Você está na página 1de 46

Ventosaterapia


拔罐 Ventosaterapia
Definição:

拔罐 Utilização da pressão negativa

拔罐 Aumento da oxigenação tecidual


拔罐 Ventosaterapia
Histórico:

拔罐 Ventosas de Chifres de animais,


barro, bambu e vidro
A ventosa terapia é utilizada há centenas de anos na China.
Inicialmente usava-se chifres de gado e por esse motivo ficou conhecida como a
“terapia do chifre”. Para criar uma pressão negativa dentro do chifre, acendia-se fogo
e assim se retirava o ar. O método foi utilizado principalmente para remoção de pus e
sangue dos furúnculos.
Outra maneira de criar
pressão negativa era abrir um
orifício na extremidade do chifre e o
praticante sugar o ar por esse
orifício, ato que tornava a técnica
perigosa já que sua única proteção
era o comprimento do chifre.
Mais tarde, a aplicação de
ventosas foi utilizada como método
auxiliar na cirurgia tradicional
chinesa e, posteriormente,
contatou-se que era eficaz para
outras enfermidades, evoluindo
para um método terapêutico
próprio.
Durante a dinastia Jin, Ge Hong (281-341
aD), em seu livro “A Handbook os
prescriptions for emergencies“, mencionou
pela primeira vez o uso de chifres de
animais como meios de drenagem de
pústulas.
Zhao Xueming, da dinastia Qing (1644-
1911), em seu Suplemento ao “Outline of
herbal pharmacopoeia“, escreveu um
capítulo à parte sobre o assunto sob o
título “Fire-Jar Qi” (O Qi do Jarro de
Fogo). A ventosa natural feita de chifre
foi substituída por ventosas feitas com
bambu, cerâmica ou vidro.
Os antigos egípcios foram os primeiros a
fazer o suso sistemático das ventosas.
Ebers Papyrus, considerado o texto médico
mais antigo que se tem registro, escrito
aproximadamente em 1550 a.C., no Egito,
descreve sangrias feitas por meio de
ventosas para “remover a matéria estranha
do corpo”. 

Alpinos cita a autoridade de Heródoto da


Grécia (413 a.C) para reafirmar seu uso: “A
escarificação, com ventosas possui o poder
de evacuar a matéria ofensiva da cabeça,
reduzir a inflamação, restaurar o apetite,
fortalecer o estômago fraco, eliminar a
vertigem, secar supurações, conter
hemorragias, promover evacuações
menstruais e outros.”
O cirurgião Charles Kennedy escreveu em
1826 “A arte da aplicação de ventosas tem
sido tão bem conhecida e seus benefícios
há tanto tempo percebidos, que é
absolutamente desnecessário trazer
testemunhos a favor do que tem recebido
aprovação não somente da comunidade
moderna, mas também a ratificação dos
mais antigo povos da história humana”.
A utilização das ventosas desapareceu na
América e na Europa no início do século 20,
mas seu desaparecimento foi gradual e quase
despercebido. Alguns dos dispositivos mais
sofisticados para aplicação de ventosas
foram inventados num período em que os
médicos, em sua maioria, já consideravam as
ventosas ineficazes. 
Embora as aplicações de ventosas não fossem mais indicadas pelos
médicos, a maioria das companhias de material cirúrgico fazia propaganda
de ventosas, escarificadores e conjunto de ferramentas para o tratamento
com ventosa durante a década de 20 e até nos anos 30. Depois desse
período, nunca mais foi usada por um médico, sendo relegada aos
serviços dos barbeiros. Era comum o anúncio na vitrine de uma barbearia:
“Ventosas para resfriados”.
Hoje em dia, à medida que aumenta o número
de pessoas que buscam as terapias alternativas
para tratar seus problemas de saúde, as terapias
como aromaterapia, reflexologia, quiroprática,
osteopatia, Tui-Na, massagem e Acupuntura se
tornaram populares. 
拔罐 Ventosaterapia
Técnica:

拔罐 Obtenção do vácuo
拔罐 Ventosaterapia
Tipos mais utilizados:
Vidro

拔罐 Formato

拔罐 Vácuo por meio do fogo


拔罐 Ventosaterapia
拔罐 Dispositivo de válvula
Acrílico
拔罐 Bomba de sucção
拔罐 Ventosaterapia
Benefícios da terapia

拔罐 Purificação do sangue

拔罐 Dinamiza as trocas gasosas

拔罐 Descongestiona Qi e sangue
A aplicação de ventosas regulariza o fluxo
do Qi e de Xue e ajuda a extrair e eliminar os
fatores patógenos como Vento, Frio, umidade
e calor. As ventosas também movimentam
o Qi e o xue e abrem os poros da pele,
precipitando a remoção de agentes patógenos
através da própria pele. Alguns estudiosos
dizem que nada movimente o qi e o xue mais
rapidamente que a ventosa.
O efeito dessa terapia pode ser classificado em duas grandes categorias: efeito geral
(purificação do sangue, melhora das funções circulatórias, aperfeiçoamento e
regularização do sistema nervoso autônomo, etc.).
Efeito local (remoção da dor, relaxamento de músculos tensionados, etc.).
Efeitos sobre a pele
provoca aumento da circulação sanguínea,
aumento da temperatura da pele, estímulo
do metabolismo no tecido cutâneo, melhor
funcionamento das glândulas sebáceas e
sudoríparas e da respiração cutânea e
suprimento adequado de nutrientes aos
tecidos.
O ponto essencial da Ventosaterapia não é
apenas remover o sangue velho estagnado
no interior da pele, mas também
substancias venenosas da sua superfície.
Esse método acelera a secreção de sais e
substancias sebáceas e a excreção de
água. Outro ponto importante é que
fortalece o poder renovador da pele e sua
resistência contra vários agentes nocivos.
Efeitos sobre os músculos

O princípio da ventosa provoca uma força de tração que


estimula os capilares subcutâneos dos músculos. Dessa forma,
a dilatação dos vasos sanguíneos facilita o fluxo de sangue nos
músculos. O efeito provoca um enorme beneficio sobre ombros
tensos, por exemplo, por remover o sangue congestionado.
Além de disso, facilita o fluxo de linfa. Após uma sessão de
Ventosaterapia, a pele ficará avermelhada pelo maior fluxo
sanguíneo e aumento da temperatura na pele e nos músculos.
Efeito sobre as articulações
O reumatismo articular cronico é  uma das
patologias para as quais a Ventosaterapia se
mostra eficaz. Nesse caso, o tratamento é
concentrado na área das articulações
acometidas. Quando o caso for brando, a cura
quase completa é possível, porque as ventosas
promovem melhor fluxo de sangue no interior
da articulação e melhor desempenho e
secreção dos fluidos sinoviais. Se houver
espasmos musculares na área próxima às
articulações, eles podem também ser aliviados.
Efeitos sobre os órgãos
digestivos
A maioria dos pacientes que se
submetem à Ventosaterapia na
região do estômago sente fome
depois da aplicação. Os órgãos
digestivos, especialmente o Baço e
Estômago, são considerados as
“locomotivas” do corpo humano
Em outras palavras, já que o poder natural de cura
do corpo deriva sua energia principalmente dos órgãos
digestivos, dá-se grande ênfase ao tratamento de
estômago, baço e intestinos.
A pequena força de tração sobre o ventre estimula
o interior dos órgãos, seus movimentos peristálticos e a
secreção de fluidos digestivos e, desse modo, fortalece
o poder de digestão, de absorção de nutrientes e de
secreção.
É por isso que essa terapia tem efeitos notáveis
sobre transtornos gastroentéricos crônicos e
sobre a constipação. Esses órgãos são afetados
favoravelmente mesmo durante o tratamento
das costas pelo estímulo dos nervos espinhais e
do sistema nervoso autônomo. Além disso, a
terapia fortalece os músculos dos órgãos
respiratórios.
Devido a essa pequena força de tração, o fluxo
de sangue nas artérias e veias aumenta, embora,
no segundo caso, pontos localizados de sangue
congestionado apareçam e logo desapareçam.
É possível liberar o fluxo da circulação
sanguínea onde houver bloqueios ou congestões e
interromper o extravasamento inflamatório dos
fluidos dos tecidos. portanto, a característica mais
importante dessa terapia é facilitar o fluxo de
sangue.
Ela é muito benéfica para artérias
endurecidas. O Dr.Katase, da Universidade de
Osaka sugere que essa terapia pode influenciar a
composição do sangue: promove o aumento das
células brancas e vermelhas e transforma o sangue
A Ventosaterapia estimula as papilas
sensitivas da pele. Como já foi
demonstrado em um experimento clínico
conduzido na Universidade de Kobe, os
efeitos inibidores na dor hipersensitiva não
se limitam à área do tratamento, mas se
estendem às áreas controladas pelos
nervos envolvidos.
O tratamento na região dorsal é
direcionado principalmente para a
linha central (nervos espinhais e
nervos parassimpáticos) e para os
nervos simpáticos localizados
lateralmente. O estímulo desses
nervos tem, pode-se dizer, uma
boa influência não só no próprio
sistema nervoso autônomo, como
também nos vários órgãos sob
seu controle.
A Ventosaterapia é, como a
massagem, eficaz contra a assim
chamada síndrome do
desconforto generalizado, como
dores de cabeça crônicas,
vertigem, abatimento, tensão
muscular, fadiga, etc. São
sintomas supostamente
originados da ansiedade, da
preocupação e da dor física. 
Também é eficaz contra doenças crônicas
endógenas, tais como hipertensão arterial,
neuralgia e reumatismo.
A Ventosaterapia é adequada para o
tratamento de dores, síndromes-Bi, transtornos
dos sistemas digestivo, circulatório e respiratório,
algumas patologias da pele, como furúnculos e
eczema, paralisia facial, fraqueza dos músculos,
hipertensão arterial, resfriados, etc.
As trocas gasosas:
A pele do corpo está submetido a uma pressão uniforme. Quando aplicamos o
vácuo pelas ventosas, mudamos o valor dessa pressão. Essa diferença de
pressão é que é responsável pelo estímulo das funções excretoras e
reguladoras. Essa excreção das toxinas e trocas gasosas junto com a espiração
da pele é que irá compensar os desequilíbrios de pH.
As glândulas sudoríparas conseguem eliminar através do suor, valores de pH
acima de 4,5 a 6,5.
A respiração pulmonar é que mantém o nível ideal de oxigênio no sangue para
que se mantenha os valores de pH equilibrados.
As ventosas, pelo mesmo princípio mantém o equilíbrio acido- básico através
das trocas gasosas que ocorrem no seu interior com a vantagem de dirigir para
o local.
Quando colocamos água no copo da ventosa e logo em seguida provocamos o
vácuo na pele observamos a formação de bolhas comprovando a qualidade de
trocas gasosas na terapia.
拔罐 Ventosaterapia
Reações a aplicação da ventosa

拔罐 Sensação de cansaço

拔罐 Mudança do padrão crônico


para agudo
拔罐 Ventosaterapia
Reações a aplicação da ventosa
拔罐 Alterações da coloração no
local da aplicação
Manchas escuras e a
Ventosaterapia.
 É então, importante entender que as
manchas escuras estabelecidas
durante e após o procedimento de
Ventosaterapia são perfeitamente
normais; pois essas manchas só
demonstram o nível do desequilíbrio
energético. E quanto mais escuro
estiver a região, maior é o nível de
desarmonia interna!
Ventosaterapia. Recurso
terapêutico da MTC, que utiliza a
sucção de copos na superfície da
pele, com o objetivo de promover o
equilíbrio energético e físico do
indivíduo.
Efeito Fisiológico da Ventosaterapia. A
sucção das ventosas estimula a atividade
de agentes inflamatórios como
histamina, prostaglandina e bradicinina
provocando vasodilatação local e
melhora das trocas gasosas; esse
processo desintoxica a região e promove
o relaxamento muscular; diminuindo a
dor!
Efeito energético da Ventosaterapia. É
provocado pelo próprio estimulo
mecânico da sucção, que mobiliza a
energia estagnada a ser liberada através
dos poros ou colocada em circulação
pelos meridianos de energia; e claro os
próprios agentes inflamatórios
fisiológicos estimulam a desintoxicação
energética!
拔罐 Ventosaterapia
Métodos de utilização

拔罐 Técnica pontual ou simples


Ex:VG14
拔罐 Ventosaterapia
Métodos de utilização

拔罐 Múltiplas
Trata grandes áreas
拔罐 Ventosaterapia
Métodos de utilização
拔罐 Rápidas
Apenas hiperemia local
nos casos de fraqueza
muscular
拔罐 Ventosaterapia
Métodos de utilização

拔罐 Deslizantes
Utilizada em costas e coxa
Nos casos de dores intensas
拔罐 Ventosaterapia
Indicações
拔罐 Torção e contusão aguda de tecido mole
(estagnação de Qi e sangue);

拔罐 Inflamação crônica de tecido mole;

拔罐 Atrofia muscular;

拔罐 Síndromes de excesso;

拔罐 Síndromes de Pulmão (Estágio inicial de


inversão).
拔罐 Ventosaterapia
Contra indicações
拔罐 Febre alta, convulsões,dermatites,
fraturas, grávidas, áreas com muito
pelo ou pouco músculo e
queimaduras.
拔罐 Ventosaterapia
Algumas fórmulas
拔罐 Ciatalgia: VB30, B26, VG2, VG4, B23, B40 e B58

拔罐 Lombalgia: VC3, B23, B51, B54, B57, VB34

拔罐 Reumatismo: IG4, VC4, B47, E36, B21, B18


拔罐 Ventosaterapia
Algumas fórmulas
拔罐 Dor de ombro: IG11, P1, TA15, B11, ID10, IG15, VB34

拔罐 Irregularidade Menstrual: VC6, VC4, B23, B32, BP6, E36, B22

拔罐 Resfriado: VG14, VG12, B12, B13, IG4

拔罐 Gastralgia: VC12, E36, B20, B21.


拔罐 Ventosaterapia

O tempo da sua aparição(tratamento com ventosas)se


perde na História, sua reaparição atual coincide com os
grandes movimentos de restauração da antiga Medicina
Oriental.
REFERÊNCIAS:
1.WANG BAO XIANG, DONG XUE MEI 1992 CHINESE-ENGLISH BILINGUAL
GLOSSARY OF TRADITIONAL CHINESE MEDICINE. JIAN, SHANDONG
PROVINCE
2.MACIOCIA G 1989 THE FOUNDATIONS OF CHINESE MEDICINE.
CHURCHILL LIVINGSTONE, EDINBURGH
3.TRANSLATION OF WEI-QI BY WANG BAO XIANG, DONG XUE MEI 1992
CHINESE-ENGLISH BILINGUAL GLOSSARY OF RADITIONAL CHINESE
MEDICINE. JIAN, SHANDONG PROVINCE
4.NIELSEN A 1995 GUA SHA, A TRADITIONAL TECHNIQUE FOR MODERN
PRACTICE. CHURCHILL LIVINGSTONE, EDINBURG
5.AN UPDATED REVIEW OF THE EFFICACY OF CUPPING THERAPY.
HUIJUAN CAO, XUN LI, JIANPING LIU