Você está na página 1de 8

As principais necessidades a

serem preenchidas pelas


crianças em seu
desenvolvimento normal:
• Senso de aceitação e pertencimento;
• Percepção de competência e autonomia;
• Determinação de limites realistas em relação aos outros e ao ambiente;
• Orientação em relação às próprias necessidades/emoções e às dos outros;
• Expressão autêntica das emoções e dos sentimentos.
• Quando essas etapas são concluídas de forma exitosa, ou seja, as
necessidades da criança são supridas adequadamente, os esquemas
iniciais que se formam são funcionais.
Habilidades sociais
• São classes de comportamentos sociais que, quando emitidas,
contribuem para um relacionamento saudável e produtivo com as
demais pessoas, aumentando a probabilidade de consequências
reforçadoras.
• Habilidades sociais são aprendidas ao longo da vida, são também
situacionais, culturais, e dependem de valores, normas e regras
característicos de uma cultura ou subcultura.
Habilidades mais relevantes
para crianças (Del Prette.
• Civilidade
• Empatia
• Assertividade
• Autocontrole e expressividade emocional
• Capacidade de fazer amizades
• Habilidades sociais acadêmicas
• Solução de problemas interpessoais
• Habilidades sociais ocorrem nas interações sociais dentro da sua
família e escola, que se mostram com as demais pessoas.
• Pais e professores são os principais modeladores educativos com as
crianças.
• A interação é uma aprendizagem que pode ser formal ou informal.
• Quando as condições ambientais (família e escola) são inadequadas à
aprendizagem ou desempenho social pode ocorres déficts de
habilidade sociais que comprometem a competência social.
Quais os indicadores que podem
apontar falhas nas habilidades
sociais.
• Dificuldade de discriminação e processamento; problemas de
comportamento
• Falta de conhecimento sobre as normas e regras sociais
• Falhas de reforçamento
• Restrição de oportunidades e modelos
• Ausência de feedback
• Excesso de ansiedade interpessoal
• Problemas de comportamento concorrentes
Habilidades educativas a serem
ensinadas às mães
• Feedback positivo, elogio e incentivo.
• Demonstrar empatia, manifestar atenção ao relato
• Obter informações, expressar discordância/reprovação e expressar concordância.
• Promover autoavaliação, organizar o ambiente físico, alterar
distâncias/proximidade, organizar materiais, mediar interações,
descrever/justificar comportamentos desejáveis e indesejáveis, negociar regras,
• Chamar atenção para normas preestabelecidas, pedir mudança de
comportamento,
• Apresentar instruções e dicas, parafrasear, resumir comportamentos e apresentar
modelo.
Tarefas de casa
• Anotar os elogios emitidos pelos filhos a qualquer pessoa
(comportamento componente da classe de civilidade) e também
elogiá-lo (monitorar positivamente)
• Praticar 2 a 3 vezes por semana as habilidades sociais educativas
aprendidas na semana, procurando diferentes contextos e
interlocutores (em casa com outros filhos ou com o marido, no
trabalho, na vizinhança).
IMPULSIVIDADE
• A prevalência da impulsividade nos transtornos de ansiedade ,
respectivamente no transtorno desafiador de oposição (TDO) e no
transtorno de conduta (TC), transtorno de déficit de
atenção/hiperatividade (TDAH).
• A impulsividade pode estar em quadros com comorbidade.

Você também pode gostar