Você está na página 1de 25

Métodos e Técnicas de Pesquisa

Qualitativa Aplicada

Cap.4: Pesquisa Fenomenológica

1
Fenomenologia
3 vertentes

Fenomenologia de Husserl Fenomenologia Sociológica Fenomenologia como Método


de Schutz

2
Fenomenologia de Husserl
• Século XIX: Ciência do ser

• Objetivo: Renovar os métodos utilizados

Métodos Quantitativos

• Utilizada nas artes, religião, direito, ciências sociais, dentre outras

3
Fenomenologia de Husserl

Phainomenon + logos
Aquilo que se mostra a Ciência ou estudo
partir de si mesmo

=
Fenomenologia  Estudo do fenômeno, que se
manifesta ou que se releva por si mesmo

4
Fenomenologia de Husserl
• Como chegar a essência?
Ultrapassar representações, pré-conceitos e pré-reflexões

Intuição
(redução fenomenológica)

5
Fenomenologia de Husserl
• Busca-se o significado das vivências e dos fenômenos vividos pelo ser
humano

Procura-se a
qualidade
diferenciada das
percepções dos
sujeitos sobre suas
experiências

Utilização de entrevistas e abordagem Hermenêutica para compreensão


6
Fenomenologia Sociológica de
Schutz
• Considera o significado presente nos atos (Alfred Schutz)

• Leva em consideração a intersubjetividade (relações sociais)

• “Carrega a bagagem” de experiências que cada um tem

Situações biográficas

7
Fenomenologia Sociológica de
Schutz
• Construtos de primeira potência
- Interpretações realizadas pelo ser humano sobre o meio em que vive
e suas relações sociais

- Aspectos do presente, passado e projeções para o futuro

• Entrevista (análise da fala e interpretações presentes)

8
Fenomenologia como método
• 4 passos fundamentais

1- Colocar entre parênteses (suspender os pressupostos)

2- Intuição (Permanecer aberto aos significados por aqueles que os vivenciaram)

3- Fase análise (classificar e dar sentido)

4- Fase descritiva (após entender, pode descrever)

9
Fenomenologia como método
• Redução fenomenológica: crucial para este método
- Suspensão das racionalidades
- Objetivo de chegar a intuição primitiva

• Relações de causa e efeito não são importantes, mas sim a


compreensão dos sentidos

• Normalmente realizada com poucos sujeitos

10
Percurso metodológico
• 3 etapas (Lindseth e Norberg, 2004)
Leitura Inicial do material

Análise estrutural

Entendimento compreensivo – Descrição da totalidade

11
Cap.5: A postura hermenêutica nas
pesquisas qualitativas

12
Fundamentação teórica
• Origem na palavra grega Hermeneuein

Interpretar e compreender

Hermes (Deus mensageiro)

 Transformação de tudo o que está acima da


compreensão humana

13
Fundamentação teórica
• Século XVII: uso da hermenêutica para interpretação de textos
bíblicos

• Postura Hermenêutica permite a compreensão do outro

“A arte de se colocar no lugar do outro”

“Um caminho para o pensar” (ABISAMARA, 2001)


14
Fundamentação Teórica
• Hermenêutica agrega 3 campos:

Hermenêutica de Validação: Interpreta e atribui significados a partir das


expressões das pessoas

Hermenêutica crítica: Valorização dos significados de acordo com suas


condições históricas

Hermenêutica Filosófica: Encontro entre a parte histórica e as expressões

15
Abordagem da Fenomenologia-
Hermenêutica
• Fundamenta-se na compreensão e interpretação dos fenômenos

Interpretação dos
significados

• Círculo hermenêutico: Compreender e interpretar

16
Abordagem da Fenomenologia-
Hermenêutica
• Esta abordagem pode ser uma forma de analisar os dados de uma
pesquisa

1º passo: Identificar o que é apresentado

2º passo: Interpretação para construção do próprio discurso

17
Hermenêutica Dialética
• Possibilidade de interpretação acompanhada de uma crítica social

• Gadamer: compreensão não é mecânica, mas sim mutável

• Pesquisador deve sempre se atentar aos contextos históricos

Interpretação de novos significados

18
Hermenêutica Dialética
• Elementos importantes:
O pesquisador deve conhecer o contexto estudado

Respeitar o conteúdo do texto

Não buscar uma verdade absoluta no texto, mas uma visão de momento

Interpretação e compreensão bem conduzidas (se colocar no lugar do


sujeito)
19
Hermenêutica Dialética
• Gadamer: 3 conceitos  Círculo Hermenêutico, Diálogo e Fusão de
Horizontes

• Diálogo: “Capacidade de ver o que é questionável”

• Fusão de Horizontes: Visão ampliada, sempre em movimento

* Diálogo aberto na entrevista

20
Hermenêutica Dialética
• Habermas
Crítica da linguagem

Interferência das instituições influencia


a linguagem

21
Procedimentos na Hermenêutica
Dialética
• Exemplo para a EDF: O ser humano no processo saúde-doença

• Recomendações:
1- Pesquisador possui história e interesse em obter informações sobre o fenômeno

2- Depoimentos são importantes, no entanto o essencial é a interpretação

3- Contradições e condicionantes do fenômeno devem ser levadas em conta

4- Toda informação tem origem no contexto social e em experiências vividas

22
Procedimentos na Hermenêutica
Dialética
5- Fala dos sujeitos e recortes de materiais legitimam a interpretação do pesquisador

6- Hermenêutico Dialética é caracterizada pelo caráter interpretativo e de crítica social

7- Todo conteúdo explícito traz um conteúdo implícito

23
Procedimentos na Hermenêutica
Dialética
• Passos metodológicos
- Planejamento da pesquisa
- Instrumento de coleta de informações
- Material para análise
- Preparo para análise das informações
- Categorização (Unidade de significado)
- Análise das categorias (Interpretação)
- Caminhos para superação

24
OBRIGADO!!!

25