Você está na página 1de 43

Transporte (ou Transferência) de

Quantidade de Movimento
Ou
Mecânica dos Fluidos

Aula 3:
• Definição e
• Propriedades dos fluidos
• Sistema de Unidades

FA11M - Aula 3 1
O que é um fluido?
A matéria, de um modo geral, apresenta-se em três estados físicos, de
acordo com o estado de agregação das moléculas. O estado sólido é
caracterizado por apresentar forma e volume definidos, diferentemente da
matéria nos estados líquido e gasoso, que assumem a forma do recipiente
que os contém. Uma substância no estado liquido ou gasoso é
denominada fluido.

Os 3 principais estados da matéria

Conteúdo complementar:
Quantos estados físicos tem a matéria?
Lembre-se que não são 3 estados físicos.

FA11M - Aula 3 2
O que é um fluido?
Sólido
Mantida a Ft ( força tangencial) constante o sólido deformar-se-á até alcançar
uma posição de equilíbrio estático.

Líquido ou gasoso
Sob a ação da Ft deforma-se continuamente, não se alcançando uma posição de
equilíbrio estático. Fluido é uma substancia que, submetida a uma força tangencial
constante , não atinge uma nova configuração de equilíbrio-estático.

FA11M - Aula 3 3
Propriedades dos Fluidos
Propriedades Gerais dos Fluidos
1. A superfície livre de um líquido em equilíbrio é plana e
horizontal. Para gases, essa propriedade não se aplica.
2. A força exercida por um
líquido sobre uma superfície
qualquer é sempre
perpendicular (normal) à essa
superfície. Constata-se essa
propriedade quando há um
orifício em um recipiente e
vemos o líquido escoar na
direção perpendicular à
3 . Miscividade - dizemos quesuperfície um fluidodoé recipiente.
miscível ou Imiscível à outro devido as separação
forças Intermoleculares existentes. -Imiscíveis.
.4. A pressão exercida por um fluido varia com a profundidade.

FA11M - Aula 3 4
Lei de Newton para a Viscosidade

Newton (Isaac Newton – Inglaterra 1642 a 1727) observou que um fluido deformava-se
quando submetido à uma força tangencial constante, como mostra a figura:

  𝑭𝒕  
𝝉=
𝑨

FA11M - Aula 3 5
Sistema CGS SI M*KS(técnico)
Unidades de dina/cm2 N/m2 Kgf/m2

A medida que se aplica uma força tangencial e inicia-se o cisalhamento do fluido, esse
flui de modo laminar, ou seja, em lâminas, com velocidade que depende da distância em
relação ao ponto de aplicação dessa força, como mostra a figura.

Em (a), a velocidade com que o


fluido escoa é proporcional à
distância da placa onde a força é
aplicada. A velocidade em 1 é maior
que em 2, como mostrado em (b).
Na figura (c) temos a relação entre a
velocidade e a distância à placa
responsável pelo cisalhamento.

FA11M - Aula 3 6
 Dessa forma, temos:

A relação de proporção entre a tensão de cisalhamento e o gradiente da velocidade


resulta em:

Para um escoamento laminar, cuja espessura da lâmina é muito pequena, temos:

Onde:

FA11M - Aula 3 7
Fluido Newtoniano é todo fluido cujo escoamento obedece a lei de Newton
ou escoa de modo laminar.

Viscosidade é propriedade que indica a maior ou a menor dificuldade de um


fluido escoar ou escorrer.

Unidades – Viscosidade Dinâmica ou Absoluta

 Exemplo 01: Um pistão de peso G=4,00N cai dentro de um cilindro com uma
velocidade de 2,00m/s. O diâmetro do cilindro é 10,1cm e do pistão é 10,0cm.
Determinar a viscosidade do lubrificante colocado na folga entre o pistão e o
cilindro. Adote a altura do pistão como 5,00cm.
R:

FA11M - Aula 3 8
 Exemplo 02) A função da velocidade do fluxo para um fluido Newtoniano através
de duas placas paralelas é dada pela equação:

 Onde é a máxima velocidade, tal que . Sendo h=0,200m, determine:

 Lembrando que (gradiente) e


que .

FA11M - Aula 3 9
 Exemplo 03)(Ex. 1.56 Munson 3aEd.) Um tanque cilíndrico de altura 1,00ft de
altura e 0,800ft de diâmetro, desce lentamente sobre uma superfície inclinada
contendo óleo, cuja velocidade de descida é 0,100ft/s, supostamente constante. A
viscosidade dinâmica do fluido é de 0,200lb.s/ft2. Nessas condições, calcule o valor
de . Dado: massa do tanque 40,0lb.

Lembre-se que:
i)1lb(libra massa)=0,454kg;
ii) 1lb.s/ft2  47,88N.s/m2;
iii) g=9,81m/s2;
iv) 1ft (foot=pé)  0,305m.
Decomponha o peso para chegar à solução.

FA11M - Aula 3 10
Exemplo 04)(ex. 1.58 Munson 3ª Ed. Modificado) Um fluido Newtoniano cujo peso
específico é 0,92 e viscosidade cinemática é 4,00.10-4m2/s flui sobre uma superfície,
como mostrada na figura abaixo. Considerando que a velocidade do fluido é 0 no
fundo e a máxima velocidade que o fluido atinge é 20,0m/s. Determine:

a) A viscosidade dinâmica do fluido;


b) A função da velocidade como função de y;
c) A tensão de cisalhamento do fluido para y=2,50m;
Lembre-se que na altura máxima, o gradiente é nulo.

FA11M - Aula 3 11
  Massa Específica – definida pela massa de um fluido por unidade de volume,
ou seja:

Unidades

Sistema SI M*KS CGS


Unidade kg/m3 utm/m3 g/cm3
Obs.: utm significa unidade técnica de massa

Peso Específico - definido pelo peso por unidade de volume, ou seja:

Unidades

Sistema SI M*KS CGS


Unidade N/m3 Kgf/m3 dina/cm3
Obs.: 1 dina = 10-5N= 10-5NFA11M - Aula 3 12
 Peso Específico Relativo - razão entre o peso específico de um fluido
qualquer e o peso específico da água.

Obs.: O peso específico relativo é uma grandeza adimensional

Viscosidade Cinemática – é a razão da viscosidade dinâmica pela massa


específica, ou seja:

Unidades

Sistema SI M*KS CGS


Obs.: uma unidade muito usada
Unidade para viscosidade m
m2/s cinemática
2
/s é o cm
cSt2/s=St(Stoke)
= centi
Stoke=0,01St.

FA11M - Aula 3 13
Definição de Fluido Ideal – é um fluido que apresenta viscosidade nula, ou seja, ao
escoar, há conservação de energia. Isso não é uma condição real e usa-se dessa
consideração quando a viscosidade não contribui para a observação de um
fenômeno. Também, temos um fluido incompressível, aquele cujo volume não
varia, quando muda-se a pressão. Essa condição se aplica geralmente para líquidos,
entretanto, gases, quando submetidos às pressões muito grandes, como
ventilação, podem ser considerados como incompressíveis.
Equação de Estado dos Gases
Seja um gás um fluido compressível, tal que as variáveis explícitas, variáveis que
definem o estado de um gás são:
 

FA11M - Aula 3 14
 Gases
Transformações gasosas:
1)Processo Isotérmico – ocorre quando não há variação de temperatura, ou seja:

2) Processo Isobárico – ocorre quando não há variação de pressão, ou seja:

3) Processo Isocórico ou isométrico – ocorre quando não há variação de volume, ou seja:

4) Processo adiabático – ocorre quando na transformação não troca de calor:

FA11M - Aula 3 15
Exemplo 05 (exemplo 1.3 Munson Mecânica dos Fluidos 4 ª Ed.): um tanque de ar
comprimido apresenta volume igual a 2,38.10-2 m3. Determine a massa específica e o peso
do ar contido no tanque quando a pressão relativa do ar for igual a 340kPa. Admita que a
temperatura no tanque é igual a 210C e que a pressão atmosférica vale 101,3kPa (abs).
 

Exemplo 06 (exemplo 1.6 Munson Mecânica dos Fluidos 4ª Ed.): um metro cúbico de hélio
à pressão absoluta de 101,3kPa é comprimido isoentropicamente até que seu volume se
torne metade de seu volume inicial. Qual é o valor da pressão no estado final? Obs.:
  Isoentropicamente é o mesmo de que um processo adiabático. 𝒌
𝒎𝟐
𝒑𝟏
𝝆 𝒌𝟏
=
𝒑𝟐
𝒑𝟐𝒌
→ 𝒑 𝟐=
𝒌
𝝆𝟐
( )
𝝆𝟏
. 𝒑𝟏 𝑷𝒂𝒓𝒂 𝒐 𝒉 é 𝒍𝒊𝒐 𝒌 =𝟏 , 𝟔𝟔 . 𝑨𝒔𝒔𝒊𝒎 : 𝒑 𝟐=
( )
𝑽𝟐
𝒎𝟏
𝑽𝟏
. 𝒑𝟏

 
FA11M - Aula 3 16
Exemplo07: numa tubulação escoa hidrogênio (k=1,4, R=4122m2/s2.K). Numa
seção (1), p1=3,00.105N/m2 e T1=30,00C. Ao longo da tubulação, a temperatura
mantêm-se constante. Qual é a massa específica do gás numa seção (2), em
que p2=1,50.105N/m2?  
R:

 Exemplo 08 (exemplo 1.4 Munson Mecânica dos Fluidos 4ª Ed.):Uma


combinação bastante importante para o estudo dos escoamentos viscosos em
tubos é o Número de Reynolds (Re). Este número é definido por , onde é a
massa específica do fluido que escoa, é a velocidade média de escoamento, é o
diâmetro do tudo e é a viscosidade dinâmica do fluido. Um fluido Newtoniano,
que apresenta viscosidade dinâmica igual a 0,38 N.s/m2 e densidade igual a 0,91,
escoa num tubo com 25 mm de diâmetro interno. Sabendo que a velocidade
média de escoamento é igual a 2,60m/s, determine o número de Reynolds.

Obs.: O número de Reynolds é adimensional.

FA11M - Aula 3 17
Exercícios - Exercícios para Fazer
1)(ex. 1.1 – Mecânica dos Fluidos – Franco Brunetti 2a Ed.) A viscosidade
cinemática de um óleo é 0,028 m2/s e seu peso específico relativo é 0,85.
Determinar a viscosidade dinâmica em unidades dos sistemas SI, M*KS e
CGS. Adote g=10m.s-2. R:2,38kgf.s/m2

2)(ex. 1.2 – Mecânica dos Fluidos – Franco Brunetti 2a Ed.) A


viscosidade dinâmica de um óleo é 5,00.10-4Kgf.s/m2 e o peso específico
relativo é 0,82. Determinar a viscosidade cinemática nos sistemas Si,
M*KS e CGS. R:0,06St

3)(ex. 1.2 – Mecânica dos Fluidos – Franco Brunetti 2a Ed.) O peso de


3dm3 de uma substância é 23,5N. A viscosidade é 10-5 m2/s. Se g=10m.s-
2
, qual será a viscosidade dinâmica nos sistemas CGS, M*KS, SI?
R:7,83.10-2poise.

FA11M - Aula 3 18
 4)(ex. 1.4 – Mecânica dos Fluidos – Franco Brunetti 2a Ed.)São dadas duas
placas paralelas à distância de 2mm. A placa superior move-se com
velocidade de 4m/s, enquanto a inferior é fixa. Se o espaço entre as placas
for preenchido por óleo ( qual será a tensão de cisalhamento que agirá no
óleo? R:16,6N/m2

5)(ex. 1.4 – Mecânica dos Fluidos –


Franco Brunetti 2a Ed.) Um placa de
1,0m de lado e 20N de peso desliza
sobre um plano inclinado, sobre uma
película de óleo. A velocidade da placa é
2,00m/s constante. Qual é a viscosidade
dinâmica do óleo, se a espessura da
película é 2,00mm? R:0,01N.s/m2.
FA11M - Aula 3 19
 6)(ex. 1.5 – Mecânica dos Fluidos – Franco Brunetti 2a Ed.)O pistão da figura tem
massa de 0,5kg. O cilindro de comprimento ilimitado é puxado para cima com
velocidade constante. O diâmetro do cilindro é 10cm e do cilindro é 9cm e entre
os dois existe um óleo de e . Com que velocidade deve subir o cilindro para que
o pistão permaneça em repouso? Suponha um diagrama linear e g=10m/s2.
R:22,1m/s

 7)(ex. 1.5 – Mecânica dos Fluidos – Franco


Brunetti 2a Ed.) Assumindo o diagrama de
velocidades indicado na figura, em que a
parábola tem seu vértice a 10cm do fundo,
calcular o gradiente de velocidade e a tensão de
cisalhamento para y=0, 5, 10cm. Adotar
centipoises.
R:50-1s; 200 dina/cm2 / 25s-1 ;100dina/cm2)

FA11M - Aula 3 20
8)A placa da figura tem uma área de 4m2 e espessura desprezível. Entre a
placa e o solo existe um fluido que escoa, formando um diagrama de
velocidade dado por v=20y.vmáx(1 – 5y). A viscosidade dinâmica do fluido é
4.10-2 N.s/m2 e a velocidade máxima de escoamento é 4m/s. Pede-se:
a) O gradiente de velocidades junto ao solo;
b) A força necessária para manter a placa em equilíbrio.
R: 0, 12,8N

9)Um fluido escoa sobre uma placa


com o diagrama dado a seguir. Pede-
se:
a) v=f(y);
b) A tensão de cisalhamento junto à
placa.
R:v(y)-0,75y2 +3y +2, b)t=0,03N/m2.
FA11M - Aula 3 21
10)(E.1.18 – Franco Brunetti) Ar escoa de uma tubulação. Em uma seção (1),
p1=200.000N/m2(abs) e T1=500C. Em uma segunda seção (2), p2=150.000N/m2 e
T2=200C. Determine a variação percentual de massa específica. R:17,3%.
Dica: A faça a razão entre as equações de Clapeyron das seções (1) e (2).

 11)(Ex. 1.19 – Franco Brunetti) Um gás natural tem peso específico relativo igual a
0,6 em relação ao ar a 9,8.104Pa(abs) e 150C. Qual o peso específico desse gás nas
mesmas condições de pressão e temperatura? Qual é a constante R desse gás?
Dados: Rar=287m2/s2K e g=9,81m/s2. R:7N/m3; R=478m2/s2K

12)(Ex. 1.21 – Franco Brunetti) Um volume de 10,0m3 de dióxido de carbono


(k=1,28) a 270C e 133,3kPa(abs) é comprimido até se obter 2,00m3. Se a
compressão for isotérmica, qual será a pressão final? Qual seria a pressão final se o
processo fosse adiabático?
R:666,5kPa; 1,046MPa
FA11M - Aula 3 22
Transporte (ou Transferência) de Quantidade de Movimento
Ou Mecânica dos Fluidos

Definição: Ciência que estuda o comportamento físico dos fluidos e as leis


que regem tal comportamento.

FA11M - Aula 3 23
Unidades Básicas do Sistema Internacional (SI)

FA11M - Aula 3 24
Tabela de Unidades Derivadas

FA11M - Aula 3 25
Unidades Derivadas com Nomes e Símbolos Especiais

FA11M - Aula 3 26
Unidades Derivadas Usando Aquelas que tem Nomes Especiais
no (SI)

FA11M - Aula 3 27
Prefixos no Sistema Internacional

FA11M - Aula 3 28
Tabela de Conversão de Unidades

FA11M - Aula 3 29
Tabela de Conversão de Unidades

FA11M - Aula 3 30
Tabela de Conversão de Unidades

FA11M - Aula 3 31
Tabela de Conversão de Unidades

FA11M - Aula 3 32
Tabela de Conversão de Unidades

FA11M - Aula 3 33
Grandezas Físicas Associadas aos Fluidos

rmulas de Áreas e Perímetros

   Retângulo:
Quadrado:

FA11M - Aula 3 34
Grandezas Físicas Associadas aos Fluidos

 Circunferência:

 Triângulo:

Se o triângulo for Equilátero:

Para qualquer triângulo:


A=
Onde:

FA11M - Aula 3 35
 Trapézio: Losango:
 

Volumes e áreas de Superfície

 Esfera

A=

 Cilindro

A=
FA11M - Aula 3 36
Grandezas Físicas em Mecânica dos Fluidos
 1) Força - Definida como a grandeza que modifica o movimento
de um corpo ou uma carga associada a esse corpo.
Tipos de Força
1.1) Força do Tipo Campo – força associada a um campo.
Temos como forças associadas à campos, a força elétrica (FE), a
força magnética (FM) e a força Peso (P ou G).
Aqui, trabalharemos com: Ao nível do mar, g=9,807m/s2.

 1.2) Força do tipo contato – força associada ao contato entre


corpos. Quando isso ocorre, e a Força Resultante for não nula,
temos:
1.3) Unidades
1N(Newton) = 100.000 dynas ou dinas;
1N = glocal.kgf (quilograma força);
Obs.: O kgf independe da gravidade local, pois força, quando
em Newton está associada a aceleração da gravidade local.
FA11M - Aula 3 37
 2)Pressão – Definida pela força aplicada por área. Na
engenharia, é comum defini-la como carga por unidade de área,
ou seja:

Unidades
1atm (atmosfera)=101.325Pa(Pascals) = 101.325N/m2
=14,6959psi (pounds per square inches)= 1,0135bar;
1bar=100.000Pa = 750,061 torr (Torricelli);

760 torr = 101.325Pa;


760mmHg (medida da altura de uma coluna de mercúrio)
= 1atm;
1mca(metro de coluna de água)=1000kg/m
FA11M - Aula 3
3
.9,81m/s2.1m
38 =
2
 Observações
1)Torr é definida como a pressão exercida por uma coluna de 1milímetro de mercúrio
a 00C;
2) mmHg – unidade de pressão associada à uma coluna de mercúrio
Hg(Hidrarginium);
3) O mca é a pressão exercida de uma coluna de 1,0m de altura de água, cuja massa
específica é 1000kg/m3, ou seja:

Exemplo 01: Converta 500mmHg de pressão em:


a) Pa;
b) psi;
c) kgf/mm2;
d) Torr;
e) Bar.
FA11M - Aula 3 39
Conversões de Unidades
1) Área
i) 1cm2 = 10-4m2;
Lembrando que 1’’ = 25,4mm, temos:
ii) 1in2 (polegada quadrada) = 6,4516cm2;

Exemplo 02: Uma tubulação circular apresenta diâmetro de


3/4 polegada, calcule a área de seção transversal em cm2 e m2.
2)Volume
i) 1cm3(centímetro cúbico) = 1mL (mililitro) = 10-3L = 1
3
dm3(decímetro cúbico)
ii) 1m3 = 1000dm3 = 1000L = 106cm3 = 106mL
Exemplo 03: uma caixa d’água apresenta dimensões tal que,
sua altura apresenta 2,00m, o comprimento de 4,00m e 3,00m
de profundidade. Calcule o seu volume em m3 e em L.

FA11M - Aula 3 40
Problemas do Cotidiano Exercícios para Fazer
1)O uso de lubrificantes em veículos é necessário para evitar o desgaste
das peças, devido ao atrito. Um veículo apresenta motor 1.8Turbo, cujos
pistões têm 81,0mm de diâmetro. Sabendo que a altura desses pistões é
de 36,8mm, calcule o seu volume, área lateral em unidades do CGS e SI.
Lembre-se que: No sistema CGS, a dimensão é dada em cm e,
no SI, a dimensão é dada em metros.
2) Na engenharia civil, é comum a construção de canais para
escoamento de água. Na transposição do Rio São Francisco, os
canais apresentam uma seção trapezoidal. Assim, dependendo da
altura da água que flui nesses canais, pode-se estimar a vazão do
mesmo e assim, se analisar se a quantidade de água é ou não
suficiente para abastecer uma região.
Dada a seção
transversal na figura
abaixo, quando a
altura do canal estiver
à 3 metros da base,
qual a área de seção
FA11M - Aula 3 41
da água nesse canal?
3) Sabendo que todo consumidor, em média, paga pelo consumo
de 10,0m3 mensais, sendo esse o consumo mínimo. Nesse sentido,
a vazão que a Sabesp entrega nas casas é em média, 2,00L/s.
Admitindo que não haja perda de carga, quanto tempo, em horas,
uma família levaria para consumir o mínimo pela Sabesp?
4)Com a queda do nível dos sistemas que abastecem São Paulo,
principalmente o Cantareira que atingiu 3,2% da sua capacidade
nesta quarta-feira (22), as pessoas estão começando a mudar
alguns de seus hábitos para economizar. Mas será que faz
diferença? Faz, e muita. Só ao reduzir o tempo do banho, por
exemplo, é possível economizar 90 litros, a metade do que o
brasileiro, em média, costuma gastar por dia: 187. Um índice
muito acima do recomendado pela ONU: 110 litros. Fonte: Ig
http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2014-10-23/quanto-de-agua-s
notícias.
e-gasta-em-um-banho-e-para-lavar-louca-veja-lista.html
Se a vazão média de um chuveiro é de 500mL/s, quanto tempo o
brasileiro gasta no banho, de modo a consumir 187L em um
banho?
FA11M - Aula 3 42
5) Um objeto ao nível do mar possui uma massa de 400 kg.
(a)Encontre o peso deste objeto na Terra.
(b)Encontre o peso deste objeto na Lua onde a aceleração da gravidade
local é 1/6 da terrestre

FA11M - Aula 3 43

Você também pode gostar