Você está na página 1de 35

Estudo da Anatomia do Encéfalo por meio da Ressonância Magnética

Orientações para o estudo:

1. O estudo deve ser realizado no modo de apresentações de slides do power-point (shift+F5);


2. Leia todas as informações da tela, o estudo será feito por animações;
3. Você controla o tempo das animações (informações que surgirão), clicando o botão esquerdo
do mouse ou a tecla ENTER;
4. Clique o botão do mouse apenas quando tiver visualizado todas as informações; prestando
atenção na tela, devido ao surgimento de novas informações.
5. A figura no canto inferior direito indica a altura do corte realizado.

Bom estudo.
Estudo da Anatomia do Encéfalo
por meio da Ressonância Magnética

SECÇÕES TRANSVERSAIS
(“axiais”)

http://webscreen.ophth.uiowa.edu/bij/vr.htm
- Observar, inicialmente, a fissura longitudinal do cérebro (linha média);
- Com referência na “linha média”, podemos visualizar:

- O seio sagital superior;


-Observar na região lateral: o sulco central (entre os giros pré e pós central).
*os giros pinçam o sulco (compare com o sinal de OK).
Giro pré-central

Sulco central

Giro pós-central

Giro pré-central
Sulco central

Giro pós-central
-Localizando o sulco central, podemos delimitar os lobos: FRONTAL e PARIETAL

Lobo Frontal

Sulco central

Lobo Parietal
-Vamos observar os GIROS FRONTAIS: SUPERIOR E MÉDIO.
(conforme descermos no corte transversal, visualizaremos o giro frontal inferior)
- Observar os giros: pré-central e pós-central.

Giro frontal superior


(lateralmente a linha média)
Giro frontal médio

Giro pré-central

Giro pós-central
- Corte axial (mais baixo): observe a presença dos ventrículos laterais.

Ventrículos laterais
- Observe a linha média, e com base nela, o giro frontal superior (lateralmente)

Linha média Giro frontal superior


- Agora:
poderemos observar os 3 Giros Frontais: SUPERIOR (já visualizado), MÉDIO E INFERIOR

Linha média Giro frontal superior

Giro frontal médio

Giro frontal Inferior


- Com essas estruturas localizadas, observe:

GIRO PRÉ-CENTRAL GIRO PÓS-CENTRAL

Linha média Giro frontal superior

Giro frontal médio

Giro frontal Inferior

Giro pré-central
Giro pós-central
- Na região posterior, localizaremos o SULCO PARIETOCCIPITAL.
Para isso siga a linha média, até a região posterior (local pontilhado)

Linha média Giro frontal superior

Giro frontal médio

Giro frontal Inferior

Giro pré-central
Giro pós-central

Sulco parietoccipital
(parecido com um “Y”,
ao se juntar com a linha média)
- A região localizada posteriormente ao sulco parietoccipital é o CÚNEO.

Linha média Giro frontal superior

Giro frontal médio

Giro frontal Inferior

Giro pré-central
Giro pós-central

Sulco parietoccipital

Cúneo
- Visualizaremos o lóbulo parietal inferior.

Linha média Giro frontal superior

Giro frontal médio

Giro frontal Inferior

Giro pré-central
Giro pós-central

Sulco parietoccipital Lóbulo parietal inferior

Cúneo
- Tente localizar as estruturas que vimos até o momento, nessa imagem em corte axial.

- Observe que a linha média (fissura longitudinal do cérebro), está descontínua.


Isso ocorre pela presença do CORPO CALOSO (veremos adiante)

Linha média
Giro frontal superior
Giro frontal médio

Giro frontal inferior

Giro pré-central

Giro pós-central

Sulco parietoccipital Lóbulo parietal superior

Cúneo
- Agora, vamos observar a região medial. Observe que a linha média está descontínua.

- Essa descontinuidade é devido ao CORPO CALOSO

Joelho do corpo caloso

Esplênio do corpo caloso


- Observe os ventrículos laterais

- No interior do ventrículo, é possível visualizar o plexo coróide

Ventrículo lateral
esquerdo

Plexo coróide
- Estudaremos agora os núcleos da base: caudado e lentiforme

- O núcleo caudado (cabeça), está localizado lateralmente ao ventrículo lateral.

Ventrículo lateral

Cabeça do núcleo
caudado
- Lateralmente a cabeça do núcleo caudado, está localizada a cápsula interna (perna anterior)

- Lateralmente à perna anterior da cápsula interna, está localizado o núcleo lentiforme.

Perna anterior da
cápsula interna

Núcleo lentiforme
- Observe o núcleo caudado e o núcleo lentiforme

Núcleo caudado

Núcleo lentiforme
- Estudaremos agora os ventrículos: Laterais e IIIº ventrículo

Ventrículo lateral direito Ventrículo lateral esquerdo

IIIº ventrículo
- Lateralmente ao IIIº ventrículo está localizado o TÁLAMO

Tálamo

IIIº ventrículo
- Lateralmente ao Tálamo, podemos observar a perna posterior da cápsula interna

- Lateralmente à perna posterior da cápsula interna está localizado o núcleo lentiforme.

Perna posterior
da cápsula interna
Tálamo
Núcleo lentiforme

IIIº ventrículo
- Observe: núcleo caudado, cápsula interna, IIIº ventrículo, tálamo e núcleo lentiforme,

Núcleo caudado

Cápsula interna

Núcleo lentiforme

IIIº ventrículo

Tálamo
- Lateralmente ao núcleo lentiforme, identificamos o LOBO INSULAR.

- Superficialmente ao lobo insular, pode ser delimitado o LOBO TEMPORAL.

Lobo insular

Núcleo lentiforme
Lobo temporal
- Posteriormente ao lobo temporal está o LOBO OCCIPITAL

Lobo temporal

Lobo occipital
- Voltamos para o lobo temporal. Atente-se para o corno temporal do Ventrículo lateral em
seu interior.
- A região medial ao corno temporal do ventrículo lateral (localizado no lobo temporal) é
denominado de HIPOCAMPO.

Hipocampo

Corno temporal
do ventrículo
lateral
- Volte a observar IIIº ventrículo e o tálamo. Posteriormente ao IIIº ventrículo é possível
localizar a GLÂNDULA PINEAL.

IIIº ventrículo

Tálamo

Glândula pineal
- Em secções mais inferiores, podemos observar os LOBOS: FRONTAL, TEMPORAL E OCCIPITAL.

- Reconhecemos uma área mediana.

- A região anterior, da área mediana, é o MESENCÉFALO.


- A região posterior, da área mediana, é o CEREBELO.

Lobo frontal

Mesencéfalo
Lobo temporal

Cerebelo

Lobo occipital
- Estudaremos o mesencéfalo.

- Reconheça, na região anterior, os PEDÚNCULOS CEREBRAIS.

- Reconheça, na região posterior, os COLÍCULOS.


- Anteriormente aos colículos está o AQUEDUTO DO MESENCÉFALO

Pedúnculos cerebrais

Aqueduto do mesencéfalo

Colículos
- Observe nessa mesma imagem: CEREBELO, HIPOCAMPO E O CORNO TEMPORAL DO VL.

Hipocampo

Corno temporal
do ventrículo lateral

Cerebelo
- Observe nessa mesma imagem: MESENCÉFALO, AQUEDUTO DO MESENCÉFALO, CEREBELO
CORNO TEMPORAL DO VENTRÍCULO LATERAL E HIPOCAMPO.
- A região anterior ao mesencéfalo será estudada melhor adiante
(observe a região)

Corno temporal Mesencéfalo


do ventrículo lateral

Aqueduto do
mesencéfalo
Hipocampo

Cerebelo
- Observe a HIPÓFISE.
-Anteriormente à hipófise, pode ser observado o QUIASMA ÓPTICO.
-O quiasma é formado pelo cruzamento parcial de fibras do N.ÓPTICO (anteriormente).
-O quiasma se continua posteriormente como TRATO ÓPTICO

N. óptico

Quiasma óptico

Trato óptico Hipófise


- Na imagem abaixo, pode ser reconhecido:
LOBOS TEMPORAIS, PONTE, IVº VENTRÍCULO E O CEREBELO.

Anteriormente à ponte pode ser encontrada a ARTÉRIA BASILAR

Lobos temporais a. basilar

Ponte

IVº ventrículo

Cerebelo
- Observamos que nessa região inferior, a presença maior de estruturas anatômicas está na face.

- Na região posterior, podemos localizar o CEREBELO. E a TONSILA DO CEREBELO

- Localize o BULBO.
- Anteriormente ao bulbo estão as
ARTÉRIAS VERTEBRAIS.
Face
-Observe o espaço aéreo das
CÉLULAS MASTÓIDEAS.

Aa. vertebrais

Células mastóideas Tonsila do cerebelo

Bulbo Cerebelo
(medula oblonga)