade ofertada.
 Exemplo: quando há uma escassez no mercado de sorvete, os compradores precisam esperar em
longas filas por uma oportunidade para comprar um dos poucos sorvetes de casquinha que estão
disponíveis. Havendo muitos compradores atrás de poucos bens, os vendedores podem reagir à
escassez aumentando seus preços sem, com isso, perder vendas. Com o aumento nos preços, a
quantidade demandada diminui e a quantidade ofertada aumenta. Os preços continuam a subir
até que o mercado atinja seu equilíbrio (“mão invisível”).
Preço

Oferta de
Mercado

Escassez
Demanda
de Oferta
de Mercado

26
.. Quantidade
OFERTA E DEMANDA REUNIDAS
 As atividades dos diversos compradores e vendedores conduzem
automaticamente o mercado em direção ao preço de equilíbrio.

 Uma vez que o mercado atinja seu equilíbrio, todos os compradores e


vendedores ficam satisfeitos e não há pressão nem para cima nem para
baixo sobre o preço.

 Na maioria dos mercados livres, tanto o excesso como a escassez são


apenas temporários, obedecendo a lei da oferta e da demanda.

LEI DA OFERTA E DA DEMANDA


O preço de qualquer bem se ajusta para trazer a quantidade ofertada e a
quantidade demandada desse bem para o equilíbrio

27
..
FORMAS PARA ANÁLISE DAS MUDANÇAS DO EQUILÍBRIO

 Devemos observar que:


• O preço e a quantidade de equilíbrio dependem da posição das curvas de
oferta e demanda;

• Quando algum evento desloca uma dessas curvas, o equilíbrio do


mercado muda, resultando em um novo preço e uma nova quantidade
trocada entres compradores e vendedores;

 As mudanças de equilíbrio de mercado podem ser analisadas em


três etapas:
1) Analisar se o acontecimento desloca a curva de oferta ou a curva de
demanda (ou ambos).

1) Analisar em qual direção a curva se desloca.


2) Usar o diagrama de oferta e demanda para ver como o deslocamento
altera o preço e a quantidade de equilíbrio.
28
EXEMPLO 1

Supondo que o tempo fique muito quente


em um determinado verão, como fica o
mercado de sorvete?
1) Isso desloca a curva de oferta ou a curva de demanda (ou ambos)?
2) Em qual direção a curva se desloca?
3) Como o deslocamento alterou o preço e a quantidade de equilíbrio?

29
..
Preço 2. O calor aumenta a demada de sorvete,
deslocando a curva para a direita
Oferta de
Mercado

1. O equilíbrio inicial
ocorria quando os
Demanda
preços eram R$ 2 a de Mercado
quantidade era 7

3. Isso provoca um Quantidade


aumento nos preços e nas
quantidade comercializada. 30
EXEMPLO 2

Supondo que, em outro verão, um furacão


destrua parte da safra de cana-de-açúcar e
que isto aumente o preço do açúcar. Como
esse acontecimento afeta o mercado de
sorvete?
1) Isso desloca a curva de oferta ou a curva de demanda (ou ambos)?
2) Em qual direção a curva se desloca?
3) Como o deslocamento alterou o preço e a quantidade de equilíbrio?

31
..
2. O aumento do preço do açúcar
(insumo), encarece a produção de
Preço sorvetes e reduz sua quantidade
ofertada
Oferta de
Mercado

1. O equilíbrio inicial
ocorria quando os
Demanda
preços eram R$ 2 a de Mercado
quantidade era 7

3. Isso provoca um Quantidade


aumento nos preços e uma
redução na quantidade 32
vendida.
EXEMPLO 3

Supondo que a onda de calor e o furacão


aconteçam no mesmo verão. Como esse
acontecimento afeta o mercado de
sorvete?
1) Isso desloca a curva de oferta ou a curva de demanda (ou ambos)?
2) Em qual direção a(s) curva(s) se desloca(m)?
3) Como o deslocamento alterou o preço e a quantidade de equilíbrio?

33
Preço

Oferta de
Mercado
2. O preço com certeza
aumentará. A quantidade, por
sua vez, pode permanecer a
mesma (como no gráfico),
aumentar ou diminuir. Isso
depende da magnitude dos
deslocamentos da oferta e da
demanda

1. O equilíbrio inicial
ocorria quando os
Demanda
preços eram R$ 2 a de Mercado
quantidade era 7

Quantidade
34
Obrigado!

Bibliografia Utilizada:

 VASCONCELLOS, Marco Antonio Sandoval de; GARCIA, Manuel E.


Fundamentos de economia. 3ª ed. São Paulo: Saraiva, 2008, p. 37-68.

 MANKIW, N. Gregory. Introdução à Economia. 5ª. Edição. São Paulo.


Cengage Learning Edições. 2009, Capítulo 1 e p. 65-88.

35

Você também pode gostar