Você está na página 1de 23

CARTOGRAFIA

A LINGUAGEM DOS MAPAS


Primeiro mapa.

O mapa babilônio do mundo, residente no British Museu de Londres, foi criado na Babilônia
em torno do ano 500 a.C. como cópia de um original criado 200 anos antes que não se
conservou até nossos dias. Trata-se de uma tabuinha de argila com desenhos e inscrições
na qual se representa a visão que os babilônios tinham do mundo.
Primeiro mapa.

O mapa mostra duas circunferências concêntricas, bem como sete áreas triangulares
rodeando a circunferência exterior. A área do interior do círculo representa o continente
central, onde a cidade da Babilônia ocupa a parte central representada mediante um
retângulo. Com outras figuras geométricas, os babilônios também representaram e
puseram nome a outros povos contemporâneo como Assíria (ao noroeste da Babilônia),
Uratu (atual Armênia, ao norte da Assíria) e Habban (atual Iêmen, ao sudoeste da
Babilônia). Pese ao fato de que o povo babilônio conhecia os persas e egípcios, estes
foram obviados totalmente nesta representação, certamente pelas rixas existentes entre
eles.

A nível topográfico, o mapa representa as montanhas ao norte onde nasce o rio Eufrates,
que é representado atravessando a cidade da Babilônia e desembocando na parte inferior
do mapa nas duas circunferências. Estas duas circunferências concêntricas representam as
águas salgadas (o mar).

O texto exterior a ambos lados da tabuinha mostra que o mapa tenta representar o mundo
inteiro. A ênfase na distância entre os lugares que acompanha o mapa faz supor que o fim
do mapa era representar e localizar regiões longínquas.
HEMISFÉRIO

Hemisfério: metade de uma esfera cada uma das duas


metades do globo terrestre, separadas pelo equador ou
por um meridiano.
ROSAS DOS
VENTOS
A rosa dos ventos foi um mecanismo
utilizado para indicar direção geográfica de
embarcações. Assim, servia para indicar a
localização exata em mapas, por exemplo.
Logo, o sistema ainda é utilizado
atualmente.

Dessa forma, foi criada no século XIV para


indicar a direção dos ventos vindos do Mar
Mediterrâneo. Assim, a rosa dos ventos
ilustrava mapas cartográficos e guiava as
embarcações. A princípio, os pontos
cardeais tinham os nomes referentes ao
lugares próximos ao Mediterrâneo.
COORDENADAS
GEOGRÁFICAS
As Coordenadas Geográficas são um
sistema que permite a localização na
superfície terrestre, baseiam-se em linha
imaginárias traçadas sobre o globo terrestre.
Através dos paralelos e meridianos é
possível estabelecer localizações precisas
em qualquer ponto do planeta.

Linhas imaginárias: A Terra é dividida por


linhas imaginárias conhecidas como
paralelos e meridianos.

O paralelos e meridianos dão as latitudes e


longitudes, que são a distância em graus
dessas linhas imaginárias.
PARALELOS- LATITUDES

Paralelos: são linhas na horizontal. O


paralelo principal é a linha do Equador
que divide a Terra em dois hemisférios:
Norte e Sul.

Paralelo principal: Equador (0°)

Outros importantes Paralelos:


- Trópico de Câncer (23° 27’N)
- Trópico de Capricórnio (23° 27’S)
- Circulo Polar Ártico (66 33’N)
- Circulo Polar Antártico (66 33’S)
Latitudes
Latitudes é a distância em graus da linha do Equador até uma superfície qualquer da
Terra dada pelos paralelos. As latitudes variam de 0° a 90° para Norte e Sul.
MERIDIANOS E LONGITUDES
 Meridianos: são linhas verticais que ligam ao um polo ao outro polo da Terra.
O meridiano divide a Terra em dois hemisférios: Leste e Oeste ou Ocidental
ou Oriental e é chamado Meridiano de Greenwich.
 Principal Meridiano:
- Meridiano de Greenwich (0°)
LONGITUDE
 Longitude é a distância em graus do Meridiano de Greenwich até uma superfície
qualquer da Terra, dada pelos meridianos e variam de 0° até 180° para Leste e para
Oeste.
Bons estudos!!!
Profª. Aline Ferasso