Você está na página 1de 127

Psicologia da Educação

Profª.: Andrea Paiva


FBB/FACE
Reflexão

"A educação é aquilo que


sobrevive depois que tudo o que
aprendemos foi esquecido."

( Burruhs Frederic Skinner )


Outra reflexão

“Viver é o que eu desejo ensinar-


lhe. Quando sair das minhas mãos,
ele não será magistrado, soldado
ou sacerdote, ele será, antes de
tudo, um homem. “
(Rousseau)
Psicologia da Educação como
ciência

• Thorndike (1903);

• Três Leis Primárias:

• Lei do Efeito;
• Lei do Exercício;
• Lei da Prontidão.
Psicometria e Psicologia
Experimental

• 1905 - Albert Binet;

• Guerras;

• Revolução Industrial;
Inteligências Múltiplas

1985 – Howard Gardner:


Inteligências Múltiplas

– Inteligência Lingüística;

– Inteligência Musical;

– Inteligência Lógico-matemática;
Inteligências Múltiplas

– Inteligência Espacial;

– Inteligência Cinestésica;

– Inteligência Interpessoal;

– Inteligência Intrapessoal.
Inteligências Múltiplas

– Inteligência Pictográfica;

– Inteligência Naturalista;
Inteligências Múltiplas

Teoria das Inteligências Múltiplas e


Educação
Linguagens da Aprendizagem

• Pictórica;

• Auditiva;

• Midiática;

• Cinestésica;

• Gráfica.
Teoria Behaviorista

• Ivan Petrovich Pavlov;

• John Watson;

• Burrhus Frederic Skinner.


Ivan Petrovich Pavlov

Condicionamento Clássico
Reflexo não-Condicionado
Reflexo Condicionado
John Watson

• Programa Experimental:

– Experiências com bebês;

– A fábrica de medos;

– A eliminação de medos.
John Watson
“Dêem-me uma dúzia de crianças saudáveis,
bem formadas, e um ambiente para criá-las
que eu próprio especificarei e eu garanto
que, tomando qualquer delas ao acaso,
prepará-la-ei para tornar-se qualquer tipo
de especialista que eu selecione – um
médico, advogado, artista comerciante e,
sim, até um pedinte ou ladrão,
independente de seus talentos, pendores,
tendências, aptidões, vocações e raça de
seus ancestrais.. “
Frederic Skinner

• Condicionamento Operante;

• Principais reforços:
1. Positivo;
2. Negativo;
3. Extinção;
4. Castigo;
• Valor da Recompensa.
Frederic Skinner

Máquinas de Ensinar : Os alunos deveriam


ser informados no mesmo instante a respeito de
seu acerto ou erro. Havendo acerto, deveriam
saber qual o próximo passo. O segredo aqui
reside em reforçar os pequenos sucessos, e ir
aumentando aos poucos os desafios
Frederic Skinner
Frederic Skinner

Instrução Programada:

Mamífero é todo o animal que mama quando é filhote.


Todo animal que mama quando filhote é um mamífero

Quando um animal mama ao nascer, podemos afirmar


que ele é um _____________

Mamífero
Frederic Skinner

O médico bate no seu joelho (no


tendão patelar) com um martelinho
de borracha para examinar
seus ..........
Clique aqui para conferir a resposta
Teoria Behaviorista

Condicionamento Condicionamento
Clássico Operante
Reforço vem antes Reforço vem depois
da resposta; da resposta;

Resultado não Resultado depende


depende das ações do das ações do sujeito.
sujeito.
Refutações ao Behaviorismo

 O Behaviorismo ignora a consciência, os


sentimentos e os estados mentais;

 Apresenta o comportamento simplesmente


como um conjunto de respostas a estímulos,
descrevendo a pessoa como um autômato, um
robô, um fantoche ou uma máquina;
Refutações ao Behaviorismo
 Não consegue explicar as realizações criativas
– na Arte, por exemplo, ou na Música, na
Literatura, na Ciência ou na Matemática;

Trabalha com animais, particularmente


com ratos brancos, mas não com
pessoas, e sua visão do comportamento
humano atém-se, por isso, àqueles
traços que os seres humanos e os
animais têm em comum.
Para refletir

Como o professor pode aplicar a teoria


behaviorista de forma a otimizar o
processo ensino-aprendizagem?
Teoria Psicanalítica

Sigmund Freud;
Repartições da mente

• Consciente;

• Subconsciente;

• Inconsciente.
Estrutura Tripartite da Mente
Fases do Desenvolvimento
Sexual
• Fase Oral (0 a 2 );

• Fase Anal (2 a 4);

• Fase Fálica (4 a 5 );

• Latência (5 a 10 );

• Fase Genital ( + 12 ).
Fases do Desenvolvimento
Sexual

Fase Oral (0 a 2 )
Fases do Desenvolvimento
Sexual

Fase Anal (2 a 4)
Fases do Desenvolvimento
Sexual

Fase Fálica (4 a 5)
Complexo de Édipo
O período sexual
fálico em que a
criança se dá, então,
conta da diferença
de sexos, tendendo a
fixar a sua atenção
libidinosa nas
pessoas do sexo
oposto no ambiente
familiar.
Complexo de Electra

Correlativo feminino
do Complexo de Édipo.
Fases do Desenvolvimento
Sexual

Latência (6 a 7)
Para refletir

Por que é na Latência que ocorre o


estabelecimento do superego?
Fases do Desenvolvimento
Sexual

Fase Genital
Mecanismos de Defesa
• Repressão;

• Regressão;

• Projeção;

• Negação;
Mecanismos de Defesa

• Formação Reativa;

• Racionalização;

• Sublimação;

• Identificação;
Mecanismos de Defesa

• Deslocamento;

• Substituição;

• Compensação;

• Transferência.
Teoria Psicanalítica X Prática
Pedagógica

Por que o educador deve conhecê-la?


Refutações a Teoria
Psicanalítica

Interpretação dos sonhos


Para refletir

Como seria o
comportamento de
uma pessoa
se agisse mais orientada
pelo Id?
Psicologia do Desenvolvimento

Fatores que influenciam o


desenvolvimento humano:

1. Hereditariedade;
2. Crescimento Orgânico;
3. Maturação Neurofisiológica;
4. Meio.
Psicologia do Desenvolvimento

Aspectos do Desenvolvimento Humano:

1. Aspecto intelectual;

1. Aspecto afetivo-emocional;

2. Aspecto social.
Teoria Construtivista
(Interacionista)

Jean Piaget;
Teoria Construtivista
(Interacionista)

Espiral
Desenvolvimento da
Inteligência
• Hereditariedade;

• Adaptação;

• Esquemas;

• Equilibração das Estruturas Cognitivas;

• Organização.
Formas do Conhecimento :

Conhecimento físico Conhecimento lógico


-matemático
Estágios do Desenvolvimento

• Estágio Sensório-motor (0 a 2 );

• Estágio Pré-operacional (2 a 6 );

• Estágio das Operações Concretas (7 a 11);

• Estágio das Operações Formais (+ 11 anos).


Estágios do Desenvolvimento
• Estágio Sensório-motor (0 a 2 );
Estágios do Desenvolvimento
Estágio Pré-operacional (2 a 6 );
Estágios do Desenvolvimento
Estágio das Operações Concretas (7 a 11);
Estágios do Desenvolvimento
Estágio das Operações Formais (+ 11 anos).
Equívocos sobre o
construtivismo
• Uma postura construtivista elimina os programas de ensino?

• Podem professores construtivistas chamar atenção, impor


disciplina?

• Quem adota a postura construtivista deve realizar


avaliações?

• O Construtivismo aplica-se a crianças em qualquer nível de


inteligência?
Evolução da Consciência
Moral

ANOMIA HETERONOMIA AUTONOMIA


Teoria Sócio-Interacionista

• Lev Vygotsky;

• Mediação;

• Processo de Internalização;

• ZDP (Zona de Desenvolvimento


Proximal);

• Função do professor.
Linguagem e Pensamento

1. Fala social;

2. Fala egocêntrica;

3. Fala interior.
Diferenças entre Piaget e
Vygotsky

• Piaget (sujeito/Objeto);

• Vygostsky (Sujeito/Sujeito);

• Piaget (Desenvolvimento/Aprendizagem);

• Vygostsky Aprendizagem/Desenvolvimento).
Para refletir

Entre os conceitos de Piaget e


Vygotsky, acerca da construção do
conhecimento, qual é o mais
coerente e por quê?
Teoria Sócio-Interacionista

Henri Wallon:

• Emoção;

• Psicogênese da Pessoa Completa.


Etapas do Desenvolvimento
Humano

1)  Impulsivo-emocional (1º ano);

2)  Sensório-motor e projetivo (até 3º ano);

3)  Personalismo (3º ao 6º ano);

4)  Categorial;

5)  Predominância funcional.


Quatro elementos básicos do
Desenvolvimento
• Afetividade;

• Emoções;

• Movimento;

• Formação do EU;
Para refletir

A seu ver, a afetividade na relação


professor-aluno propicia a aprendizagem
ou é um elemento neutro no processo?
Por quê?
Teoria Humanista

• Carl Rogers;

• Abordagem centrada na
pessoa;

• Não-diretividade;

• Conteúdo significativo.
Princípios da Aprendizagem

• Seres humanos têm uma potencialidade


natural para aprender;

• A aprendizagem significante ocorre


quando a matéria de ensino é percebida
pelo aluno como relevante para seus
próprios objetivos;
Princípios da Aprendizagem

• Aprendizagens que ameaçam o EU (ego)


são mais facilmente assimiladas quando
são reduzidas as ameaças externas;

• Grande parte da aprendizagem


significante é adquirida através de atos;
Princípios da Aprendizagem

• A aprendizagem é facilitada quando o


aluno participa responsavelmente do
processo de aprendizagem;

• A aprendizagem que envolve a pessoa do


aprendiz como um todo(sentimentos e
intelecto) é mais duradoura e abrangente;
Princípios da Aprendizagem

• A auto-avaliação desenvolve a
criatividade;

• Deve-se ensinar o aluno a aprender.


Atitudes que caracterizam o
facilitador de aprendizagem

• Autenticidade no facilitador de
aprendizagem;

• Prezar, aceitar e confiar;

• Compreensão empática.
Teoria da Personalidade

ERIK ERIKSON
Teoria da Personalidade
Teoria da Personalidade

Confiança versus Desconfiança


(aproximadamente dos 0-18 meses)
Teoria da Personalidade

Autonomia versus Vergonha e Dúvida


(aproximadamente dos 18meses-4 anos)
Teoria da Personalidade

Iniciativa versus Culpa


(aproximadamente dos 4-7 anos)
Teoria da Personalidade

Criatividade versus Inferioridade


(aproximadamente dos 7-12 anos)
Teoria da Personalidade

Identidade Versus Confusão


(12 a 18 anos)
Teoria da Personalidade

Intimidade Versus Isolamento


( 18 a 30 anos)
Teoria da Personalidade

Generatividade versus Estagnação


(30 a 50 anos)
Teoria da Personalidade

Integridade versus Desespero


( a partir dos 50 anos)
Psicologia da Educação X
Realidade Atual no Brasil
Geração Delivery
Geração Delivery
Geração Delivery
Geração Delivery
Geração Delivery
Professor X Geração Delivery

Não dar aulas,


fazer aulas;

Partir do
conhecimento
prévio do aluno.
Processo de Aprendizagem

O que é aprender?
Fatores que influenciam no
processo de aprendizagem

Hereditariedade e Ambiente;
Fatores que influenciam no
processo de aprendizagem

Programa Curricular;
Auto-Estima
Afetividade
Motivação

Pirâmide de Maslow
Motivação
Intrínseca Extrínseca
Fatores que influenciam no
processo de aprendizagem

Subjetividade e Objetividade.
DIFICULDADE OU DISTÚRBIO
DE APRENDIZAGEM?

Sara Paín:

1. Corpo;
2. Organismo;
3. Desejo;
4. Inteligência.
DIFICULDADE OU DISTÚRBIO
DE APRENDIZAGEM?

• René Diatkine – O risco de considerar


como parâmetro o sucesso de alguns;

• Anny Cordié – Fracasso escolar:


problema atual.
ETIOLOGIA DAS DIFICULDADES-
PSICOPEDAGOGIA

• Relação que o sujeito da aprendizagem


estabelece com o conhecimento e o saber;

• Possíveis manejos inadequados nas instituições


que provocam dificuldades de ordem reativa;

• O aluno é visto como um todo, levando-se em


consideração as quatro estruturas;
ETIOLOGIA DAS DIFICULDADES-
PSICOPEDAGOGIA

• O contexto onde ele se insere é importante


para esclarecer a sua relação com o
conhecimento;

• Os conflitos são considerados pertinentes e


decorrentes das tensões advindas da
complexidade de fatores presentes nos
ambientes onde ocorrem;

• O processo de ensino-aprendizagem;
ETIOLOGIA DAS DIFICULDADES-
PSICOPEDAGOGIA

• Diagnóstico psicopedagógico : Uma parte


significativa dos profissionais apóia a
pesquisa diagnóstica na ZDP, pois
diagnósticos pautados apenas na
Psicometria como forma de medir
habilidades e competências são
entendidas como “uma fotografia
instantânea”.
Como a aprendizagem
acontece no cérebro ?
Como a aprendizagem
acontece no cérebro?

• Neurônio
Como a aprendizagem
acontece no cérebro ?

Partes do Neurônio
Como a aprendizagem
acontece no cérebro ?
Sinapse
DISLEXIA

Distúrbio eu compromete a linguagem na


área da escrita, leitura e soletração
DISLEXIA
DISLEXIA
SINTOMAS DA DISLEXIA

• Demora na aquisição da leitura e escrita;

• Disgrafia;

• Comprometimento da memória imediata;

• Lateralidade;

• Dificuldade com rimas;


SINTOMAS DA DISLEXIA

• Seqüência;

• Compreensão de texto escrito;

• Discalculia.
TRATAMENTO
TDA/H-Transtorno do déficit de Atenção /
Hiperatividade

Transtorno de aprendizagem
neurobiológica, de ordem genética , que
aparece na infância e acompanha o
indivíduo por toda a sua vida.
SUBTIPOS DO TDA/H

• Predominantemente desatento;

• Predominantemente hiperativo e impulsivo;

• Tipo combinado.
SINTOMAS DO TDA/H
DESATENÇÃO:

1. Detalhes;

2. Só escuta o que lhe interessa;

3. Organização;

4. Se distrai com estímulos alheios;

5. Esquecimento.
SINTOMAS DO TDA/H
HIPERATIVIDADE:

1. Agitação de mãos e pés;

2. Corre sem destino;

3. Não se enquadra nas brincadeiras;

5. Intensa atividade motora e verbal;


SINTOMAS DO TDA/H
IMPULSIVIDADE:

1. Dá respostas antes das perguntas serem


completadas;

2. Tem dificuldade de aguardar sua vez;

3. Interrompe as pessoas;

4. Não lê todo o enunciado;

5. Se mete em assuntos dos outros.


TRATAMENTO

• Tratamento medicamentoso;
• Psicoterapia Cognitiva Comportamental;
AUTISMO

Alteração cerebral que


compromete a capacidade de
comunicação do indivíduo.
SINTOMAS
• Não se comunica;

• Dificuldade de contato visual;

• Parece surdo;

• Agressividade;

• Posições esdrúxulas;

• Ausência de dor;
SINTOMAS
• Fixação em objetos;

• Riso inapropriado ;

• Modos arredios;

• Rotação de objetos;

• Ecolalia ;

• Ausência de medo;
TRATAMENTO
TRATAMENTO

Técnica do Biombo
Condutas Típicas

Conjunto de comportamentos variados.


Condutas Típicas

Segundo o Ministério da Educação e Cultura –


Secretaria de Educação Especial, Condutas
Típicas são “manifestações comportamentais
típicas de portadores de síndromes e quadros
psicológicos, neurológicos ou psiquiátricos que
ocasionam atrasos no desenvolvimento da
pessoa e prejuízos no relacionamento social,
em grau que requeira atendimento educacional
especializado”.(MEC-SEESP,1994, p.7-8).
Condutas Típicas
Comportamentos Comportamentos
voltados para si: voltados para o outro:

Fobia; Agressão;
Timidez; Falta com a verdade;
Auto-mutilaçao; Rouba;
Recusa em verbalizar; Fala
Alheamento ao mundo ininterruptamente;
externo. Locomove-se todo o
tempo.
Condutas Típicas

Causas:
 Genético;
 Psicológico;
 Comportamental.
Condutas Típicas
Tratamento:

 Medicamentoso;
 Terapêutico;

Escola:

 Estabelecer regras;
 Um tipo de comunicação para cada um;
 Plano individualizado.
O Aprender X Tempo de Kairós

• Chronos – Tempo Cronológico;

• Kairós – Momento indeterminado no tempo


em que algo especial acontece.
1. O TEMPO É DEUS!

Tudo, absolutamente tudo tem o seu tempo:


O tempo da preparação,
O tempo da fertilização,
O tempo da fecundação,
O tempo do crescimento,
O tempo do nascimento,
O tempo do amadurecimento,
O tempo de vida.
Deus, o Absoluto, é o próprio Tempo!

Jerônimo Madureira

Você também pode gostar