Você está na página 1de 46

Item 2

Analisando as
Demonstrações
Contábeis
Objetivos do Capítulo
Apresentar as entidades
responsáveis pelas normas de
contabilidade que as entidades devem
seguir.

Discutir sobre as demonstrações


contábeis de uma entidade.

Índices que são utilizados para


analisar uma entidade.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Introdução

 A entidade será capaz de pagar dividendos?


 Quais as perspectivas futuras de resultado
da entidade?
 Qual o nível das dívidas com terceiros?

 Essas são algumas das informações que


podem influenciar na sua decisão de investir
ou não em uma entidade.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Reguladores
 Como uma entidade decide o que deve apresentar ao
usuário?
 Que formato deve utilizar?
 Como se deve mensurar um evento que ocorreu com a
entidade?

A resposta a essas questões termina por exigir regras para a


contabilidade.

O organismo responsável pela formulação de normas


contábeis é o Iasb.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Reguladores
No Brasil o organismo responsável pelas normas de
contabilidade é o Comitê de Pronunciamentos Contábeis
(CPC), criado em 2005, por meio da Resolução 1.055 do
Conselho Federal de Contabilidade (CFC).

 Fazem parte:
 Membros: Abrasca, Apimec Nacional, BM&FBOVESPA, FIPECAFI e
o Ibracon.
 Conta com o apoio formal: CVM, Bacen e do Ministério da
Fazenda.
 Além dessas, participam das reuniões como membros
convidados : a Susep, a RFB, a Febraban e a CNI.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Demonstrações Contábeis
 Demonstrações financeiras é o termo utilizado pela
legislação brasileira para descrever todas as informações
financeiras apresentadas por uma entidade.

 Entretanto o CPC, em seus pronunciamentos, adota a


terminologia demonstrações contábeis.

 O objetivo das demonstrações contábeis é fornecer


informação para ajudar a administração, os investidores, os
financiadores e outros usuários no seu processo de decisão
de investimento, crédito e alocação de recursos.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Demonstrações Contábeis

 Balanço Patrimonial

 Demonstração do Resultado

 Demonstração das Mutações do


Patrimônio Líquido

 Demonstração dos Fluxos de


Caixa

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Balanço Patrimonial

 O balanço patrimonial apresenta uma posição


sobre uma entidade numa data do tempo.

Ativo Passivo e Patrimônio Líquido


Passivo Circulante
Ativo Circulante
Passivo Não Circulante
Patrimônio Líquido
Ativo Não Circulante

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Ativo Circulante
 Ativo circulante - ativos que serão
convertidos em caixa ou serão
usados no negócio dentro de um
período de um ano.

 Quando uma entidade tiver um


ciclo operacional superior ao
período de um ano, um ativo pode
ser considerado circulante desde
que seja convertido em caixa num
período correspondente ao seu ciclo
operacional.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Ativo Circulante
As contas do ativo são organizadas de acordo com a ordem de
liquidez.
Classic S/A
Balanço Patrimonial (parcial)
31/12/20X4 R$ Mil
Circulante 135.748
Disponível 4.527
Aplicações Financeiras 31.880
Contas a Receber de Clientes 59.696
Estoques 27.073
Impostos a Recuperar 4.328
Outros Créditos 7.291
Despesas do Exercício Seguinte 953
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Ativo Não Circulante

 O realizável a longo prazo diz respeito aos


direitos que serão convertidos em caixa após doze
meses.

 Ex: aplicação financeira realizada pela entidade


no final de 20X5, cujo prazo de resgate seja de 24
meses.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Ativo Não Circulante
 No grupo dos investimentos estão classificados os
recursos que as entidades aplicam em ativos que
não tenham relação com suas atividades
operacionais.
 Esses investimentos devem possuir a característica
de serem “permanentes, sem terem a característica
especulativa.
 Ex: os recursos que a entidade aportou em outras
entidades, os imóveis para aluguéis e obras de arte.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Ativo Não Circulante
 O imobilizado é mais amplo e representa a
infraestrutura que a entidade utiliza no seu processo
produtivo.

 Ex: bens tangíveis (corpóreos), como terrenos,


máquinas, equipamentos, computadores, móveis,
instalações e prédios.

 Na grande maioria dos itens que compõe o


imobilizado ocorre o processo de depreciação.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Ativo Não Circulante

 A depreciação refere-se à prática de alocar o custo


de um ativo ao resultado ao longo da sua vida útil.
Assim, a cada período, parte do custo do ativo é
“levado a resultado”.

 Os ativos que sofrem são apresentados no


balanço pelo valor de custo de aquisição menos a
soma da depreciação que foi levada a resultado,
denominada de depreciação acumulada.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Ativo Não Circulante
 Os recursos naturais, como o florestamento ou
reflorestamento e as jazidas de minérios – estão
sujeitos à exaustão.
 Como esses recursos vão sendo extraídos e a
capacidade dessas minas ou florestas vão sendo
reduzidas, torna-se também necessária a
apropriação de parte do custo desses ativos ao
resultado. Esse processo é denominado de exaustão
e a conta no balanço que reduz o valor desses ativos
é chamada de exaustão acumulada.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Ativo Não Circulante

 O intangível corresponde aos bens e direitos


incorpóreos que também tenham relação com a
atividade operacional da entidade.

 Ex: desenvolvimento de produtos, gastos com


registros de marcas ou patentes, o direito de
exploração de alguns serviços governamentais, os
softwares e o ágio na aquisição de participações em
outra empresa.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Ativo Não Circulante

 Alguns desses direitos possuem uma data


predeterminada de utilização, e serão baixados
(diminuídos) em função dessa vida útil.

 Para os ativos intangíveis, essa redução é


denominada de amortização e a conta redutora do
direito, no balanço, é a amortização acumulada. Os
ativos intangíveis que não tiverem vida útil definida
não estão sujeitos à amortização, como é o caso do
ágio pago na aquisição de empresas.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Passivo Circulante

 O passivo circulante compreende as obrigações


que a entidade possui com terceiros que deverão
ser quitadas até o final do próximo exercício social.
 Por refletir os compromissos de curto prazo da
entidade, é necessária uma especial atenção, por
parte do usuário, na capacidade de quitá-los.
 Ex: empréstimos e financiamentos, fornecedores,
tributos a pagar, salários e encargos sociais,
dividendos.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Passivo Não Circulante

 A principal diferença entre o passivo exigível a


longo prazo e o passivo circulante diz respeito ao
prazo que a entidade deverá arcar com a obrigação.
 Enquanto que no passivo circulante a obrigação
deverá ser paga até o final do próximo exercício
social, o passível exigível a longo prazo ultrapassa a
essa data.
 Esse critério é denominado de ordem de
exigibilidade.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Patrimônio Líquido

 O patrimônio líquido representa os recursos dos


proprietários e, por essa razão, é também
denominado de capital próprio.

 Fazem parte do patrimônio líquido: o capital


social, as reservas e o lucro (prejuízo) acumulados.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Patrimônio Líquido
 O capital social refere-se ao valor que foi
colocado na entidade por seus acionistas.

 As reservas se referem a algo que se deixa


guardado para uma eventual necessidade.

 O lucro (prejuízo) acumulado representa os


valores que a empresa obteve de resultado,
apurado na demonstração do resultado, e que
ainda não existe uma definição sobre seu destino.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Balanço Patrimonial
Hotel Encosta do Mar
Balanço Patrimonial
31 de Dezembro de 20X5
Ativo Passivo e Patrimônio Líquido
Ativo Circulante Passivo Circulante
Bancos e Caixa 4.800 Empréstimos e Financiamentos 17.000
Investimentos de Curto Prazo 12.700 Fornecedores 6.400
Valores a Receber 14.900 Impostos, Taxas e Contribuições 2.080
Estoques 9.100 Dividendos a Pagar 2.120
Outros 1.000 Outros 1.100
Total do Ativo Circulante 42.500 Total do Passivo Circulante 28.700

Realizável a Longo Prazo 14.400 Empréstimos e Financiamentos 24.000


Investimentos 13.400 Outros 2.500
Imobilizado 38.400 Total do Passivo Não Circulante 26.500
Total do Ativo Não Circulante 66.200
Patrimônio Líquido
Capital Social 40.000
Reservas 13.500 53.500

Ativo Total 108.700 Passivo e Patrimônio Líquido 108.700

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
 Análise de índices: Os índices correspondem a
uma relação – geralmente uma divisão – entre dois
ou mais itens das demonstrações contábeis.

 A utilização dos índices pode ser feita da seguinte


forma:
 Através de comparação com outras entidades;
 Através de comparação com valores médios do setor de
atuação da entidade; e
 Através da evolução do índice da entidade ao longo do
tempo.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO

 Margem Líquida: é geralmente apresentado em


percentagem e mede quanto uma entidade
consegue gerar de resultado para cada unidade
obtida de receita.

 Margem líquida = resultado


receita

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO

 Giro do Ativo: ativo mede a capacidade de


geração de receita pelo montante de ativo que está
disponível.

 Giro do ativo = receita


ativo

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
Hotel Encosta do Mar
Demonstração do Resultado
20X4 e 20X5 em R$
20X5 20X4
Receita
Receita Líquida 95.400 76.320

Despesas
Custo dos Serviços Prestados 57.600 47.900 Margem Líquida = Lucro Líquido
Despesas Operacionais 15.400 17.100 Receita

Despesas com Impostos 18.000 9.600


Giro do Ativo = Receita
Total das Despesas 91.000 74.600 Ativo
Em 20X5 Em 20X4

Lucro Líquido 4.400 1.720 Margem Líquida 4.400 1.720


95.400 76.320
4,61% 2,25%

Giro do Ativo 95.400 76.320


108.700 103.200
0,88 vezes 0,74 vezes

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES
DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO

 Apresenta as mudanças ocorridas nesse grupo patrimonial:


destinação do resultado gerado no período, integralização
de capital e constituição ou reversão de reserva.

 O resultado pode ser utilizado pela entidade para


aumentar seu capital, para aumentar o volume das reservas
ou para distribuir entre os seus acionistas.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES
DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Hotel Encosta do Mar
Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido
Em X3, X4 e X5 Em R$
Lucros Total do
Capital
Reservas (Prejuízos) Patrimônio
Social
Acum. Líquido
Saldo inicial em 31/12/20X3 18.200 1.800 13.500 33.500
Aumento/Reducão do Capital 18.000 18.000
Constituição de Reservas 10.000 (10.000) -
Lucro/Prejuízo do Exercício 1.720 1.720
Dividendos Propostos (2.000) (2.000)
Saldo em 31/12/20X4 36.200 11.800 3.220 51.220
Lucro/Prejuízo do Exercício 4.400 4.400
Realização de Reservas 3.800 (3.800) -
Dividendos Propostos (2.120) (2.120)
Saldo em 31/12/20X5 40.000 8.000 5.500 53.500

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO O BALANÇO PATRIMONIAL

 Liquidez Corrente: relaciona os ativos de curto


prazo da entidade com as obrigações de curto prazo.
É uma medida de risco da entidade.

 Liquidez corrente = ativo circulante


passivo circulante

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO O BALANÇO PATRIMONIAL

 Dívida sobre Ativo Total: esse índice procura


analisar quanto de recursos de terceiros está sendo
utilizado para financiar os ativos da entidade.

 Dívida sobre Ativo Total = passivo total


ativo total

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO O BALANÇO PATRIMONIAL

 Perfil da Dívida: refere-se à relação entre a dívida


de curto prazo com a dívida de longo prazo.

 Perfil da Dívida = passivo circulante


passivo não circulante

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO O BALANÇO PATRIMONIAL
Liquidez Corrente = Ativo Circulante/Passivo Circulante
Hotel Encosta do Mar
Balanço Patrimonial 31/12/20X5 31/12/20X4
Em 20X4 e 20X5 Em R$ Hotel Encosta do Mar 42.500 37.900
Ativo 31.12.X5 31.12.X4 Passivo e Patrimônio Líquido 31.12.X5 31.12.X4
28.700 40.760
Ativo Circulante Passivo Circulante
Resultado da Empresa 1,48 0,93
Caixa 4.800 3.700 Empréstimos e Financiamentos 17.000 25.200
Investimentos de Curto Prazo 12.700 10.600 Fornecedores 6.400 8.400
Média do Setor 1,35
Valores a Receber 14.900 12.700 Impostos, Taxas e Contribuições 2.080 3.460
Estoques 9.100 10.400 Dividendos a Pagar 2.120 2.000
Outros 1.000 500 Outros 1.100 1.700
Dívida sobre Ativo = Passivo/Ativo
Total do Ativo Circulante 42.500 37.900 Total do Passivo Circulante 28.700 40.760

31/12/20X5 31/12/20X4
Passivo Não Circulante
Empréstimos e Financiamentos 24.000 9.080
Hotel Encosta do Mar 28.700+26.500 40.760+11.220
Ativo Não Circulante Outros 2.500 2.140 108.700 103.200
Realizável a Longo Prazo 14.400 15.500 Total do Passivo Não Circulante 26.500 11.220 Resultado da Empresa 50,78% 50,37%
Investimentos 13.400 12.700
Imobilizado 36.000 35.000 Média do Setor 55%
Intangível 2.400 2.100 Patrimônio Líquido
Total do Ativo Não Circulante 66.200 65.300 Capital Social 40.000 36.200
Reservas 8.000 11.800 Perfil da Dívida = Passivo Circulante/Passivo Não Circulante
Lucros (Prejuízos) Acumulados 5.500 3.220
Total do Patrimônio Líquido 53.500 51.220 31/12/20X5 31/12/20X4
Hotel Encosta do Mar 28.700 40.760
Ativo Total 108.700 103.200 Passivo e Patrimônio Líquido 108.700 103.200 26.500 11.220
Resultado da Empresa 1,08 3,63

Média do Setor 1,23

Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA

 A Demonstração dos Fluxos de Caixa é uma das


principais fontes de informação de uma entidade
para os seus usuários.

 Investidores, gerentes, agências reguladoras e


outros querem saber o que ocorreu com o caixa da
entidade.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA
 Atividades operacionais: são os recebimentos de clientes e
os pagamentos de salários, aluguel, seguros, fornecedores
entre outros.
 Atividade de financiamento: refere-se à captação de
recursos junto a instituições financeiras e acionistas e a
remuneração desses recursos captados, como os dividendos,
por exemplo.
 Atividades de investimento: são os recursos aplicados em
prédios, terrenos, equipamentos, entre outros.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA

 Geralmente uma entidade deve conseguir a médio


e longo prazo gerar caixa com suas atividades
operacionais.
 Ou seja, o fluxo proveniente da atividade
operacional deve ser positivo para que a entidade
seja viável a longo prazo.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA

 Cobertura de dívidas: mostra se os recursos gerados pela


entidade no período seriam suficientes para quitar as dívidas
de curto prazo.

 Cobertura da dívida = fluxo das atividades operacionais


passivo circulante

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA

 Uma outra forma de analisar esse índice é dividir a unidade


pelo índice, encontrando um prazo médio para pagamento
das dívidas de curto prazo em anos, se o fluxo utilizado for
anual.
 Prazo médio de pagam. das dívidas = 1________
cobertura da dívida

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA

 Fluxo sobre lucro: refere-se à capacidade da entidade em


transformar o lucro líquido, uma medida contábil de
desempenho, em caixa, uma medida financeira.

 Fluxo sobre lucro = fluxo das atividades operacionais


lucro

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA

 É preciso tomar cuidado ao utilizar esse índice quando


ocorrer valores negativos:
a) Fluxo negativo e lucro – a entidade gerou lucro, mas não
conseguiu gerar recursos financeiros;
b) Fluxo positivo e prejuízo – mesmo com prejuízo no exercício, a
entidade conseguiu gerar recursos financeiros no período; e
c) Fluxo negativo e prejuízo – a entidade não conseguiu gerar caixa
nem lucro no período.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Usando as
Demonstrações Contábeis
UTILIZANDO A DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE
CAIXA Hotel Encosta do Mar
Demonstração do Fluxo de Caixa
Em 20X4 e 20X5 Em R$
Cobertura de Dívidas = FC Operacional/Passivo Circulante 20X5 20X4
Fluxo de Caixa da Atividade Operacional
31/12/20X5 31/12/20X4
Recebimento de Caixa das atividades operacionais 99.000 74.100
Hotel Encosta do Mar 520 3.500
28.700 40.760 Pagamento de Caixa na atividades operacionais 98.480 70.600
Resultado da Empresa 0,02 0,09 Fluxo Provenientes (usados) na atividade operacional 520 3.500

Média do Setor 0,45 Fluxo de Caixa da Atividade de Financiamento


Dividendos Pagos (2.000) (1.500)
Obtenção de Empréstimos 6.840 1.200
Fluxo sobre Lucro = FC Operacional/Lucro Líquido Fluxo Provenientes (utilizados) na atividade de Financiamento 4.840 (300)

31/12/20X5 31/12/20X4 Fluxo de Caixa das Atividades de Investimento


Hotel Encosta do Mar 520 3.500
4.400 1.720 Investimento em Imobilizado (1.000) (970)
Resultado da Empresa 0,12 2,03 Outros investimentos líquidos (1.160) (180)
Fluxo Provenientes (utilizados) na atividade de investimento (2.160) (1.150)
Média do Setor 1,12
Variação Líquida no Exercício 3.200 2.050
Disponibilidades no início do exercício 14.300 12.250
Disponibilidades no final do exercício 17.500 14.300

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Características Qualitativas
da Informação Contábil
Características Fundamentais da Informação
Contábil

 Relevância: a informação é relevante quando influencia as


decisões econômicas do usuário. Isto pode ocorrer ajudando
na predição ou na confirmação. A relevância está associada
ao processo decisório.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Características Qualitativas
da Informação Contábil
Características Fundamentais da Informação
Contábil

 Representação fidedigna: indica que a informação contábil


deve apresentar três atributos: ser completa, neutra e livre
de erro. Ou seja, deve incluir toda informação necessária
(completa) para que o usuário compreenda o que está
ocorrendo na entidade. Esta informação não deve ter viés, ou
deve ser neutra. E a informação não deve ter erros.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Características Qualitativas
da Informação Contábil
Características de Melhoria

 São quatro as características de melhoria: comparabilidade,


verificabilidade, tempestividade e compreensibilidade.

 Comparabilidade: O usuário da informação deve ter


condições de comparar as demonstrações contábeis ao longo
do tempo e com outras entidades.

Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018


Características Qualitativas
da Informação Contábil
Características de Melhoria

 Verificabilidade: diz respeito a necessidade que diferentes


observadores tenham um consenso sobre a realidade
econômica da entidade.

 Tempestividade: é dispor a informação para o usuário a


tempo de influenciar a sua decisão.

 Compreensibilidade: a informação deve ser clara e concisa


para que seja compreensível pelo usuário.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
Características Qualitativas
da Informação Contábil
Continuidade e Restrição ao Custo

 A continuidade significa que a entidade irá permanecer


operando nos próximos exercícios. Se existir a possibilidade
da entidade não continuar atuando nos próximos anos, isto
deve mudar a forma de mensuração das demonstrações.

 A restrição ao custo enfatiza o fato de que a informação


tem um custo. Em certas situações, obter uma informação
pode ser muito dispendioso para a entidade e isto deve ser
considerado nas demonstrações contábeis.
Analisando as Demonstrações Contábeis Silva e Rodrigues, 2018
BONS
ESTUDOS!!!