Você está na página 1de 23

Personalidade e Percepção.

Prof. MsC: Patrícia O. Barbosa


O ser humano

Um ser ao mesmo tempo genérico e singular

Um ser ativo e reflexivo


Um ser de palavra
Um ser de desejo
Um ser simbólico
Um ser espaço temporal
Objeto e sujeito de sua ciência
O homem e o trabalho

O homem não só muda o seu mundo externo


como simultaneamente se transforma de maneira
autoconsciente pelo seu trabalho.

No nível individual, ao optar pela sobrevivência,


opta pelo trabalho.

No nível de espécie, o homem se fez homem ao


transformar o mundo pelo seu trabalho.
O homem e o trabalho

O valor do trabalho não reside no fato de que se


façam coisas, mas em que coisas sejam feitas
pelo homem, portanto, as fontes de dignidade do
trabalho devem buscar-se, principalmente, não
em sua dimensão objetiva, mas em sua dimensão
subjetiva.

Zavattaro (1999)
O que é comportamento
humano nas organizações?

Comportamento das pessoas no ambiente de


trabalho, ou seja, Ações e atitudes das pessoas
no ambiente de trabalho;
Algumas disciplinas contribuem para o estudo
do comportamento organizacional Psicologia,
Sociologia, Antropologia e Ciências Políticas.
Personalidade

 Personalidade vem do latim persona, que


significa a “máscara do ator”.
 De acordo com a maioria das definições
entende-se por personalidade, os traços e
características individuais, relativamente
estáveis, que distinguem uma pessoa das
demais.
Personalidade
 Foram identificados diversos traços de personalidade
que permitem diferenciar as pessoas.
 Pervin define cinco grandes traços de personalidade
fundamentais e relevantes para as organizações.
São eles:
• Sociabilidade ou Amabilidade: Receptivo, Cooperativo e confiante;

• Consciência/meticulosidade: Responsável, Confiável, persistente e


organizado;
• Estabilidade emocional: Calmo, autoconfiante, seguro (positivo);
Ao contrário do nervoso, deprimido e inseguro (negativo);
• Extroversão: Sociável, Gregário e afirmativo;
Abertura: Identificar alguém em termos de sua imaginação,
sensibilidade e intelectualidade.
Personalidade

 O conhecimento desses traços permite aos


líderes uma melhor compreensão do
comportamento de seus colaboradores.

 Devemos ter cuidado para não rotularmos as


pessoas , uma vez que, outros fatores também
podem interferir no comportamento das
pessoas.
Percepção

“Há muita coisa para ver, mas nossos olhos da


manhã descrevem um mundo diferente do que os
olhos da tarde contemplam, enquanto os olhos da
noite, cansados, só podem registrar um mundo
noturno cansado.”

John Steinbeck
Percepção
Percepção
Percepção
 Cada pessoa compreende a realidade de forma
diferente;
 O fato de um perceber de uma determinada
forma não exclui a percepção do outro (certo-
errado);
 A não percepção do ponto de vista do outro
pode acarretar problemas nos níveis prático e
relacional;
 Percepções diferentes podem aprofundar
relacionamentos.
Conceito de percepção

Processo em que as pessoas selecionam,


organizam e interpretam informações
existentes, por meio de suas impressões
sensoriais (tato, olfato, paladar, audição e
visão)com a finalidade de dar sentido ao
ambiente Ou Modo como vemos objetos e
situação;
Percepção

 Vemos o mundo da forma como fomos


condicionados a vê-lo;

 Na verdade, quando descrevemos o que


vemos, estamos descrevendo a nós mesmos,
nossas percepções e paradigmas
Fatores que interferem
na percepção
Fatores do observador
(internos)
• Atitude • Motivação
• Interesse • Experiência
• Valores • Emoção • Expectativa
Fatores da situação
• Momento
• Ambiente de trabalho
• Ambiente social
Fatores que interferem
na percepção
Fatores externos

• Novidade
• Sons
• Movimento
• Tempo
• Proximidade
• Tamanho
• Semelhança
Percepção

 Autopercepção - como cada um se percebe, ou o


conceito de si. Varia de acordo com as relações que
mantemos, o trabalho que desenvolvemos e como
lidamos com os nossos sucessos e fracassos.

 Heteropercepção - como percebemos os outros.


(gestos, voz, ação, reação etc); O comportamento
(atitude, conduta) das pessoas é que nos leva a
percebê-las e julgá-las.
Teoria da atribuição

 A teoria da atribuição procura explicar como julgamos


de maneiras diferentes as pessoas, diante do sentido
que atribuímos a um dado comportamento.
 A teoria sugere que quando observamos o
comportamento de alguém, tentamos identificar se o
que o motiva é interno ou externo.
 Causas internas - sob o controle do indivíduo.
 Causas externas - relacionadas a uma situação externa
que ocasionou tal comportamento.
Distorções da percepção
 Distorção é o fenômeno pelo qual transformamos à
realidade para que ela se adapte a nossa cultura,
crença, valores e até mesmo às impressões e intenções
momentâneas.
 Percepção seletiva;
 Projeção – atribuição das características próprias a
outra pessoa;
 Estereótipo – juízo formado a respeito da pessoa,
segundo a percepção do grupo a qual pertence;
 Efeito de contraste – avaliação da pessoa a partir de
comparação.
Importância do estudo
da percepção.

 A percepção influi na forma como se descrevem


as situações da organização.

 Administradores, subordinados, colegas veem e


descrevem a mesma situação de maneira
diferente.

 Conflitos podem surgir em razão de percepções


diferentes
Percepção na organização
Processos que podem sofrer impacto da nossa
percepção;

Entrevistas de emprego
Avaliação de desempenho
Tomada de decisão
Definição de estratégias
Lealdade do empregado
Esforço do empregado
Pontos-chaves na administração
da percepção
 Aumentar a frequência de observações e em
situações diferenciadas;
 Procurar um leque amplo de informações;
 Tentar enxergar a situação como outros o fariam
(empatia);
 Estar consciente das distorções perceptivas;
 Quanto melhor a compreensão de mim mesmo,
maior a possibilidade de compreensão do outro.
 Interatividade
Cenas do próximo capitulo...

OBRIGADA!!!!!!!