Você está na página 1de 45

Roteador Wireless (802.

11n)

© 2017-2018 TP-Link, Inc. Confidential information. Not for distribution or


reproduction. Please send e-mail to training@tp-link.com if there are any related
questions.
Conteúdo 1. Cenários Clásicos do Roteador Wireless
2. Funções Básicas do Roteador Wireless
3. Breve Introdução do padrão 802.11n
4. Introdução Básica do Roteador Wireless TP-Link 802.1
1n
5. Funções avançadas do roteador Wireless TP-Link 802.1
1n
6. P / R
7. Apêndice
Capitulo 1

Cénarios Clásicos do Roteador Wireless


Desenvolvimento da Rede Doméstica
No passado, as pessoas conectavam um computador ao modem fornecido pelo provedor e, em
seguida, ligavam para o computador para acessar a Internet. Nesse cenário, apenas um computador
pode obter internet, mas outros não podem compartilhá-lo.

Roteador Wireless

Na substituição do computador, o roteador pode executar a função de discagem e, em seguida,


compartilhar a Internet com vários clientes com e sem fio.

A principal função dos roteadores sem fio é o compartilhamento de internet.


© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team
Capitulo 2

Funções Básicas do Roteador Wireless


Funções básicas de roteadores sem fi
o
1. Fornecendo Conexão com fio e sem fio

WAN

LAN

Os roteadores sem fio possuem várias portas Ethernet para conexão com fio, incluindo portas
WAN e portas LAN. A porta WAN é usada para obter acesso à Internet a partir do equipamento
front-end, enquanto as portas LAN são usadas para fornecer internet a dispositivos clientes com
fio.

Porta Wan Porta Lan

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Funções Básicas de Roteadores Wireless
A principal função dos roteadores sem fio é fornecer conexão sem fio enviando e recebendo sinais sem
fio com as antenas, usando principalmente as bandas de rádio de 2.4GHz e 5GHz atualmente.

Modelo No Archer C7 V1 TL-WR841N Archer C9


2.4GHz Antenas Internas 2.4GHz Banda Única
Tipo de Antena Antenas Dual-band
5GHz Antenas Externas Antenas

Antenas Externas Antenas Externas


Archer C7 V1 TL-WR841N De uma Única
Banda

Antenas Internas

Antenas Externas
Archer C9 Dual-Band

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


The
Funções básicas de roteadores sem fio
2. Atuando como um servidor DHCP

Como os clientes se comunicam com o roteador


quando estão conectados?
De acordo com o protocolo TCP / IP, somente ?
quando o endereço IP do cliente e o endereço
IP da LAN do roteador estiverem no mesmo
segmento de rede, o cliente poderá se
comunicar com o roteador.
O servidor DHCP no roteador pode implementar esse requisito. Quando um cliente está conectado
ao roteador, o servidor DHCP atribuirá automaticamente um endereço IP a esse cliente a partir do
pool de endereços, para que o cliente possa se comunicar com o roteador.

DHCP Address Pool

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Funções básicas de roteadores sem fio
3. Realizando a função dial-up

Como o roteador pode acessar a internet uma vez conectado ao equipamento front-end?

Com a função dial-up, as pessoas podem configurar diferentes tipos de conexão na porta WAN,
incluindo PPPOE, etc., que são aplicáveis ​para a maioria dos ISPs. Depois que as pessoas acessam
o roteador com sucesso, o roteador pode obter um endereço IP e acessar a Internet.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Funções básicas de roteadores sem fio

4. Realizando a função NAT

Como podemos obter internet uma vez que o roteador está conectado ao equipamento
front-end?

NAT

WAN IP Client IP
183.12.67.163
192.168.0.X

A conversão de endereço de rede (NAT) é uma função que pode converter vários endereços
IP do cliente no endereço IP da WAN do roteador e, portanto, vários endereços IP privados
podem obter a Internet pelo mesmo endereço IP da WAN.

A função NAT é a principal função que permite ao roteador compartilhar a Internet em vários
dispositivos.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Funções básicas de roteadores sem fio

3. Fornecer vários tipos de conexão na porta


WAN para que as pessoas possam discar no 1. Fornecendo conexão com fio e sem fio
roteador para obter um endereço IP para para vários clientes.
acessar a Internet.

WAN LAN
NAT

2. Atuando como um servidor DHCP que


4. Realizando a função NAT para permitir que pode atribuir endereços IP aos clientes
vários clientes acessem a Internet pelo mesmo automaticamente para que o roteador possa
endereço IP da WAN. se comunicar com os clientes.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Capitulo 3

Breve introdução do padrão 802.11n


WLAN vs. Wi-Fi

A palavra "Wi-Fi" é uma marca comercial da Wi-Fi Alliance, uma organização comercial. A Wi-Fi
Alliance define o Wi-Fi como qualquer produto de "rede local sem fio" (WLAN) baseado nos
padrões 802.11 do Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE).

Atualmente, como todos os produtos de rede local sem fio (WLAN) em vendas são baseados
nos padrões IEEE 802.11, a palavra “Wi-Fi” tem sido o sinônimo de WLAN no uso diário. E
quando as pessoas estão falando sobre Wi-Fi ou "rede sem fio", na verdade significa a rede
local sem fio 802.11 (WLAN).

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Wireless LAN (WLAN)

A família de padrões IEEE 802 é mantida pelo Comitê de Padrões IEEE 802 LAN / MAN (LMSC),
lidando com redes locais e redes de área metropolitana.

Dois dos padrões mais amplamente utilizados estão listados a


OSI Model
seguir:
IEEE 802.3, um conjunto de padrões Ethernet (LAN)
Camada de aplicação
IEEE 802.11, um conjunto de padrões de rede sem fio
(WLAN) Camada de presentação

Camada de sessão

802 Padrões Camada de transporte

Camada de rede
802.2 Logical Link Control (LLC)
802 Arquitetura

802.1 Gestão

Subcamada
LLC Camada de
802.3 802.11 MAC melhorada Link de
MAC Subcamada Dados
802.11 802.11 802.11a 802.11b 802.11g MIMO MAC
802.3 FHSS DSSS OFDM HR/DSSS ERP
OFDM
Short GI
PHY PHY PHY PHY PHY PHY 40Mhz
Camada física
802.11 familia 802.11n

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Padrões 802.11 e produtos relacionados

Apresentaremos o desenvolvimento dos padrões 802.11, introduzindo nossos produtos com base
em cada padrão.

Padrões 802.11 802.11a 802.11b 802.11g 802.11n 802.11ac

Taxa de
Link 2 54 11 54 150*n 433*n
(Mbps)
Frequência
2.4 5 2.4 2.4 2.4 & 5 5
(GHz)

Tecnologia ERP MIMO MIMO


DSSS
de Camada OFDM HR/DSSS DSSS/OFD OFDM OFDM
FHSS
Física M 64QAM 256QAM

Archer C5400
Produtos 150M/300M/450M
/ / Interrompido Archer C7
típicos Produtos Wireless
Archer C2

O principal aprimoramento para padrões mais recentes é o Wireless Link Rate.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Tecnologia envolvida do padrão 802.11n

Tecnologia envolvida NO. 1 canal


De acordo com o padrão 802.11n, a freqüência de 2.4GHz tem uma largura de banda de 81MHz
(de 2.402GHz a 2.483GHz), enquanto a freqüência de 5GHz tem uma largura de banda de
480MHz (de 5.17GHz a 5.835GHz)
O que é canal? O que é que isso pode fazer?
A largura de banda total é dividida em vários canais com determinado intervalo de canais.
Podemos evitar a interferência entre roteadores sem fio e APs alocando canais adequados para
eles.

Representação gráfica de canais de banda de 2,4 GHz sobrepostos

Nota: Os países aplicam seus próprios regulamentos aos canais permitidos. Assim, em
diferentes países, os canais disponíveis seriam diferentes. Para mais informações sobre os
canais disponíveis para 5GHz, consulte Wireless Router (802.11ac 802.11ad).

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Tecnologia envolvida de 802.11n

Tecnologia envolvida NO. 2: ligação de canal

Ligação de canal, a tecnologia de combinar 2 ou mais canais juntos, pode aumentar a taxa de
link sem fio. No máximo 2 canais podem ser limitados devido ao padrão 802.11n.

A taxa de um fluxo espacial é de 72Mbps com a largura de banda de 20MHz, e a velocidade


será aumentada para 150Mbps com a largura de banda de 40MHz que une 2 canais juntos.
Se a taxa de link sem fio é como a largura de uma estrada e os dados sem fio são como os
carros na estrada, uma largura de banda maior seria como uma estrada mais larga que
permite que mais carros funcionem sem problemas. © 2017-2018 TP-Link Technical Support Team
Tecnologia envolvida de 802.11n

Tecnologia envolvida N . 3: MIMO

Devido aos vários ambientes e os obstáculos que ficam no caminho da transmissão do sinal, os
sinais sem fio serão dispersos, refratados ou difratados no processo de transmissão e, assim,
chegarão ao destino em momentos diferentes. Esse é o conceito de efeito multi-caminho.

Por conta do efeito de múltiplos caminhos, múltiplos sinais independentes, que também são
chamados de Fluxos Espaciais, serão produzidos no processo de transmissão de dados do
emissor para o receptor.

Enviar sinal

Receber sinal

Tempo

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Tecnologia envolvida de 802.11n

Tecnologia envolvida N °3: MIMO

A tecnologia MIMO está intimamente relacionada aos fluxos espaciais. Ao introduzir um produto
sem fio, mencionaremos que o suporte ao produto N * N MIMO (Saída Múltipla de Múltiplas
Entradas) e o "N * N" referem-se aqui a Fluxos Espaciais de Entrada e Saída.

O conteúdo central da tecnologia MIMO é aproveitar os múltiplos fluxos espaciais gerados a partir
do efeito de múltiplos caminhos para transmitir diferentes fluxos de dados em cada espaço e,
assim, aumentar o rendimento sem fio sem aumentar a frequência.

As vantagens da tecnologia MIMO

1. Melhorando a taxa de link sem fio (multiplexação de fluxo


multi-espacial)
2. Extensão da cobertura (síntese máxima do que a recepção).
© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team
Tecnologia envolvida de 802.11n

Tecnologia envolvida NO. 4: Tecnologia de Agregação de Quadros

A agregação de quadros agrupa vários quadros de dados em um quadro grande. Como as


informações de gerenciamento precisam ser especificadas apenas uma vez por quadro, a
proporção de dados do cabeçalho para o volume total de dados é menor aumentando a carga
útil, portanto, a sobrecarga desnecessária seria reduzida.

Existem dois tipos de agregação de quadros: A-MSDU (agregação MSDU), A-MPDU (agregação
MPDU)

A-MSDU: Combina vários quadros com o mesmo endereço MAC de destino para reduzir o
cabeçalho MAC.

A-MPDU: Agrupa vários quadros com o mesmo endereço do receptor para reduzir a frequência
piloto do PLCP no cabeçalho. Cada quadro A-MPDU precisa competir no canal apenas uma vez,
assim a utilização do canal seria aumentada.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Capitulo 4

Introdução Básica do roteador sem fio TP-Link 802.11n


Classificação de roteadores 802.11n

Única Banda
150Mbps

TL-WR720N TL-WR740N

Única banda
300Mbps

TL-WR841HP
TL-WR840N TL-WR841N TL-WR843N TL-WR845N
(High Power)

Única
banda
450Mbps
TL-WR941HP TL-WR1043ND
TL-WR940N TL-WR941ND
(High Power)

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Breve introdução de roteadores 802.11n

Modelo TL-WR720N TL-WR740N

Imagem

Frequencia 2.4GHz 2.4GHz

WLAN 150Mbps 150Mbps

Interface 2 Portas *LAN 4*LAN Ports


(10/100Mbps) 1 Porta *WAN 1*WAN Port

Antenas 1*externa 1*externa

WPS
Botões WPS/Reset
Reset

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Breve introdução de roteadores 802.11n

Modelo TL-WR840N TL-WR841N TL-WR843N TL-WR845N TL-WR841HP

Imagem

Frequencia 2.4GHz 2.4GHz 2.4GHz 2.4GHz 2.4GHz

WLAN 300Mbps 300Mbps 300Mbps 300Mbps 300Mbps


4 4Portas*LA
Interface
Portas*LAN N 4Portas*LAN 4 Portas*LAN 4Portas*LAN
(10/100Mbps
1 1Porta*WA 1Porta*WAN 1Porta*WAN 1Porta*WAN
)
Porta*WAN N
Antenas 2*externas 2*externas 2*externas 3*externas 2*externas
WPS/Reset WPS/Reset WPS/Reset Reset WPS
Wi-Fi Power WPS/Wi-Fi Reset
Botões On/Off On/Off Power On/Off
Power OperaçãoMo
On/Off de Switch

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Breve introdução de roteadores 802.11n

Modelo TL-WR940N TL-WR945N TL-WR941HP TL-WR1043ND

Imagem

Frequencia 2.4GHz 2.4GHz 2.4GHz 2.4GHz

WLAN 450Mbps 450Mbps 450Mbps 450Mbps


4Portas*LAN
Interface 4Portas*LAN 4Portas*LAN 4Portas*LAN 1Porta*WAN
(10/100Mbps) 1Porta*WAN 1Porta*WAN 1Porta*WAN (10/100/1000Mpbs)
1*USB 2.0 Port
Antenas 3*externas 3*externas 3*externas 3*externas
WPS/Reset Reset RE WPS/Reset
Power On/Off Wi-Fi/WPS WPS Power On/Off
Botões Wi-Fi On/Off Power On/Off Reset Wi-Fi On/Off
Power On/Off
Wi-Fi On/Off

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Breve introdução de roteadores 802.11n

Modelo TL-WR802N TL-WR810N


Imagem
Frequencia 2.4GHz 2.4GHz
WLAN 300Mbps 300Mbps
1Porta*WAN/LAN
Interface 1Porta*LAN
1Porta *WAN/LAN
1Porta*USB
(10/100Mbps 1Porta*Micro USB
1Botão de *Reset
) 1Botão de *Reset
1*Modo de operação
Switch
Antenas 2*internas 2*internas
AP AP
Modos Roteador Roteador
Wireless Cliente Cliente
Repetidor Repetidor
WISP

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Breve introdução de roteadores 802.11n

Modelo TL-WR940N TL-WR945N TL-WR941HP

Imagem

Frequencia 2.4GHz 2.4GHz 2.4GHz

WLAN 450Mbps 450Mbps 450Mbps

Interface 4Portas*LAN 4Portas*LAN 4Portas*LAN


(10/100Mbps) 1Porta*WAN 1Porta*WAN 1Porta*WAN

Antenas 3*externas 3*externas 3*externas

RE
WPS/Reset Reset WPS
Botões Power On/Off Wi-Fi/WPS Reset
Wi-Fi On/Off Power On/Off Power On/Off
Wi-Fi On/Off

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Capitulo 5
Funções avançadas do roteador sem fio TP-Link 802.11n
Configuração App

Atualmente, a maioria dos nossos roteadores sem fio TP-Link pode ser controlada pelo
Tether App e alguns roteadores avançados podem acessar remotamente por meio do Tether
App, o que melhora bastante a usabilidade de nossos produtos.

© 2016 TP-Link Technical Support Team


Compartilhamento USB

As seguintes necessidades podem ser satisfeitas com a porta USB no roteador:

1. Compartilhamento de armazenamento, que é baseado no protocolo Samba, nos permite


conectar uma variedade de dispositivos de armazenamento USB à porta USB e compartilhar
arquivos com diferentes computadores na rede local.
2. O Servidor FTP, que é baseado no protocolo FTP, fornece acesso fácil aos arquivos no disco
rígido USB através do servidor FTP interno, tanto da rede interna quanto da rede externa.
3. O Media Server, que é baseado no protocolo DLNA, permite que dispositivos compatíveis com
DLNA na rede local encontrem e reproduzam músicas, vídeos e fotos no disco rígido USB.
4. O Servidor de Impressão, permite que os dispositivos na rede local imprimam através da
impressora USB que está conectada à porta USB do roteador.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Redirecionamento de Portas

A solicitação ativa enviada de dispositivos na rede externa do roteador para os dispositivos na


rede local será bloqueada pelo roteador devido à sua função NAT.

Pedido
× NAT

Pedido Pedido
WAN IP:25 192.168.0.124:25
NAT
WAN IP:25 192.168.0.124:25

Podemos abrir portas manualmente para os dispositivos locais com a função Virtual Servers para
que os dispositivos na rede externa do roteador possam enviar solicitações e se comunicar com
dispositivos na rede local do roteador.
Essa função é necessária quando as pessoas desejam acessar servidores / serviços internos de
fora.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Redirecionamento de Portas

Configuração em servidores virtuais:

Para mais detalhes sobre a configuração, por favor consulte o link abaixo:
http://www.tp-link.com/en/faq-1106.html

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Gerenciamento Remoto

O cliente pode controlar o roteador em dispositivos na rede externa do roteador depois que
eles ativarem a função Gerenciamento Remoto.

Os clientes podem configurar a porta e o endereço IP que eles usam para acessar o roteador
remotamente.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Gerenciamento remoto

Por exemplo, se o endereço IP da WAN do roteador for 11.11.11.11, os clientes poderão


acessar a interface da Web do roteador remotamente com 11.11.11.11:6666 depois que
configurarem o roteador de acordo com a captura de tela no slide anterior.

Para mais detalhes sobre a configuração, por favor consulte o link abaixo:
http://www.tp-link.com/en/faq-66.html

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Rede de convidados
Sendo independente da rede sem fio principal, a Rede de Convidados possui seu próprio SSID e
senha. Com as configurações padrão, os dispositivos conectados à Rede de convidados só têm
acesso à internet e não têm acesso à rede local. Os clientes também podem configurar o controle de
largura de banda para a rede convidada para evitar que ela influencie o uso da rede principal.
E quando há convidados na casa dos clientes, eles podem compartilhar essa rede de convidados para
acessar a Internet.

Para mais detalhes sobre a configuração, por favor consulte o link abaixo:
http: //www.tp-link.com/en/faq-597.html

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Controle dos Pais

Com a função de controlo parental, podemos configurar o PC parental e o PC para crianças com base
nos endereços MAC dos dispositivos. Configurar as regras do Controle para pais pode impedir que o
PC das crianças acesse determinados sites em determinado período de tempo.
Por exemplo, os pais podem configurar regras para que o PC1 infantil só possa acessar a Internet
das 19:00 às 21:00 na terça e sexta-feira, e o PC2 infantil só pode acessar o tp-link.com das 10:00 às
14:00 de segunda-feira a sexta-feira.

PC dos Pais
Todo o dia 24
horas

PC1 das Crianças


Terça e Sexta-Feira
19:00-21:00

PC2 das Crianças


Segunda-feira a Sexta-
Para mais detalhes sobre a configuração, feira
Rede doméstica 10:00-14:00 只能访问
por favor consulte o link abaixo:
tp-link.com
http://www.tp-link.com/en/faq-350.html
© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team
Controle de acesso

A função Controle de acesso nos permite configurar regras mais rígidas e mais complicadas. Ele
pode controlar dispositivos com base em seus endereços MAC e endereços IP, enquanto a função
Controle dos pais só pode controlar dispositivos com base em endereços MAC.
Quanto às regras de filtragem, a função Controle de acesso pode bloquear ou permitir o acesso a
alguns sites em determinado período de tempo.

PC1
Bloquear
www.google.com

Internet
PC2
Bloquear MSN/FTP
Allow SNMP/Telnet

PC3
Bloquear
Rede Doméstica
192.168.0.100

Para mais detalhes sobre a configuração, por favor consulte o link abaixo:
http://www.tp-link.com/en/faq-273.html
© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team
DDNS
O endereço IP da WAN do roteador é decidido pelo ISP e, na maioria das vezes, não é estático.
Assim, toda vez que reiniciamos o roteador ou discada no roteador, podemos obter endereços IP
diferentes. Nesse caso, é frustrante para os clientes que desejam acessar o roteador remotamente.
A função DDNS, que vincula endereços IP dinâmicos a um nome de domínio estático, é a solução para
esse problema.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


DDNS

Nota: A função DDNS não ligará o nome do domínio com o endereço IP da WAN do roteador o
tempo todo. Se o endereço IP da WAN do roteador for um endereço IP privado, a função DDNS
ligará o nome do domínio ao endereço IP público que a rede usa para se comunicar na Internet.

Para mais detalhes sobre a configuração, por favor consulte o link abaixo:
http://www.tp-link.com/en/faq-419.html

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Capitulo 6

Perguntas e Respostas
P/R

P1: Podemos obter velocidade de download total de 300 Mbps com um roteador de
300 Mbps?
R: Se usarmos um roteador de 300 Mbps junto com um adaptador de rede de 300 Mbps, a
velocidade de download obtida será menor que 220 Mbps ao fazer o download com o BT.
Ao mencionar a taxa de link sem fio de 150Mbps, 300Mbps ou 450Mbps, estamos nos referindo à
taxa de camada física principalmente. No entanto, a taxa obtida na camada de aplicação será
muito mais lenta que a taxa de camada física.

Beacon& 802.11
Encryption 802.2 LLC IP TCP ACK
RTS/CTS MAC

0101010…………1001……

Devido ao complicado cabeçalho e esquema de codificação do padrão 802.11, a eficiência de


carga teórica do 802.11g é de apenas 50% e o 802.11n melhora a eficiência de carga para 75%
com algumas tecnologias, incluindo Agregação de Quadros. Além disso, haverá mais perda de
frame e retransmissão quando houver muitas STAs e interferências próximas. Assim, a taxa da
camada de aplicação será de apenas 1/3 a 1/2 da taxa da camada física normalmente.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


P/R

R1: Podemos obter velocidade de download total de 300 Mbps com um roteador de 300
Mbps?
Por exemplo, se a velocidade de download for 9 MBps, a taxa real da camada física poderá chegar
a 150Mbps. O download de um filme de 1 GB pode causar a transmissão de dados de 2 GB entre
os clientes sem fio e o roteador.
Caso contrário, a distância, os obstáculos, a força do sinal e a interferência também diminuirão o
rendimento na camada de Aplicação.

Em uma sala protegida por RF, a velocidade mais alta para produtos sem fio de 150 Mbps seria de
93 Mbps. Mas, se houver muita interferência no ambiente, a taxa de transferência poderá ser
inferior a 30 Mbps.

P2: Por que não posso bloquear alguns sites, como o google.com, com a função Controle
dos pais ou Controle de acesso?

R: Existem 2 tipos de sites. Um deles é o de sites HTTP não criptografados, como o tp-link.com, e
outro é um site HTTPS criptografado, como o google.com. No momento, alguns de nossos
roteadores não conseguem bloquear sites HTTPS e estamos nos esforçando para melhorar essa
função.

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


Capitulo 7
Apêndice: Taxa de link Wireless dependendo das diferentes espe
cificações Wireless
Taxa de link sem fio dependendo das diferentes especificações sem fio

© 2017-2018 TP-Link Technical Support Team


THANK YOU