Você está na página 1de 22

Centro Educacional de Barretos

Resolução de Exercícios

Disciplina: Termodinâmica Aplicada à Engenharia

Prof ME: Vicente de Paula Gonçalves Junior

Barretos
2020
Ex 1: Um gás contido em um conjunto cilindro pistão, com 0,250 Kg de massa,
passa por um processo a pressão constante de 5bar, iniciando em v1= 0,2 m³/kg.
Considere que o trabalho é de -15 KJ. Seguindo esses dados calcule o volume
final v2?
Resolução: m= 250Kg, P= 5bar, v1= 0,2 m³/kg, w= - 15KJ

 
Partindo:
𝑤=∫ 𝑃 𝑑𝑣
  𝑣2

Inserindo os limites : 𝑤 =∫ 𝑃 𝑑𝑣
𝑣1

Barretos
2020
  𝑉
𝑣 𝑒𝑠𝑝 =
Resolução: m= 250Kg, P= 5bar, v1= 0,2 m³/kg, w=- 15KJ 𝑀

 
Partindo: 𝑤=∫ 𝑃 𝑑𝑣  
¿
  𝑣2

Inserindo os limites 𝑤: = ∫ 𝑃 𝑑𝑣
𝑣1
  +
Integrando de V1 a V2:  
¿ 𝑉 =0,02 𝑚 ³
 

Lembrando que na V2<V1 Oque acontece com a pressão?


equação do trabalho ela
está expressa em termos
de Volume, e no exercício
foi dado volume
específico P2>P1
Barretos
2020
Ex 2: Um gás é comprimido de V1=0,3m³ a P1= 1bar até V2=0,1m³ e P2=3bar. A
pressão e o volume possuem uma relação linear durante o processo. Seguindo
essas configuração calcule o trabalho realizado pelo ciclo.

Resolução: V1= 0,3m³, P1= 1bar, V2= 0,1 m³/kg, P2= 3bar

Partindo: Relação linear entre Pressão e Volume, então utilizaremos a equação da reta

 Equação da reta : sendo B: Coeficiente angular da reta

 Substituindo as variáveis : P

Barretos
2020
Resolução: V1= 0,3m³, P1= 1bar, V2= 0,1 m³/kg, P2= 3bar
Partindo: Relação linear entre Pressão e Volume, então utilizaremos a equação da reta

 Equação da reta : sendo B: Coeficiente angular da reta

 Substituindo as variáveis : P

 Calculando o coeficiente angular da reta : ,

Vamos avaliar um ponto da reta, analisando o ponto 1 em que a P=1bar e V=0,3m³, substituindo na equação
  Barretos
2020
Partindo: Relação linear entre Pressão e Volume, então utilizaremos a equação da reta

 Equação da reta : sendo B: Coeficiente angular da reta


 Substituindo as variáveis : P
 Calculando o coeficiente angular da reta : ,

Vamos avaliar um ponto da reta, analisando o ponto 1 em que a P=1bar e V=0,3m³, substituindo na equação
 

 Da equação :

Agora temos as variáveis da função pressão


A= 4Bar e B= -10 bar/m³

Barretos
2020
Agora temos as variáveis da função pressão
A= 4Bar e B= -10 bar/m³

 
P Função Linear da pressão P=4 -10V

 Agora Partindo do conceito :

 Substituindo a função pressão na equação acima:

 
 Integrando temos: 

Barretos
2020
  10 𝑉 2
𝑤=4 𝑉 −
2

 Substituindo os limites entre V2 e V1 temos:

Barretos
2020
 Meios de transferência de Energia
 Lei de Fourier

 Condução

Barretos
2020
 Meios de transferência de Energia

 Convecção  Lei de Resfriamento de Newton

  ¿

Sendo:
h= Kw/m²K

Barretos
2020
 Radiação

 Radiação  Fluxo por Radiação

 𝑄=Ԑ ∗𝛔 ∗ 𝐴 ∗𝑇 4 )

 Sendo:
Emissividade= 0 à 1
= Constante de Stefan – Boltzman = 5,67.10^8 w/m²k^4

Barretos
2020
 1 Lei da Termodinâmica

Variação de Energia do sistema


 Conservação da energia

 𝑑𝐸=𝑄 −𝑊
Trabalho

Calor

dE = energia interna + energia cinética + energia potência

2
Tabelado  𝑚 𝑣 g.h
2
Barretos
2020
 Exercício: Durante um processo em regime permanente uma caixa de redução recebe 60 KW através do eixo
de saída. Considerando a caixa de redução como o sistema e para tirar o redutor da inércia o redutor libera
energia (calor) para o meio. Seguindo os dados abaixo calcule a potência do eixo de saída. Dados: h= 0,171
KW/m²K, A= 1,0 m², Ts = 300K e Text= 293 K

Barretos
2020
 Exercício: Durante um processo em regime permanente uma caixa de redução recebe 60 KW através do eixo
de saída. Considerando a caixa de redução como o sistema e para tirar o redutor da inércia o redutor libera
energia (calor) para o meio. Seguindo os dados abaixo calcule a potência do eixo de saída. Dados: h= 0,171
KW/m²K, A= 1,0 m², Ts = 300K e Text= 293 K

RP: 0
  𝑑𝐸 ˙
=𝑄 − 𝑊
˙ 𝑄=
˙ 𝑊 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙
  ˙ 𝑊𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙=
  ˙ 𝑊 𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎+𝑊𝑠𝑎𝑖𝑑𝑎
˙
𝑑𝑡
𝑄=
˙ 𝑊 𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎+𝑊𝑠𝑎𝑖𝑑𝑎
  ˙

𝑊𝑠𝑎í˙ 𝑑𝑎=𝑄 −𝑊𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎


  ˙

Barretos
2020
 Exercício: Durante um processo em regime permanente uma caixa de redução recebe 60 KW através do eixo
de saída. Considerando a caixa de redução como o sistema e para tirar o redutor da inércia o redutor libera
energia (calor) para o meio. Seguindo os dados abaixo calcule a potência do eixo de saída. Dados: h= 0,171
KW/m²K, A= 1,0 m², Ts = 300K e Text= 293 K

𝑊𝑠𝑎í˙ 𝑑𝑎=𝑄 −𝑊𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎


  ˙ Q????  
¿
 
¿
Q= 1,197 KW

Convenção de sinal para efeitos de cálculo: Calor saindo do sistema negativo e trabalho Entrando no sistema positivo

Q= 1,197 KW
Barretos
2020
 Exercício: Durante um processo em regime permanente uma caixa de redução recebe 60 KW através do eixo
de saída. Considerando a caixa de redução como o sistema e para tirar o redutor da inércia o redutor libera
energia (calor) para o meio. Seguindo os dados abaixo calcule a potência do eixo de saída. Dados: h= 0,171
KW/m²K, A= 1,0 m², Ts = 300K e Text= 293 K

Convenção de sinal para efeitos de cálculo: Calor saindo do sistema negativo e trabalho Entrando no sistema positivo

Q= -1,197 KW Wentra = 60KW

𝑊𝑠𝑎í˙ 𝑑𝑎=𝑄 −𝑊𝑒𝑛𝑡𝑟𝑎𝑑𝑎


  ˙
𝑊𝑠𝑎í
  ˙ 𝑑𝑎=1,197 𝐾𝑊˙ − 60 𝐾𝑊

𝑊𝑠𝑎í˙ 𝑑𝑎=58,803˙ 𝐾𝑊
  2%

Barretos
2020
 Exercício: Um chip de silício medindo 5mm de lado e 1mm de espessura está inserido em substrato
cerâmico. Em regime permanente o chip tem a potência elétrica de entrada de 0,225 w. A superfície do chip
está exposta a um refrigerante cuja temperatura é de 20ºC. Se a transferência de calor por condução for
desprezível, determine a temperatura na superfície do chip. Dados: h= 150 w/m²K

Convenção de sinal para efeitos de cálculo: Calor saindo do sistema negativo e trabalho Entrando no sistema positivo

  𝑄
 
¿ h∗ 𝐴
+𝑇 𝑎𝑚𝑏 =𝑇 𝑐h𝑖𝑝

RP:0
  𝑑𝐸 ˙
=𝑄 − 𝑊
˙ 𝑄=
˙ 𝑊 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙 =0,225
  ˙ 𝑤
𝑑𝑡

Barretos
2020
 Exercício: Um chip de silício medindo 5mm de lado e 1mm de espessura está inserido em substrato
cerâmico. Em regime permanente o chip tem a potência elétrica de entrada de 0,225 w. A superfície do chip
está exposta a um refrigerante cuja temperatura é de 20ºC. Se a transferência de calor por condução for
desprezível, determine a temperatura na superfície do chip. Dados: h= 150 w/m²K

Convenção de sinal para efeitos de cálculo: Calor saindo do sistema negativo e trabalho Entrando no sistema positivo

  𝑄
+𝑇 𝑎𝑚𝑏 =𝑇 𝑐h𝑖𝑝
 
𝑄=
˙ 𝑊 𝑡𝑜𝑡𝑎𝑙=0,225
˙ 𝑤
h∗ 𝐴

  0,225
+293=𝑇 𝑐h𝑖𝑝   353 K=80ºC
( 0,005∗ 0,005 ) ∗150

Barretos
2020
  Exercício: A taxa de transferência de calor entre um motor elétrico e sua vizinhança varia com o tempo
conforme a função a seguir: , sendo t medido em segundos e Q medido em KW. O eixo do motor gira a uma
velocidade constante de W= 100 rad/s e aplica um torque constante de 18 N.m a uma carga externa. Para o
motor represente graficamente Q em função de W e a variação de energia no intervalo de 0 à 120s. O motor
consome uma potência elétrica de entrada constante igual a 2KW

  𝑑𝐸 ˙
=𝑄 − 𝑊
˙ Wtotal = Weixo+Wpot
𝑑𝑡
𝜎 𝐹 .𝑥   𝑀𝑡
 
𝑃=
 
𝑃= 𝑃= 𝐹𝑇 ∗ 𝑉 𝑇
  𝑃=
𝑟
∗ 𝑤 ∗𝑟
𝑡 𝑡

  Peixo
Barretos
2020
  Exercício: A taxa de transferência de calor entre um motor elétrico e sua vizinhança varia com o tempo
conforme a função a seguir: , sendo t medido em segundos e Q medido em KW. O eixo do motor gira a uma
velocidade constante de W= 100 rad/s e aplica um torque constante de 18 N.M a uma carga externa. Para o
motor represente graficamente Q em função de W e a variação de energia no intervalo de 0 à 120s. O motor
consome uma potência elétrica de entrada constante igual a 2KW

  𝑑𝐸 ˙
=𝑄 − 𝑊
˙ Wliq = Wpot+Weixo   Peixo
𝑑𝑡
  Peixo Wliq = 2KW-1,8KW = -0,2 KW

Barretos
2020
  Exercício: A taxa de transferência de calor entre um motor elétrico e sua vizinhança varia com o tempo
conforme a função a seguir: , sendo t medido em segundos e Q medido em KW. O eixo do motor gira a uma
velocidade constante de W= 100 rad/s e aplica um torque constante de 18 N.M a uma carga externa. Para o
motor represente graficamente Q em função de W e a variação de energia no intervalo de 0 à 120s. O motor
consome uma potência elétrica de entrada constante igual a 2KW

 𝑑𝐸
=𝑄
˙ −𝑊
˙   , W=-0,2 KW
𝑑𝑡
  𝑑𝐸
˙
=− 0,2(1− 𝑒
− 0,05 𝑡 ˙
)− (−0,2)
𝑑𝑡
 𝑑𝐸 ˙  𝑑𝐸
˙
=− 0,2(0,2 𝑒¿¿ − 0,05𝑡 )− (−0,2)¿ =(0,2 𝑒¿¿ −˙ 0,05𝑡 )¿
𝑑𝑡 𝑑𝑡

Barretos
2020
  Exercício: A taxa de transferência de calor entre um motor elétrico e sua vizinhança varia com o tempo
conforme a função a seguir: , sendo t medido em segundos e Q medido em KW. O eixo do motor gira a uma
velocidade constante de W= 100 rad/s e aplica um torque constante de 18 N.M a uma carga externa. Para o
motor represente graficamente Q em função de W e a variação de energia no intervalo de 0 à 120s. O motor
consome uma potência elétrica de entrada constante igual a 2KW

120
 𝑑𝐸  
−0,05 𝑡
=(0,2 𝑒¿¿ −˙ 0,05𝑡 )¿   dt 𝑑𝑒= ∫ 0,2 𝑒
( ) 𝑑𝑡
𝑑𝑡 0

  0,2 −0,05 𝑡 𝑑𝑒=4 KW


 
𝑑𝑒= ∗𝑒
−0,05

Barretos
2020