Você está na página 1de 36

ABORDAGEM REGGIANA

 
“ IMAGINAR ANTES DE TUDO É TORNAR O IMPOSSÍVEL
EM POSSÍVEL”

 LÓRIS MALAGUZZI  
ONDE FICA REGGIO EMÍLIA?
COMO SURGIU?

• EM 1945, APÓS A 2ª GUERRA MUNDIAL,  O PAIS FOI TOTALMENTE


DESTRUÍDO ECONÔMICA E SOCIALMENTE.
• NA REGIÃO EMILIA ROMANA, NA CIDADE DE RÉGGIO EMÍLIA, AS
MÃES VIÚVAS SE REUNIRAM COM O GRANDE INTUITO DE
CONSEGUIR ESCOLAS DE TURNO INTEGRAL PARA SEUS FILHOS. 
• UM JORNALISTA E PEDAGOGO, GRANDE EDUCADOR LÓRIS
MALAGUZZI SE SURPREENDEU COM A ATITUDE DESSAS MÃES. E,
JUNTOS, COLOCARAM O PROJETO EM FUNCIONAMENTO.
• PARA ISSO, OS MATERIAIS BÉLICOS FORAM VENDIDOS E O
DINHEIRO ARRECADADO É DESTINADO À CONSTRUÇÃO DA
PRIMEIRA ESCOLA DA COMUNIDADE, UTILIZANDO TIJOLOS DAS
RUINAS
FUNDADOR DAS ESCOLAS REGGIANAS
• LÓRIS MALAGUZZI: ( 1920- 1994)- 100 ANOS EM 2020
 
• ESCOLAS REGGIANAS- ESCOLAS DA INFÂNCIA- 1º LUGAR EM CIDADANIA

• FUNDAÇÃO REGGIO CHILDREN-CENTRO INTERNACIONAL LORIS


MALAGUZZI- CIDADE DE RÉGGIO EMÍLIA- ITÁLIA COM 170 MIL
HABITANTES.

• A ABORDAGEM REGGIANA ENCONTRA-SE EM 34 PAÍSES DO MUNDO,


PROMOVENDO E DIVULGANDO A PROPOSTA EDUCATIVA DE RÉGGIO
EMÍLIA.
PEDAGOGIA REGGIANA
FUNDAÇÃO RÉGGIO CHILDREN
* É UMA ESCOLA POLÍTICA E SOCIAL-
CONTEXTUALIZADA EM SEU MOMENTO
HISTÓRICO.
 
• Nessa pedagogia entende-se que a criança é
um ser com inúmeras possibilidades.
• Quais são essas possibilidades?
CEM LINGUAGENS
• Cultural
• Motora
• Cognitiva
• Perceptiva
• Verbal
• Visual
• Criativa
• Auditiva
• Olfativa
• Emocional
• Relacional

Entre outras
CRIANÇA PROTAGONISTA DE SUA
APRENDIZAGEM
• CRIANÇA PORTADORA DE CEM
POSSIBILIDADES, CEM LINGUAGENS E
INVESTIGADORA DO SEU CONHECIMENTO:
SIGNIFICA QUE A CRIANÇA EM SUAS
INTERAÇÕES, EXPLORA E VIVENCIA OS
AMBIENTES, MATERIAIS E ESPAÇOS QUE
POSSIBILITARÃO A ELA EXERCER A SUA
CIDADANIA.
 
CIDADANIA
• O QUE VEM A SER CIDADANIA?
COMO A CRIANÇA EXERCE A SUA CIDADANIA

• A CRIANÇA NAS ESCOLAS DE RÉGGIO EMÍLIA


PENSA, ENVOLVE, COMPREENDE , DIALOGA ,
MANIFESTA E PARTICIPA DE QUESTÕES SOCIAIS,
QUE ENVOLVEM  REFLEXÕES E MUDANÇAS.
• AS CRIANÇAS SÃO ESTIMULADAS A DEFENDEREM
SEUS DIREITOS.
• O PAPEL DO PROFESSOR É REFLETIR COM A
CRIANÇA E OU O GRUPO AS SUAS ESCOLHAS, AS
MUDANÇAS, CRIANDO CONEXÕES ENTRE O
PENSAMENTO E A AÇÃO.
COMO É A CRIANÇA REGGIANA?
• A CRIANÇA, VISTA SOB A PERSPECTIVA REGGIANA, É
MULTIFACETADA, NÃO TEM UM ROSTO SÓ, NEM UMA SÓ
PERSONALIDADE. É CURIOSA, INQUIETA, EXPLORADORA,
FLUIDA, VOLÁTIL, ESTÁ SEMPRE EM MOVIMENTO: É UMA
CRIANÇA INDETERMINADA JUSTAMENTE PORQUE A CADA
INSTANTE É UMA, E PORQUE EM UMA MESMA SALA DE
AULA EXISTEM MUITAS, E CABE AO PROFESSOR ACOLHER
TODAS ESSAS INDIVIDUALIDADES.
• AS CEM LINGUAGENS DA CRIANÇA SÃO INSERIDAS À
EXPLORAÇÃO EM TODOS OS AMBIENTES DA ESCOLA.
PRINCÍPIOS PEDAGÓGICOS DA ABORDAGEM RÉGGIO EMÍLIA

• OS PRINCÍPIOS DA ABORDAGEM RÉGGIO EMÍLIA


BASEIAM-SE EM TRÊS PILARES:
 
• A EDUCAÇÃO É UM DIREITO
• A EDUCAÇÃO É DE RESPONSABILIDADE DA
COMUNIDADE, DA SOCIEDADE CIVIL E DOS
GOVERNOS
• A EDUCAÇÃO É UM BEM COMUM.
 
CONSIDERAÇÕES GERAIS

• A ABORDAGEM REGGIO EMÍLIA É UMA ESCOLHA DE


CONTEXTO POLÍTICO, CULTURAL E HISTÓRICO
• ESCOLA: LUGAR ONDE CRIANÇAS E ADULTOS DÃO FORMAS
COLETIVAS AO BEM COMUM
• AMBIENTES ORGANIZADOS PARA O PROCESSO DE
CONHECIMENTO: INSITAM A CURIOSIDADE E DESAFIAM AS
CRIANÇAS
• TEMPOS DIFERENTES: TEMPOS QUE PERMITEM A CADA
CRIANÇA O AMADURECIMENTO E A PRODUÇÃO DE SUAS
ESCOLHAS
• SENTIMENTO DE PERTENCIMENTO: MOTIVAÇÃO
CONSIDERAÇÕES GERAIS

• É UMA ESCOLA VISTA COMO ESPAÇO QUE PRODUZ


CULTURA
• INSTRUMENTOS PENSADOS E REFLETIDOS COM A
EQUIPE PARA A INTERAÇÃO DA CRIANÇA
• ESCOLA QUE DÁ IDENTIDADE À SUA COMUNIDADE
• LUGAR ONDE CUIDAR DA INFÂNCIA É TAREFA DE
TODOS: ACOLHIMENTO
• O DIÁLOGO ENTRE AS LINGUAGENS, ENTRE AS
CRIANÇAS, ENTRE OS -EDUCADORES E ENTRE OS PAIS E
POLÍTICOS  ACONTECEM
CONSIDERAÇÕES GERAIS

• PAIS PARTICIPAM, COMPARTILHAM, SÃO ENGAJADOS NA EDUCAÇÃO,


MAS NÃO ENTRAM NAS ESCOLHAS DA ESCOLA: PARTICIPAM EM
UMA DIMENSÃO EDUCATIVA QUE PERTENCE À COMUNIDADE.
• ESCOLA QUE PROMOVE O APRENDER NA RELAÇÃO E A LÓGICA NA
INTERAÇÃO
• ONDE DIALOGAR É MISTURAR AS IDEIAS DO OUTRO, É PENSAR
JUNTOS, E CAMINHAM PARA O BEM COMUM
• É DEIXAR NOS MARAVILHAR COM AS NOVIDADES DO DIA
• É TER A PRESENÇA DA ARTE COMO PARTE DO PROCESSO COTIDIANO
DE CONHECIMENTO
• É VER A CRIANÇA COMO SUJEITO ATIVO, PROTAGONISTA DE SUA
PRÓPRIA TRAJETÓRIA
CONSIDERAÇÕES GERAIS

• ESCOLA EMANCIPATÓRIA.
• OS EDUCADORES SE AJUDAM: SÃO ESPECIALISTAS.
• RESPEITAR A HERANÇA CULTURAL DAS CRIANÇAS, DAS
FAMÍLIAS, DAS ESCOLAS E COMUNIDADE
• RESPEITO ÀS DIFERENÇAS: CRIANÇAS ESPECIAIS:
CONHECER A CRIANÇA ALÉM DO DIAGNÓSTICO
• PARTILHAR ENTRE OS EDUCADORES O OLHAR QUE
CADA UM TEM SOBRE A CRIANÇA ESPECIAL E
POTENCIALIZAR AS COMPETÊNCIAS DE CADA
PROFISSIONAL PARA AUXILIAR A CRIANÇA
CONSIDERAÇÕES GERAIS

• DISCUSSÃO FREQUENTE: DIREITOS DAS CRIANÇAS,


DOS PAIS E DOS PROFESSORES
• RESPONSABILIZAR-SE EM TORNAR TODAS AS
CRIANÇAS VISÍVEIS
• AVALIAÇÕES CONSTANTES DA OBSERVAÇÃO POR MEIO
DO DIÁLOGO, PARA TORNAR O CONTEXTO ADEQUADO
ÀS APRENDIZAGENS: MATERIAIS A ALTURA DAS
CRIANÇAS: O AMBIENTE É PREPARADO E EM TODOS
OS DIAS É MODIFICADO
• PRÁTICA COERENTE COM A TEORIA;
CULTURA DA INFÂNCIA EM RÉGGIO EMÍLIA

• CONHECIMENTO POR MEIO DE


EXPLORAÇÕES, VIVÊNCIAS, OBSERVAÇÕES,
CONFRONTOS E APRENDIZAGENS
• CRIANÇA: INVESTIGADORA/PESQUISADORA/
PROTAGONISTA DO SEU PROCESSO DE
APRENDIZAGEM/APRENDE EM DIMENSÃO DE
GRUPO
• A MENTE TRABALHA COM O CORPO
CULTURA DOS PROFESSORES REGGIANOS

• RESPONSABILIDADE PELA APRENDIZAGEM DOS ALUNOS


• ATENTOS AOS CONTEXTOS DE APRENDIZAGENS E DA
ZONA PROXIMAL DE CADA CRIANÇA
• CONHECEDOR DAS TEORIAS E AUTORES IMPORTANTES
• OS ENVOLVIDOS NA EDUCAÇÃO DEVEM TER UMA
MENTE CULTA E VARIADA
• PESQUISADOR E PROVOCADOR
• PREPARADOR DE AMBIENTES DE APRENDIZAGENS
• PROFESSOR INOVADOR
PROFESSOR INOVADOR:

• ENTENDER QUE A LINGUAGEM DO CORPO É A LINGUAGEM DE TODAS AS


LINGUAGENS
• APRESENTAR GRANDE ESCOLHA CULTURAL E POLÍTICA
• REALIZAR EXCURSÕES GUIADAS EM PRAÇAS, PARQUES, MUSEUS ETC
• UTILIZAR OS AMBIENTES COMO ATELIÊS E DEMAIS ESPAÇOS E PARQUES DA
ESCOLA
• TER SEMPRE UM ENCONTRO COM A ARTE: ARTE E MÚSICA
• OFERECER CONTEXTOS DO APRENDER E NÃO DAR RESPOSTAS PRONTAS
• PERCEBER QUE CRIANÇAS E ADULTOS SE TORNAM GRUPOS DE
APRENDIZAGENS
• INTERPRETAR OS REGISTROS PARA FAZER AS CRIANÇAS AVANÇAREM NAS
SUAS INVESTIGAÇÕES E CONSTRUÇÕES
• APRENDER A APRENDER.
 ATUAÇÕES DA EQUIPE PEDAGÓGICA

• SENTIR-SE PERTENCENTE AO AMBIENTE


ESCOLAR
EQUIPE REGGIANA
• PROFESSORA: A ALMA E EMOÇÃO DE CADA
PROJETO: TEM QUE TER VONTADE DE
PROCURAR, PESQUISAR, INVESTIR, DE
ENCONTRAR SEMPRE O NOVO.
• PEDAGOGISTA: AUXILIAR DE ENSINO NESSA
ABORDAGEM
• ATELIERISTA: PROFESSORA DE ARTES : UMA
RELAÇÃO COM O ESPAÇO. ALIANÇA ENTRE
TEORIA E PRÁTICA: TRAZ AS EMOÇÕES DA ARTE
PROVOCAÇÃO DE UM NOVO OLHAR

PARA MALAGUZZI, O PAPEL DOS ADULTOS NO


ENSINO INFANTIL É OUVIR A CRIANÇA EM
SUAS NECESSIDADES, OBSERVAR COMO SE
COMUNICAM, INTERPRETAR O QUE SE VÊ E
OUVIR E DEVOLVER À CRIANÇA UM AMBIENTE
RICO, COM ATIVIDADES CAPAZES DE
SATISFAZER SUAS NECESSIDADES. ESSA SERIA
A FORMA ADEQUADA DE APRENDER.
EQUIPE REGGIANA
• INVESTIGAÇÃO: ENCONTROS PARA
APROFUNDAR PESQUISAS, INSTIGAR O
OBSERVADO, REFLETIR SOBRE AS
INFORMAÇÕES
• PESQUISA DE CAMPO: CAPACIDADE DE
MARAVILHAR-SE, INVESTIGAR E INSTIGAR-SE
COM A PESQUISA. ENFRENTAMENTO DE UM
PROCESSO QUE SE FUNDAMENTA NOS
PRINCÍPIOS E VALORES DA COMUNIDADE
ATELIÊS:

O ATO DE VER É UM PROCESSO CRIATIVO: A


ARTE NOS ENSINA A OLHAR O MUNDO
 
A LINGUAGEM DA ARTE:

• DIREITO DE EXPRESSAR-SE EM DIFERENTES


LINGUAGENS E HABILIDADES
• CAPACIDADE DE VER O MUNDO, SENTIR O
ESTÉTICO E DE OUVIR
• LINGUAGENS MULTIDISCIPLINARES- ENTENDIDA
COMO MÚLTIPLAS FORMAS DE COMUNICAÇÃO
EXPRESSIVA
• MANEIRA DE ENTENDER O CONHECIMENTO
• EXPERIMENTAÇÕES E VIVÊNCIAS
PROJETAÇÃO
• CRIAR CONTEXTOS DE ESCUTA, DE OBSERVAÇÃO: UM
NOVO OLHAR SOBRE SUA PRODUÇÃO.
PLANEJAMENTO/PROCESSO/AÇÃO/MOVIMENTAÇÃO
DIDÁTICA
• UMA ATIVIDADE DO PENSAMENTO
• PESQUISA: ESTRATÉGIA DE TRABALHO QUE
ATRAVESSA TODO O PROCESSO DA ESCOLA
• DISCUTIR COM AS CRIANÇAS SOBRE OS DESENHOS: A
ESCRITA É IMPORTANTE PARA REGISTRAR OS
PROCESSOS
DOCUMENTAÇÃO PEDAGÓGICA

• É A PROJETAÇÃO DAS ATIVIDADES REALIZADAS


• PERMITE APROFUNDAR OS CONHECIMENTOS
SOBRE O QUE ESTÁ EM PROCESSO DURANTE
O PROJETO
• APRESENTA CUNHO JORNALÍSTICO
OBJETIVO DA DOCUMENTAÇÃO:

•  ENCANTAMENTO: MANTER A CURIOSIDADE,


INTERESSE E A PAIXÃO PELOS OUTROS, PELA
COMUNIDADE E PELO SEU ENTORNO.
O QUE É PRECISO PARA DOCUMENTAR?

• É PRECISO PROFESSORAS DISPONÍVEIS,


MOTIVADORAS, COM ATITUDES DE PESQUISA.
• PROFESSORA NÃO INFORMA, ELA INSTIGA A
PESQUISA.
• ELA REGISTRA OS QUESTIONAMENTOS.
• ELA ENCANTA E DEIXA SE ENCANTAR.
EXEMPLOS DE AÇÕES PROVOCATIVAS
MONTAGENS DE AMBIENTES
• BRINCADEIRAS AO SOL: PERCEPÇÃO DAS IMAGENS E
SOMBRAS
• PROJETAR IMAGENS
• AMPLIAR O OLHAR PARA A OBSERVAÇÃO
• ENTENDER O GRUPO DE CRIANÇAS E PROVOCAR A
BUSCA DE NOVOS CONHECIMENTOS

 “A ESCOLA DEVERIA SER O ESPELHO DO QUE EXISTE NO


MUNDO”
 
A ESCOLA REGGIANA DEVE TER:

• MICROSCÓPIO
• LUPAS
• SCANNER
• PROJETOR
• COMPUTADOR/MONITOR
• IMPRESSORA
• MESAS REFLETORAS
• RETRO-PROJETORES
• LANTERNAS
• CANETAS MICROSCÓPICAS
• CÂMERAS DIGITAIS
• REFLETORES
• MICROFONES
• APARELHOS DE SONS
• INSTRUMENTOS MUSICAIS
•  MÁQUINA FOTOGRÁFICA
MATERIAIS MAIS UTILIZADOS NAS ESCOLAS
REGGIANAS
• ARGILA ( LINGUAGEM VIVA EM RÉGGIO
EMÍLIA)
• ELEMENTOS DA NATUREZA
MATERIAIS UTILIZADOS NAS ESCOLAS
REGGIANAS
• OBJETOS DIFERENTES: CONES PLÁSTICOS, BLOCOS DE MADEIRAS DE DIFERENTES
TAMANHOS
• TUBOS PLÁSTICOS
• CANOS DE PVC
• FIGURAS DE ANIMAIS
• BLOCOS DE MADEIRAS
• LEGOS
• ROLOS DIVERSOS
• MANGUEIRAS
• PANELAS/TAMPAS/ TALHERES/UTENSÍLIOS DE COZINHA
• ROLOS DE LINHAS
• FOLHAS
• PEDRAS
• MADEIRAS/GALHOS/GRAVETOS
• TERRA E AREIA DE DIFERENTES CORES
MATERIAIS UTILIZADOS NAS ESCOLAS
REGGIANAS
• PALETS
• CAIXAS DE MADEIRAS  E CONTAINERES PLÁSTICOS
• FUNIS
• TELHAS
• FERROS RETORCIDOS
• BAMBUS
• BACIAS PLÁSTICAS
• PLÁSTICOS
• ACETATO
• PLÁSTICO BOLHA
• PLÁSTICOS DE VÁRIOS TIPOS
• TECIDOS
• LIXAS
• CARVÃO
• TINTAS
• NANQUIM
• GESSOS
• TINTAS PASTÉIS A OLEO
CONCLUSÃO:

• OS AMBIENTES PRECISAM SER PROVOCATIVOS, OS MESMOS


PRECISAM SER ALIMENTADOS E MODIFICADOS
DIARIAMENTE.
• QUANDO O AMBIENTE É INSTIGANTE A PRÓPRIA CRIANÇA
DESCOBRE AS SUAS POSSIBILIDADES.
• A ABORDAGEM EMILIANA NÃO SE PREOCUPA COM A
SISTEMATIZAÇÃO DA ESCRITA.
• NÃO PROPÕE ALFABETIZAÇÃO NA PRIMEIRA INFÂNCIA.
• O PROFESSOR PRECISA SER UM ESTUDIOSO, PESQUISADOR E
COM GRANDE CAPACIDADE DE OBSERVAÇÃO E ESCUTA .
• NA PRÁTICA PRECISA SER UM PROVOCADOR.
UMA EXPERIÊNCIA INESQUECÍVEL
Elaboração:

• Maria Claret Lamounier Elias- Diretora


pedagógica
• Maria Helena Lapa Dani- Assessora
pedagógica

Você também pode gostar