Você está na página 1de 67

c  c

    
    c 
Anio Tales Holanda, Bruno Avelino,
Rodrigo Cavalcante
]

m História m Modelos de Serviço


m No Brasil m Arquitetura
m Definição m Segurança
m Grid x Cloud m Eye OS
m Componentes m Dropbox
m Principais Vantagens m Salesforce
m Dificuldades Atuais m Google
A história do surgimento da Computação em Nuvens

—
 
— 

m Na década de 60, ½  


propôs a idéia de
que a computação deveria ser organizada na forma
de um serviço de utilidade pública, em que uma
agência de serviços o disponibilizaria e cobraria uma
taxa para seu uso.
— 
m Em 1999, surge a „  , a qual
foi a pioneira em disponibilizar aplicações
empresariais através da Internet.
m A partir de então, o termo ͞computação
nas nuvens͟ passou a ganhar mais
espaço, e outras empresas também
começaram a investir nessa área, como a
R
 , a  , a  e a .
A evolução da Computação em Nuvens no Brasil

M 

M 
m No Brasil, a tecnologia de computação
em nuvem ainda é muito recente. Os
primeiros testes foram implementados
em 2007, sendo que somente em 2008
começou a ser oferecido comercialmente.
m A empresa ‰  foi a primeira a
desenvolver a tecnologia no Brasil (2002),
batizando-a IUGU.
M 
m A partir de 2009 a
tecnologia evoluiu muito e
sistemas funcionais
desenvolvidos no início da
década, já passam de sua
3ª geração, incorporando
funcionalidades e
utilizando de tecnologias
como Índices Invertidos
(Inverted Index).
O que é Computação em Nuvens?

 M 
 
m A M c  ou c c  é um
modelo de computação em que dados, arquivos e
aplicações residem em servidores físicos ou virtuais,
acessíveis por meio de uma rede em qualquer
dispositivo compatível.
m Inserir vídeo aqui. Ocupar a tela toda com o
vídeo. Nome do Vídeo: ͞O que é Cloud
Computing͟.
Um comparativo entre a Computação em Grid e em Nuvens

{  c
c 
{ !c
!c 
{ c 
Compartilhamento igual Só aloca um recurso por
Alocação de Recursos dos recursos entre os usuário caso ele queira
usuários usá-lo
Esconde a Esconde a
Virtualização heterogeneidade dos heterogeneidade dos
recursos existentes recursos existentes
Usuários usam
Só aceitam aplicações
Plataformas e softwares
que sejam executáveis
Dependências independentes de um
em seu sistema
determinado domínio
O usuário manualmente A escalabilidade é
habilita a escalabilidade automática, requerendo
Escalabilidade através do aumento do uma reconfiguração que
número de nós utilizados seja dinâmica
Virtualização, Serviços Baseados na Internet,
Modelo Pay-Per-Use, Software Livre

c  MM

À " 


m A O 
 diz respeito à criação
de ambientes virtuais, também
conhecidos como máquinas virtuais, a
fim de abstrair as características físicas
do hardware.
m Na computação nas nuvens, os  
   provêem uma rede de serviços
que são utilizados à medida que são
requeridos.
À " 
m A O 
 é o componente
responsável pela característica
dinâmica dos     .
m A escalabilidade está diretamente
relacionada com essa característica: os
recursos são facilmente escaláveis
graças a esse dinamismo.
À " 
m Dois tipos de O 
 devem ser
suportados na computação nas
nuvens:
'    " # permite que um único
servidor físico possa ser tratado como
diversos servidores virtuais;
' c    # permite que múltiplos
servidores físicos possam ser tratados
como um único servidor virtual.

       
m A questão de como fornecer as aplicações e os
recursos para todos os usuários conectados às
nuvens é resolvida através da utilização de
serviços baseados na Internet (do inglês
3    ), ou seja, serviços que
ficam disponíveis pela Internet.
m Muitas organizações empresariais já
utilizavam, e ainda utilizam, aplicações com
interfaces na Internet; direcionadas não só
aos seus consumidores, como também aos
seus funcionários e sócios, por exemplo.

       
m Os serviços que as empresas utilizam em
seu cotidiano, em geral, usam o
protocolo criptografado SSL („ 
„  
), em conjunto com uma
autenticação forte, a fim de garantir a
segurança das comunicações.
m Entretanto, quando se trata de
computação nas nuvens, o assunto deve
ser analisado com um maior cuidado pois
alguns prestadores de serviços, por
exemplo, não oferecem a criptografia dos
dados.
  $
 $%% 
 %%
m A computação nas nuvens trabalha sobre
o modelo Y
Y   (também
conhecido como Y

  ), que
remove o comprometimento, por parte
do usuário, de reservar por uma
quantidade exata de recursos.
m A virtualização é a principal responsável
pela possibilidade de uso desse modelo.
m Uma conseqüência muito importante do
modelo Y
Y   é a redução dos
riscos de subutilização e de saturação.

&  
m O software livre ( Y   )
desempenha um papel muito
importante na computação nas
nuvens.
m Um exemplo claro dessa importância
é o Hadoop, uma implementação de
código aberto do MapReduce.
luais as principais vantagens de utilizar Computação em Nuvens?

 Mc 
ÀM{M

    '
m Na maioria das vezes, o usuário não
precisará mais se ͞adaptar ao meio͟.
m O software deve ser instalado,
configurado e posteriormente
atualizado a cada novo lançamento.
    '
m Os dados podem ser acessados de
qualquer computador que tenha
acesso à Internet.
m Não é mais necessário o pagamento
por uma licença definitiva de um
determinado programa, já que é viável
a tarifação do uso específico do
  .
   À  
m Programas são desenvolvidos, testados
e executados na plataforma de escolha
do vendedor e não do cliente.
m Atualizações e Correções de erro
conseguem ser feitos em minutos,
acelerando o processo.
CaaS, DaaS, IaaS, PaaS e SaaS

 

À 

c
( c   

 


m š uma empresa de soluções


terceirizadas em comunicação,
fornecendo esse tipo de serviço de
computação em nuvem. São
responsáveis pelo o gerenciamento de
hardware e software. Ex.: Locaweb,
Tecla, Rede Host, entre outras.
m Normalmente, o serviço de CaaS é
oferecido como um pacote.
c
( c   

 


m Oferece flexibilidade e escalabilidade


que uma empresa de pequeno ou
médio-porte não são capazes de
bancar.
m Não há risco de que o serviço se torne
obsoleto.
m Eliminam a necessidade de qualquer
investimento de capital em
infraestrutura.

(      

     


m Oferece flexibilidade e escalabilidade


que uma empresa de pequeno ou
médio-porte não são capazes de
bancar.
m Não há risco de que o serviço se torne
obsoleto.
m Eliminam a necessidade de qualquer
investimento de capital em
infraestrutura.

(      

     


m Modelo de cópia compartilhada: uma


mesma cópia residente na nuvem é
compartilhada por vários clientes,
embora cada um possua seu próprio
espaço de dados (tabelas);
m Modelo de cópia exclusiva: cada
cliente tem sua própria cópia do
software de banco de dados.

(      

     


m Oferece flexibilidade para


desenvolvimento e teste, sem ter que
esperar por dias ou semanas para ter o
ambiente disponibilizado.
m 20% dos dados das empresas são
realmente ativos, o restante são
acessados com pouca ou nenhuma
fequência. Custo menor do que fosse
mantidos nos discos da empresa.
m Uso para backup devido ao custo do
armazenamento.

(    
 




m š a entrega da infraestrutura de
computação. como um serviço em um
ambiente típico de plataforma virtualizada.
m Ao invés de adquirir espaço em datacenter,
servidores, software, equipamento de rede,
etc, clientes da IaaS essencialmente alugam
estes recursos como um serviço terceirizado
completo.

(    
 




m O serviço é cobrado em uma base de


serviços prestados e consumidos pelo
cliente ao mês;
m O cliente somente paga por aquilo que
consumir de recursos;
m Redução de tempo, custos e complexidade
em adição a novos recursos ou capacidades.

(      

    


m Plataformas para a construção e


implementação de práticas de aplicações
baseadas na rede;
m Cria todas as facilidades requeridas para
suportar um completo ciclo de vida de
aplicações web e de serviços disponíveis
para a Internet;

(      

    


m Não necessita que haja downloads


ou instalações a serem realizadas
por desenvolvedores, gerentes de TI ou
usuários finais;
m Ao contrário do modelo IaaS,
os desenvolvedores do modelo PaaS se
preocupam somente com o
desenvolvimento baseado na web e
geralmente não atentam para qual sistema
operacional é usado;

(      

    


m Permite que usuários foquem seus esforços


em inovação ao invés de um infraestrutura
complexa;
m Agora, desenvolvedores do mundo inteiro
podem acessar ilimitadamente o poder da
computação;
m lualquer um com conexão à Internet pode
construir um aplicativo poderoso e pode
difundi-lo para usuários globalmente.


(
&    


&    


m Tem a distribuição de aplicativos por um


serviço conectado à web, hospedados em
um servidor;
m Está se tornando um modelo dominante na
entrega de tecnologias suportadas pela web
e orientadas por uma arquitetura madura;
m š um modelo cada vez mais popular e está
associado à condição de assinatura de uma
licença.


(
&    


&    


m Os aplicativos dos softwares são


comercializados e entregues por meio da
Internet;
m Possui vantagens e funcionalidades
aos clientes corporativos por seu caráter de
baixo custo, permitindo que estes clientes
obtenham benefícios sem que haja custos e
complicações internas na instalação,
gerenciamento, suporte e compra de
licenças;


(
&    


&    


m Um grande número de companhias querem


utilizar o modelo SaaS para aplicações
corporativas assim como no gerenciamento
do relações com seus clientes
m Atualizações automáticas e gerenciamento
fragmentado de serviços
m Compatibilidade de dados por toda a
empresa (todos os usuários possuem a
mesma versão de software)
š seguro utilizar Computação nas Nuvens?

{M

 

m Recentemente foi criada uma associação


chamada c „ R , o qual
produziu o relatório ͞Security Guidance for
Critical Areas of Focus in Cloud Computing͟
(versão v2.1).
m O relatório é um work-in-progress, pois
Cloud Computing ainda é um conceito e um
modelo computacional em evolução.

 

m O relatório começa com um nivelamento


dos aspectos conceituais da computação em
nuvem, seus modelos de serviço
(Infrastruture-as-a-Service, Platform-as-a-
Service e Software-as-a-Service) e de
entrega (public ou private clouds).

 

m A partir daí descreve os aspectos críticos


que se relacionam com segurança, divididos
basicamente em dois domínios: o domínio
da governança (incluindo fatores como
riscos, compliance, auditoria,
interoperablidade entre nuvens e assim por
diante) e operacional, que inclui variáveis
como operação do data center em cloud,
continuidade do negócio, gerenciamento de
identidades de acesso, virtualização, etc.
Um sistema operacional nas nuvens

)

Seus dados em todo lugar

 
m Vídeo do DROPBOX aqui!
Sua empresa nas nuvens


 c
m Vídeo do SALESFORCE aqui!
O Chuck Norris das nuvens

{ {
luais as dificuldades encontradas atualmente?

  c


    
m Os problemas de instabilidade dos
serviços atuais aumentam mais uma
barreira à adoção em massa destes
serviços.
' Internet: penetração, qualidade e velocidade
de conexão;
' lueda de paradigma: não ter os programas
na instalados na máquina e acessá-los
somente online;
' A confiabilidade: estarão os serviços e dados
disponíveis que precisarmos deles? Estarão
meus dados seguros em servidores alheios?
http://pt.wikipedia.org/wiki/Computa%C3%A7%C3%A3o_em_nuvem
http://blogs.msdn.com/b/wcamb/archive/2010/05/07/computa-o-em-
nuvem-algumas-perguntas-sobre-desafios-em-projetos.aspx
http://www.slideshare.net/corelio/computao-nas-nuvens
http://www.gta.ufrj.br/grad/10_1/nuvem/vantagens
http://flaviomoraes.wordpress.com/
http://softwarelivre.org/felipemax/blog/o-iniciante-o-que-e-
computacao-nas-nuvens
http://www.gta.ufrj.br/ensino/eel879/trabalhos_v1_2009_2/seabra/c
omponentes.html#virtualizacao