Você está na página 1de 22

Abordagem Neoclássica

APO – Administração por Objetivos


Abordagem Neoclássica

 Todas as teorias administrativas assentaram-se na


Teoria Clássica, seja, como ponto de partida, seja como
crítica para tentar uma posição diferente, mas a ela
relacionada intimamente.
Abordagem Neoclássica
 Surgiu no início da década de 50.

 Reafirmação dos clássicos – base fundamental é a


divisão do trabalho.

 É a redenção da Teoria Clássica devidamente


atualizada e redimensionada aos problemas
administrativos atuais.
Abordagem Neoclássica

 a Teoria Neoclássica é exatamente a Teoria Clássica


colocada no figurino das empresas de hoje, dentro
de um ecletismo que aproveita a contribuição de
todas as demais teorias administrativas.

 Principais autores: Peter Drucker, Harold Koontz,


O’Donnell.
Principais características
Neoclássicas:

 Ênfase na prática da administração: busca de resultados


concretos;

 Reafirmação dos postulados clássicos: retomada do material


dos clássicos;

 Os administradores são essenciais a qualquer empresa


dinâmica e bem-sucedida. São homens que devem planejar,
dirigir e controlar as operações do negócio.
Principais características
Neoclássicas: (CONTINUAÇÃO)

 Ênfase nos objetivos e nos resultados: toda organização existe


para alcançar objetivos e produzir resultados; a Teoria
Neoclássica considera os meios na busca da eficiência, mas
enfatiza fortemente os fins e resultados, na busca da eficácia;

 Ênfase nos princípios gerais da administração;

 Ecletismo: absorvem o conteúdo de outras teorias


administrativas.
Administração como Técnica
Social

 Administração consiste em orientar, dirigir e controlar os


esforços de um grupo de indivíduos para um objetivo comum.

 E o bom administrador é aquele que possibilita ao grupo


alcançar seus objetivos com o mínimo de dispêndio de
recursos e de esforço e com menor atrito com outras
atividades.
Aspectos Administrativos comuns
às organizações
 Quanto aos objetivos: as organizações não vivem para si
próprias, mas são meios, são órgãos sociais que visam à
realização de uma tarefa social.

 Quanto à administração: todas as grandes organizações são


diferentes em seus objetivos, seus propósitos, mas são
essencialmente semelhantes na área administrativa.

 Quanto ao desempenho individual: é o campo em que há menor


diferença entre as organizações. O desempenho individual é a
eficácia do pessoal que trabalha dentro das organizações. São os
indivíduos que fazem, decidem e planejam. Cada empresa deve
ser considerada sob o ponto de vista de eficácia e de eficiência,
simultaneamente.
Princípios básicos da Organização

 Divisão do Trabalho: observar os níveis organizacionais;

 Especialização : funções e tarefas específicas;

 Hierarquia;

 Distribuição de autoridade e de responsabilidade.


Centralização X Descentralização

Referem-se aos níveis hierárquicos em que as decisões devem ser


tomadas:

 Com a centralização a autoridade para tomar


decisões fica alocada próximo ao topo da
organização.
 Com a descentralização, a autoridade de tomar
decisões é deslocada para os níveis mais baixos da
organização.
Centralização:
Vantagens X Desvantagens

 Decisões tomadas por quem  Decisões tomadas na cúpula

tem visão global distanciadas dos fatos

 Tomadores de decisão no
 Tomadores de decisão tem menos
contato com as pessoas e situações
topo são mais treinados
 Decisões envolvem pessoas
 Decisões são mais
intermediárias; erro de comunicação
consistentes com objetivos
globais
Descentralização:
Vantagens X Desvantagens
 Decisões tomadas  Maior custo pela exigência de
rapidamente pelos executores melhor seleção e treinamento
das ações dos administradores

 Tomador de decisão tem mais  Os adm. podem defender


informação mais os objetivos
departamentais que os
empresariais
 Participação no processo
decisorial promove motivação
e eleva moral
Funções do Administrador

Para a Teoria Neoclássica as funções do Administrador


correspondem aos elementos da administração, que
Fayol definira no seu tempo, com uma roupagem
atualizada.

 Planejamento: primeira função administrativa por servir de base para as


demais, define os objetivos;
 Organização: divide trabalho, aloca recursos;
 Direção: coordena as pessoas, motiva, orienta;
 Controle: monitora e avalia o desempenho.
Departamentalização
 Divisão dos órgãos em unidades menores.

 Critérios de departamentalização: Funcional, geográfico, produto


ou serviço, clientela,...

 Quase todas as empresas adotam mais de um critério de


departamentalização.
Decorrências da Teoria Neoclássica:
APO
A partir da década de 1950, a Teoria Neoclássica deslocou a
atenção antes fixada nas chamadas "atividades-meio" para os
objetivos ou finalidades da organização.

O enfoque baseado no "processo" e a preocupação maior


com as atividades (meios) passaram a ser substituídos por um
enfoque nos resultados e objetivos alcançados (fins).
 O foco no "como" administrar passou para o "por que" ou
"para que" administrar. A ênfase em fazer corretamente o
trabalho (the best way de Taylor) para alcançar eficiência
passou à ênfase em fazer o trabalho mais relevante aos
objetivos da organização para alcançar eficácia.

 O trabalho passou de um fim em si mesmo para constituir


um meio de obter resultados.

 Sua origem ocorreu em 1954, quando Peter F. Drucker


publicou um livro sobre a Administração por Objetivos, sendo
considerado o pai da APO.
APO

“Método no qual as metas são definidas em conjunto pelo


gerente e subordinado, as responsabilidades são
especificadas para cada um em função dos resultados
esperados, que passam a constituir os padrões de
desempenho sob os quais serão avaliados.”
Idalberto Chiavenato
APO - Funcionamento

 Uma abordagem amigável, democrática e participativa.

 Serve como base para avaliação de desempenho humano,


remuneração flexível e, para a compatibilização entre objetivos
organizacionais e os objetivos individuais das pessoas;

 Gerente e subordinados se reúnem, discutem, negociam e em


conjunto formulam objetivos de desempenho para o
subordinado. Objetivos, metas e resultados são negociados
entre ambos;
APO
 O gerente proporciona apoio, direção e recursos para que se
possa trabalhar eficazmente, orientado para o alcance dos
objetivos propostos.

 O subordinado cobra os meios e recursos visando o


atingimento de metas;

 Avaliação periódica, conjunta dos resultados e do alcance dos


objetivos;

 A partir da avaliação conjunta há uma reavaliação do processo


e dos objetivos, se necessário.
APO: características
 Estabelecimento conjunto de objetivos Gerente e Subordinado;

 Estabelecimento de objetivos para cada departamento ou cargo;

 Interligação entre os objetivos departamentais;

 Ênfase na mensuração e no controle dos resultados;

 Contínua avaliação, revisão dos planos;

 Participação da gerência e apoio do Staff.


APO: estabelecimento de
objetivos
 Permitem o trabalho em equipe e eliminam a tendência ao
egocentrismo;

 Proporcionam uma finalidade comum (diretriz);

 Melhoram as previsões de futuro;

 Devem traduzir as aspirações fundamentais da empresa;

 Devem ser escalonados por importância, relevância ou


prioridade;

 Devem buscar a participação de todos os órgãos da empresa.


APO: considerações Finais

APO não é uma Teoria, mas uma proposta para tornar a


Administração mais participativa;

Deve ter o comprometimento de todos;

Os funcionários devem se sentir parte importante do


processo;

As organizações modernas tendem a trabalhar segundo


aspectos da APO.