Você está na página 1de 6

CHORANDO PARA

SERVIR
Messe de Amor – Divaldo Franco (ditado pelo espírito Joanna de Ângelis)
A história do livro Messe de Amor
• 5 de Maio 2020 – 55 anos do lançamento; o livro começou a ser escrito em 1949; Um
espírito amigo (Joanna de Ângelis)
• Carlos Torres Pastorino deu a ideia e editou o livro; Joanna organizou
• Curiosidade – a primeira página do livro estava de cabeça para baixo
• Curiosidade 2 – homenagem de Chico à Divaldo, 16 anos depois
• Joanna – botão de rosa materializado – missão de divulgar a doutrina; falou sobre o
sofrimento e a ajuda que ele receberia
• São sessenta capítulos, em que ”qual modesto glossário espírita-cristão, objetiva
despertar algumas consciências adormecidas ou Espíritos descuidados ante a incidência
de acontecimentos diários, que nos surpreendem, ameaçando a paz interior.”
• http://www.mundoespirita.com.br/?materia=messe-de-amor
A mensagem, parte 1
• O primeiro destinatário de qualquer mensagem espiritual é o próprio
médium
• Pergunta inicial “como é possível a muitos companheiros manterem
digna compostura na face, atendendo à compromissos diversos, no
clima da assistência aos sofredores?”
• Tia Lu – atividades de evangelização; palestra; filhos e marido; atividade
comunitária; atender à demandas de pessoas diversas;
• Desafios no servir – por que a dor?
• “No entanto, eles, os que sorriem, também experimentam fortes
vendavais no posto de luta”
A mensagem, parte 2
• Objetivo da encarnação (Q.132) – perfeição; co-criador
• Leon Denis: “A Dor” – “O problema do Ser, do Destino e da Dor”
• Tudo neste mundo sofre – natureza, animal, homem
• O sofrimento corrige o erro, e desenvolve as virtudes do ser; “Sua ação é benfazeja
para quem sabe compreendê-lo, mas somente podem compreendê-lo aqueles que
lhe sentiram os poderosos efeitos.”
• A medida em que o ser evolui, ele passa a ter uma compreensão mais ampliada do
que é e para que serve a dor; e a própria dor torna-se mais espiritualizada e sutil
• Alegrias raras e fugitivas X Dores frequentes e prolongadas; a função da velhice –
direcionar nossas energias para o interior
• Síndrome de Rocky Balboa
A mensagem parte 3
• Michelangelo – “Concentra-te e faze como o escultor faz à obra que
quer aformosear. Tira o supérfluo, aclara o obscuro, difunde a luz por
tudo e não largues o cinzel.”
• "Eu odiei cada minuto os momentos de treinamento. Mas eu dizia:
“Não desista. Sofra agora e viva o resto de sua vida como um
campeão” – Muhammad Ali.
• “um amigo me chamou para cuidar da dor dele, guardei a minha no
bolso. E fui” – Clarice Lispector
• Caso – “as mães de Chico Xavier”