Você está na página 1de 51

OPERAÇÕES FARMACÊUTICAS

Nome que se dá ao conjunto de


processos empregados na preparação
da matéria-prima que será
incorporada nas diversas formas
farmacêuticas para formação do
medicamento
Segurança, qualidade e biodisponibilidade dos medicamentos
dependem, em grande parte, das operações farmacêuticas.
OPERAÇÕES DE USO GERAL

PESAGEM MEDIDAS DE VOLUME

Líquidos
Sólidos
Para escoar Para conter
Balança de precisão x balanças comuns
-Pipeta -Balão
-quantidade
-Bureta -Erlenmeyer
-sensibilidade
-Proveta -Béquer
-Cálice

Verificação x Calibração
-empresa certificada pelo INMETRO
-calibração: balança + peso padrão
PESAGEM
PESAGEM
PESAGEM

As balanças devem estar livres de influência de trepidação,


corrente de ar e sustentadas com parafusos que a mantenham
em perfeito nível.
PESAGEM
LIMPEZA:

• Desligá-la
• Remover o prato e retirar o
plástico de proteção.
• O prato pode ser lavado com
detergente
• Para a limpeza da balança
utilizar somente uma flanela
com álcool
MEDIDA DE VOLUME
MEDIDA DE VOLUME
MISTURA
Combinação de duas ou mais substâncias com características diferentes,
INCOMPATIBILIDADES!
obtendo uma mistura homogênea.

Espatulação Trituração Tamisação


MISTURA
Operações farmacêuticas propriamente
ditas

Mecânicas

não alteram o seu estado físico ou


constituição química, apenas modificam o
aspecto exterior
OPERAÇÕES MECÂNICAS
TRIAGEM OU MONDA
É normalmente usada para separar substâncias estranhas
de drogas vegetais podendo ser feita:
TAMISAÇÃO
Separa mecanicamente partículas sólidas que possuem tamanhos diferentes
através de tamises.

Tamises possuem um aro de diâmetro variável e um tecido perfurado


frequentemente de bronze ou aço inoxidável, com diâmetros de abertura
definidos, que permite passagem de partículas que possuem diâmetro
inferior a abertura das suas malhas.
TAMISAÇÃO
• separação de corpos sólidos de mesmo tamanho

• verificação do tamanho de partículas

6 a 8 tamises de abertura de malhas de


diferentes tamanhos em forma de uma
coluna (do maior para o menor)

O pó é colocado no topo da coluna de


tamises e o conjunto é submetido à
vibração mecânica de um lado para outro
LEVIGAÇÃO
Separação de sólidos por sedimentação das partículas mais pesadas em
líquido inerte

Um dos componentes é facilmente arrastado por um líquidos, enquanto


o outro não
DECANTAÇÃO
• Sólido-líquido: colocar em um recipiente adequado e deixar em
repouso durante o tempo necessário para que o sólido se deposite no
fundo.

• Líquido-líquido: líquidos imiscíveis e se dispor em camadas bem


separadas, de acordo com a diferença de densidade. Deixar em
repouso até que haja a separação. Separar com pipeta ou funil de
separação.
CENTRIFUGAÇÃO
Forma de acelerar o processo de decantação, por meio de equipamento.

Substitui a força gravitacional pela força centrífuga,


de maior intensidade.

Amostras colocadas em tubos:


com a mesma massa e em
que ficarão na direções opostas .

Evita danos no equipamento, além


de garantir a mesma força
centrífuga sejam aplicados nos
tubos
FILTRAÇÃO
Separar:

Partículas sólidas em suspensão num líquido; filtro


Partículas sólidas no gás; Purificação do ar
Líquido/líquido remoção de óleo em solução
FILTRAÇÃO
CLARIFICAÇÃO
Remover ou separar um sólido de um líquido ou gás, ou até mesmo um
líquido de um líquido, com o objetivo de tirar a turvação.

Filtração e centrifugação. E também:


DIVISÃO DE SÓLIDOS
Aumentar a área externa de modo a facilitar o processamento
dos sólidos .

Facilitar a mistura homogênea de dois ou mais sólidos.

O produto será mais uniforme se as partículas dos sólidos forem


menores
Mais solúvel, e será mais absorvido no organismo
DIVISÃO GROSSEIRA
Operação mecânica de redução do tamanho das partículas dos sólidos.
PULVERIZAÇÃO
Operação mecânica de redução do tamanho das partículas dos sólidos.

EM GRAL:

O material é pulverizado por compressão. Depois deste


processo de moagem o ideal é submeter os pós a
tamisação, para separar os pós por diferença de tamanho
de partícula
PULVERIZAÇÃO

POR MOINHOS
DIVISÃO DE LÍQUIDOS

EMULSIFICAÇÃO:
DIVISÃO DE LÍQUIDOS

EMULSIFICAÇÃO:
EXERCÍCIO
Para a produção de um fitoterápico procedeu-se da seguinte maneira:

1. Obteve-se as raízes da planta


2. Retiraram-se algumas folhas e caules que vieram juntos
3. Lavou-se em água corrente para retirar o excesso de terra
4. As raízes foram cortadas em pedaços menores e adicionados em um
moinho
5. Em seguida, o material foi levado a um conjunto de tamises
6. As partículas obtidas foram pesadas (10 g) e adicionadas a 1000 mL
de solvente (solução hidroalcoólicas 70% com adição de NaOH 0,1%).
7. Em seguida filtrou-se a solução obtida

Baseado nas operações descritas anteriormente classifique as operações


indicando o objetivo principal de cada operação farmacêutica realizada.
OPERAÇÕES FÍSICAS
Muda o estado físico, sem alterar a estrutura química:

REFRIGERAÇÃO
EVAPORAÇÃO
SECAGEM
LIOFILIZAÇÃO INTERVENÇÃO DO
FRIO OU CALOR
CRISTALIZAÇÃO
FUSÃO
DESTILAÇÃO
EXTRAÇÃO
DISSOLUÇÃO
REFRIGERAÇÃO
• Abaixar a temperatura de um determinado corpo

• Agente refrigerador

• Finalidades
EVAPORAÇÃO
• Diminuição progressiva do volume inicial.
• Concentra uma solução ou recupera um sólido não
volátil dissolvido em um líquido.

Espontânea
Por calor
Por pressão reduzida
SECAGEM
Privar os corpos da umidade neles existente, podendo ser um gás, um líquido
ou um sólido.

 Secagem de sólidos:
Pode partir de um sólido úmido uma solução ou suspensão obtendo partículas
sólidas:

 Exposição ao ar livre
 Uso de dessecadores
 Ar quente – estufa
 Por radiação – infravermelho, micro-ondas
LIOFILIZAÇÃO
Técnica especial que permite a secagem de um corpo após prévio
congelamento, removendo-se a água congelada por sublimação, de modo a
dar-se, diretamente, a passagem do estado sólido ao gasoso. Utilizado em
substâncias sensíveis ao calor e temperatura - substâncias termolábeis,
proteínas, microrganismos.

VANTAGENS:
 Baixa temperatura  não altera a composição química
original, a atividade terapêutica e outras propriedades
características; redução do desenvolvimento de
microrganismos; inibição de reações enzimáticas;
 A perda de constituintes voláteis está reduzida ao mínimo;
 Resultam em uma estrutura esponjosa  rápida dissolução;
 Se acondicionados e armazenados convenientemente mantêm-se
por longo tempo.
LIOFILIZAÇÃO
APLICAÇÕES:
 Secagem e armazenamento de substâncias instáveis em solução;
 Termossensíveis ou oxidáveis;
 Conservação de plasma humano, enxertos de tecidos e materiais vivos,
vacinas.
Pressão reduzida
Congelamento Sublimação da Sem altas temp
água

Desvantagens:
 Alto custo de investimento
 Processo longo

Aumenta o custo do produto


CRISTALIZAÇÃO
Purificação de compostos:

1. Dissolução da substância num solvente apropriado, aquecido à ebulição;


2. Filtração da solução quente, eliminando as impurezas insolúveis;
3. Resfriamento da solução, para que a substância dissolvida cristalize (o
composto é solúvel somente a quente);
4. Separação dos cristais formados.
FUSÃO
Consiste em fazer passar um corpo do estado sólido a líquido por ação do
calor.

Finalidades: determinação do ponto de fusão da substância (teste de


identificação e controle do estado de pureza dos compostos sólidos), facilitar a
incorporação de substâncias medicamentosas insolúveis num excipiente
sólido.

SUBLIMAÇÃO
Passagem de uma substância diretamente de sólida a gasosa, sem passar
pelo estado líquido.

Meio de purificar substâncias sólidas que sejam voláteis, permitindo a sua


fácil separação das impurezas fixas que as acompanham
DESTILAÇÃO
É um conjunto de operações que tem por fim separar as substâncias voláteis
das que não são ou separar os constituintes de uma mistura líquida cujos
componentes tenham pontos de ebulição diferentes.
i) evaporação das substâncias voláteis;
ii) condensação dos vapores formados;
iii) Resfriamento do destilado.
Simples

Pressão
reduzida
Tipos
Arraste de
vapor

Fracionada
DESTILAÇÃO SIMPLES
Separar um líquido que possui
um sólido dissolvido. A separação
ocorre porque apenas o líquido
passa pelo processo de
vaporização durante o aquecimento
DESTILAÇÃO FRACIONADA
Utilizado para separar um líquido
que está dissolvido em outro
(mistura homogênea formada por
líquidos miscíveis). A separação é
possível porque os líquidos
apresentam pontos de ebulição
diferentes.

Apenas o vapor
menos denso
consegue atravessar a
coluna

Utilizado para separar:


componentes da gasolina,
petróleo, água e acetona
DESTILAÇÃO POR ARRASTE DE VAPOR
Utiliza o vapor de água para retirar
substâncias voláteis de um material
sólido.

1. Água no balão 1
2. Mistura no balão 2
3. Aquecer a água
4. Vapor de água
direcionado para balão 2
5. Componentes são
vaporizados pelo calor do
vapor da água
6. Componentes
vaporizados seguem para
o condensador EXTRAÇÃO DE ESSÊNCIAS!
7. Recolhidos no funil
EXTRAÇÃO
Separar um ou mais componentes contidos na fase sólida utilizando uma
fase líquida.

Utilizada para retirar componentes ativos de produtos vegetais.

Maceração

Percolação

Métodos Infusão

Decocção

Arraste de
vapor
MACERAÇÃO
• Recipiente fechado
• Temperatura ambiente
• Período prolongado
• Sem renovação do líquido

PERCOLAÇÃO
• Arrastamento do princípio ativo pela passagem contínua do líquido
extrator
• Passagem do líquido por uma substância porosa
para remoção de suas partes solúveis
INFUSÃO
• Recipiente fechado
• Permanência do material vegetal em água quente
• Partes vegetais devem ser cortadas/pulverizadas
• Folhas e flores

DECOCÇÃO
• Manter o material vegetal em contado com água em ebulição
• Vegetais mais duros – raízes, cascas
• Partes vegetais secas
• 15 – 30 minutos
• Filtrar
DISSOLUÇÃO
Operação física que consiste em misturar, intimamente, duas
ou mais substâncias, formando uma única fase, formando uma
solução.

SOLUBILIDADE
Por que certas substâncias se misturam a
ponto de formar soluções?

Regra geral: semelhante dissolve semelhante

ESTRUTURA
QUÍMICA
As substâncias são formadas por átomos – elementos químicos
encontrados na natureza

Podem ser divididos em orgânicos e inorgânicos


ORGÂNICOS CARBONO, OXIGÊNIO, HIDROGÊNIO, NITROGÊNIO
Enxofre, cloro, fósforo, iodo, bromo

Substâncias formadas apenas (ou predominantemente) por


carbonos e hidrogênios  substâncias APOLARES

Oxigênio, Nitrogênio, Enxofre, Fósforo  POLARES


Regra geral: semelhante dissolve semelhante

POLAR DISSOLVE POLAR


APOLAR DISSOLVE APOLAR

Hidrossolúvel – polar
Lipossolúvel - apolar
Temperatura influencia
a solubilidade!

Sacarose

Composto Solubilidade em água


Sacarose 1970 g/L
Cafeína 21,70 g/L
Paracetamol 12,75 g/L
Cafeína
EXERCÍCIO
Para cada situação, dê a solução para o problema por meio de uma
operação farmacêutica física:

1- Uma vacina recém desenvolvida está apresentando problemas de


estabilidade de armazenamento em sua forma líquida.
2- O rótulo de uma matéria prima foi danificado, apagando seu nome. O
farmacêutico está em dúvida entre duas possibilidades. Como ele poderia
fazer um teste de identificação?
3- Como poderia ser purificada a água do mar?
4- Um farmacêutico quer desenvolver um perfume a partir de uma nova
flor. Como ele poderia extrair sua essência?

Você também pode gostar