Você está na página 1de 12

Perfil do Professor

Universitário no Século XXI


Declaração Mundial sobre Educação Superior no
Século XXI, de 1998
Conferência Mundial sobre Educação Superior - UNESCO, Paris, 9 de outubro de 1998

educar e formar pessoas altamente qualificadas, cidadãs e


cidadãos responsáveis [...] incluindo capacitações profissionais
[...] mediante cursos que se adaptem constantemente às
necessidades presentes e futuras da sociedade”;

“prover oportunidades para a aprendizagem permanente”;

“contribuir na protecção e consolidação dos valores da


sociedade [...] cidadania democrática, [...] perspectivas críticas
e independentes, perspectivas humanistas”;

“implementar a pesquisa em todas as disciplinas [...] a


interdisciplinaridade”;
 “reforçar os vínculos entre a educação superior e o mundo do
trabalho e os outros sectores da sociedade”;

 “novo paradigma de educação superior que tenha seu interesse


centrado no estudante [...] o que exigirá a reforma de currículos,
utilização de novos e apropriados métodos que permitam ir além
do domínio cognitivo das disciplinas”;

 “novos métodos pedagógicos precisam estar associados a novos


métodos avaliativos”;

 “criar novos ambientes de aprendizagem, que vão desde os


serviços de educação a distância até as instituições e sistemas de
educação superior totalmente virtuais”.
“Os docentes da educação superior actualmente
devem estar ocupados sobretudo em ensinar seus
estudantes a aprender e a tomar iniciativas, ao
invés de serem unicamente fontes de
conhecimento. Devem ser tomadas providências
adequadas para pesquisar, actualizar e melhorar
as habilidades pedagógicas, por meio de
programas aprimorados ao desenvolvimento de
pessoal”
Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
NO PROCESSO DE ENSINO:
O professor deve:
 buscar o desenvolvimento da aprendizagem
dos alunos; de aperfeiçoar sua capacidade
de pensar;
 dar um significado para aquilo que era
estudado, de perceber a relação entre o que
o professor tratava em aula e sua actividade
profissional;
 desenvolver a capacidade de construir seu
próprio conhecimento, desde colectar
informações até a produção de um texto que
revele esse conhecimento.
Em suma:
Superando a formação voltada apenas para o
aspecto cognitivo, o que se busca é que o aluno em
seus cursos superiores esteja desenvolvendo
competências e habilidades que se esperam de um
profissional capaz e de um cidadão responsável pelo
desenvolvimento de sua comunidade. Isso fez com
que os planos curriculares integrem actividades
práticas com teorias estudadas e a discussão de
valores éticos, sociais, políticos, económicos e
ambientais.
NO INCENTIVO À PESQUISA:

 A docência em nível de ensino superior do


professor exige antes de mais nada que ele seja
competente em determinada área de
conhecimento
 Exige-se de quem pretende leccionar que seus
conhecimentos e suas práticas profissionais
sejam actualizados constantemente por
intermédio de participações em cursos de
aperfeiçoamento, especializações; em congressos
e simpósios; em intercâmbios com especialistas
 Exige-se ainda de um professor que domine uma
área de conhecimento específico mediante
pesquisa
A DOCÊNCIA EM NÍVEL SUPERIOR EXIGE
UM PROFESSOR COM DOMÍNIO NA ÁREA
PEDAGÓGICA:

O docente universitário deve saber:


 como integrar no processo de aprendizagem
e desenvolvimento cognitivo, afectivo-
emocional, de habilidades e a formação de
atitudes : “como aprender a aprender
permanentemente”
 como desenvolver suas habilidades
humanas e profissionais e seus valores de
profissionais e cidadãos comprometidos com
os problemas e a evolução de sua sociedade.
Nas Universidades devem existir trabalhos
específicos preparados pelos professores para
serem apresentados em congressos e simpósios,
explorando aspectos teóricos, ou relatando
criticamente suas experiências pessoais na área
profissional ou de ensino, ou discutindo novos
aspectos de algum assunto mais actual.
Entendemos por pesquisa a redacção de capítulos
de livros, artigos para revistas especializadas,
Deve estar envolvido em projectos menores
ou maiores, voltados para a produção de
conhecimentos novos, inéditos, ou produção
de tecnologias de ponta que envolvem
recursos e apoios de agências financeiras
nacionais e/ou estrangeiras. Essa produção
científica também enriquecerá o domínio de
conhecimento que se espera de um docente
de ensino superior.
…..Se aceitarmos que a Universidade é a
instituição social por excelência, com maior
capacidade para preservar, expandir e divulgar a
cultura no seu sentido mais amplo, é lógico
esperar que a instituição seja quem cultiva o
conhecimento mais avançado para o serviço e a
preservação da humanidade, da maneira mais
abrangente e inclusiva. Pode dizer-se então que
deve ser defendida com grande força duas
convicções muito relacionadas entre si. A primeira
é que o ensino superior deve ser considerado
como um bem público social que beneficia a
sociedade como um todo, e a segunda é
concernente a promoção de mudanças e não
apenas reagir a novos acontecimientos...
 Díaz-Canel Bermúdez, M. Vicepresidente do Conselho de Ministros de
Cuba. Conferência Inaugural 8vo Congreso Internacional Universidade
2012,
Obrigado