Você está na página 1de 15

Óxidos, Hidróxidos e

Halogenetos

Óxidos

Óxidos são um grupo de minerais que
caracterizam-se pela combinação de oxigénio com
um ou mais metais. O oxigénio encontra-se unido
a um ou vários catiões, dando origem aos óxidos
simples e óxidos múltiplos. São minerais que tem
a tendência de ter dureza e densidade
relativamente alta e ocorrem como minerais
primários acessórios de vários tipos de rochas ou
como grãos resistentes em sedimentos.
Propriedades dos óxidos


As propriedades dos minerais óxidos
estão organizadas por cada mineral.
Entre os óxidos, podemos destacar os
minerais como: hematita, rutilo,
diásporo, epinélio, crisoberilo e
cuprita, que por sua vez podem ser
utilizados como gemas.
Hematita Fe2o3

Fórmula Química: Fe2 O3;
Composição: 70,0% de Fe, 30,0% de O.;
Classe: Trigonal romboédrica;
Hábito: Romboédrico, tabular, granular, laminar, botroidal,
compacto, terroso;
Dureza: 5,5 - 6,5;
Densidade relativa: 4,9 - 5,3;
Brilho: Metálico;
Cor: Vermelho-sangue, cinza metálico a preto;
Traço: vermelho.
Ocorrência
 Ocorre em várias rochas ígneas como granitos, sienitos e em granitos
pegmatóides; em rochas metamórficas, como hematita quartzitos; forma
também massas irregulares, por concentração supergênica.
Rutilo TiO2
 Cristalografia: tetragonal 4/m 2/m 2/m;

 
Polimorfos: Anatásio – tetragonal;
Brookita: ortorrômbico;
 Hábito: prismático;
 Geminação: em joelho é comum;
 Geralmente: cristais finos acicularem;
 Clivagem: {110} distinta;
 Dureza: 6,0 - 6,57;
 Densidade relativa: 4,18 - 4,25;
 Brilho: adamantino a sub-metálico;
 Cor: vermelha, preto a marrom avermelhado;
 Traço: marrom pálido;
 Composição: Ti 60%, O 40%;
 Presença de: Fe2+, Fe3+, Nb e Ta.
Ocorrência
 Esse óxido pode ser encontrado em rochas ricas em Si (granitos, pegmatitos),
Diásporo HAlO2 ou AlO (OH)
 Composição: Óxido de alumínio hidratado,85,0% de Al2O3, 15,0%
de H2O;

 Cristalografia: Ortorrômbico classe Bipiramidal rômbica;
 Hábito: Prismático, acicular, maciço, estalactítico;
 Clivagem: distinta {010};
 Dureza: 6,5 – 7;
 Densidade relativa: 3,3 - 3,5;
 Fractura: Conchoidal;
 Brilho: Lustroso, perláceo a vítreo;
 Cor: Incolor, branco, cinza, marrom, amarela.
Ocorrência
 Ocorre associado ao coríndon, possivelmente por alteração deste;
também, ocorre em depósitos de bauxita. Presente ainda em rochas
calcárias metamorfizadas e em algumas rochas ígneas.
Espinélio MgAl2O4
 Espinélio: 21,3 % de MgO, 78,7% de Al2O3,
 Sistema isométrico 4/m 2/m
 Classe: Hexaoctaédrica; 
 Hábito: geralmente octaédrico; Também granular maciço, grosseiro a
fino;
 Clivagem: partição octaédrica;
 Dureza: 8,0;
 Densidade relativa: 3,6 - 4,4;
 Brilho: resinoso a graxo;
 Cor variável: vermelho, azul, amarela, marrom, preto;
Ocorrência
 Associado aos depósitos de coríndon na Ásia;
 Origem magmática, ocorrendo em rochas básicas a ultrabásicas como
mineral acessório, e em mármores impuros submetidos a metamorfismo
de contacto de alta temperatura.
Crisoberilo BeAl2O4
 Composição: 17,9% de BeO, 80,3% de Al2O3;

 Cristalografia: Ortorrômbico Classe - Bipiramidal rômbico;
 Propriedades Ópticas: Biaxial positivo;
 Hábito: Tabular, pseudo-hexagonal;
 Clivagem: Pouco distinta {011};
 Dureza: 8,5;
 Densidade: relativa - 3,5 - 3,8;
 Fractura: Ausente a conchoidal;
 Brilho: Vítreo a resinoso;
 Cor: Vários tons de verde, amarelo, vermelho, marrom.
Ocorrência
 Encontrado em granitos, pegmatitos e mica xistos, também frequente em
areias de rio.
 Formado por processos pneumatolíticos.
Cuprita CuO2
 Composição: Óxido de cobre. 88,8% de Cu, 8,2% de O.;
 Cristalógrafa: Isométrico;
 Classe: Hexaoctaédrica;

 Propriedades ópticas: Mineral isotrópico;
 Hábito: Maciça ou de cubos, octaedros e mais raramente dodecaedros
modificados.
 Dureza: 3,5 - 4
 Densidade relativa: 5,8 - 6,1
 Brilho: Brilho não-metálico
 Cor: Vermelho a carmim
 Associação: Pode estar associada a malaquita e azurita.
 Propriedades diagnósticas: Traço avermelhado, fusível com chama verde,
solúvel em H2SO4 puro, hábito.
 Ocorrência: Gerado na superfície por alteração de outros minerais de cobre,
especialmente malaquita, azurita, cobre nativo e crisocola.
 Usos: Mineral de minério de Cu de importância secundária, uma vez que não
ocorre em grande quantidade.
Hidróxidos
Hidróxidos são menos duros e densos, e ocorrem como
minerais secundários resultantes da alteração ou meteorizarão

das rochas. Caracterizam-se pela presença do grupo hidroxilo
(OH)- ou de moléculas de água. Caracterizam-se pela
presença do grupo hidroxilo (OH)- ou de moléculas de água
(H2O).
Propriedades
Existem vários hidróxidos na natureza, dentre os quais
podemos destacar o gelo, a forma sólida da água (H2O), o
quartzo que é constituído pelo óxido mais abundante na
Natureza – SiO2 por serem os óxidos mais importantes, mas
ele será tratado na classe dos silicatos, por ter uma estrutura
mais próxima destes.
Gelo
 Gelo é um hidróxido que possui um sistema cristalino hexagonal,
composto por óxido de Hidrogénio, contém uma fractura
conchoidal, tenacidade quebradiço, dureza muito baixa, de 0.92. O

gelo apresenta-se em duas cores: incolor ou branca quando contém
inclusões gasosas, tem brilho aquoso e diafanidade variando de
transparente a translucido.
Aplicação e Utilidade da água.
 os gelos dos polos dão indicações preciosas sobre a história
climática da Terra.
Ocorrência
 Em Moçambique não há depósitos permanentes de gelo. As grandes
massas de gelo ocorrem nos polos e nos glaciares.
Magnetite Fe3O4
 Magnetite é um Hidróxido que possui um sistema cristalino


Cúbico, é composto por Óxido de Ferro férnico Fe3O4,
contém clivagem imperfeita octaédrica, uma fractura
irregular, dureza média, de 6, densidade média, de 6g/cm2,
cor negra de Ferro. Tem brilho metálico e diafinidade opaco.
Aplicação
 Principal minério de ferro.
Ocorrência
 Em Moçambique, a magnetite ocorre em grandes
quantidades na Lupata e em Tete. Os grandes jazigos
mundiais de magnetite encontram-se na Suécia, Noruega,
Roménia e Ucrânia.
Origem do nome
 Possivelmente da localidade de Magnésia, na Macedónia.
Halite NaCl
 Halite é um hidróxido que apresenta um sistema cristalino
cúbico, é composto por Cloreto de Sódio (NaCl), tem uma

dureza muito baixa, de 2.5, Densidade baixa, de 2.16g/cm2.
Aplicação
 Halite é usado na cozinha; na indústria química como fonte de
sódio e cloro; utilizado para espalhar sobre estradas cobertas de
neve.
Ocorrência
 Em Moçambique não há depósitos de halite. Os grandes
depósitos de halite ocorrem na China, ex-URSS, Reino Unido,
Alemanha e Canadá.
Origem do nome
 Do Grego halos = sal.
Fluorite
 Fluorite é um halogeneto que apresenta um sistema cristalino cúbico, é
composto por Fluoreto de Cálcio, tem uma dureza média, densidade baixa,


de 3,18g/cm2, a sua cor varia de incolor, branca, azul, rosa, verde, amarela,
lilás e castanha. Tem risca Branca, brilho vítreo, e a diafinidade variando
de transparente a translúcido.
 O fluorite é fluorescente quando irradiada com luz ultra-violeta.
Aplicação
 A maioria da fluorite é usada na indústria química, no fabrico de ácido
hidroflórico; também se usa no fabrico do vidro, fibra-de-vidro, cerâmica.
 Ocorrência
 Em Moçambique há depósitos de fluorite em Canxixe e Marínguè. Os
grandes depósitos de fluorite ocorrem no Reino Unido, Mongólia, África
do Sul, China, Espanha e Tailândia.
Origem do nome
 Do Latim fluere = fluir, por fundir facilmente.
Obrigado pela
atenção.

Você também pode gostar