Você está na página 1de 1

ARTS AND CRAFTS– SÉC.

XIX
NEOGÓTICO E ECLETÍSMO • VALORIZAÇÃO DO ARTESANAL E DESGOSTO
AO MATERIALISMO E INDUSTIALIZAÇÃO;
• REFORMAS DAS ARTES APLICADAS;
Riqueza • INSPIRAÇÃO NA NATUREZA;
Abóboda decorativa
• ANTICLÁSSICO E ANTIROMÂNTICO;
Vitrais / • REVIVALISMO MEDIEVAL E PRÉ-RAFAELITA ;
Rosáceas
• PRECURSOR DO ART NOUVEAU
Arco ogival • ARQUITETURA SOBRIA E LINEAR
Simetria
• PRESENÇA NA DECORAÇÃO E MOBILIÁRIO
Planta
Muitos aberta e
Paredes ornamentos simples
leves e finas
Red House Philip
Webb Bexley
Heath, Kent
(1859)
Igreja Saint-Eugène-Sainte-Cécile
Louis-Auguste Boileau e Adrien- Edifício Metropolis - Jules e Raymond linear
Louis Lusson (1854-1856) Février - Madri, Espanha (1911)
NEOGÓTICO – SÉC.XIX
ARUITETURA ECLETICA– SÉC.XIX / XX
 O NEOGÓTIVO RESGATA CONCEITOS
MEDIEVAIS, CONTRAPOSIÇÃO AO • REVIVALISMO, MESCLA DE ESTILOS
NEOCLASSICO DA ESCOLA DE BELAS ARQUITETONICOS ANTECENDENTES. • NO BRASIL, A
ARTES; • TODOS CONSIDERADOS VALIDOS. PARTIR DE 1898
 SINTETIZA-SE NO
ARQUITETURA ESPIRITUALIZADA (MUITO • AVANÇOS DA ENHENRARIA COM
CONCEITO DE
PRESENTE EM IGREJAS), SENDO ESTRUTURAS DE FERRO FORJADO;
CIDADE – JARDIM;
IDENTIDADE DO NORTE DA EUROPA;
• FORTEMENTE INFLUENCIADA PELA
• DESENTRALIZAÇÃ
 MESMAS CARACTERISTICAS DO GÓTICO, ESCOLA DE BELAS ARTE DE PARIS;
O;
POREM COM TÉCNICAS APERFEIÇOADAS
• BUSCA PELA SIMETRIA,
DA ÉPOCA; • BAIXA DENSIDADE
GRANDIOSIDADE, HIERARQUIZAÇÃO
 HABITACIONAL;
NO BRASIL, ADOTADO EM OBRAS DO DOS ESPAÇOS INTERNOS E RIQUEZA
PODER OFICIAL , RESIDÊNCIAS NOBRES E DECORATIVA. • AUTO-SUFICIENCIA
IGREJAS ECONÔMICA.

Você também pode gostar