Você está na página 1de 9

A PREOCUPAÇÃO

COM O
CONHECIMENTO
O CONHECIMENTO

Uma das primeiras indagações feitas por


filósofos foi “O que é o ser?”, constatou-se que
o ser é presente em todas as coisas, porem cada
qual de uma maneira, se do contrário, todos
pensaríamos iguais e só haveria uma filosofia.
Ou seja, dentro de cada ser distinto, existe uma
filosofia, um conhecimento distinto.
OS PRIMEIROS FILÓSOFOS

- Herácitos;
- Parmênides;
- Demócrito;
- Sócrates;
- Sofistas;
- Plãtão;
- Aristóteles.
NASCIMENTO DA TEORIA DO
CONHECIMENTO

O conhecimento se torna disciplina a partir dos


filósofos modernos. Mudança de perspectiva dos
gregos para os modernos em razão do
cristianismo. Este trouxe novos problemas como:
Como conhecer a verdade? Como o finito
humano pode conhecer a verdade divina? Além
da distinção das verdades, o cristianismo trouxe a
idéia de que a causa da verdade é a inteligência
divina e a causa do erro é a vontade humana.
Os filósofos não aceitando as respostas da igreja
resolvem pesquisar o conhecimento. Primeira
tarefa foi a separação da fé da razão. Passa-se a
explicar como a razão e o pensamento podem
tornar-se mais fortes do que a vontade
controlando-a para que se evite o erro.
O conhecimento se torna crucial para a filosofia a
partir do séc.XVII estudando a razão, a capacidade
humana de conhecer, o entendimento etc. O ponto
de partido se torna “sujeito do conhecimento”
Francis Bacon e René Descartes que iniciam esse
trabalho e a primeira teoria do conhecimento
sendo elaborada pelo inglês John Locke.
OS FILÓSOFOS MODERNOS

- Bacon;
- Descartes;
- Locke.
RACIONALISMO E EMPIRISMO
Para o racionalismo, o modelo perfeito de
conhecimento é a matemática, que depende
exclusivamente do uso da razão e que usa a
percepção sensível sob o controle da atividade
do intelecto.
Para os empiristas, o modelo do
conhecimento verdadeiro é dado pelas ciências
naturais ou ciências experimentais, como a
física e a química.
A CONSIÊNCIA: O SUJEITO, O EU, A
PESSOA E O CIDADÃO
A reflexão filosófica pressupõe que somos seres racionais
conscientes. Consciência: a capacidade humana para
conhecer, para saber o que acontece e para saber que tem
esse conhecimento (reflexão).
Vários tipos de consciência:
Psicológica: Formada por nossas vivências individuais “o
eu”.
Sujeito do conhecimento: é idêntica em todos os seres
humanos.
Ética: capacidade racional para escolher, decidir e agir “a
pessoa”.
Político: “cidadão”, indivíduo como portador de direitos e
deveres.
SUBJETIVIDADE E GRAUS DE
CONSCIÊNCIA
Embora a subjetividade como uma atividade
que sabe de si mesma, isso não significa que
consciência esteja sempre inteiramente alerta e
atenta.
A consciência realiza atos e visa a conteúdos
ou significações. O sujeito do conhecimento é
aquele que reflete sobre as relações entre atos e
significações e conhece a estrutura formada por
eles.

Você também pode gostar